O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

LBJ LIÇÃO 8 - A VIDA CRISTÃ E A ESTIMA PELA LIDERANÇA

662 visualizações

Publicada em

Subsídios para lições bíblicas da CPAD elaborados pelo Pastor Natalino das Neves (IEADC-Sede).
Assista aos demais vídeos com estudos bíblicos e baixe os arquivos de slides referentes aos vídeos no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação

LBJ LIÇÃO 8 - A VIDA CRISTÃ E A ESTIMA PELA LIDERANÇA

  1. 1. TEXTO DO DIA Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui, sempre, o bem, tanto uns para com os outros como para com todos." (1 Ts 5.15)
  2. 2. SÍNTESE Somente uma igreja autêntica reconhecerá a vocação de seus líderes e servirá ao Pai e a sua geração com o objetivo de glorificar o santo nome do Senhor.
  3. 3. 1 Tessalonicenses 5.12-22 12 E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós, e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; 13 e que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós. 14 Rogamo-vos também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos e sejais pacientes para com todos. 15 Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui, sempre, o bem, tanto uns para com os outros como para com todos. 16 Regozijai-vos sempre. 17 Orai sem cessar. 18 Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 19 Não extingais o Espírito. 20 Não desprezeis as profecias. 21 Examinai tudo. Retende o bem. 22 Abstende-vos de toda aparência do mal.
  4. 4. • No final do primeira carta, as orientações concentram-se basicamente em duas grandes temáticas: • a necessidade de apreço pelas lideranças constituídas; e • ações práticas para o desenvolvimento da espiritualidade. INTRODUÇÃO
  5. 5. I- A IGREJA COMO ESPAÇO DE CONCRETIZAÇÃO DA VERDADEIRA LIDERANÇA CRISTÃ
  6. 6. • A liderança é constituída em função da Igreja (At 6.3-5), não o contrário • Paulo roga aos irmãos em Tessalônica que reconheçam o serviço do líderes comprometidos (1 Ts 5.12,13). • O líder precisa ter o reconhecimento de sua comunidade local. • Na Igreja a liderança deve ser por meio da vocação de Cristo, referendada pela igreja local. AP – Você tem valorizado a sua liderança? 1. Uma liderança constituída para a Igreja
  7. 7. • Os líderes são levantados para serem servos em suas comunidades. • Liderar no Senhor implica utilizar-se de princípios extraídos da Palavra, que espelhem a vontade de Deus. • Liderar no Senhor significa buscar a vontade de Deus, em detrimento à própria vontade pessoal. • Todo líder deve ter a convicção de que nunca terá a equipe ideal. Nem mesmo Jesus a teve. AP – Você que é líder, lidera no Senhor? 2. Liderando no Senhor
  8. 8. • O chamado para servir a Igreja como líder é, ao mesmo tempo, um honroso e árduo ofício (1 Ts 5.12,13). • Deve-se reconhecer os líderes que são verdadeiramente vocacionados (Rm 12.8; 1 Co 12.28). • No entanto, é importante constatar que nem todos líderes são verdadeiramente vocacionados. Esses devem ser contestados. 3. Reconhecendo a liderança como uma grande obra
  9. 9. II- O QUE É SER IGREJA?
  10. 10. • Uma Igreja não pode ter um "público-alvo" específico (jovens, adolescentes, adultos, classes sociais, entre outras). • É um absurdo igrejas voltadas para o público intelectualizado ou rico, outras para o "povão". • A Igreja de Cristo é composta por indivíduos de todas as classes, grupos e culturas. • Paulo exorta para dar suporte uns aos outros (Ef 4.1-6). AP – Você tem favorecido a inclusão? 1. Um ambiente onde há espaço para acolher todos
