SlideShare uma empresa Scribd logo
O uso intensivo dos recursos da natureza causa a
devastação do patrimônio ambiental e ocorre
atualmente em escala global.
Mas, as conseqüências da devastação afetam a todos,
porém de maneira diferente.
Os países ricos são os maiores responsáveis pelos
problemas ambientais que afetam toda a humanidade :
abrigam apenas 20% da população mundial mas
consomem 80% dos recursos naturais e energéticos do
planeta.
As sociedades industriais modernas criaram um
complexo sistema econômico que perturba
profundamente o meio ambiente :
- Para que a produção industrial ocorra é
necessário retirar do meio ambiente a energia e as
matérias primas – o ambiente é duplamente
afetado : primeiro pela retirada desses recursos ,
em grande parte não renováveis ; segundo, pela
poluição originada durante sua produção.
- Os processos de produção industrial são
atividades altamente poluidoras , afetando os
solos, o ar e as águas , por meio de emissões de
poluentes.
- O mercado consumidor polui o meio ambiente
quando descarta, na forma de lixo, as embalagens
ou os restos das mercadorias de origem industrial.
POLUIÇÃO DO AR
Ocorre por causa da atividade
industrial e do lançamento , na
atmosfera, de gases são produzidos pela
queima de combustíveis fósseis
petróleo e carvão) expelidos dos
veículos automotores e pelo
desmatamento.

Chuva ácida
Segundo o Fundo Mundial para a Natureza, cerca
de 35% dos ecossistemas europeus já estão
seriamente alterados e cerca de 50% das florestas
da Alemanha e da Holanda estão destruídas pela
acidez da chuva. Na costa do Atlântico Norte, a
água do mar está entre 10% e 30% mais ácida que
nos últimos vinte anos.
Óxido de enxofre + água = ácido sulfúrico.
Óxido de nitrogênio + água = ácido nítrico .
Ameaça para a vida vegetal ( tanto para
florestas como para a área agrícola) e animal,
além de acelerar a corrosão de edificações e
monumentos.
Atinge não apenas os lugares em que os gases
foram emitidos: por causa da ação dos ventos
as chuvas ácidas podem ocorrer em locais
muito distantes das fontes poluidoras.
Estátua do Castelo de Herten - Alemanha
Inversão térmica
Se caracteriza pela formação de uma camada de ar
mais fria abaixo da camada mais quente e mais
próxima da superfície , o que dificulta a dispersão dos
gases oriundos dos motores dos veículos e das
indústrias.
O aumento dos gases que causam a poluição do ar
dificultando os padrões de qualidade ambiental
necessários a sobrevivência e perpetuação da
espécie humana. A sociedade humana precisa, de
um lado, queimar menos petróleo (e outros
combustíveis fósseis) e, de outro parar com o
desmatamento no planeta (concentrado
atualmente nos trópicos).
Ilha de calor
A ilha de calor resulta da elevação das
temperaturas médias nas zonas centrais da
cidade, em comparação com as zonas periféricas
ou com as rurais. As variações térmicas podem
chegar até 7ºC e ocorrem devido às diferenças de
irradiação de calor entre as regiões edificadas e as
florestas e também à concentração de poluentes,
maior nas zonas centrais da cidade.
A substituição por de casas e prédios, ruas , pontes
e viadutos e outras construções, que é maior
quanto mais se aproxima do centro das grandes
cidades, faz aumentar significativamente a
irradiação de calor para a atmosfera em
comparação com as zonas periféricas ou rurais,
onde, em geral, é maior a cobertura vegetal.
Além disso, na atmosfera das zonas centrais da
cidade, é muito maior a concentração de gases e
materiais particulados, lançados pelos automóveis
e pelas fábricas, que colabora para aumentar a
retenção de calor. Sem contar com os milhares de
automóveis, que são uma grande fonte de
produção de calor,que se soma ao calor irradiados
pelos edifícios, acentuando o fenômeno da ilha de
calor.


Poluição da água
A água é um recurso vital para a humanidade . Apesar
de ser encontrada em grande quantidade no planeta,
apenas 3% do total é doce e grande parte desta está
congelada em forma de geleira ou infiltrada no solo,
formando reservatórios naturais. A poluição da água
ocorre de diversas maneiras.

