SlideShare uma empresa Scribd logo
@cshirky
A Cultura da Participação: Criatividade e
  Generosidade no Mundo Conectado.




    “Durante décadas, a tecnologia
 encorajou as pessoas a desperdiçar o
      seu tempo e intelecto como
    consumidores passivos. Hoje, a
tecnologia está finalmente aproveitando
melhor uma grande parte desse imenso
potencial humano, antes desperdiçado.”
               Clay Shirky




                                          @cshirky
Novos comportamentos: Gim Mania



#Londres, 1712 – O gim era anestésico para a população que
enfrentava o profundo e novo estress da vida urbana. Era de
fato uma reação ao problema real.



#População cresceu absurdamente e os crimes também.



#A industrialização criou novas formas de trabalho e modos de
vida, a nova redistribuição da população destruiu antigos
hábitos comuns à vida rural.
Crise como oportunidade

#O crescimento urbano acompanhado com o crescente
nível educacional fez com que aumentasse o número de
pessoas pagas para pensar e falar mais do que para
produzir ou transportar objetos.


#O Mundo industrializado se deparou pela primeira vez
com algo que nunca tinham lidado antes: O Tempo
Livre.


“A TV entra pelos olhos bem como pelos ouvidos,
imobiliza mesmo os usuários moderadamente atentos,
paralisando-os em cadeiras e poltronas, como um pré-
requisito de consumo, é o nosso gim.”
#Os americanos assistem tv cerca de 200 bilhões de
horas por ano.

#Excedente Cognitivo como um novo e potente capital
social, permitindo o engajamento, o compromisso social
e a melhor utilização do tempo em tarefas coletivas,
que façam sentido a grupos de afinidade antes
confinados à clausura passiva da televisão.

#Oportunidade de comentar, classificar e compartilhar
o material.
#Erros milk-shake: se concentrar no
                     produto sem se preocupar com o papel
                    que os consumidores desejavam que ele
                                            representasse.



              #Ushahidi: foi um serviço desenvolvido para
              ajudar os cidadãos a rastrear explosões de
              violência étnica no Quenia.




#Lolcat: ato criativo mais estúpido
possível o gato+legenda numa
“linguagem lol”, compartilhar é o que
torna divertido, ninguém cria algo para si
mesmo.
#Fazer algo que se tem interesse é um tipo de
atividade diferente de outra que se faz quando
se recebe uma recompensa externa.




#Motivação intrínseca: A própria atividade é a
recompensa.




#Motivação extrínseca: A recompensa é
externa à atividade. Receber pagamento pode
transformar uma atividade antes indesejável
em algo desejável e que vale a pena.
#A mídia social supre o desejo de ser autônomo,
              competente e conectado.




#Motivações e oportunidades reforçam a participação
       em comunidade e compartilhamento, e a
           tecnologia apenas facilita isso.
Oportunidades

#Excedente de tempo livre + motivação + utilidade +
oportunidade + interesse público

#O grupo pode fazer mais para o coletivo do que poderia
fazer por conta própria. A tecnologia possibilita esse
comportamento, mas não o cria.


                     #Achávamos que as novas
                     tecnologias eram repelentes para os
                     mais velhos. Mas se ela é uma
                     ferramenta útil, todos vão querer
                     usá-la. O uso do email não é uma
                     novidade tecnológica, mas uma
                     continuidade social.
#Burning Man: cabine telefônica via satélite, e ninguém se
  lembrava de números para discar => Muitos comportamentos
  são mantidos não por desejo, mas por necessidade
  instantânea.


               ESCREVER EM NOTAS, ASSISTIR TV, FOTOS
               EM PAPEL: nada disso mais é necessidade, hoje
               o comportamento é outro.




#As oportunidades são possibilitadas pela tecnologia, mas, a
  motivação, pelos humanos. Os padrões são antigos
#Os homens têm senso de justiça apurado e gostam de criar
   coletivamente

              1) Z-Boys: 1970, sul da Califórnia.
              Crise + seca = piscinas vazias
              Competições para a melhoria da técnica e dos
              estilos, qualidade colaborativa. Se tornar melhor
              naquilo que gosta faz permanecer no grupo


#Inovação do usuário líder: criada pelo
economista Eric von Hippel, que diz que a
inovação não é conduzida pelo criador do
produto, mas por seus usuários mais ativos. Um
exemplo muito próximo é a criação do botão RT,
ou o Facebook sendo usado para branding e
vendendo ads
2) Impressionistas: Monet e Renoir criaram
             um grupo de discussão. Eles (grupo central)
             difundiam suas ideias a terceiros (grupo
             periférico), que se tornaram embaixadores
             disseminadores.

