SlideShare uma empresa Scribd logo
Primeiros socorros
Dídia Cardoso
São os cuidados prestados a uma ou mais
vítimas de algo súbito como um acidente até
que a ajuda especializada esteja disponível
para fornecer assistência definitiva.
Por outras palavras, é o atendimento
imediato, no local e com o uso apenas das
mãos.
Primeiros Socorros
Importância dos Primeiros
Socorros
1.Ganhar tempo
2.Salvar vidas
3.Manter a qualidade de vida
Cadeia da sobrevivência
Cadeia da Sobrevivência
Rápido Acesso 112
Rápido Suporte Básico de Vida
Rápida Desfibrilhação
Rápido Suporte Avançado de Vida
Cadeia da Sobrevivência
112
Suporte
Básico Desfibrilhação
Suporte
Avançado de Vida
Prevenir
Ganhar
Tempo
Recuperar o
Coração
Recuperar
qualidade de
Vida
Cadeia da Sobrevivência
•Todos os elos da Cadeia de Sobrevivência
são igualmente importantes.
• Se um dos elos falha a vida e a qualidade
de vida da pessoa é posta em causa.
Cadeia da Sobrevivência
O direito a ser reanimado
conquista-se pelo dever de se
saber reanimar…
Normas de Conduta
de um Socorrista
NORMAS DE CONDUTA
 Usar a calma, paciência e cortesia
 Apresentar-se
 Acompanhar a vítima sempre que necessário
 Respeitar a vítima e confidencialidade
 Trabalho de equipa com todos os intervenientes
 Executar correctamente as técnicas
 Solicitar o apoio necessário
 Determinar a segurança no local
 Avaliar correctamente as situações e os meios disponíveis
 Distribuir tarefas
 Direito da vítima à recusa
 Cumprimento das directrizes da equipa de socorro
 Tratamento sem julgamento
NORMAS DE CONDUTA
PRECAUÇÕES
UNIVERSAIS
PRECAUÇÕES UNIVERSAIS
As doenças infecciosas são provocadas por
microorganismos;
 Os microorganismos são microscópicos, logo a
única medida eficaz de evitar a infecção é
prevenir a sua transmissão;
 O risco de infecção existe do pessoal para os
sinistrados/doentes e dos sinistrados para o
pessoal;
 A noção de PRECAUÇÕES UNIVERSAIS
nasce da consciência de que é impossível
termos a certeza DE QUEM A QUALQUER
MOMENTO ESTÁ OU NÃO INFECTADO;
 Todos os intervenientes do sistema estão
potencialmente infectados.
PRECAUÇÕES UNIVERSAIS
Hepatite
HIV e SIDA
TP
Gripe
Herpes
Varicela
Rubéula
Febre Tifóide
Paludismo
Klebsiela
Clostridium
Doenças potencialmente
transmissíveis:
PRECAUÇÕES UNIVERSAIS
• Dispositivos que actuam como barreira
física ou de protecção. Exemplo: Luvas,
Batas, Máscaras, etc.
• Se o socorrista tiver lesões cutâneas, deve
evitar contacto directo com os doentes ou
seus fluidos.
PRECAUÇÕES UNIVERSAIS
Em caso de acidente o que
fazer em primeiro???
1. Pensar muito bem no que vai fazer
2. Só fazer aquilo que sabe
Avaliar estado de consciência
Estimular a vítima
verbalmente
- chamar pelo nome
tocar na vítima
- bater suavemente
Exame da Vítima
Verificar se a Via Aérea está permeável
Abertura da Via Aérea
 Extensão da cabeça
 Elevação do Maxilar Inferior
Procurar objectos estranhos
 placa dentária
 dentes partidos
 comida
AA
Exame da Vítima
Pesquisa da Ventilação Espontânea:
Procurar:
Movimentos ventilatórios
 VER
Ruídos ventilatórios
 OUVIR
Saída do pela boca ou nariz
 SENTIR
10 Segundos10 Segundos
BB
Exame da Vítima
BB
Exame da Vítima
CIRCULAÇÃO
Procurar existência de sinais de circulação
Movimentos
Movimentos respiratórios
Palpar a artéria carótida ou radial (10seg)
Procurar existência hemorragias
Observar a vítima como um todo
Procurar existência de sinais de choque
Estado da pele (coloração, humidade e temperatura)
CC
Exame da Vítima
CC
Exame da Vítima
Locais de avaliação do pulso
• Radial
• Braquial
• Carotídeo
• Femural
• Poplíteo
• Pedioso
Pulso Radial
Pulso carotídeo
EM CASO DE:
ACIDENTE
QUEDA
SITUAÇÃO DESCONHECIDA
TVM - TCE
Exame da Vítima
Formação de 02 de maio de 2014   ppt
DD
EE
Exame da Vítima
Avaliação neurológica
Exposição/Observação
DD Avaliação neurológica
Exame da Vítima
Alerta
Resposta à voz
Resposta à dor
Sem Resposta
AA
VV
PP
UU
DD
Exame da Vítima
EE
Exame da Vítima
Exposição/Observação
desde a cabeça até aos
pés onde se procuram
