SlideShare uma empresa Scribd logo
EXPANSÃO NARRATIVA &
NARRATIVA TRANSMÍDIA
Alysson Lisboa - Uni-BH
A ACUMULAÇÃO PRODUZ...
Mashups | Hibridismo | Associações
Participação e Convergências
Alysson Lisboa - Uni-BH
Wassup - Budweiser Wassup - marshup
3,8 milhões de views 9 milhões de views
ORIGINAL REMIXADO
MASHUPS
Alysson Lisboa - Uni-BH
Tudo isso deve gerar
Alysson Lisboa - Uni-BH
Precisamos gerar narrativas que podem ser “remixáveis” e
“espalháveis” Criar espaço para conteúdo dos usuários.
CHAMAR PARA A PARTICIPAÇÃO
Alysson Lisboa - Uni-BH
Alysson Lisboa - Uni-BH
O consumo tornou-se um processo coletivo (Jenkins).
Entende-se por inteligência coletiva a expressão cunhada
pelo ciberteórico Pierre Lévy.
Nenhum de nós pode saber tudo, cada
um de nós sabe alguma coisa; e podemos juntar
as peças, se associarmos nossos recursos
e unirmos nossas habilidades.
CONSTRUÇÃO COLETIVA
Alysson Lisboa - Uni-BH
PROSUMER
UM NOVO ROL DE CONSUMIDORES
Alysson Lisboa - Uni-BH
Alysson Lisboa - Uni-BH
CONVERGÊNCIA
VIVEMOS A ERA DA
Alysson Lisboa - Uni-BH
CONCEITO
• O termo começou a ser difundido
em 1979, quando Nicholas
Negroponte (foto), diretor do MIT
Media Lab, nos Estados Unidos,
desenhou três círculos e
descreveu cada um deles
Alysson Lisboa - Uni-BH
• Desde então, a noção é de que as três esferas caminham
juntas para criar novas formas de comunicação – a
comunicação multimídia ou mix media, caracterizada
por duas, três ou mais formas de comunicação integradas.
Computing
publishing and
print
Broadcasting
& communication
Alysson Lisboa - Uni-BH
MEDIAMORPHOSIS
(ROGER FIDLER)
• Coevolução - Nenhuma forma de comunicação
humana pode existir independentemente de
outra. A partir do momento em que um novo modelo
emerge e amplia seu campo de ação, influencia,
independentemente do tempo e do grau de intensidade, o
desenvolvimento de outras formas já existentes.
• Modo de funcionamento de um meio é dado por outro
(Sielman, 1995). Permeabilidade
Alysson Lisboa - Uni-BH
A convergência altera a relação entre
tecnologias existentes, indústrias,
mercados, gêneros e públicos.
A convergência refere-se a
um processo, não a um ponto final.
Alysson Lisboa - Uni-BH
• Aparentemente, usa-se o termo convergência querendo dizer
que os antigos meios de comunicação seriam completamente
absorvidos pela órbita das tecnologias emergentes.
InternetTevêRádio
CONVERGÊNCIA
Alysson Lisboa - Uni-BH
• Os velhos meios de comunicação não estão sendo
substituídos, mas suas funções e status estão sendo
transformados pela introdução de novas tecnologias.
Alysson Lisboa - Uni-BH
Nenhum meio sozinho pode existir.
Ele precisa se relacionar com outro meios.
Antes não tínhamos nada que pudesse
tirar nossa atenção da televisão
Alysson Lisboa - Uni-BH
NOSSATENDÊNCIA É
COLOCARVINHO NOVO
EMVELHAS GARRAFAS
Alysson Lisboa - Uni-BH
ECOLOGIA DOS MEIOS
• Vivemos em um ambiente de meios e não nos damos conta.
• As novas mídias criam um ambiente ao redor dos sujeitos e
remodelam a percepção e cognição.
• Temos que entender os meios hoje como um ambiente orgânico.
MEDIA ECOLOGY.
MEDIA ECOLOGY
Alysson Lisboa - Uni-BH
• A história da comunicação é a
história do “somar”. Mais que
consolidar ou substituir velhas
formas, os novos formatos
tendem a divergir e acrescentar
ao media mix.
(ROGER FIDLER, 2007).
Alysson Lisboa - Uni-BH
UM JEITO NOVO
para engajar marcas, produtos e audiência
TRANSMEDIA
STORYTELLING
Alysson Lisboa - Uni-BH
História contada através de vários meios e plataformas.
Conceito criado por Henry Jenkins (2003)
Prosumidores participam da construção do mundo narrativo.
Pode ter início por meio de uma revista em quadrinhos,
um livro, um game, série de televisão, vídeo noYouTube etc
Alysson Lisboa - Uni-BH
Narrativas transmídia não são adaptações.
São outros focos e novas narrativas.
Conteúdo gerado pelo usuário.
Narrativa transmidia deve ter expansão narrativa e não
apenas distribuição poli-dispositivas.
As adaptacões são transmídias?
se é adaptação não é transmidia storytelling.
