SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA ESTADUAL  12 DE ABRIL  "Os computadores possibilitam representar e testar idéias ou hipóteses, que levam à criação de um mundo abstrato e simbólico, ao mesmo tempo que introduzem diferentes formas de atração e de interação entre as pessoas. Essas novas relações, além de envolverem a racionalidade técnico-operatória e lógico-formal, ampliam a compreensão sobre aspectos sócio-afetivos e tornam evidentes fatores pedagógicos, psicológicos, sociológicos e epistemológicos." (ProInfo: Informática e Formação de Professores, 2000)    Alunos: de 7ª e 8ª série  Professora: Maria da Luz Almeida da Silva TERRA NOVA DO NORTE-MT JULHO/NOVEMBRO _ 2007   PROJETO  AQUARELA  DO  BRASIL  2
I - Identificação:  1.Título do projeto: Aquarela do Brasil 2. Tema: A arte de ler, escrever e interpretar. 3. Autores: Professora Maria da Luz Almeida da Silva e alunos da Sala de Recurso de 5ª a 8ª  do Ensino Fundamental. 4. Orientadora: Maria da Luz Almeida da Silva – Professora Dinamizadoras:  Erotildes Cristina e Evely. 5. Parcerias: Equipe NTE – Terra Nova do Norte, Direção e Coordenação da Escola Estadual 12 de Abril 6. Unidade Escolar: Escola Estadual 12 de Abril 7. Série: 5ª a 8ª do Ensino Fundamental. 8. Turma: Única  Nº de alunos 17  9. Turno: Matutino e Vespertino 10. Período: 27/07 a 29/11/2007.  
II - Justificativa: "Os estudantes jovens e adultos provenientes das camadas de menor poder aquisitivo dificilmente têm acesso, depois de alfabetizados, a uma grande variedade de livros ou textos literários, seja por desconhecimento da multiplicidade de gêneros, seja por impossibilidade financeira de adquirir as obras. Portanto a escola é um ambiente privilegiado, muitas vezes o único para que o aluno entre em contato com a dimensidade de textos escritos na nossa cultura" (Salto para o Futuro: Educação de Jovens e Adultos, 100, pág 42) Grandes são as dificuldades encontradas  pelos alunos que freqüentam a Sala de Recurso estão desmotivados, desanimados, então partindo desta necessidade de criar novas experiências e aproveitando o Projeto “Aquarela” realizado no 1° semestre deste ano resolvi dar continuidade, porém utilizando outros textos bem como a música para “Aquarela do Brasil”.     
Foi pensando em reverter esta situação, seguindo orientações de ações pré-estabelecidas no PPP da Escola que, decidimos propor a realização de um projeto capaz de envolver alunos e professores, proporcionando métodos e dinâmicas diferenciados do cotidiano dos alunos. Além disso, os alunos não gostam de ler e escrever. Recebemos, muitas vezes, alunos despreparados e aparentemente desestimulados a fazerem uma leitura ou em produzirem um texto.  Para que assim, possam sair da rotina, tão característica das aulas atuais, tornando-as mais interessantes, prazerosas e aptas o suficiente para concretizar nossas metas e melhoria do aprendizado.
III - Objetivos:  Desenvolver o gosto pela linguagem poética e pelo belo;  Identificar a estrutura de um poema;  Desenvolver a confiança necessária ao trabalho de criação e autoria de textos diversos;  Desenvolver a habilidade de trabalhar em parcerias ( trabalhos de grupo);  Incentivar e desenvolver hábitos de leitura por prazer;  Produzir diversos tipos de textos ( poesia contos, fábulas, histórias);  Propiciar aos alunos contato com obras literárias;  Criar e reproduzir textos lidos;  Possibilitar que os alunos conheçam e trabalhem com diversos textos poéticos;
Conhecer novas histórias lendo ou assistindo a filmes;  Produzir textos através de histórias mudas;  Aprender e produzir uma história em quadrinhos;  Produzir e apresentar peças teatrais;  Fazer exposições dos textos produzidos;  Montar livro individual e coletivo;  Criar um livro virtual no Programa Power Point;  Fazer poesias utilizando os recursos do aplicativo Word;  Ler histórias infantis pela Internet;  Pesquisar via Internet as dúvidas apresentadas;  Buscar parceria com a professora  Dinamizadora para pesquisas.
IV –  Problematização           Dúvidas           Como escrever  textos diversos, músicas e poemas?           Que tipo de texto é esse?           Como e para que eles servem?           É possível descobrir o ciclo vital de qualquer ser vivo?           Como pontuar e acentuar direito?           Como escrever certo?           Como fazer rimas e poesias?           Como aprender a escrever palavras difíceis?           Como as poesias são feitas?           Como usar os parágrafos?           Certezas    
      Temos dificuldades na leitura e interpretação de textos. ·        Não sabemos escrever textos com intenções definidas . ·        Sabemos escrever bilhetes,  textos informais e cartas. ·        Temos dificuldades na pontuação. ·        A leitura é importante para criar textos. ·        A poesia mexe com o sentimento das pessoas.  
          Disciplinas envolvidas:             Português, Artes, Ciências  e História e Geografia.
V  -  Recursos necessários:     Papel bobina, camurça, folha chamex, lápis, lápis de cor, cola glitter, giz de cera, cartolina, tesoura, cola, fita adesiva, aparelho de som, CD, vídeo cassete, fita de vídeo, computador, Internet, poesias e musicas  de diversos autores, livros de literatura, textos variados, impressora.