3) Jogo do Ultimato: imperou o senso comum
de justiça. Quanto mais baixa a oferta, mais alta
a probabilidade de recusa. E se há recusa, ninguém
ganha. O resultado foi o mesmo para pessoas de
todas as classes, idades e culturas.

“Há consequências em nossos atos e o isolamento é raro
  e antinatural. Somos incapazes de nos comportar como
  se não fôssemos membros de uma sociedade maior,
  como se não medíssemos o efeito de nossas ações
  tendo em mente a participação nessa sociedade”
“Quanto menos uma
  cultura for orientada                    Capital social
  para o mercado, mais                 Liberdade profissional
  generosos e abertos                      SATISFAÇÃO
  serão seus membros                        MOTIVAÇÃO
  uns com os outros”

“Todos os modos de comunicação que um dia
precisaram se apoiar em preços de mercado podem
agora ter uma alternativa que se baseia no livre
compartilhamento”

Mídia tradicional          X         Participação pública
- Enciclopédia Britânica             - Wikipedia
- Microsoft                          - Linux

#As redes digitais barateiam o compartilhamento e tornam a
participação potencial quase universal. Free: Você sempre
terá um concorrente de graça
“Sistemas que admitem que as pessoas agirão de maneira a
criar bens públicos e que lhes fornecem oportunidades e
recompensas pelo fato de elas fazerem isso, com muita
frequência lhes permitem trabalhar juntas e melhor”

A gestão compartilhada se baseia:

#na visibilidade mútua dos
participantes

#no comprometimento com os
objetivos comuns

#na capacidade de punir os infratores

= melhor gestão e policiamento do que
em governos e sistemas de mercado
#Mal entendimento sobre as novas gerações

“O erro de atribuição fundamental acontece quando
explicamos nosso comportamento em função de nossas
limitações”

•A geração X não trabalha porque é preguiçosa
•Muita exposição no Facebook das novas gerações: não
tínhamos Facebook quando éramos adolescentes
•Napster: antes visto como malandragem e roubo, hoje é
explicado pela cultura do compartilhamento simples e barato.
Dados digitais têm custo perto de zero

A vontade de compartilhar música é a mesma de se engajar
civicamente, só é preciso haver a oportunidade.

#Cidadãos Responsáveis (catam lixo no Paquistão) – via FB
#Hábitos e características se disseminam pelas
redes sociais em até 3 graus de separação – se
espalham por contato social. A internet é uma
máquina de oportunidades



#SixDegrees.com (1996) fracassou porque não havia um
número de pessoas online suficiente para fazer a rede
funcionar. Hoje, o Facebook é um sucesso

                 Desafio:
                 2.Como criar oportunidades
                 3.Como lidar com o crescimento
                 4.Como se adaptar aos usuários
15 passos
•Comece pequeno
•Pergunte por quê? Coloque-se na posição do usuário
•O comportamento acompanha a oportunidade. Os usuários só se
beneficiarão de oportunidades que conhecem ou acharem valiosas
•Qual é o valor social? Compartilhamento em 1º lugar
•Ter 100 usuários é + difícil do que 12 ou 1.000
•Pessoas divergem. + pessoas divergem +. Quanto maior o sistema
social, mais acentuada é a diferença entre os participantes mais ativos
•Intimidade não conta: não é possível existir um grupo grande,
ativo e que preste atenção. Audiência x Agrupamento
•Apoie uma cultura de apoio
•Quanto + depressa você aprende, + rápido consegue se adaptar
•O sucesso gera + problema que o fracasso
•Clareza é violência: as regras seguem, não conduzem
•Tente qualquer coisa. Tente tudo. A maioria das ideias irá falhar
•Caos até não suportarmos mais. A internet existe há 40 anos, e só
agora temos FB e TT
•Recompensar a criatividade pública, a participação e o
compartilhamento
•Cadê o mouse? Olhar através dos olhos das novas gerações
A cultura da participação
A cultura da participação
A cultura da participação
A cultura da participação

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
A Cultura da Convergência e o novo papel da audiênciaA Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
A Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
Daniel Bittencourt
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
Rodrigo Cunha
 
