SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
PLANO DE AÇÃO:
        PROJOVEM 2013




Plano de ação desenvolvido pela coordenação pedagógica do
 PROJOVEM Adolescente, no município de Jaguarari-BA,
apresentado a Secretaria de Ação Social, tendo como intuito
 fortalecer o programa e promover ações eficazes em 2013.
CREDENCIAIS DO
            PROGRAMA
   ORGÃO/SETOR: PROJOVEM ADOLESCENTE.


   ENDEREÇO: RUA CASTRO ALVES, 535, CENTRO.


   MUNICÍPIO: JAGUARARI-BA.


   RESPONSAVEIS: KARINA TAVARES DE FREITAS (AMBITO PEDAGÓGICO)


   ROBSON RODRIGUES (AMBITO LOGISTICO).


   VÍNCULO: SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL.


   EDUCADORAS: ALEXANDRA DE MORGADO, ANA MARIA NASCIMENTO, CRISTIANE
    MATOS, ELIENE DUARTE, GILMÁRIA BONFIM, GIRLEIDE GAMA, HÍBLIA MIRELLA E
    PRISCILLA MARTINS.


o   EQUIPE DE APOIO: JOELMA DIAS E RITA MARTINS.
LOCALIDADES
 ASSISTIDAS EM 2013
 SEDE I E II (JAGUARARI).
 GAMELEIRA.
 JACUNÃ.
 BARRACÃO/ANHÃ.
 DIOGO.
 SÍTIO DO MEIO.
 PILAR I E II (JOVENS DA REGIÃO).
 SANTA ROSA.
APRESENTAÇÃO
O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para
Adolescentes e Jovens de 15 a 17 anos (PROJOVEM Adolescente) tem
por foco o fortalecimento da convivência familiar e comunitária, o
retorno dos adolescentes à escola e sua permanência no sistema de
ensino. Isso é feito por meio do desenvolvimento de atividades que
estimulem a convivência social, a participação cidadã e formação geral.

O público-alvo constitui-se, em sua maioria de jovens, cujas famílias
são beneficiárias do BOSLSA FAMÍLIA, estendendo-se também aos
jovens em situação de risco pessoal e social, encaminhados pelo CRAS e
                                CREAS.
JUSTIFICATIVA
   O programa (PROJOVEM) e o desenvolvimento pleno de suas
    atividades, justifica-se como uma opção de entretenimento
    pedagógico-educativo, que possibilita ao jovem jaguarariense um
    intercambio significativo e consistente de ideias e
    posicionamentos (mediados pelo educador social) que serão
    cruciais para a sua maturação, favorecendo ideais
    deliberadamente partilhados em favor da cidadania.
   O PROJOVEM divide-se em cinco eixos presentes em dois ciclos
    anuais, sendo eles: Orientação Social (ambos os ciclos), Cultura
    (ciclo I) e Informática (ciclo II), Esportes (ciclo I) e
    Formação/Preparação para o mundo do trabalho (ciclo II).
OBJETIVOS
   Desenvolver ações coletivas que atuem com imediatismo e
    eficiência na resolução de problemas, nos mais variados aspectos.
   Garantir identificação social aos jovens inscritos.

   Promover diálogos (PROJOVEM, família e escola) para uma
    possível resolução dos problemas, com vista em sugestões e no
    intercâmbio das relações.

   Promover reuniões periódicas, individuais e coletivas a fim de
    possibilitar o estreitamento dos vínculos estabelecidos entre a
    coordenação e os educadores, garantindo apoio incondicional
    aos mesmos.