VI - Metodologia: Iniciaremos o nosso projeto com os textos para trabalhar em sala. Seguida o roteiro planejado, faremos o levantamos das dúvidas e certezas. Partindo dos questionamentos e anseios dos alunos, a professora orientadora do projeto e a dinamizadora, Reestruturaram as ações já planejadas a serem desenvolvidas durante a realização do projeto, fizeram a adequação dos conteúdos a serem trabalhados de acordo com o currículo de 5ª a 8ª série. Consultaram o livro didático - verificando como ele também poderia ser utilizado e propuseram novas ações a serem realizadas. As seguintes ações foram planejadas para serem desenvolvidas durante todo o projeto, podendo ser modificadas sempre que houver necessidades.      1º - Leitura individual e em grupo de poemas e músicas : Retirados de livros de Língua Portuguesa. Atividades explorando a linguagem coloquial, regional e culta padrão, e também comparações entre os títulos dos poemas apresentados, assim como sua estrutura.      2º - Leitura e declamação do poema Paraíso, de José Paulo Paes, do livro Poemas para Brincar. Através dele realizaremos atividades para sanar dúvidas existentes sobre a distinção de poemas e poesias, sobre a estrutura dos textos poéticos, além de introduzir o estudo das rimas, versos, estrofes etc...    
3º - Leitura, Interpretação e canto da música “A casa”, de Vinícius de Morais. E leitura, interpretação e declamação do poema ‘A casa e seu dono’. Exploraremos por meio dos textos as diferentes formas de se escrever poemas, as diferenças entre outros tipos de textos e a fixação de rimas. Em seqüência, os alunos farão um texto descrevendo como é sua casa e as semelhanças e diferença entre a dele e a do poema de Vinícius de Morais. Para finalizar esta etapa, solicitaremos a criação de um poema com o tema que desejarem.      4º - Leitura, Interpretação e canto da música “Aquarela Brasileira” de Silas de Oliveira. Para sensibilizar a imaginação dos alunos, mostrando-os a simplicidade de se fazer Arte. Por terem gostado da música e da mensagem que ela lhes passou, o nome do projeto também ficou definido como Aquarela.      5º - Uso da Internet, no site:  http://www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br/ .  Neste site os alunos conhecerão um pouco mais sobre os trava-línguas, as parlendas, lendas e ditados e frases populares. E selecionarão duas parlendas a serem apresentadas. Explorando a língua portuguesa,  História e Geografia,  sobre o Folclore Brasileiro .
6º - A fim de sanar mais uma dúvida (como aprender a escrever palavras difíceis?), utilizaremos O Poema o “Cravo Brigou com a Rosa”, para explicações sobre os encontros vocálicos.  Escolheremos dois alunos para dramatizarem o cravo e a rosa, no momento em que os demais alunos estiverem cantando.  7º - Distribuição em classe de textos variados, com o objetivo de monitorar a leitura individual e coletiva, possibilitando, aos alunos, uma melhora significativa. Interpretação e Ensino da gramática aliada aos textos selecionados. Será feitos o estudo dos substantivos, simples, compostos e coletivos, fonemas e letras, dígrafos, hiato e tritongo, encontros consonantais e vocálicos. Todos os conceitos e exemplos a serem trabalhados serão retirados destes textos, pelos alunos com auxilio do professor.    
8º - Uso do livro didático para conceituar o que é uma narrativa e quais seus elementos. Utilização de uma história muda, existente no mesmo livro, para se trabalhar a produção de uma narrativa.      9º - Uso de DVD.  Após assistirem, o aluno, com o auxilio da professora de Língua Portuguesa, identificarão os elementos da narrativa: personagens, tempo, espaço, narrador de 1ª e 3ª pessoa. E em seguida farão sua própria narrativa. 10º-Uso da Internet no site:  http://www.mundodehistorias.hpg.ig.com.br/ . Os alunos escolherão uma história para lerem e posteriormente, em sala, também farão coletivamente, uma outra narrativa.
11º  - Uso do livro didático para conceituar o que é uma descrição e quais são suas características principais. Após a leitura e explicação do conteúdo, o professor solicitará aos alunos que descrevam um objeto e depois, que descrevam uma pessoa. E através da descrição desta pessoa, eles produzirão uma história.      12º - A música “O ABC do sertão”, de Zé Dantas e Luiz Gonzaga, será lido, interpretado, declamado, cantado e utilizado na introdução do estudo sobre a tonicidade das palavras.  O estudo do conteúdo visará sanar dúvidas existentes dos alunos sobre acentuação das palavras e cumprimento do currículo. Posteriormente, se fará a fixação do conteúdo através de atividades.      13º - Utilização do aplicativo Word na criação, ilustração, correção, leitura e de um poema feito por cada aluno.      14º - Produção de uma história coletivamente. A professora desenhará no quadro desenhos em seqüência, e em seguida, todos os alunos interpretarão para que seja feita uma história oral, com todos da classe. 15º - Leitura, interpretação e produção de cartas enigmáticas.
