SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
A Igreja Medieval
Poder  Espiritual 	A Igreja é herdeira e representante de Cristo na Terra. Assim, torna-se orientadora sobre as questões Teológicas. Poder Religioso.
Poder Secular ou Temporal 	É o poder dos homens sobre os homens. 	Aqui o significado se aproxima do poder político-econômico. 	Não tem relação com a Fé.
Papado 	A palavra Papa carrega dois significados.          PAPA 			       Pai	      Tutor 	Sua origem remonta a Idade Média, mais especificamente após a doação do chamado “Patrimônio de São Pedro” por Pepino, o Breve.  Com um território próprio os papas conseguiram se desvincular do poder Estatal.  A Igreja torna-se independente.
Poder Espiritual X Político Inicia-se uma luta para que os Monarcas sejam “súditos” religiosos. A doação de Pepino faz com que a Igreja não seja mais dependente de nenhum governo, entretanto sua independência só acontece em 1929 com o Tratado de Latrão. Durante os anos de 1059-1061 houve a mudança da forma de eleição dos Papas. Agora seria eleito exclusivamente pelos Cardeais e não mais pelo Clero romano. Reforça-se o seu caráter universal. Em 1271, usa-se chave (cumclavis, em latim) para fechar a sala de votação. Conclave.
Querela das Investiduras Querela  Queixa, Lamentação. Investiduras  Posse.  Em 1073, Hildebrando foi eleito papa, com o nome de Gregório VII.  ,[object Object]
Proibiu o casamento de padres
Celibato obrigatório
Expulsou da Igreja quem havia comprado cargos ou que não tinham se separado das esposas
Proibiu os fieis de assistirem missas ministradas por padres casados,[object Object]
Concordata de Worms - 1122 Além de todas as novas regras, o Papa deveria tirar dos monarcas o direito de nomear clérigos.  Entretanto ainda se vivia em regime feudal e as igrejas ficavam dentro dos territórios dos Srs. Feudais. Logo, os clérigos eram súditos. O Imperador do Sacro Império Romano-Germânico Henrique IV (Hohenstaufen – Alemanha) foi excomungado por não aceitar as ordens. O Imperador pede perdão (Rendição de Canossa) e volta ao seu território para restaurar seu poder. Em seguida, invade Roma e obriga o Papa a fugir e se exilar.  Apenas em 1122 há a divisão entre o poder da Igreja e o poder do Império (governo).
Heresia Cátara Katharós = Puro 	Assim como os Persas, os Cátaros ou albigineses (Albi, sul da França) acreditavam em um Deus do Bem e outro do Mal. (Maniqueísmo) Tinham esse nome (cátaro) pois seus sacerdotes viviam no celibato e na pobreza  pureza. Como era considerada uma seita, pelo Papa, houve uma caça aos albigenses. Genocídio.
Inquisição Em 1229, no Concílio de Toulouse, criam-se os “Inquisidores da fé” durante o pontificado do papa Gregório IX. Quem eram eles??? Eram “fiscais” da religião católica. Todos que, supostamente, tinham outra fé ou praticavam outros rituais eram presos, julgados e executados.
Inquisição Para efetivar tal fiscalização criaram-se algumas novas ordens religiosas. Algumas pacíficas e outras beligerantes. Pacíficas: Franciscanos e Dominicanos Bélicas:  Teutônicos, Templários e Hospitalários

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 3 a formação dos estados nacionais
Aula 3   a formação dos estados nacionaisAula 3   a formação dos estados nacionais
Aula 3 a formação dos estados nacionais
profnelton
 
História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)
Giorgia Marrone
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
Aulas de História
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
josepinho
 

Mais procurados (20)

Invasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa modernaInvasões bárbaras e formação da europa moderna
Invasões bárbaras e formação da europa moderna
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
 
Aula 3 a formação dos estados nacionais
Aula 3   a formação dos estados nacionaisAula 3   a formação dos estados nacionais
Aula 3 a formação dos estados nacionais
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)História Idade Média (Francos)
História Idade Média (Francos)
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
9. revolução inglesa
9. revolução inglesa9. revolução inglesa
9. revolução inglesa
 