   Colher dados que possibilitem uma busca ativa eficaz (no
    sistema), favorecendo as visitas do CRAS.
OBJETIVOS
   Promover dinâmicas de grupo para a socialização e
    desenvolvimento de valores.
   Proporcionar momentos de reflexão sobre a conduta pessoal e
    familiar de cada adolescente e de como estão sendo estabelecidas
    as relações dos mesmos com a sociedade.
   Transformar o PROJOVEM em um espaço de acolhimento e
    ressignificação social, onde todos os jovens sintam-se
    plenamente acolhidos e assistidos.
   Orientar as famílias sobre como proceder com os filhos diante
    das transformações ocorridas na adolescência.
   Comunicar aos pais ou responsáveis todas as mudanças
    observadas nos jovens durante o desenvolvimento das atividades.
ESTRATÉGIAS
   Reuniões nos coletivos com a presença da coordenação, da equipe de
    educadores e técnicos do CRAS, previamente agendada em um
    calendário a ser entregue no inicio do percurso socioeducativo.
    Reunião quinzenal entre a equipe de educadores, com duração de dois
    dias (um destinado ao planejamento e outro a discursões/conversas
    pertinentes ao programa).
   Elaboração de um gráfico de desenvolvimento do jovem, a ser exposto
    no coletivo como incentivo e entregue regularmente ao CRAS.
   Construção e apresentação do “Portal JOVEM Jaguarari”, que será
    desenvolvido pelas educadoras responsáveis pela informática no
    PROJOVEM, em parceria com os jovens assistidos.
   Projetos de intervenção que serão desenvolvidos nas comunidades,
    visando sanar situações que são um incomodo nas mesmas,
    especialmente para os jovens.
   Testes vocacionais aplicados pela equipe de psicólogos do CRAS em
    parceria com as educadoras responsáveis pelo POP (mundo do trabalho).
   Culminância final dos projetos de intervenção , desenvolvido pelos
    jovens e mediado pelas educadoras.
CRONOGRAMA DE
          OFICINAS 2013
   ENCADERNAMENTO EM E.V.A
   OFICINEIRO (A): A combinar.
   FOTOGRAFIA/DESING FOTOGRÁFICO E CONCEPÇÃO ARTÍSTICA
   OFICINEIRO (A): EDUCADORA HÍBLIA MIRELLA.
   RELAXAMENTO E AUTO-CONHECIMENTO
   OFICINEIRO (A): COORDENAÇÃO 2013.
   TEATRO/ARTES CENICAS
   OFICINEIRO: A combinar.
   MÚSICA (VIOLÃO, TECLADO, CANTO E ETC.)
   OFICINEIRO (A): A combinar.
   TRUFAS
   OFICINEIROS (AS): EDUCADORAS ANA MARIA NASCIMENTO E
    ELIENE DUARTE.
   DOCES E SALGADOS
   OFICINEIROS (AS): EDUCADORAS ANA MARIA NASCIMENTO E
    ELIENE DUARTE.
CRONOGRAMA DE
           OFICINAS 2013
   BIJUTERIAS
   OFICINEIROS (AS): ORIENTADORAS SOCIAIS 2013 (ALEXANDRA,
    ANA MARIA, GILMÁRIA E GIRLEIDE).
   TÉCNICAS DE VENDAS E RECEPÇÃO
   OFICINEIRO (A): EDUCADORA CRISTIANE MATOS.
   ARTESANATO
   OFICINEROS (AS): A combinar.
   DANÇA
   OFICINEIROS (AS): A combinar.
   NOÇÕES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS
   OFICINEIRO (A): A combinar.
   PINTURA A ÓLEO EM TELA
   OFICINEIRO: CLÉCIO GONÇALVES.
OBSERVAÇÃO: Todos os alunos inscritos e “assíduos “receberão
certificados em todas as OFICINAS.
PRINCIPAIS AÇÕES EM
        2013
   AQUISIÇÃO DOS MATERIAIS PEDAGÓGICOS E DESTINADOS AS OFICINAS.
   ELEIÇÃO E POSE DA COMISSÃO JOVEM 2013: CADA COLETIVO ELEGERÁ
    UM ÚNICO REPRESENTANTE. (FEVEREIRO/MARÇO)
   CONCURSO CULTURAL -RETRATO DE MÃE COM EXPOSIÇÃO DAS
    FOTOGRAFIAS TIRADAS PELOS JOVENS E PREMIAÇÃO DAS MELHORES.
    (MAIO)
   PASSEIO EXPLORATÓRIO: COVÃO (ABRIL/MAIO) E BENDÓ (SETEMBRO).
   VISITA (SURPRESA) DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA AOS COLETIVOS.
   COMEMORAÇÃO DO DIA DAS MÃES: DIA DE PRINCESA (PARCERIA COM O
    CRAS), SERESTA, MINI-GINCANA ENTRE MÃES E FILHOS COM
    DISTRIBUIÇÃO DE PRÊMIOS. (MAIO)
   ARRAIA JOVEM 2013 : RESGATE A CULTURA LOCAL. (JUNHO)
   ENCONTROS COM DRª LÚCIA : ACOMPANHEMENDO, ASSISTENCIA E
    MONITORAMENTO DOS PROFISSIONAIS EM 2013. (ABRIL/SETEMBRO)
   TURISMO EM JAGUARARI: CONHECER A HISTÓRIA DOS PRINCIPAIS
    PONTOS (INTERESSE E TURISMO) EXISTENTES EM NOSSA CIDADE.
    (AGOSTO)
PRINCIPAIS AÇÕES EM
        2013
   EXECUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO S PROJETOS DE INTERVENÇÃO:
    CONCEBIDO PELAS EDUCADORAS (TODAS) EM PARCERIA COM OS
    JOVENS. (JUNHO À NOVEMBRO)
   GINCANA POLI-ESPORTIVA PROJOVEM 2013: CIDADANIA, SAÚDE E
    VIDA! (OUTUBRO)
   VISITA DAS EDUCADORAS E DOS JOVENS A CASA LAR E CRECHES:
    PROJETO “O MENINO DO DEDO VERDE” . (NOVEMBRO)
   AVALIAÇÃO E ENTREGA DAS CARTAS DE RECOMENDAÇÃO QUE SERÃO
    ANEXAS AOS CURRÍCULOS. (OUTUBRO/NOVEMBRO)
   VERNISSAGE E EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS EXECUTADOS EM 2013.
   CELEBRAÇÃO SIMBÓLICA DE “FORMATURA” (ENCERRAMENTO) E
    ENTREGA DOS CERTIFICADOS DOS CICLOS I E II. (NOVEMBRO)
    “É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se
    faz, de tal maneira que num dado momento a tua fala seja a tua
                               prática.”
                           (PAULO FREIRE)
RESOLUÇÕES DE
        ORDEM LOGÍSTICA
   Contratação de um profissional destinado ao preparo e distribuição
    das merendas em PILAR e região.
   Contratação de oficineiros de longa duração.
   Disponibilizar linhas para o transporte dos jovens ao CDC (aulas de
    INFORMÁTICA) para as comunidades listadas: ADUTORA/PILAR,
    ABOBORA/PILAR, BARRACÃO/ANHÃ E FAZENDAS/DIOGO.
   Transporte FIXO destinado a distribuição das merendas nas
    comunidades.
   Com o aumento da demanda de jovens devido a junção entre do BV
    Jovem e o programa (alguns coletivos possuem aproximadamente
    50 inscritos) visualizamos a necessidade de contratação ou
    intermediação de funcionários concursados e que estejam
    excedentes, a fim de atender com eficiência as especificidades do
    programa. Foram contabilizadas 06 vagas destinadas a SEDE I e II,
    PILAR I e II e SANTA ROSA DE LIMA.
Apresentação do plano de ação   2013

