Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
Curso de discipulado em GRUPO
No prazo estimado de 01 ano e 02 meses,
nós vamos ga...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
rejeitarama Visão original de Jesus e dos apóstolos.
Como conseqüência direta dess...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
a Escola de Líderes e o Reencontro.
A Visão de Jesus
Como é exatamente a Visão de ...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
O PROCESSO DAESCADA DO SUCESSO
ESCADA DO SUCESSO
vidas convidando colegas a partic...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
O discipulado
Esta é uma Visão poderosa e eficaz, uma estratégia infalível para ev...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
Quantas ovelhas desgarradas, quantas desviadas, quantos rebanhos dizimados e enfra...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
“Como pregarão, se não forem enviados?” (Romanos 10.15). Assim questiona o grande ...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
PRINCÍPIOS DAVIDA CELULAR
Princípios da vida celular para que o fruto permaneça
Te...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
todos os discípulos com a presença do Todo-Poderoso. Que salva, transforma cura, s...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
"A VISÃO DO PURÊ DE BATATAS"
A Visão do Purê de Batata.
A. INTRODUÇÃO:
A visão do ...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
b. Como fazer o purê?
Água: Palavra de Deus; Is. 55:11
Fogo: Espírito Santo (orar ...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
ESTRATÉGIAS PARA MULTIPLICAR CÉLULAS
" Diariamente, no templo e de casa em casa, n...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
8) Supervisione e acompanhe a nova célula: participe de algumas reuniões; reúna-se...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
chave do Antigo Testamento. Hoje a palavra chave é FÉ, convicção e certeza das coi...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
Querido discípulo da visão tenha certeza:estamos vivendo o tempo da provisão compl...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
O Preço do Discipulado
Esboço de Sermão
Mt 16.24
Introdução:
1. Antes de qualquer ...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
II. O que significa “negar a si mesmo”?
1. Negar-se a si mesmo é comportar-se para...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
2. Para aqueles que seguem a Jesus haverá retribuição, galardão (Mt 16.26):“Porque...
Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620
É preciso tomar uma atitude para fazê-los parar de ensinar.
Devemos estar preparad...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Celula

114 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
114
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Celula

  1. 1. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 Curso de discipulado em GRUPO No prazo estimado de 01 ano e 02 meses, nós vamos ganhar consolidar, treinar e enviar os “sem Jesus” para o campo missionário, que é O GRUPO... PROPOSTADA IGREJA A sua proposta precípua é trazer restauração integral para o homem como um testemunho vivo do poder de Deus, passando pelo processo do novo nascimento e sendo plenamente regenerado segundo a doutrina de Cristo. Essa proposta tem atingido todas as camadas sociais, dos mais eruditos aos mais indoutos; dos mais renomados aos menos favorecidos; tanto aos de grande poder aquisitivo quanto àqueles que nada possuem, pois não existe estratificação social, pelo contrário, existem estímulos dentro desta proposta para que se rompa com os principados da ruína pobreza e miséria e tenhamos uma vida tranquila e sossegada, como é direito de todo cidadão, independentemente do solo que ele esteja, ainda que seja no Brasil. A visão é fácil, prática e possível. Todos podem participar e estar debaixo de uma cobertura, pois a Igreja em pequenos grupos é um lugar restaurador e animador da fé. É o lugar do sonho de Deus, para dizer a cada individuo que é possível ser feliz. Podemos ser reconhecidos como um organismo vivo e operante, que com certeza trará grande contribuição, não só de informações e impactos, como de mudanças. Estamos como que com garras de leoa, assim como ensina a Palavra Sagrada, dispostos nesta luta a fazer o melhor pelo nosso povo, e incansavelmente trabalharmos por um Brasil melhor e uma gente mais feliz. A Igreja com o departamento de discipulado tem essas ferramentas e possibilidades, e vamos avançar sempre a cada dia conquistando um território novo, para fazer desse lugar o que já foi falado pela boca do próprio Deus, Iawé Shammah: Este lugar, esta cidade, este Estado, esta Nação serão chamados "O SENHOR ESTÁ AQUI". Fazer de cada lar uma extensão da igreja, e de cada crente um discípulo discipulador, para ganhar nossa nação para Jesus. “Voltar aos princípios do primeiro século para enfrentar os desafios do último”. Substituir a acomodação pelas estruturas bíblicas que levam a frutificação. Texto Base:Mateus 28.18-20 [18] Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo:Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. [19] Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; [20] ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século. A Bíblia começa a descrição do Gênesis declarando que “o Espírito de Deus “se movia” sobre a face do abismo” (1.2). As Escrituras dos hebreus e dos cristãos indicam a forma impressionante como Deus se move guiando seu povo através dos tempos em todos os lugares! Apesar do constante mover de Deus, por muito tempo os líderes da igreja dominante perderamou
  2. 2. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 rejeitarama Visão original de Jesus e dos apóstolos. Como conseqüência direta dessa rejeição, a igreja tornou-se enfraquecida e, em certas épocas, até inoperante. Em um desses longos períodos, o mundo até chegou a passar pelo que se convencionou chamar a “Idade das Trevas.” Esse foi um tempo de obscurantismo e de negação da própria fé cristã; mas Deus não desistiu da raça humana e nem mudou a sua estratégia de alcançá-la através da Igreja (Efésios 3.10)... Outra conseqüência trágica do abandono da Visão original do Senhor Jesus foi a perda quase total do sacerdócio universal dos salvos. Mas, assim como Deus se moveu através da história e sempre teve uma estratégia própria em cada tempo, Ele está trabalhando de modo especial na vida da Igreja em nossa geração. Hoje Ele nos dá recursos infalíveis! Esta é a última era da Igreja. Neste tempo, Deus a está levantando os Seus filhos como um exército invencível para conquistar o mundo! Ele está adestrando o seu povo para a batalha! Ele está nos capacitando com uma estratégia infalível para ganhar multidões e conquistar nações! Mesmo as