MINASINVEST reunindo-se ao mutirão de combate à crise “  Por que é que todos não se reúnem, para sofrer e vencer juntos, d...
HISTORICO MinasInvest Aliança de Desenvolvimento é uma OSCIP com registro estadual e federal constituída em 13 de junho de...
REUNIR esforços operacionais com a capacidade instalada do Governo para direcionar e atrair os investimentos, negócios e  ...
O núcleo da estrutura da MINASINVEST é constituído  por  um CONSELHO DE RENOME , uma diretoria  altamente profissional,  c...
<ul><li>André Almeida, FDC executivo, consultor para UNCTAD </li></ul><ul><li>Carlos Alberto Teixeira de Oliveira </li></u...
CONCEITOS: VALORES E DESAFIOS: <ul><li>O desenvolvimento deve ser sustentável, visando ao bem-estar social, econômico e am...
<ul><li>A promoção de investimento é complementar e não substituta de políticas que  </li></ul><ul><li>criam o ambiente at...
<ul><li>É vital que uma Agência de Promoção de investimentos de Minas Gerais tenha a participação e validação decisivos do...
<ul><li>“  a gente vive repetido, o repetido, e escorregável, num mim minuto, já está empurrado noutro galho .”  (Guimarãe...
Contribuir ,  executivamente,   das metas de  eficiência da gestão Pública na consecução dos objetivos do PMDI 2007-2023, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Perfil Resumido Da Minas Invest

1.085 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.085
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Perfil Resumido Da Minas Invest

  1. 1. MINASINVEST reunindo-se ao mutirão de combate à crise “ Por que é que todos não se reúnem, para sofrer e vencer juntos, de uma vez?”(Guimarães Rosa )
  2. 2. HISTORICO MinasInvest Aliança de Desenvolvimento é uma OSCIP com registro estadual e federal constituída em 13 de junho de 2005 por um grupo de 24 sócios fundadores, empresários, consultores, profissionais liberais compromissados com o desenvolvimento sustentável de Minas Gerais, organização regida por seu ESTATUTO OBJETIVOS 5 <ul><li>Promover Minas como o local estratégico para negócios e investimentos internacionais, divulgando o Estado e negócios a investidores potenciais. </li></ul><ul><li>Fortalecer a economia de Minas Gerais através da elaboração de projetos que </li></ul><ul><li>impulsionem e enriqueçam o ambiente de negócio. </li></ul><ul><li>Participar, operacionalmente , em iniciativas privadas e Públicas na construção </li></ul><ul><li>de um ambiente de desenvolvimento econômico mais dinâmico do Estado. </li></ul><ul><li>Aportar capacidade empreendedora, dinamismo, gestão eficiente, celeridade aos </li></ul><ul><li>processos de investimento sócio econômico. </li></ul>
  3. 3. REUNIR esforços operacionais com a capacidade instalada do Governo para direcionar e atrair os investimentos, negócios e inovação com vistas a acelerar as metas e objetivos econômicos do Governo Estadual, traduzidas no PMDI 2007]2023 AGILIZAR medidas que aumentam o impacto econômico dos investimentos , ambiente de negócios e oxigenação de conhecimento adotando políticas que sustentam as metas econômicas mais amplas e de longa duração. IDÉIA-FORÇA:INOVAR, CONVERGIR “ O SIMI – Sistema Mineiro de Inovação, tem por finalidade promover convergência de ações governamentais, empresariais, acadêmicas de pesquisa e tecnologia para, de forma cooperada, desenvolver a inovação no Estado de Minas Gerais.” “ O estado de Minas Gerais povoado de empresas inovadoras, com bem-estar e qualidade de vida para a sociedade .“ Visão da MinasInvest
  4. 4. O núcleo da estrutura da MINASINVEST é constituído por um CONSELHO DE RENOME , uma diretoria altamente profissional, consultores permanentes de renome e um banco de talentos alicerçado em consultores associados de notória experiência interativa em disciplinas diversas . ORGANOGRAMA FUNCIONAL PRESIDÊNCIA DIRETORIA EXECUTIVA EMPRESAS INSTITUIÇÕES GOVERNO ADM E FINANÇA OPERACAO MARKETING COMUNICACAO ASSEMBLÉIA GERAL PARCEIROS CONSELHO FISCAL CONS. DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO CONSULTIVO