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
Rodrigo Galhano
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
Pedro Correia
 
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. CastellsCultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Luiz Agner
 
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Vera Lúcia Vieira (Vera Vernareccia)
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
Stefanie Silveira
 
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografiaCultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Italo Alan
 
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticasConvergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Grupo COMERTEC
 
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídiaConvergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Alysson Lisboa
 
novas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfimnovas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfim
André Bomfim
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
nlopesr
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
Tiago Lopes
 
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisãoVlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Tiago Nogueira
 
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Associação Comercial de São Paulo
 
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
Alex Primo
 
Prova cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anabProva cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anab
eduecibercultura
 
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via webFANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
pradorenata
 
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry JenkinsTranscrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
Bia Quadros
 
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
guesta08be6
 

Mais procurados (20)

A Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
A Cultura da Convergência e o novo papel da audiênciaA Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
A Cultura da Convergência e o novo papel da audiência
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
“UM PANORAMA GERAL DA CONVERGÊNCIA MIDIÁTICA”
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
 
Cultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. CastellsCultura da Internet - segundo M. Castells
Cultura da Internet - segundo M. Castells
 
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvadorApresentação trabalho sincult 2015 salvador
Apresentação trabalho sincult 2015 salvador
 
Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
 
Cultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografiaCultura convergencia upe antropologia geografia
Cultura convergencia upe antropologia geografia
 
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticasConvergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
Convergência midiática e comunicação:cenários, atores e práticas
 
Convergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídiaConvergência de mídias e narrativa transmídia
Convergência de mídias e narrativa transmídia
 
novas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfimnovas_midias_prof_andre_bomfim
novas_midias_prof_andre_bomfim
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisãoVlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
 
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
Curso para Jornalistas - Jornalista 2.0: Novas ferramentas de comunicação na ...
 
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
Crítica da cultura da convergência: participação ou cooptação?
 
Prova cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anabProva cibercultura 1 anab
Prova cibercultura 1 anab
 
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via webFANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
FANSUB E SCANLATION: caminhos da cultura pop japonesa de fã para a fã via web
 
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry JenkinsTranscrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
Transcrição do filme Transmedia missionaris: Henry Jenkins
 
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
Convergência de Mídias no blog Brainstorm#9
 

Semelhante a A cultura da participação

Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
 Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
wab030
 
Rede cidadao digital
Rede cidadao digitalRede cidadao digital
Rede cidadao digital
cidadaoemrede
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
marcoscampos555
 
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro CordierMobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
Pedro Cordier
 
A sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaioA sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaio
Eng. Eduardo F. dos Santos
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
Marketing Digital CMF
 
Apropriacoes tecnologias final
Apropriacoes tecnologias finalApropriacoes tecnologias final
Apropriacoes tecnologias final
hernani dimantas
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
Alynne Cid
 
As mudanças na comunicação e o ativismo digital
As mudanças na comunicação e o ativismo digitalAs mudanças na comunicação e o ativismo digital
As mudanças na comunicação e o ativismo digital
Jean Michel Gallo Soldatelli
 
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdfCompartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
Alberto Pereira
 
Comportamento do consumidor digital aula2
Comportamento do consumidor digital   aula2Comportamento do consumidor digital   aula2
Comportamento do consumidor digital aula2
Keila Silva
 
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Elis Monteiro
 
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacao
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacaoApresentacao geral minasparticipativa conceituacao
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacao
minasinvest
 
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
Brian Solis
 
Base De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
Base De Clientes Valiosa Futuro CrescimentoBase De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
Base De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
Jose Carlos Duarte Goncalves
 
Cultura participatória
Cultura participatóriaCultura participatória
Cultura participatória
João Pinto
 
Sobre A GeraçãO Digital N Geners
Sobre A GeraçãO Digital  N GenersSobre A GeraçãO Digital  N Geners
Sobre A GeraçãO Digital N Geners
Eduardo Magalhães
 
Saber Unitau
Saber UnitauSaber Unitau
Trabalho grupo3
Trabalho grupo3Trabalho grupo3
Trabalho grupo3
João Pinto
 
Trabalho grupo3
Trabalho grupo3Trabalho grupo3
Trabalho grupo3
joaoppinto
 

Semelhante a A cultura da participação (20)

Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
 Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
Internet e redes sociais digitais como instrumento para os movimentos sociais
 