alterações funcionais,
morfológicas e sensitivas.
 Cumprimentar a vítima
 Saber o nome e idade
 Colocar-se ao nível da vítima
 Tocar na vítima
 Manter o contacto visual
 Fazer perguntas directas e objectivas
EE RECOLHA DE INFORMAÇÃORECOLHA DE INFORMAÇÃORECOLHA DE INFORMAÇÃORECOLHA DE INFORMAÇÃO
Exame da Vítima
EE OBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃO
SINAIS VITAIS
Exame da Vítima
São os principais indicadores das funções
do organismo:
- respiração ( 10 e 20 ciclos resp)
- pulso ( 60 e 100 bc/min)
- tensão arterial
- temperatura
- dor
É a pressão que o sangue exerce
contra as paredes das artérias
PRESSÃO ARTERIAL
EE OBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃO
Sistólica
 140-100mmHg
Diastólica
90-60mmHg
Exame da Vítima
 Hipotermia < 35º
 Normal 35º-37,5º
 Hipertermia > 37.5º
TEMPERATURA
EE OBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃOOBSERVAÇÃO
Exame da Vítima
Suporte Básico de Vida
(SBV)
Conhecer:
 Os passos do algoritmo de SBV
Abordagem
Garantir a segurança do reanimador e da
vítima;
Não nos queremos tornar vítimas, mas sim
ajudar…
Abanar e chamar
A vítima responde?
 Verificar se há lesões
 Pedir ajuda
 Reavaliar periodicamente
 PLS
SIM
A vítima responde?
 Gritar por ajuda (1º pedido de ajuda)
 Permeabilizar as vias aéreas
 Verificar se respira ( VOS)
NÃO
Permeabilização da via aérea
Hiperextensão do
pescoço
Elevação do queixo,
com uma mão na testa e
a outra no maxilar
inferior.
Explorar a cavidade oral
Verificar se respira
Ver movimentos
torácicos
Ouvir ruidos
respiratórios
Sentir o ar expirado
Avaliar até 10 segundos
A vítima respira?
SIM
Se não estiver contra-indicado colocar o
doente em posição lateral de segurança
(PLS)
Telefonar a pedir ajuda
Reavaliar periodicamente
PLS: 1º passo
PLS: 2º passo
PLS, 3º passo
PLS: 4º passo
A vítima respira?
NÃO
Telefonar a pedir ajuda (2º pedido de
ajuda)
Ligar para o 112 e informar o que viram,
o que avaliaram, a idade aparente, o local
onde estão e o contacto telefónico…
Respiração boca a boca
Ocluir o nariz da vítima;
Manter elevação do
queixo;
Fazer uma inspiração
profunda;
Assegurar uma boa
adaptação boca a boca
Respiração boca a boca
Soprar uniformemente (2
seg) para a boca da vítima;
Observar a elevação do
tórax;
Manter a elevação do
queixo, retirar a boca;
Observar o movimento
descendente do tórax
Tem sinais de circulação?
NÃO
Iniciar compressões torácicas;
Manter ventilação
Identificar o rebordo costal
Identificar o apêndice xifóide
Colocar as mãos sobre o esterno
Manter braços em
extensão
perpendicularmente à
vítima
Compressão torácica:
Depressão do esterno 4-5 cm
Frequência 100 por minuto
Razão de
30
compressões
para 2
ventilações
Quando pedir ajuda?
Pedir ajuda imediatamente se:
Mais do que um reanimador
Um reanimador:
logo que se verifica que não respira
Continuar reanimação até:
 Chegar ajuda especializada
 A vítima mostrar sinais de vida
 Exaustão do reanimador
RCP só com compressão
torácica
 Relutância em realizar respiração boca a boca;
 Compressão torácica isolada é melhor do que
não fazer qualquer reanimação;
 Quando possível combinar com hiperextensão
do pescoço;
 Explicar via telefone.
Algorítmo do SBV
 Verificar condições de segurança;
 Abanar e chamar suavemente;
 Primeiro pedido de ajuda;
 Pesquisar corpos estranhos na boca;
 Ver, ouvir e sentir a respiração durante 10
segundos;
Algorítmo do SBV
• Segundo pedido de ajuda, ligar 112;
• Executar 30 compressões e 2 ventilações
SBV EM CRIANÇAS
• Crianças com mais de 1 mês e até 8
anos:
5 compressões para 1 ventilação
• Crianças com mais de 8 anos:
Igual ao adulto – 30 compressões
para 2 ventilações
Desobstrução da Via Áerea
Engasgamento:
- Incentivar a tossir;
- Dar até 5 pancadas entre as omoplatas com a vítima
inclinada para a frente;
-Aplicar até 5 compressões abdominais;
-Suporte Básico de Vida.
Formação de 02 de maio de 2014   ppt
Obrigada pela Atenção
Dúvidas??
Fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
Rocha Neto
 