Contaminação da água pela chuva ácida:

Contaminação da água por agrotóxicos:
Falta de água: uma catástrofe anunciada
Segundo a ONU, em 2025, 2,7 bilhões de pessoas
irão sofrer problemas de carência hídrica.
Contaminação da água por dejetos domésticos :
 contaminação da água por dejetos industriais :
Contaminação da água por descarte de lixo :
 Contaminação do lençol freático pelo acúmulo
de lixo a céu aberto:
 Contaminação do lençol freático pelos cemitérios:
 Contaminação do lençol freático pelo chorume :

Lixo hospitalar é outro problema :
 contaminação do lençol freático pelo lixo
hospitalar depositado a céu aberto :
Desertificação e perda de solo:
Desertificação é a degradação dos ambientes naturais
pela perda de sua cobertura vegetal e a conseqüente
redução da quantidade de água .
Fatores que levam a desertificação : desmatamento,
utilização intensiva do solo, pecuária e agricultura
praticadas sem cuidados ambientais.
O fenômeno da desertificação
Um terço da superfície do
planeta corre risco de
desertificação. Especialistas
reunidos na COP 8, alertam
que apenas as ações
conjuntas com comunidades
locais poderão evitar
catástrofes sociais

 A Perda de solo é conseqüência da prática
agrícola inadequada combinada com o uso
intensivo de agrotóxicos, levando a erosão.
Erosão : chuvas entram em contato com a
superfície sem vegetação e levam para os rios as
camadas superficiais do solo que são as mais
férteis.
As camadas se solo que são levadas pela chuva são
depositados nos fundos dos rios fazendo o
assoreamento dos rios, que vão ficando cada vez
mais rasos.
O processo de assoreamento diminui a área de
escoamento do rio, provocando enchentes e morte
de várias espécies de peixes.
 Erosão
 Assoreamento de rios :
Assoreamento dos rios :
Situação natural: Desmatamento:
ACIDENTES ECOLÓGICOS
 SMOG :
Bélgica, 1939 : imensa e espessa nuvens de
poluentes cobriu o Vale Meuse, área
industrializada. Após 5 dias a atividade
industrial foi paralisada e passados alguns dias
o ar melhorou.
Londres, 1952 : O lançamento de gases e
material particulado tornou o ar irrespirável
por 4 dias, gerando centenas de problemas
respiratórios e mortes na população local.
Radiação Nuclear :
Chernobyl ( Ucrânia), 1986 :explosão de um
reator de uma usina nuclear. Conseqüências :
morte de dezenas de pessoas, população da cidade
teve que ser retirada ( cerca de 100mil pessoas).
Transportada pelo vento, a radiação atingiu quase
toda Europa. Agricultura e pecuária na área foram
contaminadas. Houve contaminação do solo, da
água e do ar a curto, médio e longo prazo.
Goiânia (Brasil), 1987 : Cápsula de Césio 137,
perigoso elemento químico foi encontrado por
catadores de lixo, que a desmontaram e
manipularam o produto. Conseqüências: 4 mortes
e 800 pessoas contaminadas.
 Usina Nuclear de Chernobyl
 Cápsula de césio137