Rede cidadao digital
Rede cidadao digitalRede cidadao digital
Rede cidadao digital
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro CordierMobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
Mobilização nas Redes Sociais - 1º ETC Bahia - Pedro Cordier
 
A sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaioA sociedade da colaboração um ensaio
A sociedade da colaboração um ensaio
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Apropriacoes tecnologias final
Apropriacoes tecnologias finalApropriacoes tecnologias final
Apropriacoes tecnologias final
 
Mobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociaisMobilização nas redes sociais
Mobilização nas redes sociais
 
As mudanças na comunicação e o ativismo digital
As mudanças na comunicação e o ativismo digitalAs mudanças na comunicação e o ativismo digital
As mudanças na comunicação e o ativismo digital
 
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdfCompartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
Compartilhar: um estudo sobre os usos da tecnologia entre os jovens_pdf
 
Comportamento do consumidor digital aula2
Comportamento do consumidor digital   aula2Comportamento do consumidor digital   aula2
Comportamento do consumidor digital aula2
 
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
Aula 1 - MBA estratégico de Marketing Digital Universidade Veiga de Almeida -...
 
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacao
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacaoApresentacao geral minasparticipativa conceituacao
Apresentacao geral minasparticipativa conceituacao
 
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
Empatia transgeracional - Entrevista Brian Solis
 
Base De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
Base De Clientes Valiosa Futuro CrescimentoBase De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
Base De Clientes Valiosa Futuro Crescimento
 
Cultura participatória
Cultura participatóriaCultura participatória
Cultura participatória
 
Sobre A GeraçãO Digital N Geners
Sobre A GeraçãO Digital  N GenersSobre A GeraçãO Digital  N Geners
Sobre A GeraçãO Digital N Geners
 
Saber Unitau
Saber UnitauSaber Unitau
Saber Unitau
 
Trabalho grupo3
Trabalho grupo3Trabalho grupo3
Trabalho grupo3
 
Trabalho grupo3
Trabalho grupo3Trabalho grupo3
Trabalho grupo3
 

Mais de Laura Lopes

Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudarComo empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
Laura Lopes
 
R18 - Digital to be
R18 - Digital to beR18 - Digital to be
R18 - Digital to be
Laura Lopes
 
Estratégia em Redes Sociais
Estratégia em Redes SociaisEstratégia em Redes Sociais
Estratégia em Redes Sociais
Laura Lopes
 
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
Laura Lopes
 
Twitter data-report
Twitter data-reportTwitter data-report
Twitter data-report
Laura Lopes
 
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentasGestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
Laura Lopes
 
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast foodOs comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
Laura Lopes
 
Desenvolvendo o produto
Desenvolvendo o produtoDesenvolvendo o produto
Desenvolvendo o produto
Laura Lopes
 
Midia digital aulas 1 e 2
Midia digital aulas 1 e 2Midia digital aulas 1 e 2
Midia digital aulas 1 e 2
Laura Lopes
 
Internet trends-2011
Internet trends-2011Internet trends-2011
Internet trends-2011
Laura Lopes
 
As 10 melhores práticas para redes sociais
As 10 melhores práticas para redes sociaisAs 10 melhores práticas para redes sociais
As 10 melhores práticas para redes sociais
Laura Lopes
 
Latin america social_networking_study_2011_final_portuguese
Latin america social_networking_study_2011_final_portugueseLatin america social_networking_study_2011_final_portuguese
Latin america social_networking_study_2011_final_portuguese
Laura Lopes
 

Mais de Laura Lopes (12)

Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudarComo empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
Como empreender com eficiência - e como o Runrun.it pode ajudar
 
R18 - Digital to be
R18 - Digital to beR18 - Digital to be
R18 - Digital to be
 
Estratégia em Redes Sociais
Estratégia em Redes SociaisEstratégia em Redes Sociais
Estratégia em Redes Sociais
 
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
55 Brands Rocking Social Media with Visual Content
 
Twitter data-report
Twitter data-reportTwitter data-report
Twitter data-report
 
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentasGestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
Gestão de crise nas RS e Be-á-bá das ferramentas
 
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast foodOs comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
Os comentários dos usuários do Foursquare sobre as principais redes de fast food
 
Desenvolvendo o produto
Desenvolvendo o produtoDesenvolvendo o produto
Desenvolvendo o produto
 