ebook avaliação primária XABCDE
ebook avaliação primária XABCDEebook avaliação primária XABCDE
ebook avaliação primária XABCDE
ItrianBorges
 
Ovace
OvaceOvace
Ovace
Gitomazi
 
Aph
AphAph
Suporte Básico de Vida
Suporte Básico de VidaSuporte Básico de Vida
Suporte Básico de Vida
Pedro Alves
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
Rosemeire Moreira Souza
 
Primeiros Socorros Modulo III
Primeiros Socorros Modulo IIIPrimeiros Socorros Modulo III
Primeiros Socorros Modulo III
emanueltstegeon
 
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROSNOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
Robson Peixoto
 
Transporte de pacientes
Transporte de pacientesTransporte de pacientes
Transporte de pacientes
Cintia da Cruz Silva
 
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatoriosCuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Eduardo Bernardino
 
fraturas, entorces e luxações
fraturas, entorces e luxaçõesfraturas, entorces e luxações
fraturas, entorces e luxações
cristiano Santos
 
Suporte básico de vida
Suporte básico de vida Suporte básico de vida
Suporte básico de vida
DiegoAugusto86
 
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de EnfermagemEletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
José Augusto Casagrande
 
Monitorização UTI
Monitorização UTIMonitorização UTI
Monitorização UTI
Julio Cesar Matias
 
Abordagem da vitima de trauma
Abordagem da vitima de traumaAbordagem da vitima de trauma
Abordagem da vitima de trauma
Nilton Goulart
 
Emergencias clinicas
Emergencias clinicasEmergencias clinicas
Emergencias clinicas
Luísa Romanov
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Stelli Freitas
 
Cap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereasCap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereas
Prof Silvio Rosa
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Bruna Guimarães
 
Afogamento
AfogamentoAfogamento

Mais procurados (20)

Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
 
ebook avaliação primária XABCDE
ebook avaliação primária XABCDEebook avaliação primária XABCDE
ebook avaliação primária XABCDE
 
Ovace
OvaceOvace
Ovace
 
Aph
AphAph
Aph
 
Suporte Básico de Vida
Suporte Básico de VidaSuporte Básico de Vida
Suporte Básico de Vida
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Primeiros Socorros Modulo III
Primeiros Socorros Modulo IIIPrimeiros Socorros Modulo III
Primeiros Socorros Modulo III
 
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROSNOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
NOÇÕES DE PRIMEIROS SOCORROS
 
Transporte de pacientes
Transporte de pacientesTransporte de pacientes
Transporte de pacientes
 
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatoriosCuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
Cuidados de Enfermagem pre e pos operatorios
 
fraturas, entorces e luxações
fraturas, entorces e luxaçõesfraturas, entorces e luxações
fraturas, entorces e luxações
 
Suporte básico de vida
Suporte básico de vida Suporte básico de vida
Suporte básico de vida
 
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de EnfermagemEletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
Eletrocardiograma - Revisão e implicações de Enfermagem
 