16º - Utilização do aplicativo Power Point e Paint na criação de cartas enigmáticas. Os alunos auxiliados pela dinamizadora e professora, utilizarão o ClipArt e Paint para ilustrações, além de colocaram efeitos de animação, como som e movimento no texto e desenhos. 17º - Trabalho em grupo. A professora  distribuirá diversas gravuras entre os grupos e solicitará a eles que escrevam as características das ilustrações; reforçando assim o aprendizado sobre os adjetivos. Posteriormente, os alunos farão produções textuais, utilizando os adjetivos retirados das ilustrações. Atividades de fixação. 18º - Produção de histórias em quadrinhos. A apresentação e explicação de histórias em quadrinhos, aos alunos, serão realizadas através do uso do livro didático. Através de produções destas histórias pelos alunos, a professora introduzirá conceitos e exemplos da utilização de parágrafos e dos diálogos. E auxiliará os alunos na montagem de uma história em quadrinhos, reforçando o aprendizado da leitura, interpretação, uso de onomatopéias, ortografia, verbos, diálogos e representação gráfica.   Posteriormente se fará atividades de fixação.
19º - Finalização para o Projeto Aquarela - Os alunos criarão um livro virtual no programa Power Point e por meio deste livro, se trabalhará todos os conteúdos já mencionados, acrescentando-se os tempos verbais e suas conjugações. A prioridade se dará à coerência textual, correção gramatical, criatividade, uso dos recursos tecnológicos disponíveis no programa, ilustrações concernentes aos temas apresentados e explanações claras do trabalho que realizaram. 20º - Finalização Geral com apresentação dos trabalhos a comunidade escolar: “Aquarela do Brasil” e exposição dos trabalhos realizados no Laboratório de Informática Educacional (LIED) e relatos de experiência dos alunos sobre o projeto. Convidaremos os professores participantes, coordenadores, dinamizador, diretoria e equipe do CIEI (Centro de Informática Educativa Inclusiva) – Para assistirem as apresentações finais.
VII – Avaliação     A avaliação escolhida prioriza a observação diária e contínua, e o acompanhamento dos ritmos e processos de aprendizagem dos alunos, dando oportunidades de desenvolver atividades que objetivam resolver suas dúvidas e progredir em seu aprendizado. Selecionamos cinco critérios fundamentais: Interesse, freqüência, participação nas atividades individuais e em grupo, esforço e capacidade de resolução dos problemas encontrados.
BIBLIOGRAFIA   Paes, José Paulo.”Poemas para Brincar” São Paulo: Ática, 1990.   Zé Dantas e Luiz Gonzaga,  “música ABC do Sertão”   Fábulas de Esopo   Viver, Aprender. Volumes 1, 2 e 3  Educação de Jovens e Adultos “livro didático” http://www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br/   http://www.mundodehistorias.hpg.ig.com.br/   www.youtube.com.br
Aquarela Brasileira Fernanda Abreu  //  Composição: Silas de Oliveira Vejam essa maravilha de cenário É um episódio relicário Que o artista num sonho genial Escolheu para este carnaval E o asfalto como passarela Será a tela do Brasil em forma de aquarela Passeando pelas cercanias do Amazonas Conheci vastos seringais   No Pará, a ilha de Marajó E a velha cabana do Timbó Caminhando ainda um pouco maisDeparei com lindos coqueirais Estava no Ceará, terra de Irapuã De Iracema e Tupã  E fiquei radiante de alegria Quando cheguei na Bahia Bahia de Castro Alves, do acarajé Das noites de magia, do candomblé Depois de atravessar as matas do Ipú Assisti em Pernambuco A festa do frevo e do maracatu Brasília tem o seu destaque Na arte, na beleza, arquitetura Feitiço de garoa pela serra São Paulo engrandece a nossa terra Do leste, por todo o Centro-Oeste Tudo é belo e tem lindo matiz No Rio dos sambas e batucadas Dos malandros e mulatas De requebros febris Brasil, essas nossas verdes matas Cachoeiras e cascatas De colorido sutil E este lindo céu azul de anil  Emoldura em aquarela o meu Brasil
ESCOLA ESTADUAL 12 DE ABRIL ALUNO FELIPE DALMOLIN “ 8ª  C” PROF: MARIA DA LUZ ALMEIDA
Vejam essa maravilha de cenário
É um episódio relicário
Que o artista num sonho genial
Escolheu para este carnaval
E o asfalto como passarela
Será a tela do Brasil em forma de aquarela
Passeando pelas cercanias do Amazonas
Conheci vastos seringais
No Pará, a ilha de Marajó
E a velha cabana do Timbó
Caminhando ainda um pouco mais...
Deparei com lindos coqueirais
Estava no Ceará,terra de Irapuã
De Iracema e Tupã
E fiquei radiante de alegria
Quando cheguei na Bahia
Bahia de Castro Alves,do aracajé
Das noites de magia,do candomblé
Depois de atravessar as matas do Ipú
Assisti em Pernambuco a festa do frevo e do maracatu
Brasilia tem o seu destaque Na arte,na beleza arquitetura
Feitiço de garoa pela serra
São Paulo engrandece a nossa terra
Do Leste por todo o Centro-Oeste
Tudo é belo e tem lindo matiz
No Rio dos sambas e batucadas
Dos malandros e mulatas
De requebros febris
Brasil, essas nossas verdes matas
Cachoeiras e cascatas
De colorido sutil
E este lindo céu azul de anil
Emoldura em  aquarela o meu brasil
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Dinapaes
 
