Aula2 dos novos meios às hipermediações

1.896 visualizações

Publicada em

Aula 2 - Disciplina de Produção Editorial em Hipermídia - Curso de Comunicação Social - Produção Editorial - UFSM
Tema: Dos novos meios às hipermediações

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.896
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
149
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula2 dos novos meios às hipermediações

  1. 1. Dos novos meios àshipermediaçõesProdução Editorial em HipermídiaAula 2Profa. Liliane Brignol
  2. 2. Referências• Carlos Scolari  Manovich• Livro  Texto Novas Hipermediacio mídias como nes – tecnologia e Elementos idéia: Dez para uma definições teoria de La comunicación digital interactiva
  3. 3. Questionar a idéia de novos meios. Oque são novos meios?• Ideia trabalhada por Novas mídias/ Manovich e questionada por meios interativos/ Scolari. comunicação• Há diferentes termos e digital/ conceitos produzidos por Cibermeios/ Diferentes enunciadores: Metameios/ empresas, investigadores, jor nalistas, etc. Cibercomunicação/ eComunicação• Mas não podemos seguir falando de novas mídias = conceito mais frágil de todos. Opta por comunicação digital interativa.
  4. 4. • Ideia de que no contexto da comunicação digital o modelo um-para-muitos da comunicação de massas entra em crise, seja pelo desenvolvimento de ferramentas interpessoais de comunicação (email, fóruns, programas mensageiros, etc), seja pelo surgimento de formas pós-massivas de comunicação (weblogs, wikis, plataformas colaborativas).
  5. 5. Características da comunicação digitalinterativa – ou hipermídia As novas formas de comunicação se diferenciam das tradicionais devido à:• Transformação tecnológica (digitalização)• Configuração muitos-a-muitos (reticularidade)• Estruturas textuais não seqüenciais (hipertextualidade)• Convergência de meios e linguagens (multimidialidade)• Participação ativa dos usuários (interatividade)
  6. 6. Comunicação de massa Comunicação digital(velhos meios) interativa (novos meios)Tecnologia analógica Tecnologia digitalDifusão (um-para- Reticularidade (muitos-muitos) a-muitos)Sequencialidade HipertextualidadeMonomidialidade Multimidialidade“Passivo” Interatividade (Scolari, p. 79)
  7. 7. Digitalização• Processo de passagem dos sinais elétricos de um domínio analógico para um binário• Textos (documentos escritos, gráficos, audiovisuais) se digitalizam = se convertem em dados numéricos infinitamente modificáveis e reproduzíveis. Transmissão a larga escala sem perder informações.• Sem digitalização não teríamos hipertexto nem interatividade.• Toda a comunicação midiática é digital (independente do suporte, sua produção passa por processos digitais).
  8. 8. Digitalização• O formato digital facilita não só a reprodução e distribuição sem perda de qualidade, mas também a fragmentação, manipulação, combinação e recomposição dos elementos. Cultura do remix, sampling e lógica do copiar e colar.Ver: RIP – Manifesto ao remix (Brett Gaylor, 2008)
  9. 9. Hipertextualidade• Ideia inicial de Vannevar Bush (anos 1930, com publicação em 1945) = projeto Memex -> sistema eletro-ótico destinado ao arquivo privado (individual) mecanizado da memorização de livros, documentos e comunicações, consultado com rapidez e flexibilidade.• Permitia enlaces por associação, que o usuário podia realizar unindo documentos entre si.
  10. 10. Máquina para navegar em uma rede de textos interconectadosVer : http://www.youtube.com/watch?v=q3R8sXTOvrY
  11. 11. Hipertextualidade• Sistema Xanadu (1960) objetivo de criar uma rede de computadores de interface simples.• Ted Nelson – uso pela primeira vez dos termos hipertexto e hipermídia• Suas idéias visionárias podem ser relacionadas com o desenvolvimento do protocolo WWW, criado por Tim Berners-Lee.
  12. 12. Reticularidade• = Lógica das redes• História da internet como a rede das redes - Arpanet ( 1972), protocolo TCP/IP (1974 a 1981) transmissão de dados de uma rede a outra, WWW (anos1990), HTTP (protocolo de transferência de hipertexto), 1º navegador (Mosaic, 1993).
