Gelcampo sessão 3 e 4 súbita

554 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
554
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gelcampo sessão 3 e 4 súbita

  1. 1. Formadora: Catarina Fernandes
  2. 2.  Adquirir Noções Básicas do funcionamento do SIEM – Sistema Nacional de Emergência Médica  Primeiros Socorros – Situações de Doença Súbita  Primeiros Socorros – Situações de Trauma  Suporte Básico de Vida
  3. 3. Situações de Emergência – Doença Súbita
  4. 4. Primeiros Socorros - Trauma
  5. 5. Em caso de obstrução da via aérea, é possível realizar manobras simples que podem ser eficazes. • Incentivar a tosse •5 Pancadas Interescapulares • Manobra de Heimlich •Se não resultar e vítima entrar em paragem - SBV Primeiros Socorros - Trauma
  6. 6. • 5 Pancadas Escapulares • Manobra de Heimlich x5 Primeiros Socorros - Trauma
  7. 7. • 5 Pancadas Escapulares •Manobra de Heimlich Primeiros Socorros - Trauma Coloque 2 dedos na região do esterno e aplique 5 compressões
  8. 8. Em caso de crise asmática é essencial: • Manter a calma e acalmar a pessoa • Deixa-la manter a “posição de conforto” • Levar a pessoa para local arejado ou se não for possível, abrir janelas e portas existentes Primeiros Socorros - Trauma
  9. 9. Situações de Emergência – Doença Súbita
  10. 10. - Sistema nervoso central. - Podem provocar vómitos e diarreia. - Os produtos corrosivos podem provocar queimaduras graves nos lábios, boca, esófago e no estômago. VIAS DE ABSORÇÃO Via digestiva Via respiratória Via cutânea Via parentérica Via ocular Situações de Emergência – Doença Súbita
  11. 11. • Retirar a vítima para fora do ambiente contaminado • ABCDE • Tirar as roupas contaminadas • Manter a vítima aquecida • Não dar alimentos sólidos ou líquidos Em caso de Pesticidas, o Sbv e contacto directo com a vítima deve ser evitado Situações de Emergência – Doença Súbita
  12. 12. Retirar roupas contaminadas debaixo de água Lavar com água corrente ou SF durante 15-30 min Lavar com água e sabão no caso de pesticidas Em caso de Pesticidas, o Sbv e contacto directo com a vítima deve ser evitado NÃO APLICAR NEUTRALIZANTES QUIMICOS Situações de Emergência – Doença Súbita
  13. 13. • Lavar com água durante 10 a 15 minutos • Não aplicar quaisquer produtos • Consultar o oftalmologista Situações de Emergência – Doença Súbita
  14. 14. Não dar nada a beber ou comer excepto indicação directa do operador CIAV / INEM. NÃO provocar o vómito: - aumenta risco de lesão da via digestiva (boca, esófago,…) - aumenta risco obstrução da via aérea Situações de Emergência – Doença Súbita
  15. 15. Situações de Emergência Vítima consciente: • Tentar saber: • Nome Medicamento • Quantidade • Hora • Última Refeição • Ligar 112; Vítima inconsciente: • Vigiar pulso e respiração • Posição Lat. Segurança • Tentar saber dados da situação; • Ligar 112;
  16. 16. Situações de Emergência Vítima consciente: • Tentar saber: • Nome do tóxico • Quantidade • Hora • Última Refeição Vítima inconsciente: • Verificar pulso e respiração • Se respirar – PLS • Se não respirar - SBV
  17. 17. Situações de Emergência •Entregar as embalagens de medicamentos ou tóxico à equipa de socorro ou hospital; •Ligar para o CIAV a pedir informações; •Não provocar o vómito ou dar algo de beber;
  18. 18. Situações de Emergência
  19. 19. Situações de Emergência Consiste numa “tempestade cerebral” caracterizada por: • Movimentos involuntários de uma parte ou do corpo todo; • Perda de consciência, desmaio; •Mordedura da língua; •Perda de urina ou fezes;
  20. 20. Situações de Emergência • Segurar a vítima pelos ombros, NUNCA impedir os movimentos; • ABCDE;
  21. 21. Situações de Emergência •Anotar a duração da crise; •Colocar a vítima em Posição Lateral de Segurança quando a crise passar; •Não tentar acordar a vítima;
  22. 22. Situações de Emergência Ligar e expôr a situação: • Se foi a primeira vez, •Quanto tempo demorou, •Como se encontra a vítima, se já recuperou ou se encontra inconsciente;
  23. 23. Situações de Emergência
  24. 24. AVC ocorre quando uma das veias do cérebro entope e a falta/excesso de sangue numa zona leva morte das células Situações de Emergência
  25. 25. Situações de Emergência
  26. 26. • ABCDE; Ligar IMEDIATAMENTE Dar as informações correctas (Onde? O quê? Quem?) Situações de Emergência Se necessário colocar vítima em Posição Lateral de Segurança
  27. 27. Situações de Emergência
  28. 28. Situações de Emergência
  29. 29. Situações de Emergência Sinais e Sintomas: • Dor no peito (tipo aperto, pressão) • Suores, palidez, mal-estar geral; • Náuseas ou vómitos; • Falta de ar, cansaço súbito; Sensibilidade difere entre pessoas podemos não apresentar os sintomas típicos
  30. 30. Situações de Emergência Localização mais comum da dor no Enfarte
  31. 31. Situações de Emergência O melhor socorro é identificação dos sinais o mais depressa possível • ABCDE; Ligar IMEDIATAMENTE Dar as informações correctas (Onde? O quê? Quem?)
  32. 32. Situações de Emergência

×