MOVIMENTO AMBIENTALISTA
 Surgiu no final do século XIX e seus integrantes
queriam evitar a destruição total das áreas naturais;
como resultado da iniciativa foram criados os parques
nacionais.
Recebeu influência do Movimento Pacifista e de
Mahatma Gandhi, seu principal líder. Com o final da 2ª
Guerra Mundial, as pessoas estavam alarmadas com as
bombas atômicas e a possibilidade de guerra nuclear.
Ganhou importância na antiga Alemanha Ocidental.
Foi influenciado pelo movimento de
Contracultura: negavam os valores da
sociedade de consumo e propunham novas
maneiras de viver; nos EUA, condenavam a
Guerra do Vietnã(1960/1975).Principal
contribuição foi a retomada das comunidades
alternativas.
A crise do petróleo da década de 70 também
contribuiu pois pela 1ª vez a população mundial
teve acesso aos problemas ligados à escassez
deste recurso, vital para o funcionamento da
economia mundial.
 O movimento ambientalista passou por alterações
desde o seu início com o surgimento de correntes
antagônicas que defendem propostas diferentes
para garantir as condições de manutenção da vida
humana na Terra.
A principal diferença diz respeito ao tratamento
dos ambientes naturais.
PRESERVACIONISMO x CONSERVACIONISMO
Preservacionistas : acreditam que os ambientes
devem ficar intactos, sem nenhuma tipo de
intervenção humana.
Conservacionistas : propõem a utilização dos recursos
naturais , porém de maneira menos impactante, de
modo que não coloque em risco a vida humana.
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
São as áreas delimitadas para manter o ambiente natural.
Os PRESERVACIONISTAS são radicais e defendem a
remoção das pessoas das áreas de Unidades de
Conservação , mesmo as que vivem há muito tempo
nelas.
 Os CONSERVACIONISTAS acreditam que, se uma
comunidade conseguiu viver tanto tempo sem afetar
muito o ambiente de uma área de Unidade de
Conservação onde se instalou, não há justificativa
para retirá-la.
ECOLOGISTAS RADICAIS x DESENVOLVIMENTISTAS
Ecologistas profundos ou radicais:pregam o abandono do
modo de vida baseado no consumismo, lutam pela
construção de um sistema alternativo de sociedade que
respeite a dinâmica dos ambientes naturais. Defendem a
mudança do modelo de desenvolvimento econômico
argumentando que os recursos naturais não são suficientes
par dar a todos os seres humanos os objetos criados pela
sociedade de consumo. Propõem um modo de vida voltado
para o atendimento das necessidades básicas da espécie
humana.
 Ecologistas desenvolvimentistas: acreditam que a
superação da crise ambiental depende dos avanços da
ciência e da tecnologia no desenvolvimento de projetos
que possibilitem limpar e despoluir o planeta. São
chamados ecocapitalistas e acham que não é necessário
alterar o modelo econômico em que vivemos, mas sim
ajustá-lo, para permitir a continuidade do
desenvolvimento mesmo após o esgotamento de recursos
naturais essenciais como petróleo. Tem muitos aliados
entre os empresários pois com a preocupação crescente
com o ambiente novas oportunidades de negócios
surgiram.

Quem são os maiores responsáveis?
Países (%)
1 EUA 36,1
2 Russia 17,4
3 Japão 8,5
4 Alemanha 7,4
5 Reino Unido 4,3
6 Canadá 3,3
7 Itália 3,1
8 Polônia 3
9 França 2,7
10 Austrália 2,1
Principais poluidores
mundiais da
atmosfera global
Total de emissões de CO‚ desde 1950 (EMTotal de emissões de CO‚ desde 1950 (EM
BILHÕES DE TONELADAS)BILHÕES DE TONELADAS)
Solução? - O Protocolo de Quioto ou Kyoto
1997: criação do Protocolo de Quioto ;
16/02/2005: entrada em vigor do
protocolo após a adesão da Rússia - 141
países;
Meta de Quioto: reduzir em 5,2% a
emissão de gases de estufa entre 2008 e
2012 em relação aos índices de 1990;
ALERTA
ATENÇÃO: segundo os cientistas, o ideal seria a redução
de pelo menos 30% para evitar os impactos sobre o
clima.
E o MDL? Seria uma boa alternativa?
O Mecanismo de Desenvolvimento limpo permitirá às
nações em desenvolvimento venderem aos países
industrializados toneladas de gás carbônico que
deixaram de emitir – “créditos de carbono” – ou seja,
uma flexibilização do Protocolo de Quioto, que em
resumo, é pagar para continuar poluindo.
Quando a última árvore tiver caído,Quando a última árvore tiver caído,
quando o último rio tiver secado,quando o último rio tiver secado,
quando o último peixe for pescado,quando o último peixe for pescado,
vocês vão entender que dinheiro não se comevocês vão entender que dinheiro não se come

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambienteConferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambiente
Delamare De Oliveira Filho
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
Fatima Freitas
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
laiszanatta
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
Dell Andrade
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasil
Artur Lara
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
janeibe
 
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
João José Ferreira Tojal
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
joao paulo
 
Degradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no BrasilDegradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no Brasil
Valdira Ribeiro Jorge
 