Projeto de Leitura - Branca de Neve
Projeto de Leitura - Branca de NeveProjeto de Leitura - Branca de Neve
Projeto de Leitura - Branca de Neve
David M. de Lima
 
Oficina de Poemas
Oficina de PoemasOficina de Poemas
Oficina de Poemas
elzsd
 
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
juniorfuleragem
 
Trilhas pedagógicas correta pronta
Trilhas pedagógicas correta prontaTrilhas pedagógicas correta pronta
Trilhas pedagógicas correta pronta
Tatiana Schiavon
 
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Vândria Regina J C
 
Slides olimpíadas de língua portuguea
Slides  olimpíadas de língua portugueaSlides  olimpíadas de língua portuguea
Slides olimpíadas de língua portuguea
Hilda Pereira Louça carneiro
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Auxiliadora Vasconcelos
 
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
Denise Oliveira
 
Sequencia lilian rosi_glaucia
Sequencia lilian rosi_glauciaSequencia lilian rosi_glaucia
Sequencia lilian rosi_glaucia
Jozi Mares
 
Roda de leitura era uma vez uma bruxa
Roda de leitura era uma vez uma bruxaRoda de leitura era uma vez uma bruxa
Roda de leitura era uma vez uma bruxa
Denise Oliveira
 
Projeto poetas na escola
Projeto poetas na escolaProjeto poetas na escola
Projeto poetas na escola
Eunice Vieira
 
Relatório da sequência didática orient. joziane
Relatório da sequência didática orient. jozianeRelatório da sequência didática orient. joziane
Relatório da sequência didática orient. joziane
Jozi Mares
 
Bom dia todas as cores
Bom dia todas as coresBom dia todas as cores
Bom dia todas as cores
weleslima
 
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
Weruska Dutra
 
Projeto Lendas Urbanas
Projeto Lendas UrbanasProjeto Lendas Urbanas
Projeto Lendas Urbanas
marlenekruger
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
Shirley Costa
 
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/ROPROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
Penha Kiffer
 
5.1 sequência..
5.1 sequência..5.1 sequência..
5.1 sequência..
Andreá Perez Leinat
 
Slide Cida Novo
Slide Cida NovoSlide Cida Novo
Slide Cida Novo
guest5796bc
 

Mais procurados (20)

Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
Projeto Reescrevendo Fábulas e Lendas: Pequenos Leitores, Futuros Escritores.
 
Projeto de Leitura - Branca de Neve
Projeto de Leitura - Branca de NeveProjeto de Leitura - Branca de Neve
Projeto de Leitura - Branca de Neve
 
Oficina de Poemas
Oficina de PoemasOficina de Poemas
Oficina de Poemas
 
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores10 projeto literatura, conecendo os principais autores
10 projeto literatura, conecendo os principais autores
 
Trilhas pedagógicas correta pronta
Trilhas pedagógicas correta prontaTrilhas pedagógicas correta pronta
Trilhas pedagógicas correta pronta
 
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ens...
 
Slides olimpíadas de língua portuguea
Slides  olimpíadas de língua portugueaSlides  olimpíadas de língua portuguea
Slides olimpíadas de língua portuguea
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
 
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
Vivência pedagógica "Estrelinha atrapalhada"
 
Sequencia lilian rosi_glaucia
Sequencia lilian rosi_glauciaSequencia lilian rosi_glaucia
Sequencia lilian rosi_glaucia
 
Roda de leitura era uma vez uma bruxa
Roda de leitura era uma vez uma bruxaRoda de leitura era uma vez uma bruxa
Roda de leitura era uma vez uma bruxa
 
Projeto poetas na escola
Projeto poetas na escolaProjeto poetas na escola
Projeto poetas na escola
 
Relatório da sequência didática orient. joziane
Relatório da sequência didática orient. jozianeRelatório da sequência didática orient. joziane
Relatório da sequência didática orient. joziane
 
Bom dia todas as cores
Bom dia todas as coresBom dia todas as cores
Bom dia todas as cores
 
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
PORTFÓLIO POETA DAS MORENINHAS 1º SEMESTRE DE 2014
 
Projeto Lendas Urbanas
Projeto Lendas UrbanasProjeto Lendas Urbanas
Projeto Lendas Urbanas
 
Projeto literatura infantil
Projeto literatura infantilProjeto literatura infantil
Projeto literatura infantil
 
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/ROPROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
PROJETO: FÁBULAS NA SALA DE AULA - ESCOLA GENIVAL NUNES DA COSTA - VILHENA/RO
 
5.1 sequência..
5.1 sequência..5.1 sequência..
5.1 sequência..
 