Midia digital aulas 1 e 2
Midia digital aulas 1 e 2Midia digital aulas 1 e 2
Midia digital aulas 1 e 2
 
Internet trends-2011
Internet trends-2011Internet trends-2011
Internet trends-2011
 
As 10 melhores práticas para redes sociais
As 10 melhores práticas para redes sociaisAs 10 melhores práticas para redes sociais
As 10 melhores práticas para redes sociais
 
Latin america social_networking_study_2011_final_portuguese
Latin america social_networking_study_2011_final_portugueseLatin america social_networking_study_2011_final_portuguese
Latin america social_networking_study_2011_final_portuguese
 

A cultura da participação

  • 2. A Cultura da Participação: Criatividade e Generosidade no Mundo Conectado. “Durante décadas, a tecnologia encorajou as pessoas a desperdiçar o seu tempo e intelecto como consumidores passivos. Hoje, a tecnologia está finalmente aproveitando melhor uma grande parte desse imenso potencial humano, antes desperdiçado.” Clay Shirky @cshirky
  • 3. Novos comportamentos: Gim Mania #Londres, 1712 – O gim era anestésico para a população que enfrentava o profundo e novo estress da vida urbana. Era de fato uma reação ao problema real. #População cresceu absurdamente e os crimes também. #A industrialização criou novas formas de trabalho e modos de vida, a nova redistribuição da população destruiu antigos hábitos comuns à vida rural.
  • 4. Crise como oportunidade #O crescimento urbano acompanhado com o crescente nível educacional fez com que aumentasse o número de pessoas pagas para pensar e falar mais do que para produzir ou transportar objetos. #O Mundo industrializado se deparou pela primeira vez com algo que nunca tinham lidado antes: O Tempo Livre. “A TV entra pelos olhos bem como pelos ouvidos, imobiliza mesmo os usuários moderadamente atentos, paralisando-os em cadeiras e poltronas, como um pré- requisito de consumo, é o nosso gim.”
  • 5. #Os americanos assistem tv cerca de 200 bilhões de horas por ano. #Excedente Cognitivo como um novo e potente capital social, permitindo o engajamento, o compromisso social e a melhor utilização do tempo em tarefas coletivas, que façam sentido a grupos de afinidade antes confinados à clausura passiva da televisão. #Oportunidade de comentar, classificar e compartilhar o material.
  • 6. #Erros milk-shake: se concentrar no produto sem se preocupar com o papel que os consumidores desejavam que ele representasse. #Ushahidi: foi um serviço desenvolvido para ajudar os cidadãos a rastrear explosões de violência étnica no Quenia. #Lolcat: ato criativo mais estúpido possível o gato+legenda numa “linguagem lol”, compartilhar é o que torna divertido, ninguém cria algo para si mesmo.
  • 7. #Fazer algo que se tem interesse é um tipo de atividade diferente de outra que se faz quando se recebe uma recompensa externa. #Motivação intrínseca: A própria atividade é a recompensa. #Motivação extrínseca: A recompensa é externa à atividade. Receber pagamento pode transformar uma atividade antes indesejável em algo desejável e que vale a pena.
  • 8. #A mídia social supre o desejo de ser autônomo, competente e conectado. #Motivações e oportunidades reforçam a participação em comunidade e compartilhamento, e a tecnologia apenas facilita isso.
  • 9. Oportunidades #Excedente de tempo livre + motivação + utilidade + oportunidade + interesse público #O grupo pode fazer mais para o coletivo do que poderia fazer por conta própria. A tecnologia possibilita esse comportamento, mas não o cria. #Achávamos que as novas tecnologias eram repelentes para os mais velhos. Mas se ela é uma ferramenta útil, todos vão querer usá-la. O uso do email não é uma novidade tecnológica, mas uma continuidade social.
  • 10. #Burning Man: cabine telefônica via satélite, e ninguém se lembrava de números para discar => Muitos comportamentos são mantidos não por desejo, mas por necessidade instantânea. ESCREVER EM NOTAS, ASSISTIR TV, FOTOS EM PAPEL: nada disso mais é necessidade, hoje o comportamento é outro. #As oportunidades são possibilitadas pela tecnologia, mas, a motivação, pelos humanos. Os padrões são antigos