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo   7 anoA alta idade média e o início do feudalismo   7 ano
A alta idade média e o início do feudalismo 7 ano
 
Império bizantino filé
Império bizantino filéImpério bizantino filé
Império bizantino filé
 
ROMA ANTIGA
ROMA ANTIGAROMA ANTIGA
ROMA ANTIGA
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Reforma religiosa
Reforma religiosaReforma religiosa
Reforma religiosa
 
Povos bárbaros
Povos bárbarosPovos bárbaros
Povos bárbaros
 
A contrarreforma
A contrarreformaA contrarreforma
A contrarreforma
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
A União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandêsA União Ibérica e o Brasil holandês
A União Ibérica e o Brasil holandês
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
Idade moderna
Idade modernaIdade moderna
Idade moderna
 

Destaque

Idade Média - A Igreja Católica
Idade Média - A Igreja CatólicaIdade Média - A Igreja Católica
Idade Média - A Igreja Católica
Paulo Alexandre
 
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadasA igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
Felipe de Souza
 

Destaque (20)

Igreja medieval
Igreja medievalIgreja medieval
Igreja medieval
 
Idade média igreja e cultura
Idade média   igreja e culturaIdade média   igreja e cultura
Idade média igreja e cultura
 
Igreja na idade media
Igreja na idade mediaIgreja na idade media
Igreja na idade media
 
Igreja Católica na Idade Média
Igreja Católica na Idade MédiaIgreja Católica na Idade Média
Igreja Católica na Idade Média
 
Idade Média - A Igreja Católica
Idade Média - A Igreja CatólicaIdade Média - A Igreja Católica
Idade Média - A Igreja Católica
 
2 a igreja medieval
2 a igreja medieval2 a igreja medieval
2 a igreja medieval
 
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadasA igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
A igreja-na-idade-média-e-as-cruzadas
 
Igreja na Idade Média
Igreja na Idade MédiaIgreja na Idade Média
Igreja na Idade Média
 
A igreja católica na idade média aula 1 - 2 bi
A igreja católica na idade média   aula 1 - 2 biA igreja católica na idade média   aula 1 - 2 bi
A igreja católica na idade média aula 1 - 2 bi
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
 
História da Igreja - Visão geral da Idade Média
História da Igreja - Visão geral da Idade MédiaHistória da Igreja - Visão geral da Idade Média
História da Igreja - Visão geral da Idade Média
 
Igreja medieval cultura medieval pdf
Igreja medieval  cultura medieval pdfIgreja medieval  cultura medieval pdf
Igreja medieval cultura medieval pdf
 
Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476Queda do império romano do ocidente – 476
Queda do império romano do ocidente – 476
 
A queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidenteA queda do imperio romano do ocidente
A queda do imperio romano do ocidente
 
A crise do império romano
A crise do império romanoA crise do império romano
A crise do império romano
 
Queda do império
Queda do impérioQueda do império
Queda do império
 
A formação do império feudal 7º anos
A formação do império feudal   7º anosA formação do império feudal   7º anos
A formação do império feudal 7º anos
 
A Igreja medieval
A Igreja medievalA Igreja medieval
A Igreja medieval
 
Esclarecimento sobre o tribunal do santo ofício
Esclarecimento sobre o tribunal do santo ofícioEsclarecimento sobre o tribunal do santo ofício
Esclarecimento sobre o tribunal do santo ofício
 
As consequências da Primeira Guerra Mundial
As consequências da Primeira Guerra MundialAs consequências da Primeira Guerra Mundial
As consequências da Primeira Guerra Mundial
 

Semelhante a A igreja medieval

08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
Tiago Silva
 
A igreja medieval
A igreja medievalA igreja medieval
A igreja medieval
nany1523
 
As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
adalbertovha
 
A renovação da espiritualidade e religiosidade
A renovação da espiritualidade e religiosidadeA renovação da espiritualidade e religiosidade
A renovação da espiritualidade e religiosidade
cattonia
 
18° reforma e contra-reforma
18° reforma e contra-reforma18° reforma e contra-reforma
18° reforma e contra-reforma
Ajudar Pessoas
 

Semelhante a A igreja medieval (20)

PERÍODO MEDIEVAL
PERÍODO MEDIEVALPERÍODO MEDIEVAL
PERÍODO MEDIEVAL
 
Reforma e contra reforma religiosa
Reforma e contra reforma religiosaReforma e contra reforma religiosa
Reforma e contra reforma religiosa
 
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
08-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-reforma-na-igreja-a-contra-reforma-e-a-igrej...
 
