SlideShare uma empresa Scribd logo

Música na EJA

A música, uma forma de arte constituída de sons e ritmos, expressa padrões culturais, possui mensagens comunicativas verbais que despertam nos ouvintes sentimentos de alegria ou tristeza; sentimentos críticos ou alienantes. Se bem utilizada a música pode ser um bom recurso didático para a sala de aula, principalmente em se tratando de alunos da EJA (Educação de Jovens e Adultos) por serem na maioria das vezes pessoas que tem uma alta carga horária de trabalho diário e por isto necessitam de aulas mais dinâmicas e prazerosas. Assim, o presente estudo tem por finalidade trazer uma reflexão sobre o papel da música como recurso didático e relatar a experiência de um Projeto desenvolvido durante o ano de 2013, com uma turma multisseriada na EJA, na Escola Municipal do Ensino Fundamental Francisco José de Santana, localizada em Pombal/PB. Neste Projeto foram trabalhadas músicas de Luiz Gonzaga onde procurou-se selecionar músicas que retratasse bem o Nordeste brasileiro, tais como: Estrada de Canindé; Riacho do navio; Asa Branca; Aquarela Nordestina e A Morte do Vaqueiro. A razão para a escolha desse cantor é que o mesmo possui um vasto repertório conhecido dos alunos e teve ainda por finalidade estimular a criatividade, a leitura e a escrita na Língua Portuguesa. Verificou-se que as aulas lúdicas estimularam o interesse dos alunos, contribuindo para o aprendizado e dinamismo das aulas e aqui, pouco mais de 80% dos discentes se sentiram motivados e desenvolveram as atividades sem dificuldades.

1 de 17
Baixar para ler offline
1
AUTORAS:
Jacqueline Liedja Araújo Silva Carvalho. Email:jliedja@hotmail.com
Keudma Richelle Tiburtino Costa. Email: keudmarichelle@hotmail.com
Teresinha Teixeira da Silva. Email: tteresinha@hotmail.com
A MÚSICA COMO
RECURSO DIDÁTICO NA
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
2
ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO
1. INTRODUÇÃO
2. METODOLOGIA
3. RESULTADOS
4. CONCLUSÕES
5. REFERÊNCIAS
3
1. INTRODUÇÃO
O professor da EJA deve ter um olhar
diferenciado para trabalhar com os alunos ;
Estimular o aluno e analisar não o que ele ainda
não aprendeu, mas sim observar o seu potencial e
sua vivência de vida, rica de conhecimento de
mundo;
4
1. INTRODUÇÃO
Desmotivação e evasão na EJA no Brasil;
Número de matrículas da EJA por Etapa de Ensino no Brasil durante 2007 a 2013.
Fonte: Ministro da Educação.
Tornar a aula um momento agradável;
Relacionar o currículo com o mundo do aluno
5
1. INTRODUÇÃO
Objetivo desse Estudo:
Trazer uma reflexão sobre o papel da música como
recurso didático;
Relatar a experiência de um Projeto desenvolvido
durante o ano de 2013 com alunos da EJA.
6
2. METODOLOGIA
 Bibliográfica;
 Relato de experiência: Projeto didático denominado
“O Lúdico na EJA”, desenvolvido na Escola Municipal
Francisco José Santana, na cidade de Pombal – PB, em uma
turma multisseriada, do Ensino Fundamental I com 12
alunos pertencentes à Educação de Jovens e Adultos. Aulas
trabalhadas com música de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião.

Recomendados

Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêCirlei Santos
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012Ðouglas Rocha
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraCirlei Santos
 
Descritores de Língua Portuguesa 5º Ano
Descritores de Língua Portuguesa 5º AnoDescritores de Língua Portuguesa 5º Ano
Descritores de Língua Portuguesa 5º AnoProf Barbosa
 
Plano aula modelo gasparim genero textual
Plano aula modelo gasparim  genero textualPlano aula modelo gasparim  genero textual
Plano aula modelo gasparim genero textualLuis Carlos Santos
 
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAPROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAJane Santos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraLuciane tonete
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religiãosimonclark
 
1 avaliação 18-concurso de leitura
1  avaliação  18-concurso de leitura1  avaliação  18-concurso de leitura
1 avaliação 18-concurso de leituraMariaJoao Sousa
 
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...orientadoresdeestudopaic
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoNayane Mertens
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreheliane
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaMaria Cecilia Silva
 
