SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
PRECONCEITO
ESPERANÇA
DEDICAÇÃO
SONHOS
PERSEVERANÇA
ESCOLHAS
AMOROPORTUNIDADE
SUPERAÇÃO
GRUPO
O Que é um GRUPO?
GRUPO É...
Um grupo é constituído por
diferentes pessoas que partilham os
mesmos objetivos e necessidades.
Os elementos do grupo regulam as
suas interações adaptando as
mesmas crenças, normas, regras e
padrões de comportamento.
UNIÃO
FORÇA
AMIZADE
PERSEVERANÇA
CRESCIMENTO
Os
seguidores
de Jesus
Os grupos de seguidores de Jesus
O grupo formado pelas multidões
• Durante os três anos e meio de ministério, Jesus foi seguido por uma
grande multidão (Mt 4, 25).
• Pessoas que iam porque todos iam, ou seja, pessoas que não tinham
qualquer compromisso;
• Pessoas que só O buscavam pelos milagres;
• Pessoas que não assumiam publicamente que eram seus seguidores.
• E a grande constatação é que foi a MULTIDÃO quem pediu a Pilatos: –
Fora com Ele, solta-nos Barrabás (Lc 23, 18).
O grupo formado pelos 70 discípulos
Dentre aquela grande multidão, o Senhor Jesus destacou 72 homens para que
fossem, de dois em dois, anunciar o Evangelho do Reino;
Esse grupo é o grupo dos que servem a Jesus. Saem pelas praças, pelas ruas,
pelas casas e anunciam o Evangelho da salvação (Lc 10,1).
São pessoas salvas por Jesus, mas que se alegram apenas por que são usados
pelos seus dons espirituais, porque adquiriram alguma forma de autoridade.
Não há nada de errado com esse grupo. Porém, esse pode ser o grupo daqueles
que dirão: – Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? (Mt 7, 22). É preciso
notar a quem estamos de fato servindo: se a Jesus, reconhecendo-o no nosso
irmão, ou se estamos apenas desenvolvendo algum serviço para satisfazer uma
necessidade de auto-afirmação.
O Grupo formado pelos 12 apóstolos
Mas os membros deste grupo o Senhor os chama pelo nome. Eram os 12
homens a quem o Senhor chamou para formar os líderes de sua obra.
Este grupo foi privilegiado, tanto por ter seguido de perto a Jesus, quanto
por ter contemplado todos os milagres por ele operados.
Porém, não podemos nos esquecer que no meio destes havia um, Judas,
cujo coração não era reto perante o Senhor, que ainda se deixava dominar
pelo espírito do mundo e que, por isso foi chamado de “O filho da perdição”
(Jo 17, 12).
O grupo representado pelo discípulo
amado – João
Mas, Jesus queria mais. Ele quer e procura alguém com quem Ele possa ter
um relacionamento mais estreito, mais próximo.
João reclinava-se no peito de Jesus, e ali escutava a sua fala, e recebia as
suas revelações (Jo 13, 25). E era chamado de “o discípulo amado” (Jo 21, 7).
PARA REFLETIR
1. Em qual desses grupos de seguidores você se percebe hoje? ou para
qual desses grupos você está transitando? A qual grupo você quer
pertencer?
2. Sinceramente: em qual desses grupos você acha que os outros o
percebem?
ELE PEDE UM
COMPORTAMENTO QUE
DIFERE TOTALMETEN
DO USUAL E QUE NÃO
DEVE SER ADOTADO
SOMENTE UMA VEZ, MAS
SEMPRE.
“Buscai primeiro o reino de Deus e a sua
Justiça, e todas as coisas essas coisas vos
serão dadas por acréscimo.” Mt6,33

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de ação setor de psicologia
Plano de ação   setor de psicologiaPlano de ação   setor de psicologia
Plano de ação setor de psicologiaJosé H B Ramos
 
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012Pauta htpc 08 de fevereiro 2012
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012Nethy Marques
 
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretojoicesovernigo
 
Atividades jogos para a creche
Atividades jogos para a crecheAtividades jogos para a creche
Atividades jogos para a crechesalabambi
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolarJoao Balbi
 
Apresentação de boas vindas aos professores
Apresentação de boas vindas aos professoresApresentação de boas vindas aos professores
Apresentação de boas vindas aos professoresSEDUC_SV
 
Percepção Auditiva visual e tátil;
Percepção Auditiva visual e tátil;Percepção Auditiva visual e tátil;
Percepção Auditiva visual e tátil;Jaqueline de Paulo
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoSandraRombi
 
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.SimoneHelenDrumond
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Magda Marques
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliaçãoIsa ...
 