igrejas adoecidas com a síndrome maligna de “ajuntar num saco furado”, de ganhar e deixar escapar os seus fiéis, serão curadas e restauradas ao aceitaremesta Visão que Deus está nos dando!... O mover de Deus é dinâmico, sua nuvemnão pára na história; Ele age de modo diferente ao decorrer dos tempos. Assim, no limiar do terceiro milênio, e nestes dias finais no fim dos tempos, Deus quer mudar a realidade de uma igreja intimidada e decadente!Ele quer restaurar a saúde e aumentar o vigor espiritual de todo o Seu povo: da nossa vida, da nossa família, do nosso ministério, da Igreja toda, e da nossa nação, que vive num clamor desesperado!Para isso, para desfrutarmos tudo o que o Senhor tem para nós, precisamos conhecer a Sua estratégia para a igreja nesta geração! Precisamos entender como essa estratégia funciona e como nós podemos adotá-la de modo eficaz! Esta Visão da Igreja em pequenos grupos não é mais um truque ou modismo eclesiástico, como tantos com que muitos já se acostumaram! Esta Visão não é mais uma campanha só para encher a igreja, nem uma maneira de apenas arrecadar mais dinheiro. Ela não lhe mostrará coisas que não trazemresultado duradouro nem deixam fruto permanente, como é o caso do “fogo de palha” de muitos modismos religiosos que você já conheceu. Esta Visão não é, na verdade, uma coisa nova, mais uma invencionice dos tempos modernos, nem é um ardil para substituir a ação do Espírito Santo. Esta é a Visão Original do próprio Jesus a grande estratégia de Deus para a igreja na geração desta era final! Esta é Visão que Jesus concebeu na comunhão do Pai, passou aos seus discípulos e desejou que eles jamais abandonassem! Esta é a Visão dos apóstolos, tão bem praticada por eles, tão bem aprendida por Paulo ao ser assistido e discipulado por Barnabé, e, depois, tão bem repassada por ele a Timóteo. Esta Visão muito mais que para ajuntar gente e produzir resultado numérico, vempara tratar, curar e transformar a vida de cada pessoa envolvida na obra de Deus! Processo de Assimilação e Integração à Visão A implantação da Visão, depois de devidamente assimilada e entendida por pastores e líderes, deve ser feita de maneira gradual e organizada. Assimilação e Desenvolvimento da Visão O momento e o lugar ideal para se passar a Visão, e para alguém ser iniciado nela, é no Encontro! O Encontro é, então, um dos estágios mais importantes na assimilação da Visão e mudança de vida, mas não é tudo!.... Gosto de lembrar que o Encontro é apenas um ponto de partida! Além do Encontro, temos o Pré-Encontro, que vem antes, e o Pós-Encontro, que vemlogo após. Depois, vem
  3. 3. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 a Escola de Líderes e o Reencontro. A Visão de Jesus Como é exatamente a Visão de Jesus sobre a evangelização do mundo? Como Ele vê a humanidade, como Ele vê as almas a seremsalvas, como Ele quer redimi-las e restaurá-las? A Visão de Jesus é global, holística, completa. Para Ele, o campo é o mundo; seu alvo é a humanidade inteira e Ele conta com a igreja toda para conquistá-la! As Estratégias: • Grupo: a espinha dorsal da igreja. Todo membro da igreja deve ser membro de um grupo. Grupo tem ênfase evangelística e são compostas por um mínimo de 5 e um máximo de 12 pessoas. O alvo de todo o grupo é multiplicar-se. • Encontro: retiro espiritual de fim-de-semana, para ministração de estudos bíblicos e orações, a fim de levar o novo-decidido a uma libertação completa e a um maior comprometimento com Cristo, e com os ensinamentos da Palavra de Deus. • Escola de líderes:9 meses de treinamento intensivo; 03 módulos de três meses cada, visando conduzir o discípulo à maturidade cristã e a prepará-lo para ser um líder de Grupo. • Eventos de Colheita: cultos de celebração regulares e especiais, atividades extras promovidas pela igreja e pelos grupos (Cada membro um discípulo e cada casa um Grupo). O Que Acontece Quando não há Trabalho em grupo? • Igrejas pequenas. • Pessoas não são pastoreadas. • As pessoas entram pela porta da frente e saem pela dos fundos. • Pastor carrega o trabalho. • O potencial de liderança não é aproveitado - uns poucos se perpetuamna liderança. • Pessoas desmotivadas. A estrutura centralizadora favorece a acomodação. • Crescimento lento. • Incapacidade de reprodução. • Insatisfação (necessidades individuais não atendidas - falta de oportunidades). Vantagens de uma Igreja em Grupo • Todos serão líderes, ninguém é inativo. • Relacionamentos fortalecidos. • Cada membro é valorizado. • Abre a oportunidade para que todos trabalhem, e não apenas alguns. • Poder de evangelismo aumenta, pois se alcança pessoas que não viriam inicialmente à igreja. • Outro ponto que facilita o evangelismo é o fato de se estar mais próximo da casa das pessoas. • Crescimento não depende de recursos financeiros. • Estratégia para enfrentar tempos de perseguição. • Através do discipulado o ensino passa por todos os membros da igreja, favorecendo a unidade na fé e na visão.
  4. 4. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 O PROCESSO DAESCADA DO SUCESSO ESCADA DO SUCESSO vidas convidando colegas a participar de seu grupo. E orando por eles e suas famílias; Ganha-se estas vidas estando sempre com elas, incentivando-as a ir à Igreja, ler a Bíblia, falando de Jesus (na escola, na praça, na praia) e com certeza levando ao Encontro; Consolida-se Discipula-se ou Treina-se estas vidas através da Escola de Líderes e das frequências nos grupos; Envia-se estas vidas, ainda com supervisão de seu discipulador ou dirigente de grupo para começar a ganhar vidas, pois quando se atinge os quatro degraus, indica-se que foi implantado dentro desse jovemo coração da visão. O Processo da Escada do Sucesso Processo Ganhar - Ganha-se almas através o trabalho dos grupos e nos eventos de colheita (que são cultos especiais com estratégias evangelísticas) Consolidar - É o trabalho de acompanhamento e ministração ao novo-decidido a fim de levá-Lo a firmar-se no caminhar cristão, e a crescer na graça e no conhecimento de Cristo. É a primeira fase do caminhar do novo discípulo, que deverá percorrer o seguinte caminho: - 1) Participar do grupo; 2) Ir ao encontro; 3) Matricular-se na Escola de Líderes; 4) Tornar-se um Líder de grupo. Treinar/Discipular - O treinamento do novo crente inicia-se já no grupo de multiplicação, amplia-se no Encontro, prossegue na Escola de Líderes, e desenvolve-se através do seu trabalho prático e efetivo no novo grupo de multiplicação a ser por ele formada e liderada. Enviar - Estando preparado, o novo crente inicia imediatamente a sua missão trabalhando em um grupo de multiplicação - ele agora vai trabalhar para ganhar sua família, seus amigos e muitas outras pessoas para o reino de Deus, com o acompanhamento e supervisão permanente do seu Discipulador.