Slide Cida Novo
Slide Cida NovoSlide Cida Novo
Slide Cida Novo
 

Destaque

Aquarela
AquarelaAquarela
Aquarela
kikarabbit
 
Projeto Aquarela
Projeto AquarelaProjeto Aquarela
Projeto Aquarela
Eva Ap. de Gois Caio
 
Projeto música aquarela
Projeto música aquarelaProjeto música aquarela
Projeto música aquarela
Graça Sousa
 
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª GecienyAquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Antonio Pinto Pereira
 
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL IIORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
orientadoresdeestudopaic
 
Atividade com a música aquarela ufam simone drumond
Atividade com a música aquarela ufam simone drumondAtividade com a música aquarela ufam simone drumond
Atividade com a música aquarela ufam simone drumond
SimoneHelenDrumond
 
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada GaúchaAquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Fábio Toledo
 
Aquarela
AquarelaAquarela
Aquarela
unam
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de música
Marlene Cunhada
 
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de AlfabetizaçãoApostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
Iolanda Sá
 

Destaque (10)

Aquarela
AquarelaAquarela
Aquarela
 
Projeto Aquarela
Projeto AquarelaProjeto Aquarela
Projeto Aquarela
 
Projeto música aquarela
Projeto música aquarelaProjeto música aquarela
Projeto música aquarela
 
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª GecienyAquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
Aquarela - Toquinho - Escola APP - Prof.ª Gecieny
 
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL IIORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS DO PROFESSOR VOL II
 
Atividade com a música aquarela ufam simone drumond
Atividade com a música aquarela ufam simone drumondAtividade com a música aquarela ufam simone drumond
Atividade com a música aquarela ufam simone drumond
 
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada GaúchaAquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
 
Aquarela
AquarelaAquarela
Aquarela
 
Interpretação de música
Interpretação de músicaInterpretação de música
Interpretação de música
 
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de AlfabetizaçãoApostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
Apostila da Educação Infantil Nível I e II e Ciclo de Alfabetização
 

Semelhante a Apresentação Mara

Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola
Ida Maria Marins
 
Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola
Ida Maria Marins
 
Projeto elania (3
Projeto elania (3Projeto elania (3
Projeto elania (3
elaniasf
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
marcia cristina
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
marcia cristina
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
marcia cristina
 
Projeto generos[1]carol e patric ia
Projeto generos[1]carol e patric iaProjeto generos[1]carol e patric ia
Projeto generos[1]carol e patric ia
Carol Costa
 
Projeto educacional
Projeto educacionalProjeto educacional
Projeto educacional
Claudia Kluge
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
leao162010
 
25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura
SimoneHelenDrumond
 
Mídias na educação - plano de aula
Mídias na educação -   plano de aulaMídias na educação -   plano de aula
Mídias na educação - plano de aula
Conceição Rosa
 
Quem souber que conte outra
Quem souber que conte outraQuem souber que conte outra
Quem souber que conte outra
cassab96
 
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
Gisele Lima
 
Satisfaction
SatisfactionSatisfaction
Satisfaction
Mariana Correia
 
Projeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e RedaçãoProjeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e Redação
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Poesia projeto
Poesia projetoPoesia projeto
Poesia projeto
vanyeroger
 
Projeto leitura- conto de fadas
Projeto leitura- conto de fadasProjeto leitura- conto de fadas
Projeto leitura- conto de fadas
Maria Pacheco Pacheco
 
Projeto leitura - conto de fadas
Projeto leitura - conto de fadasProjeto leitura - conto de fadas
Projeto leitura - conto de fadas
Maria Pacheco Pacheco
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
Maria Pacheco Pacheco
 

Semelhante a Apresentação Mara (20)

Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola
 
Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola Cinema e literatura na escola
Cinema e literatura na escola
 
Projeto elania (3
Projeto elania (3Projeto elania (3
Projeto elania (3
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
 
Apresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um contoApresentação do projeto quem conta um conto
Apresentação do projeto quem conta um conto
 
Projeto generos[1]carol e patric ia
Projeto generos[1]carol e patric iaProjeto generos[1]carol e patric ia
Projeto generos[1]carol e patric ia
 
Projeto educacional
Projeto educacionalProjeto educacional
Projeto educacional
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
 
25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura
 
Mídias na educação - plano de aula
Mídias na educação -   plano de aulaMídias na educação -   plano de aula
Mídias na educação - plano de aula
 
Quem souber que conte outra
Quem souber que conte outraQuem souber que conte outra
Quem souber que conte outra
 
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
Biblioteca escolar e projeto pedagógico: uma proposta de integração em escola...
 
Satisfaction
SatisfactionSatisfaction
Satisfaction
 
Projeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e RedaçãoProjeto de Literatura e Redação
Projeto de Literatura e Redação
 
Poesia projeto
Poesia projetoPoesia projeto
Poesia projeto
 
Projeto leitura- conto de fadas
Projeto leitura- conto de fadasProjeto leitura- conto de fadas
Projeto leitura- conto de fadas
 
Projeto leitura - conto de fadas
Projeto leitura - conto de fadasProjeto leitura - conto de fadas
Projeto leitura - conto de fadas
 