Demografia
DemografiaDemografia
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico rural
Professor
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
Rui Raul
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
A sociedade de consumo e a degradação do
A sociedade de consumo e a degradação doA sociedade de consumo e a degradação do
A sociedade de consumo e a degradação do
Professor
 
A questão agrária no brasil
A questão agrária no brasilA questão agrária no brasil
A questão agrária no brasil
Uilson Pereira da Silva
 
Os Recursos Naturais
Os Recursos NaturaisOs Recursos Naturais
Os Recursos Naturais
Diogo Mateus
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
Blog do Prof. Elienai
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiais
Jane Mary Lima Castro
 
Estrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no BrasilEstrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no Brasil
Prof.Paulo/geografia
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura

Mais procurados (20)

Conferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambienteConferências internacionais sobre meio ambiente
Conferências internacionais sobre meio ambiente
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
Impactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambienteImpactos do homem sobre o meio ambiente
Impactos do homem sobre o meio ambiente
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 
Questão agrária no brasil
Questão agrária no brasilQuestão agrária no brasil
Questão agrária no brasil
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
 
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
 
Degradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no BrasilDegradação Ambiental no Brasil
Degradação Ambiental no Brasil
 
Demografia
DemografiaDemografia
Demografia
 
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico rural
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
 
Mudanças Climáticas
Mudanças ClimáticasMudanças Climáticas
Mudanças Climáticas
 
A sociedade de consumo e a degradação do
A sociedade de consumo e a degradação doA sociedade de consumo e a degradação do
A sociedade de consumo e a degradação do
 
A questão agrária no brasil
A questão agrária no brasilA questão agrária no brasil
A questão agrária no brasil
 
Os Recursos Naturais
Os Recursos NaturaisOs Recursos Naturais
Os Recursos Naturais
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Organizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiaisOrganizações internacionais mundiais
Organizações internacionais mundiais
 
Estrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no BrasilEstrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no Brasil
 
Agricultura
AgriculturaAgricultura
Agricultura
 

Destaque

Aula 1 poluição
Aula 1 poluiçãoAula 1 poluição
Aula 1 poluição
Miriam Cleide Amorim
 
Educação ambiental
Educação ambiental Educação ambiental
Educação ambiental
Ana de Almeida
 
Movimento ambientalista
Movimento ambientalistaMovimento ambientalista
Movimento ambientalista
Lais Daniele Neves
 
Espaço Urbano-Industrial Europeu
Espaço Urbano-Industrial EuropeuEspaço Urbano-Industrial Europeu
Espaço Urbano-Industrial Europeu
Jonatha Ronchi
 
Movimento ambiental
Movimento ambientalMovimento ambiental
Movimento ambiental
Gui Souza A
 
Movimentos sociais ambientais
Movimentos sociais ambientaisMovimentos sociais ambientais
Movimentos sociais ambientais
Aline Corso
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
Dênia Cavalcante
 

Destaque (7)

Aula 1 poluição
Aula 1 poluiçãoAula 1 poluição
Aula 1 poluição
 
Educação ambiental
Educação ambiental Educação ambiental
Educação ambiental
 
Movimento ambientalista
Movimento ambientalistaMovimento ambientalista
Movimento ambientalista
 
Espaço Urbano-Industrial Europeu
Espaço Urbano-Industrial EuropeuEspaço Urbano-Industrial Europeu
Espaço Urbano-Industrial Europeu
 
Movimento ambiental
Movimento ambientalMovimento ambiental
Movimento ambiental
 
Movimentos sociais ambientais
Movimentos sociais ambientaisMovimentos sociais ambientais
Movimentos sociais ambientais
 
Passo a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slidesPasso a passo para baixar slides
Passo a passo para baixar slides
 

Semelhante a A questão ambiental - principais efeitos

A questao ambiental
A questao ambientalA questao ambiental
A questao ambiental
rdbtava
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
Paulo Gabriel
 
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 anoPerturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
Ana Tapadinhas
 
Ações humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientaisAções humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientais
Prof. Francesco Torres
 
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Almir Caputo
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
coldplay
 
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosferaImpacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Grupo2apcm
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
StephanyChaiben
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
StephanyChaiben
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
AlunasEseimu
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Nonato Bouth
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Mauro Nascimento
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
Mauro Nascimento
 