  5. 5. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 O discipulado Esta é uma Visão poderosa e eficaz, uma estratégia infalível para evangelizar os povos. Ganhar, consolidar, treinar e levar à maturidade, em outras palavras integrar para não entregar! Mas vejamos como cada um desses passos se desenvolve, como se pode galgar -a cada um desses degraus, sempre de forma progressiva, com consciência da importância de cada fase, e como cada pessoa envolvida nessa caminhada, vai se integrando num todo harmonioso. 1. GANHAR Ganhar! Ganhamos vidas para Deus, para Cristo e para o reino do Seu amor, mas na verdade arrancamos as almas eternas das garras do inimigo. Ganhar e trazer e manter com segurança no aprisco do Pastor Amado! Relembrando, para facilitar a compreensão, ganhamos, principalmente, de três formas: 1. Evangelismo Pessoal – numa conversa com qualquer amigo ou com qualquer pessoa; 2. Abordagem Amistosa – nos grupos, numa visita, num papo informal; 3. Pregação Objetiva da Palavra – mensagens, ensinos, apelos; Todas essas atividades de natureza evangelística, como todas as demais atividades da igreja, devem ser conscientemente acompanhadas de jejum, oração e batalha espiritual a favor da pessoa visada! Ganhar almas é compromisso solene, indispensável, de cada cristão produtivo, de cada líder e de cada discípulo ativamente envolvido no corpo de Cristo! Ganhar almas é a única forma efetiva de produzir fruto espiritual!As almas são o único fruto espiritual reconhecido por Jesus! As almas que ganhamos são o fruto que produzimos ¾ que deve ser abundante e permanente!O próprio Jesus diz que é isso que glorifica a Deus!” Nada glorifica mais a Deus que ganhar almas; só almas ganhas são realmente fruto no Seu reino (João 15.1-16)! 2. CONSOLIDAR Consolidar significa firmar, dar estabilidade, tornar sólido, seguro! Significa fazer inabalável e imperturbável, cada cristão comprometido com o Salvador! Firmar as pessoas na fé!... É exatamente isso que precisamos fazer com os novos convertidos, com as almas que ganhamos para o nosso Deus! Quantas ovelhas enfraqueceme se vão, devoradas pelos lobos, enganadas pelos mercenários e pescadores de aquários, ou simplesmente abandonadas pelos seus pastores descuidados, talvez “muito ocupados”!
  6. 6. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 Quantas ovelhas desgarradas, quantas desviadas, quantos rebanhos dizimados e enfraquecidos! Quantas parecemovelhas sem Pastor! Reflita por algum tempo!... Por que tudo isso acontece? Por que muitos pastores ajuntam em “saco furado”, trabalham duro, vivemnum maldito ganha-perde, sem conseguir “integrar para não entregar?” A explicação é simples, as razões ou os motivos é que podem ser mais complicados... O que acontece é que um grande número de crentes não é firme na fé, não tem segurança, não tem estabilidade e não tem compromisso com Jesus. É que eles precisam ser consolidados, firmados e afirmados na fé! Como consolidar? Como firmar a pessoa e comprometê-la com Jesus, com sua fé, com sua igreja, para que nunca se desvie e nunca se deixe levar por “qualquer vento de doutrina?” A Consolidação começa no momento em que a pessoa recebe Jesus como Senhor e Salvador, talvez antes até como acontece com pais amorosos e preocupados, que preparam tudo para o bem do filho ainda por nascer! Para uma boa consolidação, prepare a igreja, conscientize, ensine e capacite um grupo de cristãos maduros e dedicados como consolidadores! ● Consolidadores são recepcionistas, assistentes ou acompanhantes conselheiros especiais, que, devidamente preparados e treinados, dedicam-se a receber e atender carinhosamente aos novos convertidos. (Veja mais sobre isso em nosso livro Consolidação). ● A Consolidação continua já no dia seguinte à conversão ou decisão da pessoa para Cristo. O ideal é que dentro de, no máximo 24 horas, seja dado um Telefonema (ou fonovisita) ao “novo convertido”. ● Se possível, por ocasião do Telefonema, já deve ser marcada a primeira Visita Pessoal à pessoa contatada. Nessa visita, o Contato Pessoal é de extrema importância. A Consolidação se aprofunda ainda mais com a assistência dos líderes do grupo em que a pessoa passa a se envolver, coma participação da pessoa no Pré- Encontro, Encontro, Pós-Encontro e Escola de Líderes. Recapitulando, a Consolidação é feita, então, pela... 1- Orientação Inicial – Primeiro contato (ainda no culto); 2- Telefonema – (ou Fonovisita); 3- Visita – (ou Contato Pessoal); 4- Pré Encontro – Encontro – Pós Encontro; 5- Freqüência à grupo e Escola de Líderes. 3. DISCIPULAR É o treinamento do novo convertido que realmente o firma na fé e o prepara para uma vida cristã, produtiva e reprodutiva no reino de Deus (Efésios 4.11-16)! Treinar é ensinar, testar, provar e aprovar pessoas sérias e interessadas para realizaremo trabalho do Senhor. Esse treinamento é feito principalmente na Escola de Líderes. É preciso enfatizar, contudo, que, a participação constante num grupo e o envolvimento no Grupo de Liderança, são partes essenciais desse processo de firmar e afirmar, de levar à maturidade cristã o novo crente. 4. ENVIAR Enviar é mandar, liberar cada cristão já treinado para o trabalho de produção e reprodução de Fruto de Almas, Vidas único fruto permanente!
  7. 7. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 “Como pregarão, se não forem enviados?” (Romanos 10.15). Assim questiona o grande apóstolo! Sair, ir, ato autoconsciente, ou sendo enviado pelo seu Pastor ou Líder, a cumprir a suprema ordem de evangelizar, de ganhar almas para Cristo... Mas só depois de devidamente treinada e aprovada, é que uma pessoa deve ser enviada a começar seu grupo de multiplicação e envolver-se no Discipulado! A IGREJADE DUAS ASAS A Igreja de Duas Asas "E as portas do inferno não prevalecerão contra ela" Mt 16:18 Jesus o dono da igreja a projetou para funcionar em dois ambientes diferentes. Ao ler o Novo Testamento encontramos a Igreja sendo instituídas nas casas, ou seja, em pequenos grupos onde o pastoreio acontecia de modo genuíno e, no templo onde os crentes se reuniam para as celebrações. Vejamos: No templo - é quando todos estão juntos. Chamamos de celebração. É maravilhoso experimentarmos a força, a unção e a beleza de todo corpo junto. Neste momento, cultuamos junto a Deus, onde a música, o louvor, a adoração, o júbilo, a oração e a pregação da palavra nos fazemviver a grandeza de um Deus sobrenatural. “Então te darei graças na grande congregação; entre muitíssimo povo te louvarei” Salmos 35:18 Nos grupos - os primeiros cristãos tinham que se reunir no templo e também nas casas para compartilhar o pão, a oração, o louvores e os ensinos bíblicos. (At.2:46) ● Os grupos acontecem nas casas, escolas, fábricas, e em qualquer outro local possível. ● Elas são grupos de 12 a 15 pessoas que se reúnemuma vez por semana, para compartilhar de testemunhos, orações e louvores. ● Ali, as pessoas encontram tempo para um cuidado pastoral mais personalizado, cuidam uns dos outros e ajudam a falarem de Jesus aos que ainda não o conhecem. ● Num grupo há mais liberdade de compartilhar suas experiências, necessidades e opiniões, além dos líderes que são capacitados para orar por suas petições. “Diariamente perseveravamunânimes no templo, partiam o pão de casa em casa e tomavam suas refeições com alegria e singeleza de coração.” At 2:46.
