SlideShare uma empresa Scribd logo
Por que preservar? 
O desaparecimento dos dinossauros 
répteis gigantes que dominaram a 
vida na Terra por não haver rivais 
(inimigos naturais) à altura 
Hipótese 
choque de um imenso 
meteorito que teria atingido 
a Terra 
o meteorito teria lançado tanta poeira na 
atmosfera que acabou impedindo durante 
algum tempo a passagem dos raios solares, 
modificando radicalmente o clima e 
destruindo muitos vegetais que serviam de 
alimento para esses enormes répteis 
Nós precisamos do planeta e da biosfera, 
mas esta não precisa de nós; ela poderia 
continuar sua evolução sem os seres 
humanos, do mesmo modo que continuou 
sem os dinossauros. 
a biosfera substituiu essas 
formas de vida por outras 
mais complexas ou 
diversificadas
A mentalidade moderna 
(capitalista) encara a 
natureza como um mero 
instrumento, como uma 
fonte de recursos a serviço 
da humanidade 
essa visão pragmática e 
utilitarista enxerga a 
natureza e o planeta 
apenas como uma coisa 
útil, de importância 
material, econômica 
sistema 
econômico e 
social baseado 
na propriedade 
privada e no 
lucro 
NASA / HANDOUT / CORBIS / LATINSTOCK 
ALAN SCHEIN PHOTOGRAPHY / CORBIS / LATINSTOCK 
A ação humana
a sociedade capitalista 
(de consumo) tem no 
consumismo seu grande 
ideal e, para sua 
manutenção, se baseia 
na desigualdade social 
e na destruição 
ambiental 
Para manter a interminável 
cadeia de produção do sistema 
capitalista, é preciso que haja 
espaço à vontade 
condições materiais inesgotáveis 
RAFAEL MORAES / CPDOC JB / FOLHAPRESS 
JEAN GALVÃO / FOLHAPRESS
Emissão de CO²
Efeito estufa 
• O efeito estufa é um fenômeno natural que retém o calor irradiado pela 
superfície do planeta, causando um aumento da temperatura das camadas 
atmosféricas inferiores. 
Contudo, o desenvolvimento 
industrial aumenta a 
quantidade dos gases que 
causam o efeito estufa 
fábricas 
veículos 
desmatamentos 
queimadas 
através de: 
Esse fenômeno garante: 
que a diferença de temperatura entre o dia e a 
noite na Terra não seja tão grande como é na Lua, 
onde não há atmosfera 
a existência da vida na Terra
Os gases bloqueiam os raios 
infravermelhos, espalhando-os 
em todas as direções e 
aquecendo o ambiente. 
LUIS MOURA / ARQUIVO DA EDITORA 
57% da 
energia solar é 
refletida de 
volta para o 
espaço 
radiação solar 
43% da energia solar é absorvida e 
aquece a superfície. 
A superfície aquecida emite calor na 
forma de raios infravermelhos. 
atmosfera
O buraco na camada de ozônio 
Localizada na estratosfera, ela filtra os raios 
ultravioleta do Sol 
Região da atmosfera em que a camada de 
ozônio é mais rarefeita 
os CFCs 
são um dos responsáveis pela diminuição 
da camada de ozônio 
estão presentes, principalmente, em 
sprays e geladeiras
Chuva ácida
Ilhas de calor
Ilhas de Calor
Ilhas de calor
A crescente escassez de água potável no mundo 
Água apropriada para o consumo humano 
A escassez resulta 
do grande crescimento 
populacional 