  13. 13. Reticularidade• Desenvolvimento da Comunicação Mediada por Computador .• Com os blogs, wikis e web 2.0 a internet começa a aproximar-se às ideias iniciais da rede. Hipertexto entendido como estrutura de documentos interconectados, mas também uma rede de usuários interatuando a partir de documentos e dispositivos de comunicação.
  14. 14. Interatividade • Diferentes processos de interação: pessoa- pessoa, pessoa-computador, computador- computador. • O usuário pode se limitar a seguir ações programadas pelo computador até participar ativamente no processo de construção da comunicação.
  15. 15. Interatividade• Interatividade reativa (previsibilidade e automatização nas trocas)
  16. 16. Interatividade• Interatividade mútua (negociação relacional durante o processo, recurs ividade)
  17. 17. Multimidialidade, convergência eremediação• Multimídia – Conceito mais difundido nos anos 90• Convergência – Conceito mais usado no contexto atual• Remediação – Ideia de que um meio remete e referencia outro
  18. 18. Convergência• Todo tipo de informação em diferentes linguagens em um único suporte.• Mesmo conteúdo em diferentes suportes• Outras aportações
  19. 19. Dimensões da convergência midiática• Organização empresarial (redações integradas, várias mídias sob mesma rede de comunicação, fusão de empresas complementares)• Tecnológica (digitalização dos procesos de edição, produção e difusão e mudança nas rotinas produtivas e processos de produção cultural; transformação das tarefas dentro dos meios; adoção de sistemas de gestão de conteúdo multimídia, novos dispositivos receptores)
  20. 20. Dimensões da convergência midiática • Profissional (novas atividades profissionais e desaparecimento de velhas, novos perfis, comunicador asume mais responsabilidade e protagonismo no proceso de produção de informação) • Comunicativa (expansão de algunas linguagens e meios; convergência de serviços) • Mais do que some de meios em uma mesma janela: as linguagens começam a interagir e emergem espaços híbridos que podem dar origem a novas formas de comunicação
  21. 21. Remediação• A introdução de um novo meio raramente causou a eliminação dos meios existentes.• Causou um processo de remediação = contaminação das interfaces (Bolter e Grusin)• = representação de um meio dentro de outro
  22. 22. Dupla lógica da remediação• Transparência (immediacy) = capacidade dos meios de desaparecer, de representar diretamente uma realidade, ocultando o dispositivo. Ex.: pintura realista, fotografía, sistemas imersivos da realidade virtual. Desejo de experiencia sem mediações.
  23. 23. Dupla lógica da remediação• Opacidade (hypermediacy) = capacidade de levar a atenção para o meio, que se torna evidente, é opaco e se impõe a seu conteúdo. Ex: desenho gráfico vanguardista do século XX, hip hop, www. Fascínio pelo midiático.
  24. 24. Dupla lógica da remediação• Remediação = relação entre meios, imbricamentos, hibridações (mais do que repetições) (ver p.108)
  25. 25. HIPERMEDIAÇÕES• Além da ideia inicial ( elementos de áudio, vídeo, texto escrito e conexões não lineares)• Produto, meio e processos de intercâmbio, produção e consumo simbólico
  26. 26. HIPERMEDIAÇÕES• Do consumo ativo, contra-hegemônico das mediações à dimensão em que o usuário colabora na produção textual das hipermediações.• Confluência de linguagens, reconfiguração dos gêneros e aparecimento denovos sistemas caracterizados pela interatividade e por estruturas reticulares.
  27. 27. Ideia central - Manovich• Definição de novas mídias e contraposição com o conceito de cibercultura;• novas mídias como tecnologia computacional usada para distribuição;• novas mídias como dados digitais controlados por softwares;• novas mídias como software; novas mídias como um mix entre convenções culturais existentes e convenções de software;• novas mídias como a estética que acompanha todos os primeiros estágios das tecnologias da comunicação;
  28. 28. • novas mídias como uma forma de execução mais rápida de algoritmos que eram executados previamente com outras tecnologias;• novas mídias como metamídia;• novas mídias como desenvolvimento de práticas artísticas radicais da década de 60;• e finalmente, novas mídias como arte. Na última definição, Manovich propõe que o software é a vanguarda.

×