  8. 8. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 PRINCÍPIOS DAVIDA CELULAR Princípios da vida celular para que o fruto permaneça Texto:João 15.16 Introdução: Amados! Você que é um discípulo em treinamento para conquistar as multidões para Jesus, deve conhecer e praticar alguns princípios que sem dúvida nenhuma vai desatar a unção de multiplicação em seu grupo. Gostaria de compartilhar com você, aquilo que o Senhor tem nos ministrado a respeito do processo de evangelização dos grupos. Você não pode perder de vista o alvo de Deus com o seu grupo, pois, quando perdemos o referencial o nosso trabalho se torna vão, o grande alvo de Deus são famílias transformadas pelo poder do Espírito Santo, não apenas pessoas que vêm e vão, mas pessoas que vêm, crescem, se reproduzeme escrevemhistória. A Visão de pequenos grupos tem como alvo principal o resgate das famílias de nossa nação, e para isso, é necessário desenvolvermos com compromisso e perseverança cada passo que a mesma propõe. Os grupos precisam desenvolver umplano de evangelismo eficaz, que vai desde a oração por três, trinta dias com jejum, até o viver pleno da vida Cristã, através de um discipulado vivo e desafiador. O fruto permanece, quando há uma atitude de obediência de cada líder de grupo, em viver os princípios estabelecidos pela Visão, como um estilo de vida e não como uma exigência fria e angustiante. Se queremos ver os frutos chegarem, os grupos têm que desenvolver umtremendo projeto de evangelismo, e se queremos que as vidas permaneçam, os grupos têm que ter um tremendo estilo de vida como a igreja primitiva teve. Consolidar alguém é levá-lo a viver o Evangelho da Cruz, centrado na pessoa maravilhosa de Jesus, não consolidamos com palavras apenas, mas com o nosso testemunho de vida, porque, o testemunho fala muito mais do que qualquer palavra. Uma certa feita eu estava evangelizando um amigo que eu tinha no mundo, havia por volta de dois anos que eu não o via, porque, após a minha conversão este meu amigo querido resolveu se afastar de mim, eu estava falando para ele do amor de Jesus pelas nossas vidas e de repente ele me parou e disse: tudo o que você está falando eu sei que é uma grande verdade, pois, posso ver estas verdades estabelecidas emsua vida. O testemunho sempre fala mais alto na hora de consolidar alguém em Cristo, hoje este meu grande amigo é um pastor, líder de Ministério Para Tua Glória de Louvor e Adoração, ele e sua preciosa esposa tem centenas de discípulos. Não apenas permaneceram , como se reproduziramem outros discípulos ungidos e comprometidos com Reino de Deus, aleluia! Vejamos os princípios que eu creio serem fundamentais para o bom desempenho dos grupos e assim, os frutos virão e permanecerão. Primeiro princípio – Conhecer o objetivo do grupos (Mateus 28.18,20). Aqui na grande comissão de Jesus, está muito claro que o objetivo do grupos é ganhar os perdidos e fazer de cada um deles discípulos de Jesus. Sendo assim, os grupos devemsempre nutrir um espírito de conquista e discipulado (consolidar) os conquistados através do acompanhamento prático e organizado, para que todos dos grupos respondam o chamado de Cristo. Primeiro a Visão tem que funcionar no novo decidido e depois de consolidado, vemo discipulado e aí é a hora dele funcionar na Visão, ou seja, o fruto se tornou permanente. Segundo Princípio – Motivação (Filipenses 3.12,14). O Apóstolo Paulo nos ensina uma lição tremenda neste texto, pois o que lhe motivava a prosseguir não eram as coisas naturais e sim as espirituais. A motivação das ovelhas deve ser as promessas do céu e não os cuidados deste mundo, grupos que tem um líder motivado pelas coisas do céu, vai trazer o céu para a terra e vai envolver
  9. 9. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 todos os discípulos com a presença do Todo-Poderoso. Que salva, transforma cura, sara e nos enche do Espírito Santo. Se quisermos frutos permanentes é necessário vivermos das coisas eternas e não das passageiras. Terceiro Princípio – Apascentamento (provérbios 27.23). O líder do grupo não pode negligenciar o apascentamento das ovelhas que o Senhor lhe está entregando. Ainda que o consolidador daquela ovelha seja outro discípulo de grupo, a responsabilidade de conhecer e dar direção para as ovelhas do grupo é do líder, ele é o profeta daquele rebanho e um rebanho que não tem a voz profética se corrompe (Provérbios 29.18). Devemos nos envolver de fato e de verdade como nosso rebanho, para que ele tenha o nosso cheiro e nós o cheiro dele, caso contrário, seremos apenas o pregador da reunião impessoal do grupo, onde não se estabelece vínculos e também não há profundidade nos relacionamentos. Para que um rebanho se multiplique é necessário que o mesmo esteja sadio, e o apascentamento é na verdade, medicina de Deus para todo o rebanho. Quando há remédio de Deus para as enfermidades de nossa alma, somos curados e podemos viver com alma livre e consolidada para o Reino de Deus. O fruto que permanece é aquele que é bem cuidado, sarado e consolidado nos princípios eternos do Senhor. Quarto Princípio – Relacionamentos Maduros (1 Sm 20.12,16). Podemos falar que os grupos tem relacionamentos maduros, quando percebemos que o seu líder é aliançado com as ovelhas e as ovelhas com o líder, para que os grupos lute com toda perseverança as guerras de Deus e não as guerras pessoais de cada um. Quando lutamos as guerras de Deus, contra os principados, potestades, dominadores e forças espirituais da maldade, trazema presença do Senhor dos Exércitos, o Grande El Shadai e assim Ele vence por nós as nossas guerras interiores e exteriores, Aleluia! Os nossos relacionamentos amadurecem através de uma vida com Deus genuína, pautada no amor e na dedicação pelo Senhor e pelos irmãos. Querido líder, firme bem a sua aliança com sua célula, guerreie as guerras de Deus, torne-se umshofar profético nas mãos do Senhor e conquiste as multidões para Cristo, levantando um exército poderoso de discípulos como Davi o fez (1 Crônicas 18.13b). Este exército virá e permanecerá por causa dos grandes feitos de Deus na vida de cada discípulo que fora recebido e consolidado com amor. Quinto Princípio – Traçar Estratégias (Josué 6.1,9). Você que é um líder de excelência foi levantado por Deus para ser comandante dessa célula, e no exército de Deus tudo é organizado e funciona. O general do exército, o nosso Poderoso Senhor, vai passar todas as estratégias de guerra para o comandante que ele mesmo escolheu (João 15.16). Coragem! Abra os seus ouvidos espirituais para ouvir o Senhor, persevere na oração que é a maneira mais sublime de falar com o Senhor e coma a Palavra que te será um vigoroso alimento para te fortalecer na batalha. Escreva as estratégias que o Senhor te dá através de seu líder de geração, na Escola de Líderes, no discipulado, enfim, prepare seu povo para batalha e vença Jericó para Jesus. Eu sei que você pode, pois o Senhor é contigo como fora com Gideão (Juízes 6.16). Ministre fé na Visão em seus grupos, pois, ela está carregada de Unção, para que as promessas de Deus se cumpram em nossas dias. Chame os visitantes para se alistarem no exército vencedor e diga-lhes que para entrar neste exército de vencedores temum caminho, Cristo Jesus. Faça espadas de isopor, papel, madeira, ou como melhor lhe convier e chame as pessoas a Cristo dando-lhes a espada da fé que derruba todos os nossos adversários (demônios) diga-lhes que, para que a ação de Deus venha na vida de cada um deles é necessário invocar o nome Santo e Poderoso de Jesus, faça oração de entrega e depois com a espada ore derrubando o inimigo que tem atormentado a vida deles profetize e comprometa com o evangelho. Deus te abençoe, e te faça mil vezes mais numeroso do que sois, como vos prometeu o Senhor (Deuteronômio 1.10,11).