Slide projeto
Slide projetoSlide projeto
Slide projeto
 

Apresentação Mara

  • 1. ESCOLA ESTADUAL 12 DE ABRIL "Os computadores possibilitam representar e testar idéias ou hipóteses, que levam à criação de um mundo abstrato e simbólico, ao mesmo tempo que introduzem diferentes formas de atração e de interação entre as pessoas. Essas novas relações, além de envolverem a racionalidade técnico-operatória e lógico-formal, ampliam a compreensão sobre aspectos sócio-afetivos e tornam evidentes fatores pedagógicos, psicológicos, sociológicos e epistemológicos." (ProInfo: Informática e Formação de Professores, 2000)    Alunos: de 7ª e 8ª série Professora: Maria da Luz Almeida da Silva TERRA NOVA DO NORTE-MT JULHO/NOVEMBRO _ 2007   PROJETO AQUARELA DO BRASIL 2
  • 2. I - Identificação:  1.Título do projeto: Aquarela do Brasil 2. Tema: A arte de ler, escrever e interpretar. 3. Autores: Professora Maria da Luz Almeida da Silva e alunos da Sala de Recurso de 5ª a 8ª do Ensino Fundamental. 4. Orientadora: Maria da Luz Almeida da Silva – Professora Dinamizadoras: Erotildes Cristina e Evely. 5. Parcerias: Equipe NTE – Terra Nova do Norte, Direção e Coordenação da Escola Estadual 12 de Abril 6. Unidade Escolar: Escola Estadual 12 de Abril 7. Série: 5ª a 8ª do Ensino Fundamental. 8. Turma: Única Nº de alunos 17 9. Turno: Matutino e Vespertino 10. Período: 27/07 a 29/11/2007.  
  • 3. II - Justificativa: "Os estudantes jovens e adultos provenientes das camadas de menor poder aquisitivo dificilmente têm acesso, depois de alfabetizados, a uma grande variedade de livros ou textos literários, seja por desconhecimento da multiplicidade de gêneros, seja por impossibilidade financeira de adquirir as obras. Portanto a escola é um ambiente privilegiado, muitas vezes o único para que o aluno entre em contato com a dimensidade de textos escritos na nossa cultura" (Salto para o Futuro: Educação de Jovens e Adultos, 100, pág 42) Grandes são as dificuldades encontradas pelos alunos que freqüentam a Sala de Recurso estão desmotivados, desanimados, então partindo desta necessidade de criar novas experiências e aproveitando o Projeto “Aquarela” realizado no 1° semestre deste ano resolvi dar continuidade, porém utilizando outros textos bem como a música para “Aquarela do Brasil”.    
  • 4. Foi pensando em reverter esta situação, seguindo orientações de ações pré-estabelecidas no PPP da Escola que, decidimos propor a realização de um projeto capaz de envolver alunos e professores, proporcionando métodos e dinâmicas diferenciados do cotidiano dos alunos. Além disso, os alunos não gostam de ler e escrever. Recebemos, muitas vezes, alunos despreparados e aparentemente desestimulados a fazerem uma leitura ou em produzirem um texto. Para que assim, possam sair da rotina, tão característica das aulas atuais, tornando-as mais interessantes, prazerosas e aptas o suficiente para concretizar nossas metas e melhoria do aprendizado.
  • 5. III - Objetivos: Desenvolver o gosto pela linguagem poética e pelo belo; Identificar a estrutura de um poema; Desenvolver a confiança necessária ao trabalho de criação e autoria de textos diversos; Desenvolver a habilidade de trabalhar em parcerias ( trabalhos de grupo); Incentivar e desenvolver hábitos de leitura por prazer; Produzir diversos tipos de textos ( poesia contos, fábulas, histórias); Propiciar aos alunos contato com obras literárias; Criar e reproduzir textos lidos; Possibilitar que os alunos conheçam e trabalhem com diversos textos poéticos;
  • 6. Conhecer novas histórias lendo ou assistindo a filmes; Produzir textos através de histórias mudas; Aprender e produzir uma história em quadrinhos; Produzir e apresentar peças teatrais; Fazer exposições dos textos produzidos; Montar livro individual e coletivo; Criar um livro virtual no Programa Power Point; Fazer poesias utilizando os recursos do aplicativo Word; Ler histórias infantis pela Internet; Pesquisar via Internet as dúvidas apresentadas; Buscar parceria com a professora Dinamizadora para pesquisas.
  • 7. IV – Problematização          Dúvidas          Como escrever textos diversos, músicas e poemas?          Que tipo de texto é esse?          Como e para que eles servem?          É possível descobrir o ciclo vital de qualquer ser vivo?          Como pontuar e acentuar direito?          Como escrever certo?          Como fazer rimas e poesias?          Como aprender a escrever palavras difíceis?          Como as poesias são feitas?          Como usar os parágrafos?          Certezas    
  • 8.      Temos dificuldades na leitura e interpretação de textos. ·        Não sabemos escrever textos com intenções definidas . ·        Sabemos escrever bilhetes, textos informais e cartas. ·        Temos dificuldades na pontuação. ·        A leitura é importante para criar textos. ·        A poesia mexe com o sentimento das pessoas.  
  • 9.          Disciplinas envolvidas:            Português, Artes, Ciências e História e Geografia.
  • 10. V - Recursos necessários:     Papel bobina, camurça, folha chamex, lápis, lápis de cor, cola glitter, giz de cera, cartolina, tesoura, cola, fita adesiva, aparelho de som, CD, vídeo cassete, fita de vídeo, computador, Internet, poesias e musicas de diversos autores, livros de literatura, textos variados, impressora.