  5. 5. <ul><li>André Almeida, FDC executivo, consultor para UNCTAD </li></ul><ul><li>Carlos Alberto Teixeira de Oliveira </li></ul><ul><li>Damião Paes, diretor of Fundação Dom Cabral </li></ul><ul><li>Eduardo Grebler – Presidente da Eduardo Grebbler & Associados </li></ul><ul><li>Emb.Carlos Moreira Garcia, Embaixador do Brasil na Espanha </li></ul><ul><li>Emerson de Almeida, Presidente da Fundação Dom Cabral </li></ul><ul><li>Elísio Baraçal Moura, diretor da BioVale Energia e Logistica </li></ul><ul><li>Gilberto Ciro Ferreira, Presidente da Inovarte Negócios Sustentáveis </li></ul><ul><li>Guilherme Emrich, Presidente da Fir Capital e vice-Presidente da FIEMG </li></ul><ul><li>Jorge Perutz, Presidente American Chamber of Commerce </li></ul><ul><li>José Epiphânio Camillo dos Santos, Presidente da Sucessu </li></ul><ul><li>José Luiz de Santana, Conselheiro da Fundação Dom Cabral </li></ul><ul><li>Levindo Ozanam Coelho Santos, sócio do Fundo Novarum </li></ul><ul><li>Lindolfo Coelho Paoliello, Presidente da Lindolfo Paoliello Comunicação Social e vice-presidente da Associação Comercial de Minas </li></ul><ul><li>Luciano Medrado, ex Conselheiro do Itamaraty, ex diretor comercial da Acesita/Arcelor Group, empresário de setor de logística </li></ul><ul><li>Lucio Bemquerer – sócio da Prosper Consultoria, ex Presidente da ACMinas </li></ul><ul><li>Luiz Carlos Monteiro, Presidente da Cosipar Industria Siderúrgica </li></ul><ul><li>Paulo Sérgio Ribeiro da Silva, Presidente da Tora Logística e Usifast Logística (Grupo Usiminas ) </li></ul><ul><li>Ricardo Guedes, Presidente do Instituto Sensus </li></ul><ul><li>Renato Travassos, Conselheiro da Magnesita e Grupo Garantia Participações </li></ul><ul><li>Wagner Veloso, diretor da Fundação Dom Cabral </li></ul><ul><li>Waldemar Magalhães Lopes Jr., sócio da Prosper Consultoria </li></ul><ul><li>Wilfred Brandt, Presidente da Brandt Meio Ambiente </li></ul>SÓCIOS FUNDADORES
  6. 6. CONCEITOS: VALORES E DESAFIOS: <ul><li>O desenvolvimento deve ser sustentável, visando ao bem-estar social, econômico e ambiental de toda a sociedade; </li></ul><ul><li>A participação dos segmentos empresariais e de toda a sociedade no desenvolvimento sócio-econômico é fundamental; </li></ul><ul><li>Congregar os esforços de empresas líderes nos setores estratégicos da indústria, comércio e serviço amplia o número de oportunidades de qualidade e promove o êxito geral das estratégias de desenvolvimento de negócios do Estado. </li></ul><ul><li>O desenvolvimento é missão de todos, mas não é inercial: requer forças aglutinadoras e coordenadoras para disparar o ciclo virtuoso e necessário do desenvolvimento. </li></ul><ul><li>O ambiente favorável para o crescimento criado pelo Governo atual e o peso da dimensão financeira para atender as crescentes demanda e a crise econômica mundial impõem como fator mais urgente inovações e reformas ainda mais profundas. </li></ul><ul><li>Deve existir um equilíbrio adequado entre o interesse Público e a iniciativa privada capaz de promover o desenvolvimento sócio-econômico. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A promoção de investimento é complementar e não substituta de políticas que </li></ul><ul><li>criam o ambiente atrativo para o investimento. </li></ul><ul><li>O papel das Agências de promoção de investimento (API) deve ser combinar promoção de investimento com formulação de políticas condizentes. </li></ul><ul><li>Formulação de políticas consiste em atividades através das quais uma API defende iniciativas que melhorem a qualidade do ambiente de investimento e identifiquem as visões do setor privado levando-as à atenção dos formuladores de políticas. </li></ul><ul><li>Uma Agência de Promoção de investimento como ponto de partida e entrada de investidores internacionais, é mundialmente reconhecida como o modelo mais apropriado