RDC 175/03       CURSO SOBRE A INTERPRETAÇÃO         E APLICAÇÃO DA RDC ANVISA      175/03                           (08 j...
RDC 175/03          PONTOS DE DESTAQUE DA RDCANEXO item 1.2 ÂMBITO DE APLICAÇÃOO presente regulamento se aplica aos alimen...
RDC 175/03APLICAÇÃO DA RDC NA INDÚSTRIA DE CARNE               AÇÕES DE            CONTROLE PARA             ASSEGURAR A  ...
RDC 175/03       SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE               FORNECEDORES                    OBJETIVO        melhoria dos ...
RDC 175/03           SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE                   FORNECEDORES•   Fornecedores de insumo•   Fornecedore...
RDC 175/03      SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE              FORNECEDORES   Priorização do              Classificação do    ...
RDC 175/03  PROGRAMA DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Este programa consiste de um conjunto de normas de orientação voltadas...
RDC 175/03                                              BPF/ GMP•   Boas Práticas de Recebimento de Insumos, Embalagens e ...
RDC 175/03    GMP - Boas Práticas de Recebimento de Insumos,             Embalagens e Matéria-Prima•   PADRÕES DE QUALIDAD...
RDC 175/03                 GMP - Construção CivilAspectos a serem observados na fase de projeto de uma  instalação (constr...
RDC 175/03                     GMP - EquipamentosAspectos a serem observados na aquisição dos equipamentos: Tipo de mater...
RDC 175/03                               GMP - Controle Ambiental      Controle da qualidade da água de abastecimento:    ...
RDC 175/03               GMP - Controle de PragasMedidas adotadas:Barreiras físicas: telas nas aberturas, portas de fecha...
RDC 175/03                  GMP - Higiene Pessoal•   Treinamentos para os manipuladores abordando práticas e    hábitos hi...
RDC 175/03                 PERIGOS FÍSICOS    1. IMPUREZAS ASSOCIADAS COM INSUMOS AGRÍCOLAS                Fragmentos de i...
RDC 175/03                  PERIGOS FÍSICOS3. PERIGOS ASSOCIADOS COM A MANUTENÇÃO DEFICIENTE    Das instalações           ...
RDC 175/03          PERIGOS FÍSICOS4. PERIGOS ASSOCIADOS A SABOTAGEMMUITAS VEZES A OCORRÊNCIA É IMPREVISÍVEL     OS PERIGO...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Remoção/higienização da embalagem secundária.                  Gerência de ...
RDC 175/03        GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de peneiras para temperos em pó (ex.: sal, açúcar).                   Ge...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Instalação de stickfly na entrada da fábrica.                    Gerência d...
RDC 175/03          GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de utensílios de alumínio (proibido o uso de madeira).                ...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Janelas com abertura protegidas por telas.                   Gerência de Ga...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Armadilhas para roedores.                  Gerência de Garantia da Qualidad...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Entradas/saídas para as galerias teladas.                   Gerência de Gar...
RDC 175/03            GMP – CONTROLE DE PRAGAS•   Entradas/saídas para as galerias teladas.                    Gerência de...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de rolo adesivo para remoção de cabelos.                  Gerência de G...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de rolo adesivo para remoção de cabelos.                  Gerência de G...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de buchas resistentes.                  Gerência de Garantia da Qualida...
RDC 175/03          GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Instalação de detectores de metais na linha de produção.                  ...
RDC 175/03          GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Instalação de detectores de metais na linha de produção.                  ...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Padronização dos uniformes (mangas longas, bolso abaixo  da cintura; não us...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PROCESSO• PRÁTICAS PROIBIDAS•   USO DE MATERIAL DE VIDRO NA FÁBRICA•   USO DE ADORN...
RDC 175/03           GMP – CONTROLE DE PROCESSO•   INSTALAÇÃO DE PROTETORES ACRÍLICOS PARA AS LÂMPADAS.•   MANUTENÇÃO PREV...
RDC 175/03         GMP – CONTROLE DE PROCESSO• PROGRAMAS DE CONSCIENTIZAÇÃO•   AUDITORIAS DE GMP•   PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO...
RDC 175/03      GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamento de análise da resistência das colunas de caixa                   ...
RDC 175/03      GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamento de análise da capacidade de absorção de água                  de ...
RDC 175/03     GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamentos de análise da resistência ao estiramento de                      ...
RDC 175/03  Boas Práticas de transporte, armazenamento e         expedição de produto acabado.   Transporte Primário: Fábr...