Monitorização UTI
Monitorização UTIMonitorização UTI
Monitorização UTI
 
Abordagem da vitima de trauma
Abordagem da vitima de traumaAbordagem da vitima de trauma
Abordagem da vitima de trauma
 
Emergencias clinicas
Emergencias clinicasEmergencias clinicas
Emergencias clinicas
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Cap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereasCap 08 vias-aereas
Cap 08 vias-aereas
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
 
Afogamento
AfogamentoAfogamento
Afogamento
 

Semelhante a Formação de 02 de maio de 2014 ppt

Primeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro LealPrimeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro Leal
Instrutor Alessandro Leal
 
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aphaph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
DevidBruce
 
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurançaSlide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
DevidBruce
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Instrutor Alessandro Leal
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Instrutor Alessandro Leal
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalar
DefesaCivilMatoGrosso
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
soniaalmeida38
 
Bombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorrosBombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorros
marceloteacher
 
Apres0000158
Apres0000158Apres0000158
Apres0000158
Luiz Pinheiro
 
Suporte básico 1
Suporte básico 1Suporte básico 1
Suporte básico 1
kellita_costa
 
1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt
AlexandrelindoVital1
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
celsoricca
 
Primeiros Socorros Turismo
Primeiros Socorros TurismoPrimeiros Socorros Turismo
Primeiros Socorros Turismo
Eduardo Gomes da Silva
 
Gelcampo sessão 3 e 4 súbita
Gelcampo   sessão 3 e 4 súbitaGelcampo   sessão 3 e 4 súbita
Gelcampo sessão 3 e 4 súbita
sininhu
 
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptxCurso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
FernandaReimoCorreia
 
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptxCurso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
FernandaReimoCorreia
 
Primeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptxPrimeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptx
andrikazi
 
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptxprimeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
aquilasantos6
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
MILLE19
 
Primeiros socorros para conselheiros
Primeiros socorros para conselheirosPrimeiros socorros para conselheiros
Primeiros socorros para conselheiros
Ismael Rosa
 

Semelhante a Formação de 02 de maio de 2014 ppt (20)

Primeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro LealPrimeiros socorros - Alessandro Leal
Primeiros socorros - Alessandro Leal
 
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aphaph socorrista técnico de enfermagem, aph
aph socorrista técnico de enfermagem, aph
 
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurançaSlide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
Slide Primeiro Socorrros. aph técnico de segurança
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalar
 
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptxM10 Suporte Basico de Vida.pptx
M10 Suporte Basico de Vida.pptx
 
Bombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorrosBombeiro civil primeiros socorros
Bombeiro civil primeiros socorros
 
Apres0000158
Apres0000158Apres0000158
Apres0000158
 
Suporte básico 1
Suporte básico 1Suporte básico 1
Suporte básico 1
 
1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt1ªaula - primeiros socorros.ppt
1ªaula - primeiros socorros.ppt
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros Socorros Turismo
Primeiros Socorros TurismoPrimeiros Socorros Turismo
Primeiros Socorros Turismo
 
Gelcampo sessão 3 e 4 súbita
Gelcampo   sessão 3 e 4 súbitaGelcampo   sessão 3 e 4 súbita
Gelcampo sessão 3 e 4 súbita
 
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptxCurso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
 
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptxCurso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
Curso PS (14h) (1) - Posição de segurança.pptx
 
Primeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptxPrimeiros Socorros-7.pptx
Primeiros Socorros-7.pptx
 
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptxprimeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
primeirossocorroseresgateespaoconfinado-140519011159-phpapp01 (1).pptx
 
Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-Treinamento--Primeiros-Socorros-
Treinamento--Primeiros-Socorros-
 
Primeiros socorros para conselheiros
Primeiros socorros para conselheirosPrimeiros socorros para conselheiros
Primeiros socorros para conselheiros
 

Mais de Fbelece

Missa de finalistas . melres
Missa de finalistas . melresMissa de finalistas . melres
Missa de finalistas . melres
Fbelece
 
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medasDia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Fbelece
 
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medasDia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Fbelece
 
Dia mundial do não fumador
Dia  mundial do não fumadorDia  mundial do não fumador
Dia mundial do não fumador
Fbelece
 
Power point
Power pointPower point
Power point
Fbelece
 
Atividadesjicimodevila aves e arvores - dia da mae 14
Atividadesjicimodevila   aves e arvores - dia da mae 14Atividadesjicimodevila   aves e arvores - dia da mae 14
Atividadesjicimodevila aves e arvores - dia da mae 14
Fbelece
 