Educação Ambiental 7º ano
Educação Ambiental 7º anoEducação Ambiental 7º ano
Educação Ambiental 7º ano
Ana Nunes
 
Geo 04
Geo 04Geo 04
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
-
 
Grandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas AmbientaisGrandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas Ambientais
lidia76
 
2 intervencao humana-no-equilibrio
2   intervencao humana-no-equilibrio2   intervencao humana-no-equilibrio
2 intervencao humana-no-equilibrio
Pelo Siro
 

Semelhante a A questão ambiental - principais efeitos (20)

A questao ambiental
A questao ambientalA questao ambiental
A questao ambiental
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 anoPerturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
Perturbações no equilíbrio dos ecossistemas 8 ano
 
Ações humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientaisAções humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientais
 
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
Acordos internacionais ambientais sobre meio ambiente e desenvolvimento suste...
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosferaImpacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
Impacto da contaminação no solo, na água e na atmosfera
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Questões ambientais
Questões ambientaisQuestões ambientais
Questões ambientais
 
Educação Ambiental 7º ano
Educação Ambiental 7º anoEducação Ambiental 7º ano
Educação Ambiental 7º ano
 
Palestra sobre impactos ambientais urbanos
Palestra sobre impactos ambientais urbanosPalestra sobre impactos ambientais urbanos
Palestra sobre impactos ambientais urbanos
 
Geo 04
Geo 04Geo 04
Geo 04
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Grandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas AmbientaisGrandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas Ambientais
 
2 intervencao humana-no-equilibrio
2   intervencao humana-no-equilibrio2   intervencao humana-no-equilibrio
2 intervencao humana-no-equilibrio
 

Mais de Artur Lara

Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completa
Artur Lara
 
Oriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmicoOriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmico
Artur Lara
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
Artur Lara
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
Artur Lara
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Artur Lara
 
Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira
Artur Lara
 
O espaço agrário mundial
O espaço agrário mundialO espaço agrário mundial
O espaço agrário mundial
Artur Lara
 
Estrututa geológica
Estrututa geológicaEstrututa geológica
Estrututa geológica
Artur Lara
 
Brexit
BrexitBrexit
Brexit
Artur Lara
 
Onu
OnuOnu
Exercícios fuso horário
Exercícios fuso horárioExercícios fuso horário
Exercícios fuso horário
Artur Lara
 
Estrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paranáEstrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paraná
Artur Lara
 
Exercícios coordenadas
Exercícios coordenadasExercícios coordenadas
Exercícios coordenadas
Artur Lara
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
Artur Lara
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
Artur Lara
 
Brics
BricsBrics
Brics
Artur Lara
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
Artur Lara
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Artur Lara
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
Artur Lara
 
Oriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmicoOriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmico
Artur Lara
 

Mais de Artur Lara (20)

Cartografia completa
Cartografia completaCartografia completa
Cartografia completa
 
Oriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmicoOriente médio e estado islâmico
Oriente médio e estado islâmico
 
Israel e palestina
Israel e palestinaIsrael e palestina
Israel e palestina
 
Mundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - GeopolíticaMundo multipolar - Geopolítica
Mundo multipolar - Geopolítica
 
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino MédioClima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
Clima Geral e Brasileiro para Ensino Médio
 
Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira Hidrografia geral e do Brasileira
Hidrografia geral e do Brasileira
 
O espaço agrário mundial
O espaço agrário mundialO espaço agrário mundial
O espaço agrário mundial
 
Estrututa geológica
Estrututa geológicaEstrututa geológica
Estrututa geológica
 
Brexit
BrexitBrexit
Brexit
 
Onu
OnuOnu
Onu
 
Exercícios fuso horário
Exercícios fuso horárioExercícios fuso horário
Exercícios fuso horário
 
Estrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paranáEstrutura geológica brasil e do paraná
Estrutura geológica brasil e do paraná
 
Exercícios coordenadas
Exercícios coordenadasExercícios coordenadas
Exercícios coordenadas
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Blocos econômicos
Blocos econômicosBlocos econômicos
Blocos econômicos
 