  • 11. VI - Metodologia: Iniciaremos o nosso projeto com os textos para trabalhar em sala. Seguida o roteiro planejado, faremos o levantamos das dúvidas e certezas. Partindo dos questionamentos e anseios dos alunos, a professora orientadora do projeto e a dinamizadora, Reestruturaram as ações já planejadas a serem desenvolvidas durante a realização do projeto, fizeram a adequação dos conteúdos a serem trabalhados de acordo com o currículo de 5ª a 8ª série. Consultaram o livro didático - verificando como ele também poderia ser utilizado e propuseram novas ações a serem realizadas. As seguintes ações foram planejadas para serem desenvolvidas durante todo o projeto, podendo ser modificadas sempre que houver necessidades.     1º - Leitura individual e em grupo de poemas e músicas : Retirados de livros de Língua Portuguesa. Atividades explorando a linguagem coloquial, regional e culta padrão, e também comparações entre os títulos dos poemas apresentados, assim como sua estrutura.     2º - Leitura e declamação do poema Paraíso, de José Paulo Paes, do livro Poemas para Brincar. Através dele realizaremos atividades para sanar dúvidas existentes sobre a distinção de poemas e poesias, sobre a estrutura dos textos poéticos, além de introduzir o estudo das rimas, versos, estrofes etc...    
  • 12. 3º - Leitura, Interpretação e canto da música “A casa”, de Vinícius de Morais. E leitura, interpretação e declamação do poema ‘A casa e seu dono’. Exploraremos por meio dos textos as diferentes formas de se escrever poemas, as diferenças entre outros tipos de textos e a fixação de rimas. Em seqüência, os alunos farão um texto descrevendo como é sua casa e as semelhanças e diferença entre a dele e a do poema de Vinícius de Morais. Para finalizar esta etapa, solicitaremos a criação de um poema com o tema que desejarem.     4º - Leitura, Interpretação e canto da música “Aquarela Brasileira” de Silas de Oliveira. Para sensibilizar a imaginação dos alunos, mostrando-os a simplicidade de se fazer Arte. Por terem gostado da música e da mensagem que ela lhes passou, o nome do projeto também ficou definido como Aquarela.     5º - Uso da Internet, no site: http://www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br/ . Neste site os alunos conhecerão um pouco mais sobre os trava-línguas, as parlendas, lendas e ditados e frases populares. E selecionarão duas parlendas a serem apresentadas. Explorando a língua portuguesa, História e Geografia, sobre o Folclore Brasileiro .
  • 13. 6º - A fim de sanar mais uma dúvida (como aprender a escrever palavras difíceis?), utilizaremos O Poema o “Cravo Brigou com a Rosa”, para explicações sobre os encontros vocálicos. Escolheremos dois alunos para dramatizarem o cravo e a rosa, no momento em que os demais alunos estiverem cantando. 7º - Distribuição em classe de textos variados, com o objetivo de monitorar a leitura individual e coletiva, possibilitando, aos alunos, uma melhora significativa. Interpretação e Ensino da gramática aliada aos textos selecionados. Será feitos o estudo dos substantivos, simples, compostos e coletivos, fonemas e letras, dígrafos, hiato e tritongo, encontros consonantais e vocálicos. Todos os conceitos e exemplos a serem trabalhados serão retirados destes textos, pelos alunos com auxilio do professor.    
  • 14. 8º - Uso do livro didático para conceituar o que é uma narrativa e quais seus elementos. Utilização de uma história muda, existente no mesmo livro, para se trabalhar a produção de uma narrativa.     9º - Uso de DVD. Após assistirem, o aluno, com o auxilio da professora de Língua Portuguesa, identificarão os elementos da narrativa: personagens, tempo, espaço, narrador de 1ª e 3ª pessoa. E em seguida farão sua própria narrativa. 10º-Uso da Internet no site: http://www.mundodehistorias.hpg.ig.com.br/ . Os alunos escolherão uma história para lerem e posteriormente, em sala, também farão coletivamente, uma outra narrativa.
  • 15. 11º - Uso do livro didático para conceituar o que é uma descrição e quais são suas características principais. Após a leitura e explicação do conteúdo, o professor solicitará aos alunos que descrevam um objeto e depois, que descrevam uma pessoa. E através da descrição desta pessoa, eles produzirão uma história.     12º - A música “O ABC do sertão”, de Zé Dantas e Luiz Gonzaga, será lido, interpretado, declamado, cantado e utilizado na introdução do estudo sobre a tonicidade das palavras. O estudo do conteúdo visará sanar dúvidas existentes dos alunos sobre acentuação das palavras e cumprimento do currículo. Posteriormente, se fará a fixação do conteúdo através de atividades.     13º - Utilização do aplicativo Word na criação, ilustração, correção, leitura e de um poema feito por cada aluno.     14º - Produção de uma história coletivamente. A professora desenhará no quadro desenhos em seqüência, e em seguida, todos os alunos interpretarão para que seja feita uma história oral, com todos da classe. 15º - Leitura, interpretação e produção de cartas enigmáticas.