Igreja medieval 2019 pdf
Igreja medieval 2019 pdfIgreja medieval 2019 pdf
Igreja medieval 2019 pdf
 
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIAINTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
INTRODUÇÃO A HISTÓRIA DA IGREJA - CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA
 
11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx11 - A pre-reforma.pptx
11 - A pre-reforma.pptx
 
Documentário o estado do vaticano.
Documentário o estado do vaticano.Documentário o estado do vaticano.
Documentário o estado do vaticano.
 
A igreja medieval
A igreja medievalA igreja medieval
A igreja medieval
 
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula10   Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
10 Os pré-reformadores do cristianismo - 10ª aula
 
Polo centro reforma religiosa - ppt
Polo centro   reforma religiosa - pptPolo centro   reforma religiosa - ppt
Polo centro reforma religiosa - ppt
 
Organização das crenças
Organização das crençasOrganização das crenças
Organização das crenças
 
09. aula de história geral - reforma protestante
09. aula de história geral - reforma protestante09. aula de história geral - reforma protestante
09. aula de história geral - reforma protestante
 
Clara e seu contexto historico / Irineu Trentin, José Bernardi
Clara e seu contexto historico / Irineu Trentin, José BernardiClara e seu contexto historico / Irineu Trentin, José Bernardi
Clara e seu contexto historico / Irineu Trentin, José Bernardi
 
As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3As reformas-religiosas-ildete-3
As reformas-religiosas-ildete-3
 
A renovação da espiritualidade e religiosidade
A renovação da espiritualidade e religiosidadeA renovação da espiritualidade e religiosidade
A renovação da espiritualidade e religiosidade
 
Reforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reformaReforma protestante e contra reforma
Reforma protestante e contra reforma
 
18° reforma e contra-reforma
18° reforma e contra-reforma18° reforma e contra-reforma
18° reforma e contra-reforma
 
8
88
8
 
História da Igreja I: Aula 9: Império e Cristianismo Latino Teutônico (2/2)
História da Igreja I: Aula 9: Império e Cristianismo Latino Teutônico (2/2)História da Igreja I: Aula 9: Império e Cristianismo Latino Teutônico (2/2)
História da Igreja I: Aula 9: Império e Cristianismo Latino Teutônico (2/2)
 
O Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas ReligiosasO Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas Religiosas
 

Mais de Dênis Valério Martins (20)

Instituições sociais
Instituições sociaisInstituições sociais
Instituições sociais
 
Guerra de secessão
Guerra de secessão Guerra de secessão
Guerra de secessão
 
Enem 2011
Enem 2011Enem 2011
Enem 2011
 
República do Brasil
República do BrasilRepública do Brasil
República do Brasil
 
Congresso de viena
Congresso de vienaCongresso de viena
Congresso de viena
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
Origem do conflito - Israel x Palestina
Origem do conflito - Israel x PalestinaOrigem do conflito - Israel x Palestina
Origem do conflito - Israel x Palestina
 
2ª guerra mundial
2ª guerra mundial2ª guerra mundial
2ª guerra mundial
 
Condições Pós Secessão (EUA)
Condições Pós Secessão (EUA)Condições Pós Secessão (EUA)
Condições Pós Secessão (EUA)
 
Reforma Protestante
Reforma ProtestanteReforma Protestante
Reforma Protestante
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Classes Sociais (Surgimento)
Classes Sociais (Surgimento)Classes Sociais (Surgimento)
Classes Sociais (Surgimento)
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Rev russa
Rev russaRev russa
Rev russa
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Entreguerras
EntreguerrasEntreguerras
Entreguerras
 