RDC 175/03Obrigada pela atenção               Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade                                 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sadia

658 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
658
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sadia

  1. 1. RDC 175/03 CURSO SOBRE A INTERPRETAÇÃO E APLICAÇÃO DA RDC ANVISA 175/03 (08 julho de 2003) Interpretação e Aplicação da RDC 175 no setor produtivoPorto Alegre RS 24 e 25 de agosto de 2004 Suely M.K.Nakashima Suely M.K.NakashimaFortaleza CE Sadia – Garantia da Qualidade 01 e 02 de setembro de 2004 Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 1 Garantia da
  2. 2. RDC 175/03 PONTOS DE DESTAQUE DA RDCANEXO item 1.2 ÂMBITO DE APLICAÇÃOO presente regulamento se aplica aos alimentos embalados, embalados inclusive bebidas e água envasadas, destinadas ao consumo humano. Excluem-se deste Regulamento Técnico:a) As matérias-primas e insumos para fins industriais;b) os aditivos alimentares e os coadjuvantes de tecnologia de fabricaçãoCONSIDERAÇÕES DA RDC:- considerando que a adoção de Boas Práticas de Fabricação éresponsabilidade do setor produtivo, cabendo garantir, entre produtivooutras a qualidade sanitária das matérias-primas e ou insumosutilizados; Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 2 Garantia da
  3. 3. RDC 175/03APLICAÇÃO DA RDC NA INDÚSTRIA DE CARNE AÇÕES DE CONTROLE PARA ASSEGURAR A QUALIDADE PROCESSO MATÉRIAS-PRIMAS, PRODUTIVO INSUMOS E EMBALAGENS BPL / GMP BOAS PRÁTICAS DE MANUFATURA GOOD MANUFACTURING PRACTICES Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 3 Garantia da
  4. 4. RDC 175/03 SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES OBJETIVO melhoria dos processos e produtos dosfornecedores sob o aspecto tecnológico, de segurança e higiene, agregando valor a cadeia competitiva. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 4 Garantia da
  5. 5. RDC 175/03 SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES• Fornecedores de insumo• Fornecedores de embalagem• Fornecedores de matéria-prima• Fornecedores de produto acabado (parceiros)• Fornecedores de serviço de armazenamento Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 5 Garantia da
  6. 6. RDC 175/03 SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES Priorização do Classificação do fornecedor fornecedor Avaliação do Monitoramento do fornecedor fornecedorDefinição e execução de Planos de Ação Avaliação da efetividade dos Planos de ação Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 6 Garantia da
  7. 7. RDC 175/03 PROGRAMA DE BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO Este programa consiste de um conjunto de normas de orientação voltadas para a produção de alimentos em condições higiênicas e sanitárias.É um código contaminação dossanitário que MINIMIZAR alimentostem por objetivo RISCOS ocorrência de doenças alimentares Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 7 Garantia da
  8. 8. RDC 175/03 BPF/ GMP• Boas Práticas de Recebimento de Insumos, Embalagens e Matéria-Prima• Construção Civil• Equipamentos• Controle Ambiental• Controle de PragasMinistério da Agricultura, Portaria nº 368, de 04 de setembro de 1997•Ministério da Saúde, Portaria nº 1.428, de 26 de novembro de 1993 Higiene Pessoal Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 8 Garantia da
  9. 9. RDC 175/03 GMP - Boas Práticas de Recebimento de Insumos, Embalagens e Matéria-Prima• PADRÕES DE QUALIDADE• ANÁLISES DE RECECEBIMENTO  Inspeção de acordo com planos de amostragem (NBR 5426 / NBR 5429)  Controle de liberação para uso  Sistema de tratamento de anomalias (Suprimentos e Garantia da Qualidade)• MESAS DE SELEÇÃO (quando tratar-se se insumos críticos (ex.: funghi) Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 9 Garantia da
  10. 10. RDC 175/03 GMP - Construção CivilAspectos a serem observados na fase de projeto de uma instalação (construção, reforma, ampliação): Acabamento da contrução Área de acesso à fábrica Fluxo de produção Lay out das instalações elétrica e hidráulica Material das paredes, piso e teto Disposição dos equipamentos Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 10 Garantia da
  11. 11. RDC 175/03 GMP - EquipamentosAspectos a serem observados na aquisição dos equipamentos: Tipo de material Design do equipamento Segurança quanto aos riscos físicos Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 11 Garantia da
  12. 12. RDC 175/03 GMP - Controle Ambiental Controle da qualidade da água de abastecimento:  Químico  Microbiológico  Sensorial Tratamento da água que não seja proveniente da rede pública: uso filtros (1 a 10 microns) ; floculação e cloração.Ministério da Agricultura, Decreto nº 30.691, de 29 de março de 1952Ministério da Saúde, Portaria nº 518, de 25 de março de 2004Conselho da União Européia, Diretiva 98/83/CE, 3/novembro/1998 Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 12 Garantia da
  13. 13. RDC 175/03 GMP - Controle de PragasMedidas adotadas:Barreiras físicas: telas nas aberturas, portas de fechamentoautomático, cortina de ar, stickfly – mapa de barreiras físicasAplicação de praguicidasUso de armadilhas Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 13 Garantia da
  14. 14. RDC 175/03 GMP - Higiene Pessoal• Treinamentos para os manipuladores abordando práticas e hábitos higiênicos:  Higienização de botas e mãos  Troca diária de uniformes  Uso de protetores dos cabelos  Não utillização de adornos• Uso de uniformes padronizados quanto ao material e “design” Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 14 Garantia da