Alysson Lisboa - Uni-BH
Alysson Lisboa - Uni-BH
STARWARS
• O filme rendeu US$ 4 milhões em bilheteria. As narrativas
transmídia geraram uma receita de US$ 20 milhões
Alysson Lisboa - Uni-BH
Diante das produções e
mashups que os fãs faziam
de Harry Potter, com
novas histórias, mudança de
finais, fake trailers a autora
contratou advogados para
fechar os sites e acabar com
isso.Agora a própria autora,
reconhecendo o erro em
tentar tomar para si o
controle total da marca,
lança isso:
HARRY POTTER
Alysson Lisboa - Uni-BH
A ideia é sempre a mesma.
(NÃO ME TIRE
O COPYRIGHT)
Alysson Lisboa - Uni-BH
POTTERMORE - J.K. ROWLING
Alysson Lisboa - Uni-BH
audiência usuários
meio conteúdo
monomídia multimídia
periodicidade real time
escassez abundância
intermediação desintermediação
distribuição acesso
unidirecionalidade interatividade
linearidade hipertexto
dado conhecimento
Alysson Lisboa - Uni-BH
PRINCÍPIOS DO JORNALISMO
TRANSMÍDIA
• A apresentação da notícia deve gerar um espaço para a
participação ativa dos consumidores.
• O jornalismo pode explorar o Newsgaming e o jornalismo
imersivo e até os chamados “jornalistas cidadãos”.
• Segundo Kevin Monoley, vejam alguns princípios
básicos do jornalismo transmídia...
Alysson Lisboa - Uni-BH
EXPANSÃO
• O que faz uma história ser difundida viralmente? Como se
pode motivar para que os usuários compartilhem as notícias
em suas redes e elas cheguem além do público tradicional de
cada meio?
Alysson Lisboa - Uni-BH
EXPLORAÇÃO
• Como se pode ativar a curiosidade do público para que
ele se aprofunde na informação e busque mais detalhes por
conta própria? Se existirem mais conteúdos disponíveis –
mesmo que sejam de órgãos oficiais ou nas redes sociais –
então a participação do público será mais profunda.
Hoje os sites não se preocupam
com as taxas de rejeição.
Alysson Lisboa - Uni-BH
CONTINUIDADE E
SERIALIDADE
• A medida que as histórias se expandem através dos meios de
comunicação, como manter sua continuidade na forma e no
tom ao mesmo tempo que exploram as forças de cada meio?
• Ao permitir que a história se desenrole em diferentes
plataformas muda-se também a duração do consumo
informativo. Como manter a atenção do público por tanto
tempo?
Alysson Lisboa - Uni-BH
DIVERSIDADE E
PONTOS DEVISTA
• Informar com vários pontos de vista.
Assim será possível chegar a novos públicos.
• Ex: OTwitter pode chamar para o assunto a partir de um
determinado viés da matéria. Diferentemente do FB, que pode
ganhar a audiência com uma boa foto ou vídeo de abertura.
• Buscar caminhos de expansão e atração para audiências
fragmentadas.
Alysson Lisboa - Uni-BH
IMERSÃO
• Se quer mergulhar o público de modo cada vez mais
profundo em uma história, como se pode gerar formas
alternativas de narração? Como fazer o público compreender
o impacto de uma história?
Alysson Lisboa - Uni-BH
EXTRABILIDADE
• Como o público pode recuperar o trabalho do jornalista e
reutilizá-lo em sua vida cotidiana. (jornalismo local?)
Alysson Lisboa - Uni-BH
MUNDO REAL
• Como fazer para que o público, em certo momento,
abandone as páginas do jornal ou deixe a tela da tevê e,
efetivamente, intervenha no mundo real e solucione um
problema real na sua cidade?
Social apps?
Alysson Lisboa - Uni-BH
APLICAÇÕES EM NT
Alysson Lisboa - Uni-BH
EXEMPLO
CUTTROAT CAPTALISM
PRODUÇÃO: REVISTA WIRED
• Faz viver em primeira pessoa a dinâmica dos sequestros de
embarcações comerciais.
• Faz parte de uma matéria sobre os piratas, um vídeo e várias
infografias.
• http://archive.wired.com/special_multimedia/2009/
cutthroatCapitalismTheGame
Alysson Lisboa - Uni-BH
ÚLTIMO EXEMPLO
A NOTÍCIA DA MORTE DE BIN LADEN
• Começou nas redes sociais (Twitter); Depois web; Infografias;
Televisão; Imprensa (jornais e revistas); Conteúdos gerados
pelos usuários
Alysson Lisboa - Uni-BH
TWITTER - BIN LADEN
Alysson Lisboa - Uni-BH
VINO POR EL CAMINO
• https://www.youtube.com/watch?v=r8tY7MrB-
Og&feature=youtu.be
Alysson Lisboa - Uni-BH

