Introdução à ISO 22000

13.068 visualizações

Publicada em

Palestra realizada dia 30 de junho em parceria com o SEBRAE, para alunos do curso de tecnologia de alimentos do CENTEC - Quixeramobim, CE.

Introdução à ISO 22000

  1. 2. Food Safety Managemant Security (FSMS) ISO 22000 Introdução ao Sistema de Gestão de Segurança de Alimentos ISO 22000 Palestrante: Carolina Sidrim de Paula Cavalcante
  2. 3. <ul><li>APPCC – Codex Alimentarius </li></ul><ul><li>GMP B12 – Ração animal </li></ul><ul><li>BRC – Programa de varejistas britânicos </li></ul><ul><li>IFS – Programa de varejistas franceses e alemães </li></ul><ul><li>PAS 220 – kraft, nestlé, unilever, danone </li></ul>Protocolos Internacionais – Alimento Seguro ISO 22000
  3. 4. <ul><li>Genebra – Suíça; </li></ul><ul><li>Não - governamental; </li></ul><ul><li>91 países; </li></ul><ul><li>Aplicação internacional; </li></ul><ul><li>Ponte entre setores públicos e privados; </li></ul><ul><li>Certificação voluntária; </li></ul><ul><li>Comércio internacional x necessidades do mercado; </li></ul><ul><li>Requisitos auditáveis </li></ul>ISO - International Organization for Standartization
  4. 5. <ul><li>Requisitos para SGSA que permite estabelecer, implantar, operar, monitorar, rever, manter e melhorá-lo; </li></ul><ul><li>Habilidade para controlar perigos, garantindo o alimento seguro ao longo da cadeia produtiva; </li></ul><ul><li>Consolida a responsabilidade em assegurar alimentos seguros em âmbito mundial. </li></ul>O que é ISO 22000?
  5. 6. <ul><li>Fornece requisitos para SGSA; </li></ul><ul><li>O sistema pode ser auditado e certificado; </li></ul><ul><li>Harmonização dos requisitos em âmbito global; </li></ul><ul><li>Sistema mais coerente, focado e integrado do que requerido por lei; </li></ul><ul><li>Manutenção e melhoria da competitividade, fluxo de caixa, lucratividade, cumprimento legal e imagem comercial; </li></ul><ul><li>Abordagem pró-ativa, sistemática e lógica; </li></ul><ul><li>Ao longo da cadeia produtiva de alimentos. </li></ul>Por que implantar a ISO 22000?
  6. 7. <ul><li>Gap Analysis </li></ul><ul><li>Qualificação da ESA na interpretação da norma </li></ul><ul><li>Implantação dos requisitos da norma </li></ul><ul><li>Pré-auditoria com órgão certificador </li></ul><ul><li>Auditoria de certificação </li></ul>Etapas implantação da ISO 22000
  7. 8. <ul><li>Tamanho e estrutura da organização </li></ul><ul><li>Tipos de processos empregados </li></ul><ul><li>Produtos fornecidos </li></ul><ul><li>Nível da organização frente ao PPR </li></ul><ul><li>Perigos à segurança de alimentos </li></ul><ul><li>Capacitação e cultura do pessoal </li></ul>Fatores que interferem no planejamento e implementação da ISO 22000
  8. 9. Escopo da ISO 22000 Cadeia Produtiva de Alimentos
  9. 10. <ul><li>A ISO 22000: </li></ul><ul><li>Não elimina requisitos estatutários pertinentes; </li></ul><ul><li>Requer uma política comprometida de conformidade com requisitos legais; </li></ul><ul><li>Não trará imunidade à responsabilidade ou autuação da empresa; </li></ul><ul><li>Prevê que requisitos legais sejam incorporados no SGSA </li></ul>Conformidade Legal
  10. 11. Compatibilidade com outras normas ISO ISO 22000 ISO 14001 ISO 9001 ISO 17025 OHSAS 18001
  11. 12. Estrutura da norma ISO 22000 1- Objetivo 2- Referência normativa 3- Termos e definições 4- Requisitos de documentação do SGSA 5- Responsabilidade da direção 6- Gestão de Recursos 7- Planejamento e realização de produtos seguros 8- Validação, verificação e melhoria do SGSA Apendice A – Referencia cruzada entre a ISO 22000 e ISO 9001 Apêndice B – Referência cruzada entre ISO 22000 e APPCC Codex Alimentarius Apêndice C – Referências do Codex com exemplos de medida de controle e diretrizes para utilização
  12. 13. PILARES DA ISO 22000 Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  13. 14. Boas Práticas - Legislação Edificações e Instalações Equipamentos e utensílios Processos Higiene pessoal e ambiental Armazenamento e distribuição Controle de Pragas Controle de qualidade Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  14. 15. APPCC- Análise de perigos e pontos críticos de controle Perigos biológicos Perigos físicos Perigos químicos Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  15. 16. <ul><li>Análise de perigos é chave do SGSA, e permite estabelecer: </li></ul><ul><li>Medidas de controle </li></ul><ul><li>Sistemas de monitoramento e verificação </li></ul><ul><li>Ações corretivas </li></ul>APPCC- Análise de perigos e pontos críticos de controle Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  16. 17. COMUNICAÇÃO EXTERNA Produtor de Alimento autoridades estatutárias regulamentares Outras organizações Cliente/Consumidor fornecedores e contratantes Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  17. 18. COMUNICAÇÃO INTERNA Produtos ou novos produtos Materia-prima Prog. de limpeza Armazenam. e distribuição Pessoal Resquisitos estatutarios Perigos Reclamações Produtor de Alimento Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  18. 19. <ul><li>SGSA eficiente – sistema de gestão integrado às atividades gerais da organização </li></ul>Política de SA Comprometimento Implementação Planejamento Análise crítica Melhoria Medição e avaliação Gestão do Sistema Programa pré-requisitos Plano APPCC Comunicação interativa
  19. 20. Melhoria contínua SGSA Plano APPCC Validação das medidas de controle Implementação monitoramento; ações corretivas verificação melhoria PPR operacionais Etapas preliminares Análise de Perigos Planejar realizar alimentos seguros
  20. 21. - Comunicação entre parceiros de negócios; - Otimização de recursos; - Documentações controladas; - Melhora planejamento, menos verificação pós-processo; - Gerenciamento contínuo da cadeia produtiva de alimentos; - Controle de perigos mais eficiente, eficaz e dinâmico; - Gerencia sistemática do programa de pré-requisitos P D A C Melhoria contínua do SGSA ISO 22000
  21. 22. <ul><li>Produção de alimentos seguros </li></ul><ul><li>Garantia de saúde do consumidor </li></ul><ul><li>Redução de autuação </li></ul><ul><li>Redução de gastos com ações locais </li></ul><ul><li>Melhoria imagem pública e comercial </li></ul><ul><li>Proteção da informação </li></ul><ul><li>Melhoria no recrutamento de pessoal </li></ul><ul><li>Redução de desperdícios </li></ul><ul><li>Aumento da competitividade </li></ul><ul><li>Abertura de mercado </li></ul><ul><li>Aumento da confiança de clientes e partes interessadas </li></ul>Conclusões sobre a ISO 22000
  22. 23. Conclusões sobre a ISO 22000 <ul><li>Motivação e orgulho dos funcionários </li></ul><ul><li>Atendimento antecipado das demandas de clientes atuais e futuras </li></ul><ul><li>Níveis potencialmente mais baixos de notificações regulamentares </li></ul>
  23. 24. OBRIGADA!!!

×