  • 11. #Os homens têm senso de justiça apurado e gostam de criar coletivamente 1) Z-Boys: 1970, sul da Califórnia. Crise + seca = piscinas vazias Competições para a melhoria da técnica e dos estilos, qualidade colaborativa. Se tornar melhor naquilo que gosta faz permanecer no grupo #Inovação do usuário líder: criada pelo economista Eric von Hippel, que diz que a inovação não é conduzida pelo criador do produto, mas por seus usuários mais ativos. Um exemplo muito próximo é a criação do botão RT, ou o Facebook sendo usado para branding e vendendo ads
  • 12. 2) Impressionistas: Monet e Renoir criaram um grupo de discussão. Eles (grupo central) difundiam suas ideias a terceiros (grupo periférico), que se tornaram embaixadores disseminadores. 3) Jogo do Ultimato: imperou o senso comum de justiça. Quanto mais baixa a oferta, mais alta a probabilidade de recusa. E se há recusa, ninguém ganha. O resultado foi o mesmo para pessoas de todas as classes, idades e culturas. “Há consequências em nossos atos e o isolamento é raro e antinatural. Somos incapazes de nos comportar como se não fôssemos membros de uma sociedade maior, como se não medíssemos o efeito de nossas ações tendo em mente a participação nessa sociedade”
  • 13. “Quanto menos uma cultura for orientada Capital social para o mercado, mais Liberdade profissional generosos e abertos SATISFAÇÃO serão seus membros MOTIVAÇÃO uns com os outros” “Todos os modos de comunicação que um dia precisaram se apoiar em preços de mercado podem agora ter uma alternativa que se baseia no livre compartilhamento” Mídia tradicional X Participação pública - Enciclopédia Britânica - Wikipedia - Microsoft - Linux #As redes digitais barateiam o compartilhamento e tornam a participação potencial quase universal. Free: Você sempre terá um concorrente de graça
  • 14. “Sistemas que admitem que as pessoas agirão de maneira a criar bens públicos e que lhes fornecem oportunidades e recompensas pelo fato de elas fazerem isso, com muita frequência lhes permitem trabalhar juntas e melhor” A gestão compartilhada se baseia: #na visibilidade mútua dos participantes #no comprometimento com os objetivos comuns #na capacidade de punir os infratores = melhor gestão e policiamento do que em governos e sistemas de mercado
  • 15. #Mal entendimento sobre as novas gerações “O erro de atribuição fundamental acontece quando explicamos nosso comportamento em função de nossas limitações” •A geração X não trabalha porque é preguiçosa •Muita exposição no Facebook das novas gerações: não tínhamos Facebook quando éramos adolescentes •Napster: antes visto como malandragem e roubo, hoje é explicado pela cultura do compartilhamento simples e barato. Dados digitais têm custo perto de zero A vontade de compartilhar música é a mesma de se engajar civicamente, só é preciso haver a oportunidade. #Cidadãos Responsáveis (catam lixo no Paquistão) – via FB
  • 16. #Hábitos e características se disseminam pelas redes sociais em até 3 graus de separação – se espalham por contato social. A internet é uma máquina de oportunidades #SixDegrees.com (1996) fracassou porque não havia um número de pessoas online suficiente para fazer a rede funcionar. Hoje, o Facebook é um sucesso Desafio: 2.Como criar oportunidades 3.Como lidar com o crescimento 4.Como se adaptar aos usuários
  • 17. 15 passos •Comece pequeno •Pergunte por quê? Coloque-se na posição do usuário •O comportamento acompanha a oportunidade. Os usuários só se beneficiarão de oportunidades que conhecem ou acharem valiosas •Qual é o valor social? Compartilhamento em 1º lugar •Ter 100 usuários é + difícil do que 12 ou 1.000 •Pessoas divergem. + pessoas divergem +. Quanto maior o sistema social, mais acentuada é a diferença entre os participantes mais ativos •Intimidade não conta: não é possível existir um grupo grande, ativo e que preste atenção. Audiência x Agrupamento •Apoie uma cultura de apoio •Quanto + depressa você aprende, + rápido consegue se adaptar •O sucesso gera + problema que o fracasso •Clareza é violência: as regras seguem, não conduzem •Tente qualquer coisa. Tente tudo. A maioria das ideias irá falhar •Caos até não suportarmos mais. A internet existe há 40 anos, e só agora temos FB e TT •Recompensar a criatividade pública, a participação e o compartilhamento •Cadê o mouse? Olhar através dos olhos das novas gerações