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Educação
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Joelson Honoratto
 
Agente Social No C R A S
Agente  Social No  C R A SAgente  Social No  C R A S
Agente Social No C R A SMaria Gold
 
Paif trabalho social com familias
Paif trabalho social com familiasPaif trabalho social com familias
Paif trabalho social com familiasDalila Renata
 
Apresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaApresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaOrlei Almeida
 
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Rozinaldo Cardoso
 
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)Rozinaldo Cardoso
 
Apresentação PIM
Apresentação PIMApresentação PIM
Apresentação PIMPim Das Ses
 
5º encontro
5º encontro5º encontro
5º encontroNandaTome
 
Relatório de atividades semas
Relatório de atividades semasRelatório de atividades semas
Relatório de atividades semasCicero Coutinho
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Rozinaldo Cardoso
 
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...Rosane Domingues
 

Mais procurados (18)

CRAS VARGEM BONITA 2011
CRAS VARGEM BONITA 2011CRAS VARGEM BONITA 2011
CRAS VARGEM BONITA 2011
 
Serviços do CRAS
Serviços do CRASServiços do CRAS
Serviços do CRAS
 
Moradia e Cidadania 2013
Moradia e Cidadania 2013Moradia e Cidadania 2013
Moradia e Cidadania 2013
 
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
Serviço Social - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos-SCFV / s...
 
