IPTV – Convergência no acesso a conteúdos

2.461 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

IPTV – Convergência no acesso a conteúdos

  1. 1. IPTV – CONVERGÊNCIA NO ACESSO A CONTEÚDOS Telmo Silva @ FLUP para CCM 2009
  2. 2. Conceitos Televisão Visão dos objectos terrestres situados fora do nosso campo visual. Transmissão à distância da imagem de um objecto. IPTV Serviços multimédia Televisão, vídeo, áudio, texto, gráficos, dados Transmitidos via redes IP geridas para fornecer um determinado nível de qualidade de serviço, segurança, interactividade e fiabilidade
  3. 3. TV no flickr
  4. 4. Convergência tecnológica Comutação de circuitos Comutação de pacotes Telecoms IT IP Media Broadcast
  5. 5. IPTV - tecnologia triple-play Vídeo Cabo Media Telecoms IT Operadores Data Voz ISP
  6. 6. IPTV- forças Acesso aos media tradicionais Várias dimensões de interacção Experimentação Comunidade em rede Ligação emocional Relações sociais
  7. 7. “The end of television as we know it” * Tecnologicamente: IPTV DTV TV Utilizadores: Mercado: Detêm controlo Novos competidores UGC Fragmentação Multiplataforma Novos modelos de negócio Orientados a conteúdo Nova cadeia de valor Consumo não linear * Saul J. Berman, Niall Duffy, Louisa A. Shipnuck, in: “The end of television as we know it”, IBM consulting, 2006
  8. 8. Acesso a conteúdo - IPTV IPTV
  9. 9. De viewer a view-pro-con-user * Aberto Kool Kids Acesso a conteúdo Maior parte dos utilizadores Muito passivos Restrito Passivos Envolvidos Controlo do consumidor * Saul J. Berman, Niall Duffy, Louisa A. Shipnuck, in: “The end of television as we know it”, IBM consulting, 2006
  10. 10. Consumo de conteúdos – tendências * Vídeo 3-5 minutos Adequado para PC e dispositivos móveis Ambiente mais interactivo Vídeo >30 minutos Adequado para Televisores Ambiente menos interactivo Para os telespectadores: “ver vídeo no youtube via PC não é ver TV” “ver episódio de uma série no PC é ver um vídeo” “ver episódio de série no televisor é ver televisão” * Gustavo Cardoso in: DTV training School, Lisboa, 25 Novembro 2009
  11. 11. Exemplo de convergência de conteúdos - ídolos DVD Mobile CD Programa Portal de Web televisão
  12. 12. Exemplo de convergência de conteúdos - ídolos Televisão é o portal de entrada O público tem o primeiro contacto com o programa e cria laços O portal Web é a vista geral do fenómeno O público usa para ter noção da evolução do programa A interface mobile é o interactive trigger É utilizada, por exemplo, para votar E com IPTV?
  13. 13. Exemplo de interface
  14. 14. Sumário Tendências Utilizador: Grande e em expansão oferta de conteúdo vídeo, em tempo real e em diferido. Mais programação de qualidade via canais livres e restritos Acesso a serviços de difusão de vídeo nos televisores Acesso a conteúdo pessoal no televisor Acesso, a partir do sofá, a todo o conteúdo digital Acesso a redes sociais no televisor Funcionalidades simples, baseadas numa interface bem conhecida
  15. 15. Sumário Tendências Operador: Suporte á convergência de conteúdos Baixo custo de exploração Set-top boxes com múltiplas interfaces físicas Possibilidade de utilização em múltiplas divisões Plataformas fiáveis mesmo em acessos a conteúdos “não televisivos” Plataformas que permitam o rápido desenvolvimento de software

×