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
Alan Vasconcelos
 
Assessoria de imprensa - Release
Assessoria de imprensa - ReleaseAssessoria de imprensa - Release
Assessoria de imprensa - Release
Laércio Góes
 
Paradigma midiológico
Paradigma midiológicoParadigma midiológico
Paradigma midiológico
Laércio Góes
 
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos LimitadosAbordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Valéria da Costa
 
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividadeRedação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
VOZ Comunica
 
Teoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação RevisãoTeoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação Revisão
Luci Bonini
 
Transmídia (Storytelling Transmedia)
Transmídia (Storytelling Transmedia)Transmídia (Storytelling Transmedia)
Transmídia (Storytelling Transmedia)
Rodrigo Freese Gonzatto
 
Cultura da Convergencia - Henry Jenkins
Cultura da Convergencia - Henry JenkinsCultura da Convergencia - Henry Jenkins
Cultura da Convergencia - Henry Jenkins
Claudia Alexandra
 
Conteúdos Compartilháveis - Sanar
Conteúdos Compartilháveis - SanarConteúdos Compartilháveis - Sanar
Conteúdos Compartilháveis - Sanar
Giácomo Degani
 
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko LorenzApresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
Alysson neves
 
Curso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnGCurso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnG
Rodolfo Nakamura
 
Introdução ao Jornalismo
Introdução ao JornalismoIntrodução ao Jornalismo
Introdução ao Jornalismo
Tallita Alves
 
Cultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poderCultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poder
sociologianocivitatis
 
Panorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das ComunicaçãoPanorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das Comunicação
Marcelo Freire
 
Teoria Empirico experimental
Teoria Empirico experimental Teoria Empirico experimental
Teoria Empirico experimental
nanasimao
 
Aula 03 história da publicidade e propaganda
Aula 03   história da publicidade e propagandaAula 03   história da publicidade e propaganda
Aula 03 história da publicidade e propaganda
Elizeu Nascimento Silva
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
lilianedb
 
Cultura da convergência e da participação
Cultura da convergência e da participaçãoCultura da convergência e da participação
Cultura da convergência e da participação
Aline Corso
 
Transmídia
TransmídiaTransmídia
Transmídia
Aline Corso
 
Teoria da persuasão
Teoria da persuasãoTeoria da persuasão
Teoria da persuasão
Liu Magalhães
 

Mais procurados (20)

Cibercultura
CiberculturaCibercultura
Cibercultura
 
Assessoria de imprensa - Release
Assessoria de imprensa - ReleaseAssessoria de imprensa - Release
Assessoria de imprensa - Release
 
Paradigma midiológico
Paradigma midiológicoParadigma midiológico
Paradigma midiológico
 
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos LimitadosAbordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
Abordagem Empírica De Campo Efeitos Limitados
 
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividadeRedação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
Redação Publicitária - Associação de ideias na publicidade: criatividade
 
Teoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação RevisãoTeoria Da Comunicação Revisão
Teoria Da Comunicação Revisão
 
Transmídia (Storytelling Transmedia)
Transmídia (Storytelling Transmedia)Transmídia (Storytelling Transmedia)
Transmídia (Storytelling Transmedia)
 
Cultura da Convergencia - Henry Jenkins
Cultura da Convergencia - Henry JenkinsCultura da Convergencia - Henry Jenkins
Cultura da Convergencia - Henry Jenkins
 
Conteúdos Compartilháveis - Sanar
Conteúdos Compartilháveis - SanarConteúdos Compartilháveis - Sanar
Conteúdos Compartilháveis - Sanar
 
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko LorenzApresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
Apresentação - Personalização. Análise aos 6 graus, de Mirko Lorenz
 
Curso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnGCurso de Midia - UnG
Curso de Midia - UnG
 
Introdução ao Jornalismo
Introdução ao JornalismoIntrodução ao Jornalismo
Introdução ao Jornalismo
 
Cultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poderCultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poder
 
Panorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das ComunicaçãoPanorama das Teorias das Comunicação
Panorama das Teorias das Comunicação
 
Teoria Empirico experimental
Teoria Empirico experimental Teoria Empirico experimental
Teoria Empirico experimental
 
Aula 03 história da publicidade e propaganda
Aula 03   história da publicidade e propagandaAula 03   história da publicidade e propaganda
Aula 03 história da publicidade e propaganda
 
Aula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergênciaAula4 cultura da convergência
Aula4 cultura da convergência
 
Cultura da convergência e da participação
Cultura da convergência e da participaçãoCultura da convergência e da participação
Cultura da convergência e da participação
 
Transmídia
TransmídiaTransmídia
Transmídia
 
Teoria da persuasão
Teoria da persuasãoTeoria da persuasão
Teoria da persuasão
 

Destaque

Narrativa Transmidiática
Narrativa TransmidiáticaNarrativa Transmidiática
Narrativa Transmidiática
guest0ba979e
 
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
Valeria Guerra
 
Narrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digitalNarrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digital
Luiz Agner
 
Narrativas transmídia em pe pdf
Narrativas transmídia em pe pdfNarrativas transmídia em pe pdf
Narrativas transmídia em pe pdf
lilianedb
 
Narrativas Transmídia e Publicidade Digital
Narrativas Transmídia e Publicidade DigitalNarrativas Transmídia e Publicidade Digital
Narrativas Transmídia e Publicidade Digital
Marcel Ayres
 
Convergência de Mídias
Convergência de MídiasConvergência de Mídias
Convergência de Mídias
André Pase
 
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking DeadA Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
Camila Cristina Gums
 
Jornalismo e Hidridismo
Jornalismo e HidridismoJornalismo e Hidridismo
Jornalismo e Hidridismo
guest22de74
 
Diarinho e o caminho das pedras
Diarinho e o caminho das pedrasDiarinho e o caminho das pedras
Diarinho e o caminho das pedras
deolhonacapital
 
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
Tiago Lopes
 
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
Cauã Taborda
 
Apresentação Projeto Monográfico TV Folha
Apresentação Projeto Monográfico TV FolhaApresentação Projeto Monográfico TV Folha
Apresentação Projeto Monográfico TV Folha
Camila Teixeira
 
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudoInteração mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
Alex Primo
 
33, Narrativas Em Primeira Pessoa
33, Narrativas Em Primeira Pessoa33, Narrativas Em Primeira Pessoa
33, Narrativas Em Primeira Pessoa
Loriza Kettle
 
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVASINTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
Tiago Lopes
 
Narrativas multimídia interativas
Narrativas multimídia interativasNarrativas multimídia interativas
Narrativas multimídia interativas
Paulo Filho
 
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídiaDos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
João Massarolo
 
Jornalismo literário slide
Jornalismo literário slideJornalismo literário slide
Jornalismo literário slide
Jesana Silva de Lima
 
Teorias do Jornalismo - Interacionista
Teorias do Jornalismo - InteracionistaTeorias do Jornalismo - Interacionista
Teorias do Jornalismo - Interacionista
Mariana Castro
 
Teorias do Jornalismo
Teorias do JornalismoTeorias do Jornalismo
Teorias do Jornalismo
Ejavorski
 

Destaque (20)

Narrativa Transmidiática
Narrativa TransmidiáticaNarrativa Transmidiática
Narrativa Transmidiática
 
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
NOVAS DEMANDAS AUDIOVISUAIS: a narrativa transmídia entre as novas gerações e...
 
Narrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digitalNarrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digital
 
Narrativas transmídia em pe pdf
Narrativas transmídia em pe pdfNarrativas transmídia em pe pdf
Narrativas transmídia em pe pdf
 
Narrativas Transmídia e Publicidade Digital
Narrativas Transmídia e Publicidade DigitalNarrativas Transmídia e Publicidade Digital
Narrativas Transmídia e Publicidade Digital
 
Convergência de Mídias
Convergência de MídiasConvergência de Mídias
Convergência de Mídias
 
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking DeadA Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
A Publicidade e Propaganda na Narrativa Transmídia de The Walking Dead
 
Jornalismo e Hidridismo
Jornalismo e HidridismoJornalismo e Hidridismo
Jornalismo e Hidridismo
 
Diarinho e o caminho das pedras
Diarinho e o caminho das pedrasDiarinho e o caminho das pedras
Diarinho e o caminho das pedras
 
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
Narrativas Interativas - as lógicas do digital em experiências de escrita col...
 
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
Proposta de estratégia para a produção de conteúdo transmídia em publicações ...
 
Apresentação Projeto Monográfico TV Folha
Apresentação Projeto Monográfico TV FolhaApresentação Projeto Monográfico TV Folha
Apresentação Projeto Monográfico TV Folha
 
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudoInteração mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
Interação mútua e interação reativa: uma proposta de estudo
 
33, Narrativas Em Primeira Pessoa
33, Narrativas Em Primeira Pessoa33, Narrativas Em Primeira Pessoa
33, Narrativas Em Primeira Pessoa
 
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVASINTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
INTRODUÇÃO ÀS NARRATIVAS INTERATIVAS
 
Narrativas multimídia interativas
Narrativas multimídia interativasNarrativas multimídia interativas
Narrativas multimídia interativas
 
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídiaDos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
Dos dispositivos móveis como plataforma para conteúdo transmídia
 
Jornalismo literário slide
Jornalismo literário slideJornalismo literário slide
Jornalismo literário slide
 
Teorias do Jornalismo - Interacionista
Teorias do Jornalismo - InteracionistaTeorias do Jornalismo - Interacionista
Teorias do Jornalismo - Interacionista
 
Teorias do Jornalismo
Teorias do JornalismoTeorias do Jornalismo
Teorias do Jornalismo
 

Semelhante a Convergência de mídias e narrativa transmídia

Publicidade professor alexandre
Publicidade professor alexandrePublicidade professor alexandre
Publicidade professor alexandre
Atomy Brasil
 
Cs shirky
Cs   shirkyCs   shirky
A experiência lean forward da TV social
A experiência lean forward da TV socialA experiência lean forward da TV social
A experiência lean forward da TV social
Sheron Neves
 
Inovação pb 08_11
Inovação pb 08_11Inovação pb 08_11
Inovação pb 08_11
ofc-planners
 
Youtube e cultura participativa
Youtube e cultura participativaYoutube e cultura participativa
Youtube e cultura participativa
Midias Digitais Cinema UNA 2013
 
Conceicao e aida
Conceicao e aidaConceicao e aida
Conceicao e aida
aventuradamoda
 
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
Larissa Cardoso Borges
 
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisãoVlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Tiago Nogueira
 
Mídia Alternativa
Mídia AlternativaMídia Alternativa
Mídia Alternativa
Deivis Ramos
 
A reinvenção do jornalismo Projeto Draft
A reinvenção do jornalismo Projeto DraftA reinvenção do jornalismo Projeto Draft
A reinvenção do jornalismo Projeto Draft
Iranilton Marcolino
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
Maurício Martins
 
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação MultissensorialInterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
iMasters
 
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era DigitalPublicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
renatofrigo
 
As Organizações e a Web
As Organizações e a WebAs Organizações e a Web
As Organizações e a Web
Claudio Toldo
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
Joanna Alimonda
 