Sequencia didatica caricatura arte 9º ano
Sequencia didatica caricatura   arte 9º anoSequencia didatica caricatura   arte 9º ano
Sequencia didatica caricatura arte 9º anoFabiola Oliveira
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 5º ano
Projeto da sala de leitura para  turmas de 5º anoProjeto da sala de leitura para  turmas de 5º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 5º anoChristiane Queiroz
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Val Valença
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualMaria Cecilia Silva
 
Descritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inepDescritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inepConceição Aparecida
 
Planejamento 3º ano ( 2ª série )
Planejamento   3º ano ( 2ª série )Planejamento   3º ano ( 2ª série )
Planejamento 3º ano ( 2ª série )silvinha331
 

Mais procurados (20)

Estratégias de leitura 5 ano
Estratégias de leitura 5 anoEstratégias de leitura 5 ano
Estratégias de leitura 5 ano
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
 
Plano de ensino religião
Plano de ensino  religiãoPlano de ensino  religião
Plano de ensino religião
 
1 avaliação 18-concurso de leitura
1  avaliação  18-concurso de leitura1  avaliação  18-concurso de leitura
1 avaliação 18-concurso de leitura
 
Saeb
SaebSaeb
Saeb
 
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
LINGUA PORTUGUESA CADERNO DE PRODUÇÃO TEXTUAL 5º ANO_1º_e_2º_BIMESTRE-PAIC+ A...
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
 
Atividades de por análise de propaganda
Atividades de por análise de propagandaAtividades de por análise de propaganda
Atividades de por análise de propaganda
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Sequência Didática ÁGUA
Sequência Didática   ÁGUASequência Didática   ÁGUA
Sequência Didática ÁGUA
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
 
SAEB_Prova brasil
SAEB_Prova brasilSAEB_Prova brasil
SAEB_Prova brasil
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
 
Sequencia didatica caricatura arte 9º ano
Sequencia didatica caricatura   arte 9º anoSequencia didatica caricatura   arte 9º ano
Sequencia didatica caricatura arte 9º ano
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 5º ano
Projeto da sala de leitura para  turmas de 5º anoProjeto da sala de leitura para  turmas de 5º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 5º ano
 
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
Guia de aprendizagem de Português 1° ano do Ensino Médio do Tempo Integral
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
 
MODELO DE Projeto literatura na escola
MODELO DE Projeto  literatura na escolaMODELO DE Projeto  literatura na escola
MODELO DE Projeto literatura na escola
 
Descritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inepDescritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inep
 
Planejamento 3º ano ( 2ª série )
Planejamento   3º ano ( 2ª série )Planejamento   3º ano ( 2ª série )
Planejamento 3º ano ( 2ª série )
 

Semelhante a Música na EJA

As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de ele
As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de eleAs canções como instrumento lúdico didático nas aulas de ele
As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de eleRogério Almeida
 
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...UNEB
 
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdf
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdfVIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdf
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdfEscolaDorti
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisAlessandra Gomes
 
Artigo tcc paula
Artigo tcc paulaArtigo tcc paula
Artigo tcc paulaPaula Mello
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantissimone pereira
 
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"zildamariagomes
 
Revista CM - Villa-Lobos - Atualizada 02.2024.pdf
Revista CM - Villa-Lobos  - Atualizada 02.2024.pdfRevista CM - Villa-Lobos  - Atualizada 02.2024.pdf
Revista CM - Villa-Lobos - Atualizada 02.2024.pdfCentro de Memória CMSP
 
Amusicanaescola
AmusicanaescolaAmusicanaescola
AmusicanaescolaEzio Souza
 
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva Barbosa
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva BarbosaBrincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva Barbosa
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva BarbosaClaudinéia Barbosa
 
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - finalEnsaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - finalpiaprograma
 
A educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagensA educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagenspiaprograma
 
Programa educação artística 3º e 4º anos - Experimentação
Programa educação artística 3º e 4º anos  - ExperimentaçãoPrograma educação artística 3º e 4º anos  - Experimentação
Programa educação artística 3º e 4º anos - ExperimentaçãoSílvia Sousa
 
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...Líbia Lopes de Sousa
 

Semelhante a Música na EJA (20)

As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de ele
As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de eleAs canções como instrumento lúdico didático nas aulas de ele
As canções como instrumento lúdico didático nas aulas de ele
 
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...
O uso do lúdico como estratégia de desenvolvimento das inteligências múltipla...
 