  10. 10. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 "A VISÃO DO PURÊ DE BATATAS" A Visão do Purê de Batata. A. INTRODUÇÃO: A visão do “Purê de Batata” parte do princípio bíblico da unidade expressa na oração sacerdotal de Jesus em Jo. 17:20-23. É necessário que a Igreja Local tenha como todo essa visão para que haja unidade no Corpo. A Célula é o lugar ideal para aprender e praticar a unidade. Ser “um” e ser “família de Deus”;é a expressão verdadeira da unidade do Corpo de Cristo – começando pelas células . A Célula não pode ser como um saco de batatas aonde não existe unidade (somente união); ele tem que ser um purê de batata aonde as batatas foram amalgamadas de tal forma que é impossível separar uma da outra. Quando a Célula põe em prática a visão do “Purê de Batata” ele sempre se tornará uma Célula atraente e gostosa de participar. B. UNIDADE VERDADEIRA 1. Princípios de se tornar um; At 2:46. a. Unânimes, definição: “Que é do mesmo sentimento ou da mesma opinião”. b. “No templo, …de casa em casa” A Igreja primitiva diariamente cultivava a unidade no templo (nos cultos de celebração) e nas casas (Células). c. Três palavras importantes em Atos 2:46: Perseveravam: demonstra compromisso e seriedade com o plano de Deus de se tornar um. Alegria: demonstra prazer e gozo na unidade. É uma escolha. Em outras palavras nem sempre nossa carne achará gostoso o sacrificar do nosso tempo, planos individuais, etc., para cultivar unidade – mas o plano de Deus é que façamos isso com muita alegria genuína! Singeleza:Simplicidade de visão! Temos que deixar de ser tão complicado, cheios de desejos próprios e opiniões egoístas. Singularidade e simplicidade de visão promove unidade nos seguidores ou cumpridores da mesma. 2. Resultados de se tornar um; At 2:42-47. a. Mais milagres; vs. 42-43. b. Ajudar as pessoas necessitadas; vs. 44-45. c. Construir relacionamentos fortes; vs. 46. d. Atrair o povo para Jesus; vs. 47. 3. A importância de se tornar um. a. Abundante graça sobre os cristãos; At 4:32-34. b. Crescimento autêntico da igreja; At 5:14; Jo 17:20-23 (… “para que o mundo creia…”) 4. Como se tornar umem cada Célula? Exemplo do Purê de Batatas: a. Com batata crua … Não dá!
  11. 11. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 b. Como fazer o purê? Água: Palavra de Deus; Is. 55:11 Fogo: Espírito Santo (orar em fé, orar em línguas, guerra espiritual, etc.). As batatas cruas não podem ver o fogo mas podem sentir o seu efeito. Descascar a batata: Tirar a máscara; não precisamos tentar parecer alguém espiritual, etc. Temos que ser quebrantados, admitindo que temos muito para aprender e crescer, Pv. 28:13; Tg. 5:16. c. Uma vez prontas, as batatas tem que estar sempre juntas para se almagamarem. At 2:44. Exemplos: Café da manhã. Almoço no domingo. Praticar esportes juntos. Estimular uns aos outros para cresceremespiritualmente e motivar uns aos outros a uma maior intimidade com Deus e uns com os outros; Hb. 10:24-25. Discipulado vertical e horizontal um com o outro. Evangelismo juntos (fazer visitas juntos!!). Orar juntos, vigílias, etc. Brincar juntos. d. Para evitar que o Purê de Batatas azede: Atmosfera de confiança e transparência. Correr o risco de se abrir sem medo de fofoca. Às vezes temque confrontar de acordo com Mt 18:15-17 com firmeza e muito amor. Se humilhar para receber conselho e oração. Evitar a todo custo panelinha (grupinhos introvertidos). O segredo da Célula ter um “Purê de Batata” gostoso e atraente é trazer e envolver as novas pessoas. Todos os membros da Célula devemter um coração muito aberto a se envolver comos visitantes e os irmãos das outras Células. Já que queima no coração de cada participante o desejo forte de expandir o Reino de Deus através do crescimento e multiplicação da Célula, uma atmosfera extrovertida permeia o “Purê de Batata” e assim acelera a integração de novas pessoas com muita facilidade.