Brics
BricsBrics
Brics
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundialDemografia aplicada ao vestibular - População mundial
Demografia aplicada ao vestibular - População mundial
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
 
Oriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmicoOriente médio - síria e estado islâmico
Oriente médio - síria e estado islâmico
 

Último

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 

Último (20)

Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 

A questão ambiental - principais efeitos

  • 1.
  • 2. O uso intensivo dos recursos da natureza causa a devastação do patrimônio ambiental e ocorre atualmente em escala global. Mas, as conseqüências da devastação afetam a todos, porém de maneira diferente. Os países ricos são os maiores responsáveis pelos problemas ambientais que afetam toda a humanidade : abrigam apenas 20% da população mundial mas consomem 80% dos recursos naturais e energéticos do planeta.
  • 3. As sociedades industriais modernas criaram um complexo sistema econômico que perturba profundamente o meio ambiente : - Para que a produção industrial ocorra é necessário retirar do meio ambiente a energia e as matérias primas – o ambiente é duplamente afetado : primeiro pela retirada desses recursos , em grande parte não renováveis ; segundo, pela poluição originada durante sua produção.
  • 4. - Os processos de produção industrial são atividades altamente poluidoras , afetando os solos, o ar e as águas , por meio de emissões de poluentes. - O mercado consumidor polui o meio ambiente quando descarta, na forma de lixo, as embalagens ou os restos das mercadorias de origem industrial.
  • 5. POLUIÇÃO DO AR Ocorre por causa da atividade industrial e do lançamento , na atmosfera, de gases são produzidos pela queima de combustíveis fósseis petróleo e carvão) expelidos dos veículos automotores e pelo desmatamento.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. Chuva ácida Segundo o Fundo Mundial para a Natureza, cerca de 35% dos ecossistemas europeus já estão seriamente alterados e cerca de 50% das florestas da Alemanha e da Holanda estão destruídas pela acidez da chuva. Na costa do Atlântico Norte, a água do mar está entre 10% e 30% mais ácida que nos últimos vinte anos.
  • 10.
  • 11. Óxido de enxofre + água = ácido sulfúrico. Óxido de nitrogênio + água = ácido nítrico . Ameaça para a vida vegetal ( tanto para florestas como para a área agrícola) e animal, além de acelerar a corrosão de edificações e monumentos. Atinge não apenas os lugares em que os gases foram emitidos: por causa da ação dos ventos as chuvas ácidas podem ocorrer em locais muito distantes das fontes poluidoras.
  • 12.
  • 13. Estátua do Castelo de Herten - Alemanha
  • 14.
  • 15. Inversão térmica Se caracteriza pela formação de uma camada de ar mais fria abaixo da camada mais quente e mais próxima da superfície , o que dificulta a dispersão dos gases oriundos dos motores dos veículos e das indústrias.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. O aumento dos gases que causam a poluição do ar dificultando os padrões de qualidade ambiental necessários a sobrevivência e perpetuação da espécie humana. A sociedade humana precisa, de um lado, queimar menos petróleo (e outros combustíveis fósseis) e, de outro parar com o desmatamento no planeta (concentrado atualmente nos trópicos).
  • 20. Ilha de calor A ilha de calor resulta da elevação das temperaturas médias nas zonas centrais da cidade, em comparação com as zonas periféricas ou com as rurais. As variações térmicas podem chegar até 7ºC e ocorrem devido às diferenças de irradiação de calor entre as regiões edificadas e as florestas e também à concentração de poluentes, maior nas zonas centrais da cidade.
  • 21. A substituição por de casas e prédios, ruas , pontes e viadutos e outras construções, que é maior quanto mais se aproxima do centro das grandes cidades, faz aumentar significativamente a irradiação de calor para a atmosfera em comparação com as zonas periféricas ou rurais, onde, em geral, é maior a cobertura vegetal.
