Equilibrio quimicoRUDSON000

4.237 visualizações

Publicada em

EQUILIBRIO QUIMICO FEITO POR MIM!

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.237
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
206
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Equilibrio quimicoRUDSON000

  1. 1. EQUILIBRIOQUÍMICO<br />
  2. 2. Equilíbrio Químico<br /><ul><li>Foi estudado pela primeira vez pelo químico francês Claude Louis Berthollet em seu livro Essai de statique chimique de 1803.
  3. 3. Equilíbrio químico é uma reação reversível na qual a velocidade da reação direta é igual à da reação inversa e, conseqüentemente, as concentrações de todas as substâncias participantes permanecem constantes.</li></li></ul><li>Em uma reação reversível, ocorrem duas rações opostas que ocorrem simultaneamente.<br />
  4. 4. Como ocorre o equilíbrio químico?<br /><ul><li> Na reação direta os reagentes são transformados em produtos e na reação inversa os produtos são convertidos em reagentes.</li></ul>Quando ele é atingido?<br /><ul><li> Ele é atingido quando a reação direta v1, e da reação inversa v2, se igualam e as concentrações dos reagentes e produtos permanecem constantes ao longo do tempo.</li></li></ul><li>Representação Gráfica da Evolução da Composição do Sistema Reacional.<br />
  5. 5. O coeficiente da reação e a Constante de equilíbrio<br /><ul><li>Observem a reação química do tipo</li></ul>[A][B][C] e [D] são concentrações que participam da reação em um dado instante.<br />
  6. 6. DEFININDO O QUOCIENTE DA REAÇÃO, Q, PELA EXPRESSÃO:<br /><ul><li>Quando o sistema reacional atinge o estado de equilíbrio, as concentrações tornam-se constante.
  7. 7. O valor de Q recebe o nome de constante de equilíbrio, Keq:</li></li></ul><li><ul><li>[A]eq,[B]eq,[C]eq,[D]eq são as concentrações das espécies no equilíbrio.</li></li></ul><li>Equilíbrio Químico X Termodinâmica<br />Equilíbrio Químico<br /><ul><li>É uma das aplicações mais importantes dentro da Termodinâmica, quando diz que o sistema esta em equilíbrio é porque ele esta em estado de “descanso”.
  8. 8. Processo dinâmico ocorre continuamente isto é as velocidades no sentido direto e inverso são iguais.</li></ul>Termodinâmica<br /><ul><li>Indica que um sistema tende a caminhar para um estado mínima de energia e maximo de Entropia, através dessas condições é atingido o equilíbrio.
  9. 9. Uma mistura reacional tem uma tendência a evoluir no sentido da diminuição de Gibbs.
  10. 10. O estado de equilíbrio corresponde a um valor mínimo para G.
  11. 11. A espontaneidade pode ser avaliada através da variação de energia livre que acompanha o processo.</li></li></ul><li>ESPONTANEIDADE! VARIAÇÃO DE ENERGIA LIVRE<br />∆G = variação de energia livre de Gibbs (J/mol)<br />∆H= variação da entalpia (J/mol)<br />∆S= Variação de entalpia (J/mol.K) <br />T= Temperatura absoluta (K)<br />
  12. 12. Equilíbrio Químico E Cinética<br /><ul><li>A velocidade reação direta v1, é função das concentrações dos reagentes A e B na mistura reacional: V₁ = k₁[A].[B]
  13. 13. A velocidade reação inversa v2, é a função das concentrações C e D na mistura reacional:</li></ul> V₂ = k₂ [C].[D]<br />
  14. 14. Equação de Arrhenius<br /><ul><li>K₁ e K₂ são as constantes de velocidade das reações direta e inversa respectivamente.
  15. 15. Elas variam de acordo com a temperatura e são expressadas em função dessa variável pela equação de arrhhenius
  16. 16. No equilíbrio as velocidades da reação direta e inversa se igualam (v1=v2) e teremos:</li></ul>A reação Inversa é:<br />K reação inversa = 1/k e.q<br />
  17. 17. Principio de Le Chatelier<br /><ul><li>“Quando um sistema reacional em equilíbrio químico sofre uma perturbação externa, este se deslocara no sentido de se contrapor à perturbação exercida sobre ele”
  18. 18. Ex: a adição de constituinte.</li></li></ul><li>Atividade das Espécies no equilíbrio<br /><ul><li>A atividade é uma espécie, é a medida de sua concentração efetiva da como determinada por propriedades coligativas, por condutividade elétrica ou pelo efeito da ação das massas.
  19. 19. Ex: Aumento do ponto de ebulição
  20. 20. A atividade X de uma espécie esta relacionada a sua concentração [X], através do coeficiente da atividade x.
  21. 21. O coeficiente de atividade é uma grandeza adimensional que varia em função da força iônica da solução.</li></li></ul><li>Faculdade de Saúde Humanas e Tecnológicas do Piauí – NOVAFAPCurso:BIOMEDICINADisciplina: Química Analítica e Orgânica. Prof: Francilho1º Período <br />
  22. 22. Obrigado pela atenção!<br />Até a próxima<br />

×