  12. 12. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 ESTRATÉGIAS PARA MULTIPLICAR CÉLULAS " Diariamente, no templo e de casa em casa, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus, o Cristo" - Atos 5.42 O Objetivo principal de uma célula é ganhar pessoas para o Senhor Jesus Cristo, levando-as a viver uma vida plena em Deus, através do discipulado. Considerando que muitas pessoas serão ganhas, a reunião da célula terá tantas pessoas, que haverá a necessidade de multiplicações constantes e, também, treinamento de novos líderes e auxiliares. A multiplicação é a meta principal de uma célula evangelística. Há momentos de adoração, edificação, comunhão, compartilhamento da visão; porém, o alvo de uma célula é crescer e multiplicar-se até que todos os seus integrantes sejam líderes de novas células.Cada discípulo é um líder em potencial e, na visão celular no modelo dos doze – M12 – ninguém pode ficar parado e nenhuma célula pode ficar estagnada – senão morre. Uma célula viva cresce, ganha novas pessoas e, por isso, multiplica-se constantemente. Que estratégias, então, um líder e seus discípulos devemutilizar para multiplicar suas células? Vamos comentar algumas: 1) Tenha metas definidas e procure cumpri-las – Quando temos metas, nossas ações são direcionadas para o atingimento de nossos objetivos e tudo fazemos, com o melhor de nossos esforços, para alcançar cada alvo estabelecido. Nossa meta é que cada célula, em todas as redes, realize uma multiplicação a cada seis meses, ou quando a célula ultrapasse o número de 12 pessoas. 2) Prepare e treine os auxiliares na célula - Os auxiliares devemreceber funções diversas na célula, que lhes darão segurança e confiança para lideraremnovas células: podem dirigir períodos de adoração, dirigirem momentos de oração, compartilhar o momento da visão, visitar os discípulos da célula junto com o líder, etc. Por isso, incentive cada discípulo a freqüentar a Escola de Líderes e todos os eventos da igreja celular. Converse sempre comeles sobre o privilégio e a honra de servir ao Senhor, liderando células e ganhando vidas para o reino de Deus. 3) Descubra a casa onde funcionará a nova célula – A casa onde funcionará a nova célula pode ser na mesma região ou não; o anfitrião pode ser cristão ou não – basta que permita que a nova célula funcione em sua casa. 4) A nova equipe deve ser entrevistada e preparada para a multiplicação – O líder de Rede deve visitar os futuros líderes e auxiliares, orando com eles e conhecendo melhor suas características pessoais, familiares, espirituais, etc. A nova deverá ter, no mínimo, três pessoas – um líder, um auxiliar e um anfitrião – todos envolvidos na visão celular e que não tenham nenhum problema que seja motivo de escândalo ou que os impeça de liderar. Antes da multiplicação, a equipe é apresentada à igreja, que ora e intercede pelo sucesso das novas células. 5) Evangelismo na região da nova célula: A célula-mãe deve promover umintenso evangelismo na região onde será inaugurada a nova célula, convidando as todos para a festa de inauguração. Prepare convites, distribua folhetos com o endereço da célula, enfim, transforme a multiplicação em um grande evento. 6) Realize uma grande festa de inauguração da nova célula: Com a presença dos pastores, líderes da rede, discípulos da célula-mãe e de todos os convidados, faça uma bonita festa, com louvor, coreografias, uma palavra especial e unção dos novos líderes. 7) Dependa sempre de Deus – a obra é dele! Planeje, trabalhe, visite, consolide, evangelize, mas nunca se esqueça que “Deus é quem dá o crescimento e que é o Espírito Santo que convence cada pessoa do pecado, da justiça e do juízo”. Por isso, ore bastante, seja santo(a) e mantenha uma vida de íntima comunhão com Deus.
  13. 13. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 8) Supervisione e acompanhe a nova célula: participe de algumas reuniões; reúna-se com a nova equipe para sanar dúvidas, encorajar e apoiar. Lembre-se que o novo líder já é um dos seus doze, sendo seu discípulo permanente. 9) Ajude e participe das multiplicações das células-filhas: afinal, são suas gerações de novos discípulos sendo formadas e conquistando multidões. Por isso, dê sugestões, ore a respeito e esteja junto de seus discípulos. 10) Sonhe com seu Grupo de Doze:Você multiplicará sua célula até que seu grupo de doze discípulos esteja formado. Cada integrante de seu grupo de doze será líder de, pelo menos, uma célula. Assim, seu trabalho será discipular 12 homens ou mulheres, jovens ou adolescentes, e ajudá- los a formar o seu próprio grupo de doze. VIVENDO DA MOEDADA BOCA DO PEIXE Texto:Mt. 17:27 A visão celular nos alcançou e estabeleceu umnovo tempo em nossas vidas. Podemos definir este tema como tempo de MILAGRE. MILAGRE = Feito ou ocorrência extraordinária, não explicável pelas leis da natureza, acontecimento admirável, espantoso. (Dicionário Aurélio). MILAGRE = Sucesso que não se explica por causas naturais é propriamente obra de Deus, emprega- se vários outros vocábulos para exprimir a idéia de milagres: prodígios, maravilhas, sinais, poderes miraculosos, alguns tem caráter profético e pressagioso, predizendo grandes juízos. (Dicionário Bíblico). A visão resgata o tempo do milagre, e na visão os milagres estão presentes emtodas as fases: GANHAR, CONSOLIDAR, TREINAR (discipular) e ENVIAR . GANHAR - Nesta fase os discípulos foram restituídos na alegria de ganhar almas; e este é um grande milagre ou melhor, o maior milagre da bíblia, pois Jesus veio salvar o que havia se perdido. (Mt.18:11). CONSOLIDAR - Este é o tempo em que o discípulo é firmado em princípios espirituais, tendo em suas vidas grandes transformações, sendo tirado de um poço de perdição e colocado sobre a rocha onde seus pés são firmados. (Sl.40:2). É o tempo de descobrir que os milagres aconteceme são verdadeiros, e que ele pode viver debaixo desta unção que quebra jugo, cadeias, prisões espirituais do mau. Seus passos agora são firmes, sabendo que há um direcionamento bom e agradável que é a Palavra de Deus. TREINAR (discipular) - Chegou o momento de Ter nos lábios um novo cântico (Sl.40:3). No TREINAR somos levados a uma mudança de linguagem, pois chegamos ao reino com más conversações, palavras de morte, de maldição, de pessimismo, palavra torpe e passamos a experimentar o milagre da Palavra de Deus que é poderosa para transformar. Em Pv.18:21 diz: a vida e a morte estão no poder da língua (palavra). Passamos a viver uma vida vitoriosa e nossa linguagem se tornou sã e irrepreensível, tendo sempre uma palavra para edificar vidas, socorrer, ajudar e trazer esperança ao desistido. Um cântico novo (linguagem restaurada) estará sempre testificando que estamos vivendo debaixo do milagre (moeda da boca do peixe). E muitos verão e confiarão no Senhor pelos testemunhos dos nossos lábios. ENVIAR - Discípulos forjados, preparados para combater o bom combate da fé. No processo da visão, viveremos por fé, sabendo que toda provisão esta no altar do Senhor. Confiança é a palavra