  15. 15. RDC 175/03 PERIGOS FÍSICOS 1. IMPUREZAS ASSOCIADAS COM INSUMOS AGRÍCOLAS Fragmentos de insetos em grãos e derivados2. PERIGOS ASSOCIADOS A PRÁTICAS INCORRETAS NA PRODUÇÃO Produtos de origem Produtos de origem vegetal: animal: Pedras, pêlos de roedores, Fragmentos de agulhas, fezes de animais, insetos e ossos pontiagudos, etc outras pragas. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 15 Garantia da
  16. 16. RDC 175/03 PERIGOS FÍSICOS3. PERIGOS ASSOCIADOS COM A MANUTENÇÃO DEFICIENTE Das instalações Dos equipamentos Fragmentos de metais Fragmentos de acrílico Fragmentos de azulejos Fragmentos de metais Fragmentos de vidro Porcas e parafusos soltos Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 16 Garantia da
  17. 17. RDC 175/03 PERIGOS FÍSICOS4. PERIGOS ASSOCIADOS A SABOTAGEMMUITAS VEZES A OCORRÊNCIA É IMPREVISÍVEL OS PERIGOS PODEM ASSUMIR PROPORÇÕES ALARMANTES Vigilância sobre o moral e motivação dos manipuladores Ações de Recursos Humanos Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 17 Garantia da
  18. 18. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Remoção/higienização da embalagem secundária. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 18 Garantia da
  19. 19. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de peneiras para temperos em pó (ex.: sal, açúcar). Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 19 Garantia da
  20. 20. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Instalação de stickfly na entrada da fábrica. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 20 Garantia da
  21. 21. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de utensílios de alumínio (proibido o uso de madeira). Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 21 Garantia da
  22. 22. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Janelas com abertura protegidas por telas. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 22 Garantia da
  23. 23. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Armadilhas para roedores. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 23 Garantia da
  24. 24. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Entradas/saídas para as galerias teladas. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 24 Garantia da
  25. 25. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PRAGAS• Entradas/saídas para as galerias teladas. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 25 Garantia da
  26. 26. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de rolo adesivo para remoção de cabelos. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 26 Garantia da
  27. 27. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de rolo adesivo para remoção de cabelos. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 27 Garantia da
  28. 28. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Uso de buchas resistentes. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 28 Garantia da
  29. 29. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Instalação de detectores de metais na linha de produção. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 29 Garantia da
  30. 30. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Instalação de detectores de metais na linha de produção. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 30 Garantia da
  31. 31. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• Padronização dos uniformes (mangas longas, bolso abaixo da cintura; não uso de botões expostos) Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 31 Garantia da
  32. 32. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• PRÁTICAS PROIBIDAS• USO DE MATERIAL DE VIDRO NA FÁBRICA• USO DE ADORNOS (ex.: brincos, anéis)• FUNCIONÁRIOS / VISITANTES COM BARBA OU BIGODE• USO DE MATERIAL DE ESCRITÓRIO DENTRO DA FÁBRICA (ex.: clips) Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 32 Garantia da
  33. 33. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• INSTALAÇÃO DE PROTETORES ACRÍLICOS PARA AS LÂMPADAS.• MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE EQUIPAMENTOS E MANUTENÇÃO AUTÔNOMA.• INSPEÇÃO DE PONTOS DE RISCO FÍSICO.• USO DE ASPIRADORES PARA REMOÇÃO DE POSSÍVEIS CORPOS ESTRANHOS EM EMBALAGEM PLÁSTICA PRÉ-FORMADA (ex.: potes de margarina).• INSPEÇÃO DO PRODUTO DESOSSADO. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 33 Garantia da
  34. 34. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE PROCESSO• PROGRAMAS DE CONSCIENTIZAÇÃO• AUDITORIAS DE GMP• PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO DE NOVOS FUNCIONÁRIOS COM ENFOQUE EM GMP (envolvimento do RH)• PROGRAMA DE RECICLAGEM EM GMP Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 34 Garantia da
  35. 35. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamento de análise da resistência das colunas de caixa de papelão. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 35 Garantia da
  36. 36. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamento de análise da capacidade de absorção de água de caixa de papelão. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 36 Garantia da
  37. 37. RDC 175/03 GMP – CONTROLE DE RECEBIMENTOEquipamentos de análise da resistência ao estiramento de filmes. Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 37 Garantia da
  38. 38. RDC 175/03 Boas Práticas de transporte, armazenamento e expedição de produto acabado. Transporte Primário: Fábrica até o armazém (Centro de Distribuição)Transporte Secundário: Centro de Distribuição até o Ponto de Venda Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 38 Garantia da
  39. 39. RDC 175/03Obrigada pela atenção Gerência de Garantia da Qualidade Qualidade 39 Garantia da

×