para contornar esses empecilhos. </li></ul><ul><li>Neste sentido, MINASINVEST se propõe a ser um braço operacional dos agentes do desenvolvimento: do Governo como indutor e do empreendedor como executor- </li></ul><ul><li>Servindo como instrumento para lidar com barreiras administrativas e operacionais, oferecendo um ambiente de políticas e táticas mais amigáveis e palatáveis para canalizar os interesses dos investidores, </li></ul><ul><li>Identificando alternativas simples e práticas na política de investimento e na capacidade de remover os gargalos e preencher os elos faltantes. </li></ul>CONCEITOS: VALORES E DESAFIOS:
  8. 8. <ul><li>É vital que uma Agência de Promoção de investimentos de Minas Gerais tenha a participação e validação decisivos dos níveis mais elevados do Governo (Executivo e Legislativo) e que todas as instâncias econômicas do Governo incluam em seus programas de ações a atração de investimento como uma coluna central das estratégias de desenvolvimento sócio-econômico. </li></ul><ul><li>No nível conceitual, a MINASINVEST foi formada para atender os interesses do desenvolvimento sócio-econômico de Minas Gerais em bases sustentáveis. O seu objetivo final em atrair o investimento estrangeiro é apoiar o processo de desenvolvimento econômico de Minas: </li></ul><ul><li>gerando divisas externas através dos investimentos que entram, </li></ul><ul><li>promovendo fluxos de comércio e </li></ul><ul><li>disponibilizando novas oportunidades de negócios para os empreendedores Mineiros. </li></ul><ul><li>No nível operacional, a MINASINVEST presta serviços relevantes diretamente ao setor privado. Para preencher esta função de atrair investimento, a MINASINVEST assegura que os investidores não apenas fiquem interessados, mas que eles efetivamente implementem e operacionalizem seus negócios. </li></ul><ul><li>É APENAS assegurando, por meio de instrumentos adequados, alianças estratégicas com o governo e a iniciativa privada , que a MINASINVEST vai poder oferecer os serviços exigidos pelos investidores estrangeiros. E é por ela trabalhar intimamente com os investidores, é que vai poder atrair investimentos estrangeiros diretos para o Estado de Minas Gerais, assim como ajudar o governo a reformar o ambiente de políticas que melhorem o ambiente de negócio. </li></ul>PAPEL MAO-DUPLA DE UMA AGÊNCIA EFICAZ
  9. 9. <ul><li>“ a gente vive repetido, o repetido, e escorregável, num mim minuto, já está empurrado noutro galho .” (Guimarães Rosa) </li></ul><ul><li>Na Nova Economia, o que mais importa é a “ eficiência adaptativa” ( Douglas North -Prêmio Nobel de economia) , ou seja, a capacidade das instituições de inovar, aprender continuamente e mudar produtivamente. </li></ul><ul><li>Na velha economia, ativos fixos, financiamento e mão-de-obra eram as fontes principais de vantagem competitiva para as empresas. </li></ul><ul><li>Na Nova Economia, as racionalidades e metas econômicas de desenvolvimento econômico devem dar lugar a formas inovadoras e sustentáveis de produzir. O desafio agora é criar uma estrutura de política econômica capaz de encorajar uma nova era de crescimento de renda per-capita mais elevado, adaptando-se às novas formas de produzir. </li></ul><ul><li>“ O mineiro não se adapta facilmente ao progresso(...) daí dizer-se que é uma grande força conservadora (...) Onde se instala, fica. Desconfia de mudanças.” (Alceu Amoroso Lima) </li></ul><ul><li>Inovação requer mudanças de paradigmas. </li></ul><ul><li>Este é o grande desafio de Minas. </li></ul>DESAFIO: ADAPTAÇÃO,INOVAÇÃO
  10. 10. Contribuir , executivamente, das metas de eficiência da gestão Pública na consecução dos objetivos do PMDI 2007-2023, em aderência a uma “ gestão marcada pela incansável busca de justiça social , pela perseguição à máxima eficiência da máquina pública , e pela eliminação sistemática de entraves burocráticos e obstáculos estruturais.” Governador Aécio Neves OBJETIVO FINALÍSTICO

×