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
Scfv 6 a 15 anos apresentacao (1)
 
Agente Social No C R A S
Agente  Social No  C R A SAgente  Social No  C R A S
Agente Social No C R A S
 
Paif e scfv
Paif e scfvPaif e scfv
Paif e scfv
 
Cras
CrasCras
Cras
 
Paif trabalho social com familias
Paif trabalho social com familiasPaif trabalho social com familias
Paif trabalho social com familias
 
Apresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espiritaApresentação cras sul centro espirita
Apresentação cras sul centro espirita
 
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
Proposta de governo para o ano 2013 a 2016
 
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
Proposta de (kaly)governo sýýo bento do trairi 2013 ( kaly)
 
Apresentação PIM
Apresentação PIMApresentação PIM
Apresentação PIM
 
5º encontro
5º encontro5º encontro
5º encontro
 
Relatório de atividades semas
Relatório de atividades semasRelatório de atividades semas
Relatório de atividades semas
 
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
Proposta de governo sýýo bento do trairi 2013
 
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos PASSO A ...
 
Guia dos Direitos da Pessoa com Deficiência
Guia dos Direitos da Pessoa com DeficiênciaGuia dos Direitos da Pessoa com Deficiência
Guia dos Direitos da Pessoa com Deficiência
 

Destaque

Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloDaniel Santos
 
Microsoft word diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…
Microsoft word   diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…Microsoft word   diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…
Microsoft word diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…NandaTome
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Rosane Domingues
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasOrlei Almeida
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Lindomar Oliveira
 
Formulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfvFormulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfvNandaTome
 
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básicaRosane Domingues
 
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016QUEDMA SILVA
 
Modelo relatório individual
Modelo relatório individualModelo relatório individual
Modelo relatório individualstraraposa
 
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...patriciakvg
 

Destaque (17)

Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - Modelo
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
Microsoft word diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…
Microsoft word   diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…Microsoft word   diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…
Microsoft word diretrizes técnicas para o processo de trabalho nos cras u…
 
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de VínculosPerguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
Perguntas e respostas Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
 
Modelo de encaminhamento
Modelo de encaminhamentoModelo de encaminhamento
Modelo de encaminhamento
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Plano de Aula - Oficina de Cordéis
Plano de Aula - Oficina de CordéisPlano de Aula - Oficina de Cordéis
Plano de Aula - Oficina de Cordéis
 
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
Orientações técnicas sobre o serviço de convivência e fortalecimento de víncu...
 
Apresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creasApresentação serviços do creas
Apresentação serviços do creas
 
Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019Plano de ação gestão 2016 2019
Plano de ação gestão 2016 2019
 
Formulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfvFormulario ingresso scfv
Formulario ingresso scfv
 
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básicaCartilha paif   2016- articulação necessária na proteção social básica
Cartilha paif 2016- articulação necessária na proteção social básica
 
Plano de aula pronto
Plano de aula prontoPlano de aula pronto
Plano de aula pronto
 
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016
Plano de Trabalho Gestão 2014 / 2016
 
Modelo relatório individual
Modelo relatório individualModelo relatório individual
Modelo relatório individual
 
Trabalho cras
Trabalho crasTrabalho cras
Trabalho cras
 
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...
Material de apoio ao planejamento e execução do proceso de multiplicação do u...
 

Semelhante a Apresentação do plano de ação 2013

Material Informativo PMEA.PMT.pdf
Material Informativo PMEA.PMT.pdfMaterial Informativo PMEA.PMT.pdf
Material Informativo PMEA.PMT.pdfeducaoambientalea
 
Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)Valcemi Ferreira
 
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integralProjeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integralVocação
 
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3Michel Zatta
 
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoria
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoriaParâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoria
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoriaSarah Bruck
 
Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Sara Cristina
 
Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Sara Cristina
 
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada GaúchaAquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada GaúchaFábio Toledo
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexualPaulo David
 
Coletivo Educadores Territorios Sustentáveis
Coletivo Educadores Territorios SustentáveisColetivo Educadores Territorios Sustentáveis
Coletivo Educadores Territorios SustentáveisRafael Sol
 
Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02ENRAÍZE
 
Slides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 netSlides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 netdeplage
 
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na EscolaPrograma Saúde na Escola
Programa Saúde na EscolaDorlin
 

Semelhante a Apresentação do plano de ação 2013 (20)

Mulheres mil codir (2)
Mulheres mil   codir (2)Mulheres mil   codir (2)
Mulheres mil codir (2)
 