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana LúciaProjeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana LúciaAlexandre da Rosa
 
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com Deficiência
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com DeficiênciaJogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com Deficiência
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com DeficiênciaRosane Domingues
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolarCarla Choffe
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeDyone Andrade
 

Mais procurados (20)

Auto Avaliação Docente 2018
Auto Avaliação Docente 2018Auto Avaliação Docente 2018
Auto Avaliação Docente 2018
 
Plano de ação setor de psicologia
Plano de ação   setor de psicologiaPlano de ação   setor de psicologia
Plano de ação setor de psicologia
 
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012Pauta htpc 08 de fevereiro 2012
Pauta htpc 08 de fevereiro 2012
 
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides corretoProjeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
Projeto brinquedos e brincadeiras de ontem slides correto
 
Carater conta (1)
Carater conta (1)Carater conta (1)
Carater conta (1)
 
Atividades jogos para a creche
Atividades jogos para a crecheAtividades jogos para a creche
Atividades jogos para a creche
 
Planejamento escolar
Planejamento escolarPlanejamento escolar
Planejamento escolar
 
Apresentação de boas vindas aos professores
Apresentação de boas vindas aos professoresApresentação de boas vindas aos professores
Apresentação de boas vindas aos professores
 
Percepção Auditiva visual e tátil;
Percepção Auditiva visual e tátil;Percepção Auditiva visual e tátil;
Percepção Auditiva visual e tátil;
 
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da EducaçãoFormação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
Formação para os Professores Pedagogia da Presença e Quatro Pilares da Educação
 
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
 
Como fazer abayomi
Como fazer abayomiComo fazer abayomi
Como fazer abayomi
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Ficha de avaliação
Ficha de avaliaçãoFicha de avaliação
Ficha de avaliação
 
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana LúciaProjeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
Projeto Iguais e Diferentes - Prof. Ana Lúcia
 
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com Deficiência
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com DeficiênciaJogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com Deficiência
Jogos e Dinâmicas de Grupo - Pessoa com Deficiência
 
Indisciplina escolar
Indisciplina escolarIndisciplina escolar
Indisciplina escolar
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidade
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Modelo de parecer 2012
Modelo de parecer 2012Modelo de parecer 2012
Modelo de parecer 2012
 

Destaque

A importância do grupo
A importância do grupoA importância do grupo
A importância do grupoilce marinho
 
PaixãO E Morte
PaixãO E  MortePaixãO E  Morte
PaixãO E Mortejcsa.media
 
Adoração ao santíssimo gjsv
Adoração ao santíssimo   gjsvAdoração ao santíssimo   gjsv
Adoração ao santíssimo gjsvrnmarques
 
Adoração ao Santíssimo Sacramento
Adoração ao Santíssimo SacramentoAdoração ao Santíssimo Sacramento
Adoração ao Santíssimo SacramentoJMVSobreiro
 
Perfil da Juventude Brasileira
Perfil da Juventude BrasileiraPerfil da Juventude Brasileira
Perfil da Juventude Brasileirapjest
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituaisCassio Felipe
 
Slides para o Culto de Jovens
Slides para o Culto de JovensSlides para o Culto de Jovens
Slides para o Culto de JovensCmteAlyne
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaDilean Melo
 
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.Cristiano Marinho Maciel
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoCRISTOPAA
 
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Márcio Pereira
 
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio Bernadetecebs .
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoJosue Lima
 

Destaque (20)

A importância do grupo
A importância do grupoA importância do grupo
A importância do grupo
 
PaixãO E Morte
PaixãO E  MortePaixãO E  Morte
PaixãO E Morte
 
Grupo de jovens
Grupo de jovensGrupo de jovens
Grupo de jovens
 
Verdadeiro Amor
Verdadeiro AmorVerdadeiro Amor
Verdadeiro Amor
 
Apresentação Grupo Jovem
Apresentação Grupo JovemApresentação Grupo Jovem
Apresentação Grupo Jovem
 