Artigo de diego
Artigo de diego Artigo de diego
Artigo de diego
 
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdf
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdfVIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdf
VIVA-SCHOOL-MUSIC ELETIVA 2.pdf
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
 
Artigo tcc paula
Artigo tcc paulaArtigo tcc paula
Artigo tcc paula
 
JT EM AÇÃO 4
JT EM AÇÃO 4JT EM AÇÃO 4
JT EM AÇÃO 4
 
JT EM AÇÃO 2017- 4
JT EM AÇÃO 2017- 4JT EM AÇÃO 2017- 4
JT EM AÇÃO 2017- 4
 
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantisCaderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
Caderno de apoio a pratica pedagogica cantigas de roda e musicas infantis
 
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
 
Sophia, ppt ufrgs 2013
Sophia, ppt ufrgs 2013Sophia, ppt ufrgs 2013
Sophia, ppt ufrgs 2013
 
Revista CM - Villa-Lobos - Atualizada 02.2024.pdf
Revista CM - Villa-Lobos  - Atualizada 02.2024.pdfRevista CM - Villa-Lobos  - Atualizada 02.2024.pdf
Revista CM - Villa-Lobos - Atualizada 02.2024.pdf
 
Amusicanaescola
AmusicanaescolaAmusicanaescola
Amusicanaescola
 
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSLÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
 
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva Barbosa
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva BarbosaBrincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva Barbosa
Brincantando com as coloridanças!!!! - Claudinéia da Silva Barbosa
 
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - finalEnsaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
Ensaio pesquisa ac a-o italo a. de oliveira - final
 
A educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagensA educação não formal associada as interlinguagens
A educação não formal associada as interlinguagens
 
Programa educação artística 3º e 4º anos - Experimentação
Programa educação artística 3º e 4º anos  - ExperimentaçãoPrograma educação artística 3º e 4º anos  - Experimentação
Programa educação artística 3º e 4º anos - Experimentação
 
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...
THE TEACHING OF ENGLISH LANGUAGE THROUGH CULTURE JAMAICAN, USING TEXTS AND MU...
 
Izabellaneves
IzabellanevesIzabellaneves
Izabellaneves
 

Mais de Jacqueline Carvalho Professora

RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...
RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...
RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...Jacqueline Carvalho Professora
 
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...Jacqueline Carvalho Professora
 
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...Jacqueline Carvalho Professora
 
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...Jacqueline Carvalho Professora
 
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia Escolar
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia EscolarApresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia Escolar
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia EscolarJacqueline Carvalho Professora
 

Mais de Jacqueline Carvalho Professora (13)

Qualidadeda goiaba
Qualidadeda goiabaQualidadeda goiaba
Qualidadeda goiaba
 
Apres. Educação Ambiental e Mídia
Apres. Educação Ambiental e MídiaApres. Educação Ambiental e Mídia
Apres. Educação Ambiental e Mídia
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
 
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSLÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
LÚDICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
 
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJAALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
ALFABETIZAÇÃO E INCLUSÃO DIGITAL NA EJA
 
RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...
RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...
RECICLAGEM COMO INSTRUMENTO INTERDISCIPLINAR E DESPERTAR PARA A GERAÇÃO DE RE...
 
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...
AVALIAÇÃO DO NÍVEL TECNOLÓGICO DA PRODUÇÃO BOVINA LEITEIRA DO MUNICIPIO DE PO...
 
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...
USO DO INDICE DE SUSTENTABILIDADE DA PECUÁRIA BOVINA: ESTUDO DO MUNICIPIO DE ...
 
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...
Apres. da Defesa do Mestrado: Análise da Sustentabilidade da Atividade Bovina...
 
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia Escolar
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia EscolarApresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia Escolar
Apresentação Copa de Futebol 2014 e a Geografia Escolar
 
Copa do mundo de futebol e a Geografia Escolar
Copa do mundo de futebol e a Geografia EscolarCopa do mundo de futebol e a Geografia Escolar
Copa do mundo de futebol e a Geografia Escolar
 
Eja e internet conedu
Eja e internet coneduEja e internet conedu
Eja e internet conedu
 
Apres. artigo conedu internet
Apres. artigo conedu internetApres. artigo conedu internet
Apres. artigo conedu internet
 