Material Informativo PMEA.PMT.pdf
Material Informativo PMEA.PMT.pdfMaterial Informativo PMEA.PMT.pdf
Material Informativo PMEA.PMT.pdf
 
Educação Ambiental
Educação Ambiental Educação Ambiental
Educação Ambiental
 
Apresentação CIEE
Apresentação CIEEApresentação CIEE
Apresentação CIEE
 
Pj -MAIS
Pj -MAISPj -MAIS
Pj -MAIS
 
Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)Projeto de-vida-caminhos (1)
Projeto de-vida-caminhos (1)
 
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integralProjeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
Projeto de vida: Caminhos para o desenvolvimento integral
 
Ppp noeme borges 2012 2013
Ppp noeme borges 2012 2013Ppp noeme borges 2012 2013
Ppp noeme borges 2012 2013
 
PJ-MAIS - Apresentação Geral
PJ-MAIS - Apresentação GeralPJ-MAIS - Apresentação Geral
PJ-MAIS - Apresentação Geral
 
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3
Parametros das-ac3a7c3b5es-socioeduc-cad-3
 
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoria
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoriaParâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoria
Parâmetros o trabalho socioeducativo - praticando a teoria
 
Moc (1)
Moc (1)Moc (1)
Moc (1)
 
Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)
 
Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)Ações 2014 luiz (1)
Ações 2014 luiz (1)
 
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada GaúchaAquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
Aquarela Projeto Cultural e Socioeducacional Chapada Gaúcha
 
Educação sexual
Educação sexualEducação sexual
Educação sexual
 
Coletivo Educadores Territorios Sustentáveis
Coletivo Educadores Territorios SustentáveisColetivo Educadores Territorios Sustentáveis
Coletivo Educadores Territorios Sustentáveis
 
Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02
 
Slides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 netSlides deplage 2010 net
Slides deplage 2010 net
 
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na EscolaPrograma Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
 

Último

5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 

Último (20)