  14. 14. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 chave do Antigo Testamento. Hoje a palavra chave é FÉ, convicção e certeza das coisas que esperamos (Hb.11:1). Todo dia e o dia todo presenciamos o manifestar do Senhor e todos testificam que o Deus da Bíblia é vivo e verdadeiro, n'Ele não há mudança nem variação alguma (Tg. 1:17). Somos enviados para cumprir o propósito do Senhor: fazer discípulos de todas as nações, ensinando-os a guardar todos os princípios do reino (Mt. 28:19,20). A bíblia é um livro de MILAGRES, e os milagres estão presente de Gênesis à Apocalipse. Os homens de Deus descrito na bíblia viveramde milagres testificando para nós um referencial de fé, eles viveramliteralmente da moeda da boca do peixe, são chamados de heróis da fé. (Hb. 11:3- 40). De Abel até os apóstolos estes homens viveramdo sobrenatural, subjugando reinos, poderes, principados e potestades, praticando a justiça de Deus e alcançando promessas. Viveram dias extraordinários tornando-se um modelo para os fiéis. Não somente nos seus dias, porém fomos beneficiados através deste modelo que agrada o coração do Pai. Viver pela fé! O povo de Deus quando liberto do Egito percorreu o deserto para chegar a terra prometida e este foi um tempo de dependência completa da provisão dos céus e todos os dias eles tinham o maná que como o orvalho da noite era dado a eles e servia como alimento para o dia (provisão diária). Viver da moeda da boca do peixe é ter fé que o Senhor suprirá diariamente as nossas necessidades, em três níveis: 1- Espiritual 2- Emocional 3- Físico 1- ESPIRITUAL: Jesus disse: Eu sou o pão da vida o que vema mim jamais terá fome(Jo.6:35). Jesus não estava se referindo ao alimento físico, pois nem só de pão vive o homem mais de toda a Palavra que sai da boca de Deus (Mt.4: 4). Porém, o alimento o qual Ele se refere é espiritual e dentro do caminhar da visão celular temos sido supridos de alimento rico e consistente. Vivendo o milagre de cada dia, um novo segredo (revelação) na Palavra que é viva e eficaz (Hb.4:12), assim sendo temos suporte necessário, provisão para cada dia e resistência a todo e qualquer ataque das trevas. Espiritualmente temos experimentado um crescimento sem limites, porque a visão resgatou em nós o desejo de nos alimentarmos no espírito, para que a cada dia o nosso homem espiritual seja fortalecido, pois ele foi criado segundo Deus em justiça e retidão procedentes da verdade (Ef.4:24). 2- EMOCIONAL: Somos supridos através do acompanhamento (discipulado). Na visão celular ninguém esta solto no ar, todos estão debaixo de acompanhamento, todos podem ter suas emoções restituídas no equilíbrio, no ajuste, no tratamento da cura interior. O emocional é um grande alvo do inimigo, ele tenta fazer com que as pessoas vivam insatisfeitas, os casais desajustados, filhos carentes de afetividade. Assim sendo satanás tenta minar as emoções e destruir as vidas. Na provisão diária das emoções podemos viver uma vida com planos projetos e perspectivas, sabendo que na visão não estamos sozinhos, temos um discipulador cheio do amor de Deus que irá nos alimentar (suprir necessidades) nas áreas específicas de nossas almas. E teremos: emoções restauradas, carências supridas, sonhos ressuscitados e projetos restituídos. 3- FÍSICO: Em Filipenses 4:19 temos uma promessa inquestionável, Deus há de suprir (milagre) cada uma de nossas necessidades.
  15. 15. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 Querido discípulo da visão tenha certeza:estamos vivendo o tempo da provisão completa e o Senhor não fará uma obra incompleta. Na visão não temos a promessa de enriquecermos, porém teremos cada uma das nossas necessidades supridas. Que significa não teremos falta de nada, mas iremos suprir as necessidades do pobre, do órfão da viúva e do necessitado. Jesus falou que teremos o pão de cada dia; viver da moeda da boca do peixe é depender completamente do milagre diário, do suprimento das necessidades físicas. Não vivendo ansioso mas lançando sobre Ele toda a ansiedade, pois Ele tem cuidado de vós. No deserto o povo não poderia pegar mais que o necessário para aquele dia, com isto o Senhor nos ensina que deserto é tempo de milagre diário. A manifestação do poder supridor do Senhor diariamente nos dá a certeza que não existe nada que Ele não possa realizar nas nossas vidas e ministério. É uma conscientização viva do milagre diário. Não apenas quando passamos por desertos, mas em todo o tempo e época viveremos neste padrão de excelência. Quando Daniel viveu no tempo da Babilônia o povo estava cativo, porém Daniel era livre e vivia na dependência completa do Senhor experimentando milagres em sua vida. Quando lançado na cova dos leões não teve medo, não teve sua vida por preciosa, mas confiava completamente no Deus que servia e assim o Senhor o guardou de ser alimento para leões. E aquela noite toda esteve na cova sem sofrer nem um tipo de agressão por parte daqueles animais que estavam famintos. Ainda que você seja lançado na cova dos leões e estes queiramlhe devorar, aquele que vive para sempre guardará sua vida de qualquer dano e perda. Jesus manifestou centenas e milhares de milagres, pois Ele é o próprio milagre de Deus para nossas vidas, todo o seu ministério foi marcado por milagres, sua dependência do Pai era completa e Ele disse: Que faríamos obras iguais e maiores que as suas. Quando Ele disse a Pedro: vai, e pesca o primeiro peixe e tira o meu e o teu suprimento de imposto, Ele estava dizendo ao discípulo: confia; creia na minha Palavra e assim Pedro experimentou o sobrenatural na sua vida. Receba hoje o sobrenatural de Deus e passe a viver da moeda da boca do peixe.
  16. 16. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 O Preço do Discipulado Esboço de Sermão Mt 16.24 Introdução: 1. Antes de qualquer coisa, o obreiro tem que ser discípulo. 2. Você é um discípulo de Cristo? 3. Você não é discípulo de Cristo simplesmente porque diz o ser. 4. Você não é discípulo de Cristo se não nasceu de novo. 5. Você não é discípulo de Jesus por gostar de Jesus. 6. Você não é discípulo de Jesus se curte o pecado. 7. Você não é discípulo de Jesus se não perseverar até o fim. 8. Você não é discípulo de Jesus se não ama outras pessoas. 9. Você não é discípulo de Jesus se ama suas coisas. 10. Aquele que deseja seguir Jesus deve resolver primeiro se está disposto a pagar o preço disso. 11. Billy Graham afirmou que "a salvação é de graça, mas o discipulado custa tudo o que temos". I. O que significa “seguir Jesus”? 1. As multidões eram positivas, mas descompromissadas. 2. Jesus não queria um compromisso irresponsável que só esperasse receber bênçãos. 3. Longe de facilitar as coisas para obter uma resposta positiva, Cristo estabeleceu que o custo do discipulado era o mais alto possível. 4. Jesus incentivou-os a fazerem um cuidadoso inventário antes de declarar a sua disposição de segui-lo (Lc 9.57-62): “Indo eles caminho fora, alguém lhe disse: Seguir-te-ei para onde quer que fores. Mas Jesus lhe respondeu: As raposas têm seus covis, e as aves do céu, ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça. A outro disse Jesus: Segue-me! Ele, porém, respondeu: Permite-me ir primeiro sepultar meu pai. Mas Jesus insistiu: Deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e prega o reino de Deus. Outro lhe disse: Seguir-te-ei, Senhor; mas deixa-me primeiro despedir-me dos de casa. Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus”. 5. Seguir Jesus exige um novo rumo na vida. 6. Seguir Jesus significa caminhar em direção a Ele. 7. Seguir Jesus significa acompanhá-Lo. 8. Seguir Jesus é saber ouvi-Lo (Mt 5.2). 9. Seguir Jesus é saber aprender Dele (Mt 11.29). 10. Seguir Jesus é saber obedecê-Lo (Rm 6.17). 11. Seguir Jesus é saber perseverar (Mt 4.13-14).