Último

Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 

Música na EJA

  • 1. 1 AUTORAS: Jacqueline Liedja Araújo Silva Carvalho. Email:jliedja@hotmail.com Keudma Richelle Tiburtino Costa. Email: keudmarichelle@hotmail.com Teresinha Teixeira da Silva. Email: tteresinha@hotmail.com A MÚSICA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
  • 2. 2 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. METODOLOGIA 3. RESULTADOS 4. CONCLUSÕES 5. REFERÊNCIAS
  • 3. 3 1. INTRODUÇÃO O professor da EJA deve ter um olhar diferenciado para trabalhar com os alunos ; Estimular o aluno e analisar não o que ele ainda não aprendeu, mas sim observar o seu potencial e sua vivência de vida, rica de conhecimento de mundo;
  • 4. 4 1. INTRODUÇÃO Desmotivação e evasão na EJA no Brasil; Número de matrículas da EJA por Etapa de Ensino no Brasil durante 2007 a 2013. Fonte: Ministro da Educação. Tornar a aula um momento agradável; Relacionar o currículo com o mundo do aluno
  • 5. 5 1. INTRODUÇÃO Objetivo desse Estudo: Trazer uma reflexão sobre o papel da música como recurso didático; Relatar a experiência de um Projeto desenvolvido durante o ano de 2013 com alunos da EJA.
  • 6. 6 2. METODOLOGIA  Bibliográfica;  Relato de experiência: Projeto didático denominado “O Lúdico na EJA”, desenvolvido na Escola Municipal Francisco José Santana, na cidade de Pombal – PB, em uma turma multisseriada, do Ensino Fundamental I com 12 alunos pertencentes à Educação de Jovens e Adultos. Aulas trabalhadas com música de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião.
  • 7. 7 3. RESULTADOS  Lei nº 11.769, de 18 de agosto de 2008, alterando a LDB nº 9.394;  A música é uma linguagem universal;  O Rei do Baião Para Ferreira (2010, p. 17): “poucos terão cantado tão bem quanto ele e seus parceiros os dramas do povo nordestino, mas, acima de tudo, foi à alegria de viver do Nordestino que ele revelou” promovendo a difusão da cultura musical do povo nordestino.
  • 8. 8 3. RESULTADOS  Música é uma Linguagem Universal  Músicas As “músicas podem aparecer como incentivo para a interpretação de texto, estudo gramatical e literário, para reflexão de problemas sociais [...] como também podem aparecer apenas com o intuito de enriquecer o tema proposto” (FRASCOLLA at al. 2001 e SILVA et al 1999).  Músicas Trabalhadas: Estrada de Canindé Riacho do navio Asa Branca Aquarela Nordestina e A Morte do Vaqueiro .
  • 9. 9 3. RESULTADOS  Durante as Aulas os Alunos: Ouviram a música; Leitura individual e coletiva; Assuntos básicos da Língua Portuguesa; Interpretação de Texto.
  • 10. 10 3. RESULTADOS Estrada de Canindé (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950): Plural e singular; Classificação das palavras; Correlação dos meios de transporte da região Nordeste em comparação com a atualidade.
  • 11. 11 3. RESULTADOS  Durante as Aulas os Alunos: Riacho do navio (Zé Dantas e Luiz Gonzaga, 1955): Diminutivo e aumentativo; Sinônimo, antônimo; Explicação sobre a bacia hidrográfica do Rio São Francisco. Os alunos expressaram em forma de desenho a letra da música (2013).
  • 12. 12 3. RESULTADOS Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1947): Separação de sílabas; Treino ortográfico com palavras simples e complexas Analisou a questão da seca com olhar crítico nas políticas hídricas da região.
  • 13. 13 3. RESULTADOS Aquarela Nordestina (Rosil Cavalcante, 1989): Separação silábica; Formação de palavras simples e complexas e análise interpretativa destacando as divisões regionais do Nordeste contidos na letra. .
  • 14. 14 3. RESULTADOS “A Morte do Vaqueiro” (Luiz Gonzaga e Nelson Barbalho, 1963): Treino ortográfico de palavras pertencentes à canção; Análise da letra, a questão da relação humana entre patrão e empregado, exclusão social. .
  • 15. 15 4. CONCLUSÕES O uso da discografia de Luiz Gonzaga favoreceu:  Processo de ensino-aprendizagem dos alunos;  Desenvolvimento da Língua Portuguesa;  Contribuiu para um olhar critico e realista da região Nordeste;  Favoreceu maior participação e socialização entre os educandos e  Ocorreu a redução dos índices da evasão escolar. .