  11. 11. • A Igreja deve ser capaz de dialogar com todas pessoas, indistintamente. • Os sermões não devem ser elaborados, respeitando as especificidades e singularidade de cada comunidade de fé: • falar com austeridade com os que não levam o Reino de Deus a sério (Hb 3.13). • expressar amorosamente a graça e a misericórdia do Pai àqueles que estão fragilizados (Rm 14.11; 1Co 9.22,23); e • apresentar as promessas do Reino para os que estão desesperançados (2 Co 1.18-20). 2. Ter a palavra certa para cada indivíduo
  12. 12. • Somos vocacionados para fazer o bem e servir uns aos outros (Jo 13.13-15). • Já fomos libertos da prática do mal, por isso este não pode sequer tornar-se uma reação nossa (1 Ts 5.15). • As estratégias do cristão devem ser espirituais (Gl 6.1,2; 2 Co 10.4). • Fazer o bem indiferente de quem. AP – Você tem elegido o bem como estilo de vida? 3. Eleger o bem como estilo de vida
  13. 13. PENSE Todo e qualquer discurso de ódio, a quem quer que seja, não nos é conveniente.
  14. 14. III- TRÊS ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA UMA VIDA CRISTÃ AUTÊNTICA
  15. 15. • Sendo a vida cristã comparada à rotina de treinamento de um atleta (1 Co 9.24-27), é necessário disciplina, seguir as regras e perseverança. • Estar disposto, mesmo diante das dificuldades. • Perseverança na oração (1 Ts 5.17). • Ser grato pela bondade e misericórdia de Deus (1 Ts 5.18). AP – Como está o seu fervor devocional? 1. Fervor devocional
  16. 16. • Paulo que não basta fazer a coisa certa, mas também é necessário se abster da "aparência do mal". • Evitar toda e qualquer prática que escandalize o Evangelho. • Mesmo sabendo que determinadas ações não incorrem em pecado, evitá-las se elas escandalizam os fracos na fé (1 Co 8.9; 10.32; 2 Co 6.3). AP – Você tem evitado os escândalos? 2. Vigilância moral
  17. 17. • Uma das características mais marcantes deste nosso tempo é a variedade de discursos, ações e manifestações. • Facilidades de comunicação (televisão, rádio, internet, redes sociais, entre outras). • Nessa selva de informações como devemos nos portar? • Paulo orienta-nos a sermos criteriosos com TODAS as coisas (1 Ts 5. 21). AP – Você tem sido criterioso em seus discursos, ações e manifestações? 3. Discernimento espiritual
  18. 18. Hoje aprendemos que: 1. Os líderes compromissados e de testemunho devem ser respeitados e valorizados. 2. A igreja deve ser um lugar inclusivo, ter a palavra necessária para cada pessoa e ter o bem como estilo de vida. 3. O cristão deve estar disposto para fazer a obra de Deus, ser grato, evitar escândalos e ser criterioso em seus discursos, ações e manifestações. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  19. 19. REFERÊNCIAS ARRINGTON, French L; ARRINGTON e STRONSTAD, Roger (Ed). Comentário Bíblico Pentecostal. 4ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006. BRASIL, Thiago. A Igreja do Arrebatamento: o padrão dos tessanolicenses para estes últimos dias. Rio de Janeiro: CPAD, 2018. CARLSON, Raymond et al. Pastor Pentecostal. Teologias e práticas pastorais. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008 Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, 2010. LIÇÕES BÍBLICAS DE JOVENS. A Igreja do Arrebatamento: o padrão dos tessanolicenses para estes últimos dias. 2 TRI 2018. Rio de Janeiro: CPAD, 2018. RENOVATO, Elinaldo de Lima. 1 e 2 Tessalonicenses. Rio de Janeiro: CPAD, 2008. ZUCK, Roy B. Teologia do Novo Testamento. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2008
  20. 20. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: natalino das neves e natalino das neves II Contatos: natalino6612@gmail.com natalino.neves@ig.com.br natalinoneves@yahoo.com.br (41) 98409 8094 (WHATSAPP/TIM)

×