  • 22. Além disso, na atmosfera das zonas centrais da cidade, é muito maior a concentração de gases e materiais particulados, lançados pelos automóveis e pelas fábricas, que colabora para aumentar a retenção de calor. Sem contar com os milhares de automóveis, que são uma grande fonte de produção de calor,que se soma ao calor irradiados pelos edifícios, acentuando o fenômeno da ilha de calor.
  • 23.
  • 24.
  • 25. Poluição da água A água é um recurso vital para a humanidade . Apesar de ser encontrada em grande quantidade no planeta, apenas 3% do total é doce e grande parte desta está congelada em forma de geleira ou infiltrada no solo, formando reservatórios naturais. A poluição da água ocorre de diversas maneiras.
  • 26.
  • 27. Contaminação da água pela chuva ácida: 
  • 28. Contaminação da água por agrotóxicos:
  • 29. Falta de água: uma catástrofe anunciada Segundo a ONU, em 2025, 2,7 bilhões de pessoas irão sofrer problemas de carência hídrica.
  • 30. Contaminação da água por dejetos domésticos :
  • 31.  contaminação da água por dejetos industriais :
  • 32. Contaminação da água por descarte de lixo :
  • 33.  Contaminação do lençol freático pelo acúmulo de lixo a céu aberto:
  • 34.  Contaminação do lençol freático pelos cemitérios:
  • 35.  Contaminação do lençol freático pelo chorume : 
  • 36. Lixo hospitalar é outro problema :
  • 37.  contaminação do lençol freático pelo lixo hospitalar depositado a céu aberto :
  • 38. Desertificação e perda de solo: Desertificação é a degradação dos ambientes naturais pela perda de sua cobertura vegetal e a conseqüente redução da quantidade de água . Fatores que levam a desertificação : desmatamento, utilização intensiva do solo, pecuária e agricultura praticadas sem cuidados ambientais.
  • 39.
  • 40. O fenômeno da desertificação Um terço da superfície do planeta corre risco de desertificação. Especialistas reunidos na COP 8, alertam que apenas as ações conjuntas com comunidades locais poderão evitar catástrofes sociais
  • 41.
  • 42.
  • 43.  A Perda de solo é conseqüência da prática agrícola inadequada combinada com o uso intensivo de agrotóxicos, levando a erosão. Erosão : chuvas entram em contato com a superfície sem vegetação e levam para os rios as camadas superficiais do solo que são as mais férteis.
  • 44. As camadas se solo que são levadas pela chuva são depositados nos fundos dos rios fazendo o assoreamento dos rios, que vão ficando cada vez mais rasos. O processo de assoreamento diminui a área de escoamento do rio, provocando enchentes e morte de várias espécies de peixes.
  • 46.
  • 48. Assoreamento dos rios : Situação natural: Desmatamento:
  • 49. ACIDENTES ECOLÓGICOS  SMOG : Bélgica, 1939 : imensa e espessa nuvens de poluentes cobriu o Vale Meuse, área industrializada. Após 5 dias a atividade industrial foi paralisada e passados alguns dias o ar melhorou. Londres, 1952 : O lançamento de gases e material particulado tornou o ar irrespirável por 4 dias, gerando centenas de problemas respiratórios e mortes na população local.
  • 50. Radiação Nuclear : Chernobyl ( Ucrânia), 1986 :explosão de um reator de uma usina nuclear. Conseqüências : morte de dezenas de pessoas, população da cidade teve que ser retirada ( cerca de 100mil pessoas). Transportada pelo vento, a radiação atingiu quase toda Europa. Agricultura e pecuária na área foram contaminadas. Houve contaminação do solo, da água e do ar a curto, médio e longo prazo. Goiânia (Brasil), 1987 : Cápsula de Césio 137, perigoso elemento químico foi encontrado por catadores de lixo, que a desmontaram e manipularam o produto. Conseqüências: 4 mortes e 800 pessoas contaminadas.
  • 51.  Usina Nuclear de Chernobyl
  • 52.  Cápsula de césio137
  • 53.
  • 54. MOVIMENTO AMBIENTALISTA  Surgiu no final do século XIX e seus integrantes queriam evitar a destruição total das áreas naturais; como resultado da iniciativa foram criados os parques nacionais. Recebeu influência do Movimento Pacifista e de Mahatma Gandhi, seu principal líder. Com o final da 2ª Guerra Mundial, as pessoas estavam alarmadas com as bombas atômicas e a possibilidade de guerra nuclear. Ganhou importância na antiga Alemanha Ocidental.