5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

Apresentação do plano de ação 2013

  • 1. PLANO DE AÇÃO: PROJOVEM 2013 Plano de ação desenvolvido pela coordenação pedagógica do PROJOVEM Adolescente, no município de Jaguarari-BA, apresentado a Secretaria de Ação Social, tendo como intuito fortalecer o programa e promover ações eficazes em 2013.
  • 2.
  • 3. CREDENCIAIS DO PROGRAMA  ORGÃO/SETOR: PROJOVEM ADOLESCENTE.  ENDEREÇO: RUA CASTRO ALVES, 535, CENTRO.  MUNICÍPIO: JAGUARARI-BA.  RESPONSAVEIS: KARINA TAVARES DE FREITAS (AMBITO PEDAGÓGICO)  ROBSON RODRIGUES (AMBITO LOGISTICO).  VÍNCULO: SECRETARIA DE AÇÃO SOCIAL.  EDUCADORAS: ALEXANDRA DE MORGADO, ANA MARIA NASCIMENTO, CRISTIANE MATOS, ELIENE DUARTE, GILMÁRIA BONFIM, GIRLEIDE GAMA, HÍBLIA MIRELLA E PRISCILLA MARTINS. o EQUIPE DE APOIO: JOELMA DIAS E RITA MARTINS.
  • 4. LOCALIDADES ASSISTIDAS EM 2013  SEDE I E II (JAGUARARI).  GAMELEIRA.  JACUNÃ.  BARRACÃO/ANHÃ.  DIOGO.  SÍTIO DO MEIO.  PILAR I E II (JOVENS DA REGIÃO).  SANTA ROSA.
  • 5. APRESENTAÇÃO O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Adolescentes e Jovens de 15 a 17 anos (PROJOVEM Adolescente) tem por foco o fortalecimento da convivência familiar e comunitária, o retorno dos adolescentes à escola e sua permanência no sistema de ensino. Isso é feito por meio do desenvolvimento de atividades que estimulem a convivência social, a participação cidadã e formação geral. O público-alvo constitui-se, em sua maioria de jovens, cujas famílias são beneficiárias do BOSLSA FAMÍLIA, estendendo-se também aos jovens em situação de risco pessoal e social, encaminhados pelo CRAS e CREAS.
  • 6. JUSTIFICATIVA  O programa (PROJOVEM) e o desenvolvimento pleno de suas atividades, justifica-se como uma opção de entretenimento pedagógico-educativo, que possibilita ao jovem jaguarariense um intercambio significativo e consistente de ideias e posicionamentos (mediados pelo educador social) que serão cruciais para a sua maturação, favorecendo ideais deliberadamente partilhados em favor da cidadania.  O PROJOVEM divide-se em cinco eixos presentes em dois ciclos anuais, sendo eles: Orientação Social (ambos os ciclos), Cultura (ciclo I) e Informática (ciclo II), Esportes (ciclo I) e Formação/Preparação para o mundo do trabalho (ciclo II).
  • 7. OBJETIVOS  Desenvolver ações coletivas que atuem com imediatismo e eficiência na resolução de problemas, nos mais variados aspectos.  Garantir identificação social aos jovens inscritos.  Promover diálogos (PROJOVEM, família e escola) para uma possível resolução dos problemas, com vista em sugestões e no intercâmbio das relações.  Promover reuniões periódicas, individuais e coletivas a fim de possibilitar o estreitamento dos vínculos estabelecidos entre a coordenação e os educadores, garantindo apoio incondicional aos mesmos.  Colher dados que possibilitem uma busca ativa eficaz (no sistema), favorecendo as visitas do CRAS.
  • 8. OBJETIVOS  Promover dinâmicas de grupo para a socialização e desenvolvimento de valores.  Proporcionar momentos de reflexão sobre a conduta pessoal e familiar de cada adolescente e de como estão sendo estabelecidas as relações dos mesmos com a sociedade.  Transformar o PROJOVEM em um espaço de acolhimento e ressignificação social, onde todos os jovens sintam-se plenamente acolhidos e assistidos.  Orientar as famílias sobre como proceder com os filhos diante das transformações ocorridas na adolescência.  Comunicar aos pais ou responsáveis todas as mudanças observadas nos jovens durante o desenvolvimento das atividades.
  • 9. ESTRATÉGIAS  Reuniões nos coletivos com a presença da coordenação, da equipe de educadores e técnicos do CRAS, previamente agendada em um calendário a ser entregue no inicio do percurso socioeducativo.  Reunião quinzenal entre a equipe de educadores, com duração de dois dias (um destinado ao planejamento e outro a discursões/conversas pertinentes ao programa).  Elaboração de um gráfico de desenvolvimento do jovem, a ser exposto no coletivo como incentivo e entregue regularmente ao CRAS.  Construção e apresentação do “Portal JOVEM Jaguarari”, que será desenvolvido pelas educadoras responsáveis pela informática no PROJOVEM, em parceria com os jovens assistidos.  Projetos de intervenção que serão desenvolvidos nas comunidades, visando sanar situações que são um incomodo nas mesmas, especialmente para os jovens.  Testes vocacionais aplicados pela equipe de psicólogos do CRAS em parceria com as educadoras responsáveis pelo POP (mundo do trabalho).  Culminância final dos projetos de intervenção , desenvolvido pelos jovens e mediado pelas educadoras.