Adoração ao santíssimo gjsv
Adoração ao santíssimo   gjsvAdoração ao santíssimo   gjsv
Adoração ao santíssimo gjsv
 
PowerPoint Sono
PowerPoint SonoPowerPoint Sono
PowerPoint Sono
 
Namoro
NamoroNamoro
Namoro
 
Adoração ao Santíssimo Sacramento
Adoração ao Santíssimo SacramentoAdoração ao Santíssimo Sacramento
Adoração ao Santíssimo Sacramento
 
Adoração terapia
Adoração terapiaAdoração terapia
Adoração terapia
 
Perfil da Juventude Brasileira
Perfil da Juventude BrasileiraPerfil da Juventude Brasileira
Perfil da Juventude Brasileira
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
 
Slides para o Culto de Jovens
Slides para o Culto de JovensSlides para o Culto de Jovens
Slides para o Culto de Jovens
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
 
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
 
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
Adolescentes Cristãos - Como devem ser?
 
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 

Semelhante a A IMPORTÂNCIA DE VIVER EM GRUPO - TEMA PARA JOVENS

Governo dos 12 princípios para levantar a sua geração
Governo dos 12   princípios para levantar a sua geraçãoGoverno dos 12   princípios para levantar a sua geração
Governo dos 12 princípios para levantar a sua geraçãoGuilherme Soares
 
Boletim 587 - 24/06/18
Boletim 587 - 24/06/18Boletim 587 - 24/06/18
Boletim 587 - 24/06/18stanaami
 
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptx
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptxSeminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptx
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptxTiago Silva
 
Palavras de células Maio
Palavras de células MaioPalavras de células Maio
Palavras de células Maioisraelargatao
 
Pregações sobre missões
Pregações sobre missõesPregações sobre missões
Pregações sobre missõesJoao Rumpel
 
Missão Integral 1
Missão Integral 1Missão Integral 1
Missão Integral 1daalianca
 
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUB
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUBGuia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUB
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUBPaulo Zanin Júnior
 
Administração eclesiastica
Administração eclesiasticaAdministração eclesiastica
Administração eclesiasticaEdivaldo Pereira
 
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdfComunidadeEstoril
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasLuan Almeida
 
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontro
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontroSeminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontro
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontroArildo Gomes
 
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.ppt
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.pptEv.Estilo Jesus Transp-portugues.ppt
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.pptTiago Silva
 
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida Plena
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida PlenaJesus: Caminho e Modelo para a Vida Plena
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida PlenaElder Moraes
 
Reavivamento cristão
Reavivamento cristãoReavivamento cristão
Reavivamento cristãoCarla Machado
 
Aula reposição 5,6,7
Aula reposição 5,6,7Aula reposição 5,6,7
Aula reposição 5,6,7Paulo Mattos
 

Semelhante a A IMPORTÂNCIA DE VIVER EM GRUPO - TEMA PARA JOVENS (20)

Governo dos 12 princípios para levantar a sua geração
Governo dos 12   princípios para levantar a sua geraçãoGoverno dos 12   princípios para levantar a sua geração
Governo dos 12 princípios para levantar a sua geração
 
Boletim 587 - 24/06/18
Boletim 587 - 24/06/18Boletim 587 - 24/06/18
Boletim 587 - 24/06/18
 
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptx
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptxSeminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptx
Seminario-6-Planeamento-da-Igreja.pptx
 
Palavras de células Maio
Palavras de células MaioPalavras de células Maio
Palavras de células Maio
 
Pregações sobre missões
Pregações sobre missõesPregações sobre missões
Pregações sobre missões
 
Missão Integral 1
Missão Integral 1Missão Integral 1
Missão Integral 1
 
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUB
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUBGuia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUB
Guia de Estudos no Evangelho de Lucas - ABUB
 
Administração eclesiastica
Administração eclesiasticaAdministração eclesiastica
Administração eclesiastica
 
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf
33291180-Encontro-com-Deus-Os-perigos-de-um-movimento-cheio-de-misterios.pdf
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
 
Celula
CelulaCelula
Celula
 
A RELIGIÃO DE JESUS
A RELIGIÃO DE JESUSA RELIGIÃO DE JESUS
A RELIGIÃO DE JESUS
 
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontro
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontroSeminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontro
Seminário de capacitação para líderes de grupos de comunhão - Primeiro encontro
 
Crisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pgCrisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pg
 
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.ppt
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.pptEv.Estilo Jesus Transp-portugues.ppt
Ev.Estilo Jesus Transp-portugues.ppt
 
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida Plena
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida PlenaJesus: Caminho e Modelo para a Vida Plena
Jesus: Caminho e Modelo para a Vida Plena
 
Reavivamento cristão
Reavivamento cristãoReavivamento cristão
Reavivamento cristão
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Melhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr georgeMelhorando as dinâmicas pr george
Melhorando as dinâmicas pr george
 
Aula reposição 5,6,7
Aula reposição 5,6,7Aula reposição 5,6,7
Aula reposição 5,6,7
 

Último

Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalDouglasVasconcelosMa
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 

Último (20)

Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 

A IMPORTÂNCIA DE VIVER EM GRUPO - TEMA PARA JOVENS

  • 1.
  • 3.
  • 4.
  • 5. O Que é um GRUPO?
  • 6. GRUPO É... Um grupo é constituído por diferentes pessoas que partilham os mesmos objetivos e necessidades. Os elementos do grupo regulam as suas interações adaptando as mesmas crenças, normas, regras e padrões de comportamento.
  • 7.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 13. Os grupos de seguidores de Jesus O grupo formado pelas multidões • Durante os três anos e meio de ministério, Jesus foi seguido por uma grande multidão (Mt 4, 25). • Pessoas que iam porque todos iam, ou seja, pessoas que não tinham qualquer compromisso; • Pessoas que só O buscavam pelos milagres; • Pessoas que não assumiam publicamente que eram seus seguidores. • E a grande constatação é que foi a MULTIDÃO quem pediu a Pilatos: – Fora com Ele, solta-nos Barrabás (Lc 23, 18).
  • 14. O grupo formado pelos 70 discípulos Dentre aquela grande multidão, o Senhor Jesus destacou 72 homens para que fossem, de dois em dois, anunciar o Evangelho do Reino; Esse grupo é o grupo dos que servem a Jesus. Saem pelas praças, pelas ruas, pelas casas e anunciam o Evangelho da salvação (Lc 10,1). São pessoas salvas por Jesus, mas que se alegram apenas por que são usados pelos seus dons espirituais, porque adquiriram alguma forma de autoridade. Não há nada de errado com esse grupo. Porém, esse pode ser o grupo daqueles que dirão: – Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? (Mt 7, 22). É preciso notar a quem estamos de fato servindo: se a Jesus, reconhecendo-o no nosso irmão, ou se estamos apenas desenvolvendo algum serviço para satisfazer uma necessidade de auto-afirmação.
  • 15. O Grupo formado pelos 12 apóstolos Mas os membros deste grupo o Senhor os chama pelo nome. Eram os 12 homens a quem o Senhor chamou para formar os líderes de sua obra. Este grupo foi privilegiado, tanto por ter seguido de perto a Jesus, quanto por ter contemplado todos os milagres por ele operados. Porém, não podemos nos esquecer que no meio destes havia um, Judas, cujo coração não era reto perante o Senhor, que ainda se deixava dominar pelo espírito do mundo e que, por isso foi chamado de “O filho da perdição” (Jo 17, 12).
  • 16. O grupo representado pelo discípulo amado – João Mas, Jesus queria mais. Ele quer e procura alguém com quem Ele possa ter um relacionamento mais estreito, mais próximo. João reclinava-se no peito de Jesus, e ali escutava a sua fala, e recebia as suas revelações (Jo 13, 25). E era chamado de “o discípulo amado” (Jo 21, 7).
  • 17. PARA REFLETIR 1. Em qual desses grupos de seguidores você se percebe hoje? ou para qual desses grupos você está transitando? A qual grupo você quer pertencer? 2. Sinceramente: em qual desses grupos você acha que os outros o percebem?
  • 18. ELE PEDE UM COMPORTAMENTO QUE DIFERE TOTALMETEN DO USUAL E QUE NÃO DEVE SER ADOTADO SOMENTE UMA VEZ, MAS SEMPRE.
  • 19. “Buscai primeiro o reino de Deus e a sua Justiça, e todas as coisas essas coisas vos serão dadas por acréscimo.” Mt6,33