da expansão industrial e urbana 
da poluição de rios, lagos, 
lençóis subterrâneos, etc. 
do desmatamento 
da compactação dos solos 
APU GOMES / FOLHAPRESS DAVID GRAY / REUTERS / LATINSTOCK
Poluição de rios, lagos, lençóis 
subterrâneos, etc. 
com a Revolução Industrial o volume de 
detritos despejados nas águas cresceu e 
superou a capacidade natural de 
autolimpeza e purificação dos rios e 
oceanos 
além disso, passou-se a lançar 
na água uma grande 
quantidade de elementos não 
biodegradáveis 
materiais que não se 
decompõem na natureza 
capacidade de autorregulação, ou seja, 
capacidade de mudar para manter o 
equilíbrio sempre que ocorrem 
alterações no ambiente 
homeostase 
CHINA DAILY / REUTERS / LATINSTOCK
O mapa da sede 
Adaptado de: ISTOÉ, 26 mar. 2003.
1992 
• Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente 
• Onde: Rio de Janeiro, Brasil 
• Assuntos tratados: 
- poluição do ar e das águas 
- destruição das florestas 
- extermínio de animais 
- perigos do armamentismo 
- camada de ozônio 
1992 
ECO 92 
Conferências
Conferências 
1992 1997 
ECO 92 Protocolo 
de Kyoto
Conferências 
1992 1997 2002 
ECO 92 Protocolo 
de Kyoto 
Rio + 10 
2002 
• Conferência das Nações Unidas sobre o 
Ambiente e Desenvolvimento Sustentável 
• Onde: Johannesburgo, África do Sul 
• Assuntos tratados: 
- diretrizes estabelecidas na ECO 92 sobre a 
biodiversidade, mudanças climáticas e 
desenvolvimento sustentado
Conferências 
1992 1997 2002 2006 
ECO 92 Protocolo 
de Kyoto 
Rio + 10 Conferência da ONU 
2006 
• Onde: Nairóbi, Quênia 
• Assunto tratado: Protocolo de Kyoto 
sobre Mudanças 
Climáticas
Conferências 
1992 
ECO 92 
1997 
Protocolo 
de Kyoto 
2002 
Rio + 10 
2006 
Conferência da ONU 
sobre Mudanças 
Climáticas 
2012 
Rio + 20 
2012 
• Conferência das Nações Unidas sobre o 
Desenvolvimento Sustentável 
• Onde: Rio de Janeiro, Brasil 
• Assunto tratado: desenvolvimento 
sustentável 
Representaram um 
retrocesso 
evidenciaram as dificuldades 
para conciliar crescimento 
econômico, preservação 
ambiental e justiça social 
pilares do desenvolvimento 
sustentável
Carta ao presidente dos Estados 
Unidos 
Nos Estados Unidos, um chefe indígena do século XIX percebeu claramente essa 
atitude pragmática dos conquistadores, que tomavam as terras dos nativos e 
destruíam a vegetação e a fauna. 
Em uma carta enviada ao então presidente norte-americano, ele dizia o seguinte: 
Como se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa ideia nos parece 
estranha […] Somos parte da terra e ela faz parte de nós. As flores perfumadas são 
nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia são nossos irmãos […] 
O que é o homem sem os animais? Se todos os animais se fossem, o homem morreria 
de uma grande solidão de espírito. Pois o que ocorre com os animais em breve 
acontecerá com o homem. Há uma ligação em tudo […]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
Artur Lara
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
Professor
 
Atmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - GeografiaAtmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - Geografia
Positivo e Sesi
 
Efeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento globalEfeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento global
profleofonseca
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
laiszanatta
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
Wanessa Veloso
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
Carminha
 
O planeta terra
O planeta terraO planeta terra
O planeta terra
Prof. Francesco Torres
 
Fuso Horário
Fuso HorárioFuso Horário
Fuso Horário
Linguagem Geográfica
 
Origem e formação da terra
Origem e formação da terraOrigem e formação da terra
Origem e formação da terra
karolpoa
 
Impactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequênciasImpactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequências
Charlles Moreira
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
André Luiz Marques
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
Fabricio Carvalho
 
Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
Luciano Pessanha
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
Eduardo Mendes
 
Formação dos continentes
Formação dos continentesFormação dos continentes
Formação dos continentes
Naira Delazari
 
Coordenadas Geograficas
Coordenadas GeograficasCoordenadas Geograficas
Coordenadas Geograficas
Luciano Pessanha
 
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores ClimáticosClima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Globalização e meio ambiente
Globalização e meio ambienteGlobalização e meio ambiente
Globalização e meio ambiente
Nome Sobrenome
 

Mais procurados (20)

Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Atmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - GeografiaAtmosfera terrestre - Geografia
Atmosfera terrestre - Geografia
 
Efeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento globalEfeito estufa e aquecimento global
Efeito estufa e aquecimento global
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
 
Espaço geográfico
Espaço geográficoEspaço geográfico
Espaço geográfico
 
O planeta terra
O planeta terraO planeta terra
O planeta terra
 
Fuso Horário
Fuso HorárioFuso Horário
Fuso Horário
 
Origem e formação da terra
Origem e formação da terraOrigem e formação da terra
Origem e formação da terra
 
Impactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequênciasImpactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequências
 
Paisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugarPaisagem, espaço e lugar
Paisagem, espaço e lugar
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Dinamica populacional
Dinamica populacionalDinamica populacional
Dinamica populacional
 
Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
 
Geografia da População
Geografia da PopulaçãoGeografia da População
Geografia da População
 
Formação dos continentes
Formação dos continentesFormação dos continentes
Formação dos continentes
 
Coordenadas Geograficas
Coordenadas GeograficasCoordenadas Geograficas
Coordenadas Geograficas
 
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores ClimáticosClima - Elementos e Fatores Climáticos
Clima - Elementos e Fatores Climáticos
 
Globalização e meio ambiente
Globalização e meio ambienteGlobalização e meio ambiente
Globalização e meio ambiente
 

Destaque

Regiao Centro oeste
Regiao Centro oesteRegiao Centro oeste
Regiao Centro oeste
Prof. Francesco Torres
 
Projetos verdes
Projetos verdesProjetos verdes
Preservação & meio ambiente
Preservação & meio ambientePreservação & meio ambiente
Preservação & meio ambiente
thiagofreitasnascimento
 
Formação do Brasil
Formação do BrasilFormação do Brasil
Formação do Brasil
Prof. Francesco Torres
 
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
Nelma Soares
 
Qualidade de vida e saude 4
Qualidade de vida e saude 4Qualidade de vida e saude 4
Qualidade de vida e saude 4
marinete3
 
Trajetória do movimento ambientalista
Trajetória do movimento ambientalistaTrajetória do movimento ambientalista
Trajetória do movimento ambientalista
Natália Pimenta
 
RIO 92
RIO 92RIO 92
Suplementacao
SuplementacaoSuplementacao
Recursos naturais introdução
Recursos naturais introduçãoRecursos naturais introdução
Recursos naturais introdução
adelinacgomes
 
Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)
Bruno Marsilli
 
8º série modo de produção capitalismo
8º série modo de produção capitalismo8º série modo de produção capitalismo
8º série modo de produção capitalismo
AlessandroRubens
 
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
Francisco Carlos Palosque
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
Rosalia Ludwig
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
s1lv1alouro
 
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFIIIECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
profrodrigoribeiro
 
Slides meio ambiente
Slides meio ambienteSlides meio ambiente
Slides meio ambiente
Rosallyny
 
O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
Soleducador1
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiro
Ione Rocha
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
Margarida Santos
 

Destaque (20)

Regiao Centro oeste
Regiao Centro oesteRegiao Centro oeste
Regiao Centro oeste
 
Projetos verdes
Projetos verdesProjetos verdes
Projetos verdes
 
Preservação & meio ambiente
Preservação & meio ambientePreservação & meio ambiente
Preservação & meio ambiente
 
Formação do Brasil
Formação do BrasilFormação do Brasil
Formação do Brasil
 
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
Marca Brasil. Formação e Desenvolvimento. Nelma Soares 2008
 
Qualidade de vida e saude 4
Qualidade de vida e saude 4Qualidade de vida e saude 4
Qualidade de vida e saude 4
 
Trajetória do movimento ambientalista
Trajetória do movimento ambientalistaTrajetória do movimento ambientalista
Trajetória do movimento ambientalista
 
RIO 92
RIO 92RIO 92
RIO 92
 
Suplementacao
SuplementacaoSuplementacao
Suplementacao
 
Recursos naturais introdução
Recursos naturais introduçãoRecursos naturais introdução
Recursos naturais introdução
 
Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)Defesa do meio ambiente slides (1)
Defesa do meio ambiente slides (1)
 
8º série modo de produção capitalismo
8º série modo de produção capitalismo8º série modo de produção capitalismo
8º série modo de produção capitalismo
 
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
CADERNO DO ALUNO 1ANO 1 BIM.
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFIIIECJ - Cap.   2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
IECJ - Cap. 2 - Brasil - Formação territorial - 7º ano do EFII
 
Slides meio ambiente
Slides meio ambienteSlides meio ambiente
Slides meio ambiente
 
O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
 
Formação do território brasileiro
Formação do território brasileiroFormação do território brasileiro
Formação do território brasileiro
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
 

Semelhante a Ações humanas e alteracoes ambientais

A questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitosA questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitos
Artur Lara
 
A questao ambiental
A questao ambientalA questao ambiental
A questao ambiental
rdbtava
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Nonato Bouth
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Mauro Nascimento
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Mauro Nascimento
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
AlunasEseimu
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Paulo Gabriel
 
Apresentação cf 2011
Apresentação cf 2011Apresentação cf 2011
Apresentação cf 2011
mlfmlopes
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Alexandre Gangorra
 
Crise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
Crise global vista como um furacão que se aproxima.pptCrise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
Crise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
gleicianedasilvasant1
 
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Almir Caputo
 
1 o que_é_meio_ambiente_slides
1 o que_é_meio_ambiente_slides1 o que_é_meio_ambiente_slides
1 o que_é_meio_ambiente_slides
Vinícius Pimentel de Oliveira
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
Edna Silva
 
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambienteA evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
DireitoCivilContemporaneo
 
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptxAula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
DulceLimaHonrio
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
FradesEstudantes
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
Leonardo Vieira Hastenreiter
 
Julya
JulyaJulya
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
jovensnaeconomia
 
Geografia vol12
Geografia vol12Geografia vol12
Geografia vol12
Blaunier Matheus
 

Semelhante a Ações humanas e alteracoes ambientais (20)

A questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitosA questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitos
 
A questao ambiental
A questao ambientalA questao ambiental
A questao ambiental
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Apresentação cf 2011
Apresentação cf 2011Apresentação cf 2011
Apresentação cf 2011
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Crise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
Crise global vista como um furacão que se aproxima.pptCrise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
Crise global vista como um furacão que se aproxima.ppt
 
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
 
1 o que_é_meio_ambiente_slides
1 o que_é_meio_ambiente_slides1 o que_é_meio_ambiente_slides
1 o que_é_meio_ambiente_slides
 
Aquecimento global
Aquecimento globalAquecimento global
Aquecimento global
 
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambienteA evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
A evolução da legislação ambiental brasileira e a proteção do meio ambiente
 
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptxAula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
Aula 1 Ecologia Global poluicao cont ar agua solo.pptx
 
Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011Campanha da Fraternidade 2011
Campanha da Fraternidade 2011
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
Julya
JulyaJulya
Julya
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
 
Geografia vol12
Geografia vol12Geografia vol12
Geografia vol12
 

Mais de Prof. Francesco Torres

População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
Prof. Francesco Torres
 
Regionalização
RegionalizaçãoRegionalização
Regionalização
Prof. Francesco Torres
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
Prof. Francesco Torres
 
Regiao Sul
Regiao SulRegiao Sul
Região Norte
Região NorteRegião Norte
Região Norte
Prof. Francesco Torres
 
Orientação
Orientação Orientação
Orientação
Prof. Francesco Torres
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
Prof. Francesco Torres
 
Formação terra
Formação terraFormação terra
Formação terra
Prof. Francesco Torres
 
Águas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os maresÁguas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os mares
Prof. Francesco Torres
 
Paisagem
PaisagemPaisagem
Escalas e mapas
Escalas e mapasEscalas e mapas
Escalas e mapas
Prof. Francesco Torres
 