Monarquias
MonarquiasMonarquias
Monarquias
 
Arabia
ArabiaArabia
Arabia
 
1ª guerra mundial
1ª guerra mundial1ª guerra mundial
1ª guerra mundial
 
Parana simulado
Parana   simuladoParana   simulado
Parana simulado
 

Último

Último (20)

Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 

A igreja medieval

  • 2. Poder Espiritual A Igreja é herdeira e representante de Cristo na Terra. Assim, torna-se orientadora sobre as questões Teológicas. Poder Religioso.
  • 3. Poder Secular ou Temporal É o poder dos homens sobre os homens. Aqui o significado se aproxima do poder político-econômico. Não tem relação com a Fé.
  • 4. Papado A palavra Papa carrega dois significados. PAPA Pai Tutor Sua origem remonta a Idade Média, mais especificamente após a doação do chamado “Patrimônio de São Pedro” por Pepino, o Breve. Com um território próprio os papas conseguiram se desvincular do poder Estatal. A Igreja torna-se independente.
  • 5. Poder Espiritual X Político Inicia-se uma luta para que os Monarcas sejam “súditos” religiosos. A doação de Pepino faz com que a Igreja não seja mais dependente de nenhum governo, entretanto sua independência só acontece em 1929 com o Tratado de Latrão. Durante os anos de 1059-1061 houve a mudança da forma de eleição dos Papas. Agora seria eleito exclusivamente pelos Cardeais e não mais pelo Clero romano. Reforça-se o seu caráter universal. Em 1271, usa-se chave (cumclavis, em latim) para fechar a sala de votação. Conclave.
  • 6.
  • 9. Expulsou da Igreja quem havia comprado cargos ou que não tinham se separado das esposas
  • 10.
  • 11. Concordata de Worms - 1122 Além de todas as novas regras, o Papa deveria tirar dos monarcas o direito de nomear clérigos. Entretanto ainda se vivia em regime feudal e as igrejas ficavam dentro dos territórios dos Srs. Feudais. Logo, os clérigos eram súditos. O Imperador do Sacro Império Romano-Germânico Henrique IV (Hohenstaufen – Alemanha) foi excomungado por não aceitar as ordens. O Imperador pede perdão (Rendição de Canossa) e volta ao seu território para restaurar seu poder. Em seguida, invade Roma e obriga o Papa a fugir e se exilar. Apenas em 1122 há a divisão entre o poder da Igreja e o poder do Império (governo).
  • 12. Heresia Cátara Katharós = Puro Assim como os Persas, os Cátaros ou albigineses (Albi, sul da França) acreditavam em um Deus do Bem e outro do Mal. (Maniqueísmo) Tinham esse nome (cátaro) pois seus sacerdotes viviam no celibato e na pobreza  pureza. Como era considerada uma seita, pelo Papa, houve uma caça aos albigenses. Genocídio.
  • 13. Inquisição Em 1229, no Concílio de Toulouse, criam-se os “Inquisidores da fé” durante o pontificado do papa Gregório IX. Quem eram eles??? Eram “fiscais” da religião católica. Todos que, supostamente, tinham outra fé ou praticavam outros rituais eram presos, julgados e executados.
  • 14. Inquisição Para efetivar tal fiscalização criaram-se algumas novas ordens religiosas. Algumas pacíficas e outras beligerantes. Pacíficas: Franciscanos e Dominicanos Bélicas: Teutônicos, Templários e Hospitalários
  • 15.
  • 16. As Cruzadas Esse é o nome dado as expedições militares originárias da Europa Ocidental com destino a Jerusalém (Palestina) com a intenção de libertar dos Muçulmanos o local onde Jesus Cristo estaria sepultado.
  • 17.
  • 19. Político (turcos proibiam o acesso de católicos)
  • 22.
  • 24. Desenvolvimento de novas rotas comerciais;
  • 25. Intercâmbio comercial e cultural entre a Europa e o Oriente.