  • 55. Foi influenciado pelo movimento de Contracultura: negavam os valores da sociedade de consumo e propunham novas maneiras de viver; nos EUA, condenavam a Guerra do Vietnã(1960/1975).Principal contribuição foi a retomada das comunidades alternativas. A crise do petróleo da década de 70 também contribuiu pois pela 1ª vez a população mundial teve acesso aos problemas ligados à escassez deste recurso, vital para o funcionamento da economia mundial.
  • 56.  O movimento ambientalista passou por alterações desde o seu início com o surgimento de correntes antagônicas que defendem propostas diferentes para garantir as condições de manutenção da vida humana na Terra. A principal diferença diz respeito ao tratamento dos ambientes naturais.
  • 57. PRESERVACIONISMO x CONSERVACIONISMO Preservacionistas : acreditam que os ambientes devem ficar intactos, sem nenhuma tipo de intervenção humana. Conservacionistas : propõem a utilização dos recursos naturais , porém de maneira menos impactante, de modo que não coloque em risco a vida humana.
  • 58. UNIDADES DE CONSERVAÇÃO São as áreas delimitadas para manter o ambiente natural. Os PRESERVACIONISTAS são radicais e defendem a remoção das pessoas das áreas de Unidades de Conservação , mesmo as que vivem há muito tempo nelas.  Os CONSERVACIONISTAS acreditam que, se uma comunidade conseguiu viver tanto tempo sem afetar muito o ambiente de uma área de Unidade de Conservação onde se instalou, não há justificativa para retirá-la.
  • 59. ECOLOGISTAS RADICAIS x DESENVOLVIMENTISTAS Ecologistas profundos ou radicais:pregam o abandono do modo de vida baseado no consumismo, lutam pela construção de um sistema alternativo de sociedade que respeite a dinâmica dos ambientes naturais. Defendem a mudança do modelo de desenvolvimento econômico argumentando que os recursos naturais não são suficientes par dar a todos os seres humanos os objetos criados pela sociedade de consumo. Propõem um modo de vida voltado para o atendimento das necessidades básicas da espécie humana.
  • 60.  Ecologistas desenvolvimentistas: acreditam que a superação da crise ambiental depende dos avanços da ciência e da tecnologia no desenvolvimento de projetos que possibilitem limpar e despoluir o planeta. São chamados ecocapitalistas e acham que não é necessário alterar o modelo econômico em que vivemos, mas sim ajustá-lo, para permitir a continuidade do desenvolvimento mesmo após o esgotamento de recursos naturais essenciais como petróleo. Tem muitos aliados entre os empresários pois com a preocupação crescente com o ambiente novas oportunidades de negócios surgiram.
  • 61.
  • 62. Quem são os maiores responsáveis? Países (%) 1 EUA 36,1 2 Russia 17,4 3 Japão 8,5 4 Alemanha 7,4 5 Reino Unido 4,3 6 Canadá 3,3 7 Itália 3,1 8 Polônia 3 9 França 2,7 10 Austrália 2,1 Principais poluidores mundiais da atmosfera global
  • 63. Total de emissões de CO‚ desde 1950 (EMTotal de emissões de CO‚ desde 1950 (EM BILHÕES DE TONELADAS)BILHÕES DE TONELADAS)
  • 64. Solução? - O Protocolo de Quioto ou Kyoto 1997: criação do Protocolo de Quioto ; 16/02/2005: entrada em vigor do protocolo após a adesão da Rússia - 141 países; Meta de Quioto: reduzir em 5,2% a emissão de gases de estufa entre 2008 e 2012 em relação aos índices de 1990;
  • 65. ALERTA ATENÇÃO: segundo os cientistas, o ideal seria a redução de pelo menos 30% para evitar os impactos sobre o clima.
  • 66. E o MDL? Seria uma boa alternativa? O Mecanismo de Desenvolvimento limpo permitirá às nações em desenvolvimento venderem aos países industrializados toneladas de gás carbônico que deixaram de emitir – “créditos de carbono” – ou seja, uma flexibilização do Protocolo de Quioto, que em resumo, é pagar para continuar poluindo.
  • 67. Quando a última árvore tiver caído,Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado,quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado,quando o último peixe for pescado, vocês vão entender que dinheiro não se comevocês vão entender que dinheiro não se come