  17. 17. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 II. O que significa “negar a si mesmo”? 1. Negar-se a si mesmo é comportar-se para consigo mesmo como Pedro fez para com Jesus, quando o negou por três vezes. 2. Pedro renegou, repudiou e voltou as costas para Jesus. 3. Pedro deveria ter feito isto consigo mesmo, não com Jesus. 4. Renegar é repudiar e renunciar a nosso suposto direito de seguir nosso próprio caminho. 5. Para sermos discípulos de Cristo precisamos abandonar totalmente o nosso desejo natural de procurar o nosso próprio progresso, conforto, respeito e poder. 6. Significa renunciar o “eu”. 7. Significa esquecer os próprios interesses. 8. Não há como ser discípulo de Cristo se o perseguir riquezas é o princípio norteador de sua vida (Mt 6.24): “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas”. 9. O preço do discipulado verdadeiro é abrir mão de todos os relacionamentos e posses. 10. Ou seja, tudo quanto temos: bens materiais, família, nossa própria vida, com suas ambições e interesses (Lc 14.33): “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo”. 11. Isto não significa que devemos abandonar tudo quanto temos, mas que tudo quanto temos deve ser colocado a serviço de Cristo e sob sua direção (Mt 7.14). 12. É deixar de centralizar-se em si e passar a centralizar-se em Deus. III. O que significa “levar a sua cruz”? 1. Mt 10.38: “e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim.” 2. Significa carregar, levar a nossa cruz. 3. Significa estar pronto e disposto a morrer. 4. Cristo exige total compromisso, até o ponto da morte física. 5. Significa ser fiel até a morte. 6. Tudo que fazemos para nós é passageiro, mas tudo que fazemos para Cristo é eterno. 7. Para seguir Jesus é preciso crucificar nossa velha e egocêntrica forma de viver. 8. Dietrich Bonhoeffer: “Quando Cristo chama um homem, ele ordena que esta venha e morra”. 9. Não desperdice sua vida... Viva para a glória de Deus! IV. As recompensas de seguir Jesus: 1. Para aqueles que vão a Cristo com uma fé em que há a renúncia de si mesmo haverá vida eterna e verdadeira (Mt 16.25, NTLH): “Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira”.
  18. 18. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 2. Para aqueles que seguem a Jesus haverá retribuição, galardão (Mt 16.26):“Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá cada um conforme as suas obras”. 3. Textos bíblicos sobre recompensas aos que seguirem Jesus até o fim: a. Ap 2:7b: “… Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da arvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus”. b. Ap 2:11b: “… O que vencer não receberá o dano da segunda morte”. c. Ap 2:17: “… Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe”. d. Ap 2:25-28: “E ao que vencer e guardar até o fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações. E com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã”. e. Ap 3:5: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”. Conclusão: 1. Seguir a Jesus requer pagar um preço. 2. Seguir Jesus é necessário estar disposto a morrer. 3. Seguir Jesus é preciso considerá-Lo mais importante que seus próprios pais, irmãos e filhos. 4. Nada mais pode lhe dar o que você precisa. 5. Seu dinheiro, seu emprego, o sucesso, os filhos, o cônjuge, as esperanças, os sonhos, a reputação... Todas essas coisas e pessoas são boas. 6. Mas nenhuma delas pode suprir suas maiores necessidades. 7. Se você procurar alegria em qualquer coisa ou pessoa, além de Jesus, o fim da história será triste. 8. Seguir Jesus significa confiar Nele. 9. Ilustração: O Equilibrista no Cabo de Aço. “É preciso fazê-los calar” Esboço de Sermão: “É preciso fazê-los calar, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem, por torpe ganância.” (Tt 1.11, negrito meu) Introdução: Paulo mostra sua preocupação com a transmissão do evangelho e o compromisso com relação à sã doutrina de acordo com o evangelho verdadeiro. O apóstolo Paulo diz a Tito que devia não somente confrontar e corrigir ensinos falsos, mas também lidar com os próprios falsos mestres. Duas tarefas do líder cristão são: ensinar a sã doutrina e refutar o erro (Tt 1.10). I. A Solução? “É preciso fazê-los calar”: No texto não é dito se por meio da argumentação ou pela disciplina, porém, o fato é que eles estão sendo cada vez mais influentes. Significa colocar uma mordaça, não simplesmente um freio, na boca de um animal.
  19. 19. Ev. João Rumpel contato: (55) 9985-4620 É preciso tomar uma atitude para fazê-los parar de ensinar. Devemos estar preparados para contradizer e refutar o erro. É urgentemente necessário, porque andam pervertendo casas inteiras, ensinando o que não devem. II. Onde agem? “porque andam pervertendo casas inteiras”: Pior do que isso, eles são enganadores. Não apenas algumas pessoas estão sendo enganadas. Esses enganadores estão arruinando famílias inteiras, ensinando coisas que não devem. III. Como agem? “ensinando o que não devem”: A palavra deles não apenas deixa de edificar; ela de fato leva ao erro. O discurso deles é desprovido de um conteúdo saudável. Eles não passam de faladores, provedores de “palavras vazias e infrutíferas”. Diferentemente dos fiéis presbíteros, que devem apegar-se “firmemente à mensagem fiel”, os falsos mestres recusam-se a submeter-se a ela. No versículo 10 Paulo refere-se a eles com a expressão muitos insubordinados. IV. A motivação? “por torpe ganância”: O que parece claro de qualquer maneira é que estas pessoas perigosas, conforme o apóstolo as vê, não estão movidas pelo desejo de servir a Deus ou a seu próximo, mas, sim, estão a fim de fazer “lucros sórdidos”. Eles têm uma segunda intenção: agem por ganância (v. 11), uma avareza da qual todo verdadeiro mestre tem de se libertar (v. 7). “torpe ganância”: Os falsos mestres sempre têm esse sentimento por causa do dinheiro (1Tm 6.4; 1Pe 5.2). Ninguém deve ver a liderança da igreja como uma oportunidade para ganhar dinheiro. Conclusão: Uma doutrina verdadeira e pura deve ser exigida de todos os que falam à igreja. Qualquer pessoa que não corresponde a esse parâmetro deve ser repreendida. A doutrina bíblica sã não somente deve ser ensinada, mas também acatada com profunda convicção.

×