Slides
SlidesSlides
Slides
paulo gomes
 
Slides
SlidesSlides
Slides
paulo gomes
 
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Thais Campas
 

Semelhante a Convergência de mídias e narrativa transmídia (20)

Publicidade professor alexandre
Publicidade professor alexandrePublicidade professor alexandre
Publicidade professor alexandre
 
Cs shirky
Cs   shirkyCs   shirky
Cs shirky
 
A experiência lean forward da TV social
A experiência lean forward da TV socialA experiência lean forward da TV social
A experiência lean forward da TV social
 
Inovação pb 08_11
Inovação pb 08_11Inovação pb 08_11
Inovação pb 08_11
 
Youtube e cultura participativa
Youtube e cultura participativaYoutube e cultura participativa
Youtube e cultura participativa
 
Conceicao e aida
Conceicao e aidaConceicao e aida
Conceicao e aida
 
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
Case "Inhotim - Um lugar que transforma"
 
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisãoVlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
Vlog mas poxa vida como crônica contemporânea na internet e na televisão
 
Mídia Alternativa
Mídia AlternativaMídia Alternativa
Mídia Alternativa
 
A reinvenção do jornalismo Projeto Draft
A reinvenção do jornalismo Projeto DraftA reinvenção do jornalismo Projeto Draft
A reinvenção do jornalismo Projeto Draft
 
Cultura da Convergência
Cultura da ConvergênciaCultura da Convergência
Cultura da Convergência
 
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação MultissensorialInterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
InterACT2010: Andréa Hecksher - Comunicação Multissensorial
 
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era DigitalPublicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
Publicidade de Massa e Planejamento Estratégico na era Digital
 
As Organizações e a Web
As Organizações e a WebAs Organizações e a Web
As Organizações e a Web
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1Comunicacao comunitaria mod1
Comunicacao comunitaria mod1
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Slides
SlidesSlides
Slides
 
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
Aula02 arq usabilidade_senac_maio012
 

Mais de Alysson Lisboa

Palestras e Workshops professor Alysson Lisboa
Palestras e Workshops professor Alysson LisboaPalestras e Workshops professor Alysson Lisboa
Palestras e Workshops professor Alysson Lisboa
Alysson Lisboa
 
O Futuro das Profissões
O Futuro das ProfissõesO Futuro das Profissões
O Futuro das Profissões
Alysson Lisboa
 
Como fazer uma palestra matadora!
Como fazer uma palestra matadora!Como fazer uma palestra matadora!
Como fazer uma palestra matadora!
Alysson Lisboa
 
Startups como vetor de inovação
Startups como vetor de inovaçãoStartups como vetor de inovação
Startups como vetor de inovação
Alysson Lisboa
 
Inbound marketing
Inbound marketingInbound marketing
Inbound marketing
Alysson Lisboa
 
Dispositivos móveis
Dispositivos móveisDispositivos móveis
Dispositivos móveis
Alysson Lisboa
 
Smart cities - Cidades Inteligentes
Smart cities - Cidades InteligentesSmart cities - Cidades Inteligentes
Smart cities - Cidades Inteligentes
Alysson Lisboa
 
Aula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
Aula sobre Grids - Design Visual em JornalismoAula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
Aula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
Alysson Lisboa
 
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismoEcossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Alysson Lisboa
 
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismoEcossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Alysson Lisboa
 

Mais de Alysson Lisboa (10)

Palestras e Workshops professor Alysson Lisboa
Palestras e Workshops professor Alysson LisboaPalestras e Workshops professor Alysson Lisboa
Palestras e Workshops professor Alysson Lisboa
 
O Futuro das Profissões
O Futuro das ProfissõesO Futuro das Profissões
O Futuro das Profissões
 
Como fazer uma palestra matadora!
Como fazer uma palestra matadora!Como fazer uma palestra matadora!
Como fazer uma palestra matadora!
 