Clima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosferaClima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosfera
Prof. Francesco Torres
 
Distribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagemDistribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagem
Prof. Francesco Torres
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
Prof. Francesco Torres
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
Tamanho planetas
Tamanho planetasTamanho planetas
Tamanho planetas
Prof. Francesco Torres
 
Orientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espacoOrientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espaco
Prof. Francesco Torres
 
Formacao terra
Formacao terraFormacao terra
Formacao terra
Prof. Francesco Torres
 
Nordeste
NordesteNordeste
Matriz brasileira produção de alimentos
Matriz brasileira produção de alimentosMatriz brasileira produção de alimentos
Matriz brasileira produção de alimentos
Prof. Francesco Torres
 

Mais de Prof. Francesco Torres (20)

População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
Regionalização
RegionalizaçãoRegionalização
Regionalização
 
Região Sudeste
Região SudesteRegião Sudeste
Região Sudeste
 
Regiao Sul
Regiao SulRegiao Sul
Regiao Sul
 
Região Norte
Região NorteRegião Norte
Região Norte
 
Orientação
Orientação Orientação
Orientação
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
Formação terra
Formação terraFormação terra
Formação terra
 
Águas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os maresÁguas oceânicas e os mares
Águas oceânicas e os mares
 
Paisagem
PaisagemPaisagem
Paisagem
 
Escalas e mapas
Escalas e mapasEscalas e mapas
Escalas e mapas
 
Clima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosferaClima e paisagens naturais e atmosfera
Clima e paisagens naturais e atmosfera
 
Distribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagemDistribuição das águas na paisagem
Distribuição das águas na paisagem
 
Formação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevoFormação e modelagem do relevo
Formação e modelagem do relevo
 
A biosfera
A biosferaA biosfera
A biosfera
 
Tamanho planetas
Tamanho planetasTamanho planetas
Tamanho planetas
 
Orientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espacoOrientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espaco
 
Formacao terra
Formacao terraFormacao terra
Formacao terra
 
Nordeste
NordesteNordeste
Nordeste
 
Matriz brasileira produção de alimentos
Matriz brasileira produção de alimentosMatriz brasileira produção de alimentos
Matriz brasileira produção de alimentos
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 