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14 - 1
Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14 - 1Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14 - 1
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14 - 1
Fbelece
 
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14
Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14
Fbelece
 
Dia livro infantil aebd
Dia livro infantil aebdDia livro infantil aebd
Dia livro infantil aebd
Fbelece
 
Semana da alimentação 16-10-2013
Semana da alimentação   16-10-2013Semana da alimentação   16-10-2013
Semana da alimentação 16-10-2013
Fbelece
 
Dia do agrupamento 2013 programa - 1
Dia do agrupamento 2013  programa - 1Dia do agrupamento 2013  programa - 1
Dia do agrupamento 2013 programa - 1
Fbelece
 
História das duas rãs
História das duas rãsHistória das duas rãs
História das duas rãs
Fbelece
 
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A FalarUm LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
Fbelece
 
Adriana Campos 17
Adriana Campos 17Adriana Campos 17
Adriana Campos 17
Fbelece
 
Adriana Campos 17
Adriana Campos 17Adriana Campos 17
Adriana Campos 17
Fbelece
 
Novo Ecd
Novo EcdNovo Ecd
Novo Ecd
Fbelece
 

Mais de Fbelece (19)

Missa de finalistas . melres
Missa de finalistas . melresMissa de finalistas . melres
Missa de finalistas . melres
 
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medasDia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
 
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medasDia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
Dia dos direitos humanos - ebs a beira douro medas
 
Dia mundial do não fumador
Dia  mundial do não fumadorDia  mundial do não fumador
Dia mundial do não fumador
 
Power point
Power pointPower point
Power point
 
Atividadesjicimodevila aves e arvores - dia da mae 14
Atividadesjicimodevila   aves e arvores - dia da mae 14Atividadesjicimodevila   aves e arvores - dia da mae 14
Atividadesjicimodevila aves e arvores - dia da mae 14
 
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14 - 1
Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14 - 1Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14 - 1
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14 - 1
 
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14
Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14Formação 1.ºs socorros   vet canedo - 02-05-14
Formação 1.ºs socorros vet canedo - 02-05-14
 
Dia livro infantil aebd
Dia livro infantil aebdDia livro infantil aebd
Dia livro infantil aebd
 
Feira
FeiraFeira
Feira
 
Semana da alimentação 16-10-2013
Semana da alimentação   16-10-2013Semana da alimentação   16-10-2013
Semana da alimentação 16-10-2013
 
Dia do agrupamento 2013 programa - 1
Dia do agrupamento 2013  programa - 1Dia do agrupamento 2013  programa - 1
Dia do agrupamento 2013 programa - 1
 
História das duas rãs
História das duas rãsHistória das duas rãs
História das duas rãs
 
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A FalarUm LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
Um LinguíSta Que Ensinou O CãO A Falar
 
Adriana Campos 17
Adriana Campos 17Adriana Campos 17
Adriana Campos 17
 
Adriana Campos 17
Adriana Campos 17Adriana Campos 17
Adriana Campos 17
 
Novo Ecd
Novo EcdNovo Ecd
Novo Ecd
 
Ponto
PontoPonto
Ponto
 
Ponto
PontoPonto
Ponto
 

Formação de 02 de maio de 2014 ppt

Notas do Editor

  1. Exercício de avaliação individual da FR
  2. Exercício de Avaliar a FC ACHE
  3. O que é o pulso?
  4. Para que serve cada um deles???
  5. Aorta ascendente coronárias - tronco braquio cefálico – subclávia dtq + carótida comum Crossa da aorta – carótida comum esquerda, subclávia esq
  6. ATENÇÃO: SE DESCONHECIMENTO DA OCORRÊNCIA, SUSPEITAR SEMPRE DE TVM
  7. Avaliar o nível de consciência – Exercício com 4 voluntários 1 – consciente, alerta (orientado? Colaborante?) 2 – Responde à chamada – Abre os olhos??? 3 – Responde à dor – Localiza a dor? Foge à dor? 4 – Não responde
  8. Alerta – que questões devemos fazer??? V – Abre os olhos à chamada? P – localiza a dor? U – Flexão ou extensão anormal??? TESTES CRANEANOS – CORNEA, UNGUEAL, PLANTAR S – Simulação de histeria