Startups como vetor de inovação
Startups como vetor de inovaçãoStartups como vetor de inovação
Startups como vetor de inovação
 
Inbound marketing
Inbound marketingInbound marketing
Inbound marketing
 
Dispositivos móveis
Dispositivos móveisDispositivos móveis
Dispositivos móveis
 
Smart cities - Cidades Inteligentes
Smart cities - Cidades InteligentesSmart cities - Cidades Inteligentes
Smart cities - Cidades Inteligentes
 
Aula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
Aula sobre Grids - Design Visual em JornalismoAula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
Aula sobre Grids - Design Visual em Jornalismo
 
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismoEcossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
 
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismoEcossistemas de-midia-e-jornalismo
Ecossistemas de-midia-e-jornalismo
 

Último

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 

Último (20)

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 

Convergência de mídias e narrativa transmídia

  • 1. EXPANSÃO NARRATIVA & NARRATIVA TRANSMÍDIA Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 2. A ACUMULAÇÃO PRODUZ... Mashups | Hibridismo | Associações Participação e Convergências Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 3. Wassup - Budweiser Wassup - marshup 3,8 milhões de views 9 milhões de views ORIGINAL REMIXADO MASHUPS Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 4. Tudo isso deve gerar Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 5. Precisamos gerar narrativas que podem ser “remixáveis” e “espalháveis” Criar espaço para conteúdo dos usuários. CHAMAR PARA A PARTICIPAÇÃO Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 7. O consumo tornou-se um processo coletivo (Jenkins). Entende-se por inteligência coletiva a expressão cunhada pelo ciberteórico Pierre Lévy. Nenhum de nós pode saber tudo, cada um de nós sabe alguma coisa; e podemos juntar as peças, se associarmos nossos recursos e unirmos nossas habilidades. CONSTRUÇÃO COLETIVA Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 8. PROSUMER UM NOVO ROL DE CONSUMIDORES Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 10. CONVERGÊNCIA VIVEMOS A ERA DA Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 11. CONCEITO • O termo começou a ser difundido em 1979, quando Nicholas Negroponte (foto), diretor do MIT Media Lab, nos Estados Unidos, desenhou três círculos e descreveu cada um deles Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 12. • Desde então, a noção é de que as três esferas caminham juntas para criar novas formas de comunicação – a comunicação multimídia ou mix media, caracterizada por duas, três ou mais formas de comunicação integradas. Computing publishing and print Broadcasting & communication Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 13. MEDIAMORPHOSIS (ROGER FIDLER) • Coevolução - Nenhuma forma de comunicação humana pode existir independentemente de outra. A partir do momento em que um novo modelo emerge e amplia seu campo de ação, influencia, independentemente do tempo e do grau de intensidade, o desenvolvimento de outras formas já existentes. • Modo de funcionamento de um meio é dado por outro (Sielman, 1995). Permeabilidade Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 14. A convergência altera a relação entre tecnologias existentes, indústrias, mercados, gêneros e públicos. A convergência refere-se a um processo, não a um ponto final. Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 15. • Aparentemente, usa-se o termo convergência querendo dizer que os antigos meios de comunicação seriam completamente absorvidos pela órbita das tecnologias emergentes. InternetTevêRádio CONVERGÊNCIA Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 16. • Os velhos meios de comunicação não estão sendo substituídos, mas suas funções e status estão sendo transformados pela introdução de novas tecnologias. Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 17. Nenhum meio sozinho pode existir. Ele precisa se relacionar com outro meios. Antes não tínhamos nada que pudesse tirar nossa atenção da televisão Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 18. NOSSATENDÊNCIA É COLOCARVINHO NOVO EMVELHAS GARRAFAS Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 19. ECOLOGIA DOS MEIOS • Vivemos em um ambiente de meios e não nos damos conta. • As novas mídias criam um ambiente ao redor dos sujeitos e remodelam a percepção e cognição. • Temos que entender os meios hoje como um ambiente orgânico. MEDIA ECOLOGY. MEDIA ECOLOGY Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 20. • A história da comunicação é a história do “somar”. Mais que consolidar ou substituir velhas formas, os novos formatos tendem a divergir e acrescentar ao media mix. (ROGER FIDLER, 2007). Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 21. UM JEITO NOVO para engajar marcas, produtos e audiência TRANSMEDIA STORYTELLING Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 22. História contada através de vários meios e plataformas. Conceito criado por Henry Jenkins (2003) Prosumidores participam da construção do mundo narrativo. Pode ter início por meio de uma revista em quadrinhos, um livro, um game, série de televisão, vídeo noYouTube etc Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 23. Narrativas transmídia não são adaptações. São outros focos e novas narrativas. Conteúdo gerado pelo usuário. Narrativa transmidia deve ter expansão narrativa e não apenas distribuição poli-dispositivas. As adaptacões são transmídias? se é adaptação não é transmidia storytelling. Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 25. STARWARS • O filme rendeu US$ 4 milhões em bilheteria. As narrativas transmídia geraram uma receita de US$ 20 milhões Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 26. Diante das produções e mashups que os fãs faziam de Harry Potter, com novas histórias, mudança de finais, fake trailers a autora contratou advogados para fechar os sites e acabar com isso.Agora a própria autora, reconhecendo o erro em tentar tomar para si o controle total da marca, lança isso: HARRY POTTER Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 27. A ideia é sempre a mesma. (NÃO ME TIRE O COPYRIGHT) Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 28. POTTERMORE - J.K. ROWLING Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 29. audiência usuários meio conteúdo monomídia multimídia periodicidade real time escassez abundância intermediação desintermediação distribuição acesso unidirecionalidade interatividade linearidade hipertexto dado conhecimento Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 30. PRINCÍPIOS DO JORNALISMO TRANSMÍDIA • A apresentação da notícia deve gerar um espaço para a participação ativa dos consumidores. • O jornalismo pode explorar o Newsgaming e o jornalismo imersivo e até os chamados “jornalistas cidadãos”. • Segundo Kevin Monoley, vejam alguns princípios básicos do jornalismo transmídia... Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 31. EXPANSÃO • O que faz uma história ser difundida viralmente? Como se pode motivar para que os usuários compartilhem as notícias em suas redes e elas cheguem além do público tradicional de cada meio? Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 32. EXPLORAÇÃO • Como se pode ativar a curiosidade do público para que ele se aprofunde na informação e busque mais detalhes por conta própria? Se existirem mais conteúdos disponíveis – mesmo que sejam de órgãos oficiais ou nas redes sociais – então a participação do público será mais profunda. Hoje os sites não se preocupam com as taxas de rejeição. Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 33. CONTINUIDADE E SERIALIDADE • A medida que as histórias se expandem através dos meios de comunicação, como manter sua continuidade na forma e no tom ao mesmo tempo que exploram as forças de cada meio? • Ao permitir que a história se desenrole em diferentes plataformas muda-se também a duração do consumo informativo. Como manter a atenção do público por tanto tempo? Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 34. DIVERSIDADE E PONTOS DEVISTA • Informar com vários pontos de vista. Assim será possível chegar a novos públicos. • Ex: OTwitter pode chamar para o assunto a partir de um determinado viés da matéria. Diferentemente do FB, que pode ganhar a audiência com uma boa foto ou vídeo de abertura. • Buscar caminhos de expansão e atração para audiências fragmentadas. Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 35. IMERSÃO • Se quer mergulhar o público de modo cada vez mais profundo em uma história, como se pode gerar formas alternativas de narração? Como fazer o público compreender o impacto de uma história? Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 36. EXTRABILIDADE • Como o público pode recuperar o trabalho do jornalista e reutilizá-lo em sua vida cotidiana. (jornalismo local?) Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 37. MUNDO REAL • Como fazer para que o público, em certo momento, abandone as páginas do jornal ou deixe a tela da tevê e, efetivamente, intervenha no mundo real e solucione um problema real na sua cidade? Social apps? Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 38. APLICAÇÕES EM NT Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 39. EXEMPLO CUTTROAT CAPTALISM PRODUÇÃO: REVISTA WIRED • Faz viver em primeira pessoa a dinâmica dos sequestros de embarcações comerciais. • Faz parte de uma matéria sobre os piratas, um vídeo e várias infografias. • http://archive.wired.com/special_multimedia/2009/ cutthroatCapitalismTheGame Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 40. ÚLTIMO EXEMPLO A NOTÍCIA DA MORTE DE BIN LADEN • Começou nas redes sociais (Twitter); Depois web; Infografias; Televisão; Imprensa (jornais e revistas); Conteúdos gerados pelos usuários Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 41. TWITTER - BIN LADEN Alysson Lisboa - Uni-BH
  • 42. VINO POR EL CAMINO • https://www.youtube.com/watch?v=r8tY7MrB- Og&feature=youtu.be Alysson Lisboa - Uni-BH