Ações humanas e alteracoes ambientais

  • 1.
  • 2. Por que preservar? O desaparecimento dos dinossauros répteis gigantes que dominaram a vida na Terra por não haver rivais (inimigos naturais) à altura Hipótese choque de um imenso meteorito que teria atingido a Terra o meteorito teria lançado tanta poeira na atmosfera que acabou impedindo durante algum tempo a passagem dos raios solares, modificando radicalmente o clima e destruindo muitos vegetais que serviam de alimento para esses enormes répteis Nós precisamos do planeta e da biosfera, mas esta não precisa de nós; ela poderia continuar sua evolução sem os seres humanos, do mesmo modo que continuou sem os dinossauros. a biosfera substituiu essas formas de vida por outras mais complexas ou diversificadas
  • 3. A mentalidade moderna (capitalista) encara a natureza como um mero instrumento, como uma fonte de recursos a serviço da humanidade essa visão pragmática e utilitarista enxerga a natureza e o planeta apenas como uma coisa útil, de importância material, econômica sistema econômico e social baseado na propriedade privada e no lucro NASA / HANDOUT / CORBIS / LATINSTOCK ALAN SCHEIN PHOTOGRAPHY / CORBIS / LATINSTOCK A ação humana
  • 4. a sociedade capitalista (de consumo) tem no consumismo seu grande ideal e, para sua manutenção, se baseia na desigualdade social e na destruição ambiental Para manter a interminável cadeia de produção do sistema capitalista, é preciso que haja espaço à vontade condições materiais inesgotáveis RAFAEL MORAES / CPDOC JB / FOLHAPRESS JEAN GALVÃO / FOLHAPRESS
  • 6. Efeito estufa • O efeito estufa é um fenômeno natural que retém o calor irradiado pela superfície do planeta, causando um aumento da temperatura das camadas atmosféricas inferiores. Contudo, o desenvolvimento industrial aumenta a quantidade dos gases que causam o efeito estufa fábricas veículos desmatamentos queimadas através de: Esse fenômeno garante: que a diferença de temperatura entre o dia e a noite na Terra não seja tão grande como é na Lua, onde não há atmosfera a existência da vida na Terra
  • 7. Os gases bloqueiam os raios infravermelhos, espalhando-os em todas as direções e aquecendo o ambiente. LUIS MOURA / ARQUIVO DA EDITORA 57% da energia solar é refletida de volta para o espaço radiação solar 43% da energia solar é absorvida e aquece a superfície. A superfície aquecida emite calor na forma de raios infravermelhos. atmosfera
  • 8. O buraco na camada de ozônio Localizada na estratosfera, ela filtra os raios ultravioleta do Sol Região da atmosfera em que a camada de ozônio é mais rarefeita os CFCs são um dos responsáveis pela diminuição da camada de ozônio estão presentes, principalmente, em sprays e geladeiras
  • 13. A crescente escassez de água potável no mundo Água apropriada para o consumo humano A escassez resulta do grande crescimento populacional da expansão industrial e urbana da poluição de rios, lagos, lençóis subterrâneos, etc. do desmatamento da compactação dos solos APU GOMES / FOLHAPRESS DAVID GRAY / REUTERS / LATINSTOCK
  • 14. Poluição de rios, lagos, lençóis subterrâneos, etc. com a Revolução Industrial o volume de detritos despejados nas águas cresceu e superou a capacidade natural de autolimpeza e purificação dos rios e oceanos além disso, passou-se a lançar na água uma grande quantidade de elementos não biodegradáveis materiais que não se decompõem na natureza capacidade de autorregulação, ou seja, capacidade de mudar para manter o equilíbrio sempre que ocorrem alterações no ambiente homeostase CHINA DAILY / REUTERS / LATINSTOCK
  • 15. O mapa da sede Adaptado de: ISTOÉ, 26 mar. 2003.
  • 16. 1992 • Conferência Mundial sobre o Meio Ambiente • Onde: Rio de Janeiro, Brasil • Assuntos tratados: - poluição do ar e das águas - destruição das florestas - extermínio de animais - perigos do armamentismo - camada de ozônio 1992 ECO 92 Conferências
  • 17. Conferências 1992 1997 ECO 92 Protocolo de Kyoto
  • 18. Conferências 1992 1997 2002 ECO 92 Protocolo de Kyoto Rio + 10 2002 • Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente e Desenvolvimento Sustentável • Onde: Johannesburgo, África do Sul • Assuntos tratados: - diretrizes estabelecidas na ECO 92 sobre a biodiversidade, mudanças climáticas e desenvolvimento sustentado
  • 19. Conferências 1992 1997 2002 2006 ECO 92 Protocolo de Kyoto Rio + 10 Conferência da ONU 2006 • Onde: Nairóbi, Quênia • Assunto tratado: Protocolo de Kyoto sobre Mudanças Climáticas
  • 20. Conferências 1992 ECO 92 1997 Protocolo de Kyoto 2002 Rio + 10 2006 Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas 2012 Rio + 20 2012 • Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável • Onde: Rio de Janeiro, Brasil • Assunto tratado: desenvolvimento sustentável Representaram um retrocesso evidenciaram as dificuldades para conciliar crescimento econômico, preservação ambiental e justiça social pilares do desenvolvimento sustentável
  • 21. Carta ao presidente dos Estados Unidos Nos Estados Unidos, um chefe indígena do século XIX percebeu claramente essa atitude pragmática dos conquistadores, que tomavam as terras dos nativos e destruíam a vegetação e a fauna. Em uma carta enviada ao então presidente norte-americano, ele dizia o seguinte: Como se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa ideia nos parece estranha […] Somos parte da terra e ela faz parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia são nossos irmãos […] O que é o homem sem os animais? Se todos os animais se fossem, o homem morreria de uma grande solidão de espírito. Pois o que ocorre com os animais em breve acontecerá com o homem. Há uma ligação em tudo […]