  • 10. CRONOGRAMA DE OFICINAS 2013  ENCADERNAMENTO EM E.V.A  OFICINEIRO (A): A combinar.  FOTOGRAFIA/DESING FOTOGRÁFICO E CONCEPÇÃO ARTÍSTICA  OFICINEIRO (A): EDUCADORA HÍBLIA MIRELLA.  RELAXAMENTO E AUTO-CONHECIMENTO  OFICINEIRO (A): COORDENAÇÃO 2013.  TEATRO/ARTES CENICAS  OFICINEIRO: A combinar.  MÚSICA (VIOLÃO, TECLADO, CANTO E ETC.)  OFICINEIRO (A): A combinar.  TRUFAS  OFICINEIROS (AS): EDUCADORAS ANA MARIA NASCIMENTO E ELIENE DUARTE.  DOCES E SALGADOS  OFICINEIROS (AS): EDUCADORAS ANA MARIA NASCIMENTO E ELIENE DUARTE.
  • 11. CRONOGRAMA DE OFICINAS 2013  BIJUTERIAS  OFICINEIROS (AS): ORIENTADORAS SOCIAIS 2013 (ALEXANDRA, ANA MARIA, GILMÁRIA E GIRLEIDE).  TÉCNICAS DE VENDAS E RECEPÇÃO  OFICINEIRO (A): EDUCADORA CRISTIANE MATOS.  ARTESANATO  OFICINEROS (AS): A combinar.  DANÇA  OFICINEIROS (AS): A combinar.  NOÇÕES DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS  OFICINEIRO (A): A combinar.  PINTURA A ÓLEO EM TELA  OFICINEIRO: CLÉCIO GONÇALVES. OBSERVAÇÃO: Todos os alunos inscritos e “assíduos “receberão certificados em todas as OFICINAS.
  • 12. PRINCIPAIS AÇÕES EM 2013  AQUISIÇÃO DOS MATERIAIS PEDAGÓGICOS E DESTINADOS AS OFICINAS.  ELEIÇÃO E POSE DA COMISSÃO JOVEM 2013: CADA COLETIVO ELEGERÁ UM ÚNICO REPRESENTANTE. (FEVEREIRO/MARÇO)  CONCURSO CULTURAL -RETRATO DE MÃE COM EXPOSIÇÃO DAS FOTOGRAFIAS TIRADAS PELOS JOVENS E PREMIAÇÃO DAS MELHORES. (MAIO)  PASSEIO EXPLORATÓRIO: COVÃO (ABRIL/MAIO) E BENDÓ (SETEMBRO).  VISITA (SURPRESA) DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA AOS COLETIVOS.  COMEMORAÇÃO DO DIA DAS MÃES: DIA DE PRINCESA (PARCERIA COM O CRAS), SERESTA, MINI-GINCANA ENTRE MÃES E FILHOS COM DISTRIBUIÇÃO DE PRÊMIOS. (MAIO)  ARRAIA JOVEM 2013 : RESGATE A CULTURA LOCAL. (JUNHO)  ENCONTROS COM DRª LÚCIA : ACOMPANHEMENDO, ASSISTENCIA E MONITORAMENTO DOS PROFISSIONAIS EM 2013. (ABRIL/SETEMBRO)  TURISMO EM JAGUARARI: CONHECER A HISTÓRIA DOS PRINCIPAIS PONTOS (INTERESSE E TURISMO) EXISTENTES EM NOSSA CIDADE. (AGOSTO)
  • 13. PRINCIPAIS AÇÕES EM 2013  EXECUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO S PROJETOS DE INTERVENÇÃO: CONCEBIDO PELAS EDUCADORAS (TODAS) EM PARCERIA COM OS JOVENS. (JUNHO À NOVEMBRO)  GINCANA POLI-ESPORTIVA PROJOVEM 2013: CIDADANIA, SAÚDE E VIDA! (OUTUBRO)  VISITA DAS EDUCADORAS E DOS JOVENS A CASA LAR E CRECHES: PROJETO “O MENINO DO DEDO VERDE” . (NOVEMBRO)  AVALIAÇÃO E ENTREGA DAS CARTAS DE RECOMENDAÇÃO QUE SERÃO ANEXAS AOS CURRÍCULOS. (OUTUBRO/NOVEMBRO)  VERNISSAGE E EXPOSIÇÃO DOS TRABALHOS EXECUTADOS EM 2013.  CELEBRAÇÃO SIMBÓLICA DE “FORMATURA” (ENCERRAMENTO) E ENTREGA DOS CERTIFICADOS DOS CICLOS I E II. (NOVEMBRO) “É fundamental diminuir a distância entre o que se diz e o que se faz, de tal maneira que num dado momento a tua fala seja a tua prática.” (PAULO FREIRE)
  • 14. RESOLUÇÕES DE ORDEM LOGÍSTICA  Contratação de um profissional destinado ao preparo e distribuição das merendas em PILAR e região.  Contratação de oficineiros de longa duração.  Disponibilizar linhas para o transporte dos jovens ao CDC (aulas de INFORMÁTICA) para as comunidades listadas: ADUTORA/PILAR, ABOBORA/PILAR, BARRACÃO/ANHÃ E FAZENDAS/DIOGO.  Transporte FIXO destinado a distribuição das merendas nas comunidades.  Com o aumento da demanda de jovens devido a junção entre do BV Jovem e o programa (alguns coletivos possuem aproximadamente 50 inscritos) visualizamos a necessidade de contratação ou intermediação de funcionários concursados e que estejam excedentes, a fim de atender com eficiência as especificidades do programa. Foram contabilizadas 06 vagas destinadas a SEDE I e II, PILAR I e II e SANTA ROSA DE LIMA.