  • 16. 16º - Utilização do aplicativo Power Point e Paint na criação de cartas enigmáticas. Os alunos auxiliados pela dinamizadora e professora, utilizarão o ClipArt e Paint para ilustrações, além de colocaram efeitos de animação, como som e movimento no texto e desenhos. 17º - Trabalho em grupo. A professora distribuirá diversas gravuras entre os grupos e solicitará a eles que escrevam as características das ilustrações; reforçando assim o aprendizado sobre os adjetivos. Posteriormente, os alunos farão produções textuais, utilizando os adjetivos retirados das ilustrações. Atividades de fixação. 18º - Produção de histórias em quadrinhos. A apresentação e explicação de histórias em quadrinhos, aos alunos, serão realizadas através do uso do livro didático. Através de produções destas histórias pelos alunos, a professora introduzirá conceitos e exemplos da utilização de parágrafos e dos diálogos. E auxiliará os alunos na montagem de uma história em quadrinhos, reforçando o aprendizado da leitura, interpretação, uso de onomatopéias, ortografia, verbos, diálogos e representação gráfica.   Posteriormente se fará atividades de fixação.
  • 17. 19º - Finalização para o Projeto Aquarela - Os alunos criarão um livro virtual no programa Power Point e por meio deste livro, se trabalhará todos os conteúdos já mencionados, acrescentando-se os tempos verbais e suas conjugações. A prioridade se dará à coerência textual, correção gramatical, criatividade, uso dos recursos tecnológicos disponíveis no programa, ilustrações concernentes aos temas apresentados e explanações claras do trabalho que realizaram. 20º - Finalização Geral com apresentação dos trabalhos a comunidade escolar: “Aquarela do Brasil” e exposição dos trabalhos realizados no Laboratório de Informática Educacional (LIED) e relatos de experiência dos alunos sobre o projeto. Convidaremos os professores participantes, coordenadores, dinamizador, diretoria e equipe do CIEI (Centro de Informática Educativa Inclusiva) – Para assistirem as apresentações finais.
  • 18. VII – Avaliação     A avaliação escolhida prioriza a observação diária e contínua, e o acompanhamento dos ritmos e processos de aprendizagem dos alunos, dando oportunidades de desenvolver atividades que objetivam resolver suas dúvidas e progredir em seu aprendizado. Selecionamos cinco critérios fundamentais: Interesse, freqüência, participação nas atividades individuais e em grupo, esforço e capacidade de resolução dos problemas encontrados.
  • 19. BIBLIOGRAFIA   Paes, José Paulo.”Poemas para Brincar” São Paulo: Ática, 1990.   Zé Dantas e Luiz Gonzaga, “música ABC do Sertão” Fábulas de Esopo   Viver, Aprender. Volumes 1, 2 e 3 Educação de Jovens e Adultos “livro didático” http://www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br/   http://www.mundodehistorias.hpg.ig.com.br/   www.youtube.com.br
  • 20. Aquarela Brasileira Fernanda Abreu // Composição: Silas de Oliveira Vejam essa maravilha de cenário É um episódio relicário Que o artista num sonho genial Escolheu para este carnaval E o asfalto como passarela Será a tela do Brasil em forma de aquarela Passeando pelas cercanias do Amazonas Conheci vastos seringais No Pará, a ilha de Marajó E a velha cabana do Timbó Caminhando ainda um pouco maisDeparei com lindos coqueirais Estava no Ceará, terra de Irapuã De Iracema e Tupã E fiquei radiante de alegria Quando cheguei na Bahia Bahia de Castro Alves, do acarajé Das noites de magia, do candomblé Depois de atravessar as matas do Ipú Assisti em Pernambuco A festa do frevo e do maracatu Brasília tem o seu destaque Na arte, na beleza, arquitetura Feitiço de garoa pela serra São Paulo engrandece a nossa terra Do leste, por todo o Centro-Oeste Tudo é belo e tem lindo matiz No Rio dos sambas e batucadas Dos malandros e mulatas De requebros febris Brasil, essas nossas verdes matas Cachoeiras e cascatas De colorido sutil E este lindo céu azul de anil Emoldura em aquarela o meu Brasil
  • 21. ESCOLA ESTADUAL 12 DE ABRIL ALUNO FELIPE DALMOLIN “ 8ª C” PROF: MARIA DA LUZ ALMEIDA
  • 22. Vejam essa maravilha de cenário
  • 23. É um episódio relicário
  • 24. Que o artista num sonho genial
  • 25. Escolheu para este carnaval
  • 26. E o asfalto como passarela
  • 27. Será a tela do Brasil em forma de aquarela
  • 30. No Pará, a ilha de Marajó
  • 31. E a velha cabana do Timbó
  • 32. Caminhando ainda um pouco mais...
  • 33. Deparei com lindos coqueirais
  • 35. De Iracema e Tupã
  • 36. E fiquei radiante de alegria
  • 38. Bahia de Castro Alves,do aracajé
  • 39. Das noites de magia,do candomblé
  • 40. Depois de atravessar as matas do Ipú
  • 41. Assisti em Pernambuco a festa do frevo e do maracatu
  • 42. Brasilia tem o seu destaque Na arte,na beleza arquitetura
  • 43. Feitiço de garoa pela serra
  • 44. São Paulo engrandece a nossa terra
  • 45. Do Leste por todo o Centro-Oeste
  • 46. Tudo é belo e tem lindo matiz
  • 47. No Rio dos sambas e batucadas
  • 48. Dos malandros e mulatas
  • 50. Brasil, essas nossas verdes matas
  • 53. E este lindo céu azul de anil
  • 54. Emoldura em aquarela o meu brasil
  • 55.