SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
A corte 
portuguesa 
vem para o 
Brasil
D. João VI 
- Abertura 
dos portos 
brasileiros 
às nações 
amigas.
- Tratado de 
Comércio e 
Navegação de 1810
Representantes portugueses participam 
do Congresso de Viena.
Como ficou firmado o 
Princípio de Legitimidade 
D. João VI apressa-se e 
declara a colônia brasileira 
como Reino Unido de 
Portugal, Brasil e Algarves.
- rompe-se 
oficialmente o pacto 
colonial.
Conflitos internos 
e externos 
- Anexação da 
Guiana Francesa 
em 1809.
- invasão e a 
incorporação 
da Província 
Cisplatina 
(1817)
- Revolução 
Pernambucana (1817)
A bandeira da Revolução Pernambucana de 1817, cujas 
estrelas representam Paraíba, Ceará e Pernambuco, inspirou 
a atual bandeira pernambucana.
Causas imediatas 
- presença maciça de 
portugueses na liderança 
do governo e na 
administração pública.
- Criação de novos 
impostos por Dom João 
provocando a 
insatisfação da 
população.
- Influências externas: divulgação das idéias liberais e de 
independência (idéias iluministas).
- grande seca em 1816, 
que havia atingido a 
região nordeste 
acentuando a fome e a 
miséria.
- houve queda na 
produção do açúcar e 
do algodão.
- A crescente pressão 
dos abolicionistas na 
Europa.
Objetivos do 
movimento: 
-independência do Brasil; 
- proclamação da 
república;
- expulsão dos 
portugueses que 
monopolizavam o 
comércio da região.
D. João VI enviou 
soldados para a 
região e o movimento 
foi derrotado.
Seus participantes 
foram perseguidos, 
castigados e alguns 
condenados à 
morte.
Com a transferência 
da corte portuguesa 
para o Brasil o que 
mudou?
- A cidade do Rio de 
Janeiro cresceu e se 
transformou no 
centro das atividades 
culturais.
- Livros e jornais 
passaram a ser 
impressos no Brasil. 
- Abriram-se teatros, 
academias literárias e 
científicas.
- Construção da Biblioteca 
Nacional do Rio de 
Janeiro. 
- a criação do Jardim 
Botânico e do Arquivo 
Nacional do Rio de 
Janeiro.
- Melhorias nos 
portos marítimos. 
- Alargamento das 
ruas.
- Construção de 
edifícios públicos. 
- Instalação de cursos 
de medicina.
Durante a estada de 
D. João VI no Brasil, 
muitos estrangeiros 
vieram para cá.
Johann Baptist Von Spix, Dança dos Puris
Índios Apiacás em aquarela de Hercule Florence
Thomas Ender, Propriedade Agrária, (1818-1825)
- A Missão Artística 
Francesa (1816) era 
composta por 
pintores, escultores, 
músicos e outros 
artistas.
Jean-Baptiste 
Debret 
(1768-1848) 
- Foi autor de 
importantes 
desenhos e 
aquarelas sobre 
a paisagem e 
tipos humanos 
brasileiros.
Casa de Ciganos
Caçador de Escr avos
Negra Vendendo Caju
Castigo de Escravo
Debret 
permaneceu 
no Brasil e 
em 1826 
participou da 
inauguração 
da Academia 
Imperial de 
Belas Artes.
Exercício – Pág. 37 e 38 
“Você é o historiador”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A transferência da Família Real para o Brasil
A transferência da Família Real para o BrasilA transferência da Família Real para o Brasil
A transferência da Família Real para o BrasilIsaquel Silva
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilGeová da Silva
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilBrunno Andrade
 
Aula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasilAula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasilseixasmarianas
 
Chegada da família real portuguesa
Chegada da família real portuguesaChegada da família real portuguesa
Chegada da família real portuguesaprofdu
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilCristianerocharibas
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilPORTAL69
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilTílio Jr Marigo
 
FamíLia Real No Brasil
FamíLia Real No BrasilFamíLia Real No Brasil
FamíLia Real No BrasilKerol Brombal
 
Familia real no brasil
Familia real no brasilFamilia real no brasil
Familia real no brasilfatraim
 
A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808ProfessoresColeguium
 
2013 fuga da família real e o primeiro reinado
2013  fuga da família real e o primeiro reinado2013  fuga da família real e o primeiro reinado
2013 fuga da família real e o primeiro reinadoMARIANO C7S
 
Transferência da corte portuguesa para o brasil
Transferência da corte portuguesa para o brasilTransferência da corte portuguesa para o brasil
Transferência da corte portuguesa para o brasilPortal do Vestibulando
 
A corte portuguesa no brasil
A corte portuguesa no brasilA corte portuguesa no brasil
A corte portuguesa no brasilAlexandre Elias
 

Mais procurados (20)

A transferência da Família Real para o Brasil
A transferência da Família Real para o BrasilA transferência da Família Real para o Brasil
A transferência da Família Real para o Brasil
 
Chegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasilChegada da família real ao brasil
Chegada da família real ao brasil
 
A Corte portuguesa no brasil
A Corte portuguesa no brasilA Corte portuguesa no brasil
A Corte portuguesa no brasil
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasil
 
Aula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasilAula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasil
 
Chegada da família real portuguesa
Chegada da família real portuguesaChegada da família real portuguesa
Chegada da família real portuguesa
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasilA vinda da família real para o brasil
A vinda da família real para o brasil
 
Familia real no_brasil
Familia real no_brasilFamilia real no_brasil
Familia real no_brasil
 
FamíLia Real No Brasil
FamíLia Real No BrasilFamíLia Real No Brasil
FamíLia Real No Brasil
 
Familia real no brasil
Familia real no brasilFamilia real no brasil
Familia real no brasil
 
A Corte
A CorteA Corte
A Corte
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
 
A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808A transferência da Corte para o Brasil 1808
A transferência da Corte para o Brasil 1808
 
A família real no Brasil
A família real no BrasilA família real no Brasil
A família real no Brasil
 
2013 fuga da família real e o primeiro reinado
2013  fuga da família real e o primeiro reinado2013  fuga da família real e o primeiro reinado
2013 fuga da família real e o primeiro reinado
 
Transferência da corte portuguesa para o brasil
Transferência da corte portuguesa para o brasilTransferência da corte portuguesa para o brasil
Transferência da corte portuguesa para o brasil
 
A família Real Portuguesa no Brasil
A família Real Portuguesa no BrasilA família Real Portuguesa no Brasil
A família Real Portuguesa no Brasil
 
A corte portuguesa no brasil
A corte portuguesa no brasilA corte portuguesa no brasil
A corte portuguesa no brasil
 

Semelhante a BRASIL, SEDE DO IMPÉRIO PORTUGUÊS

Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasilClaudenilson da Silva
 
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01Sidnea Marinho
 
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil ColôniaRetrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil ColôniaFabio Santos
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilhistoriando
 
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumidoBrasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumidoKarla Fonseca
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilhistoriando
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808ProfessoresColeguium
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilNelia Salles Nantes
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxMichaelAgnes2
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasilsueli ramos
 
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilA vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilJanayna Lira
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasildinicmax
 
Processo de independência do Brasil
Processo de independência do BrasilProcesso de independência do Brasil
Processo de independência do BrasilAna Souza
 
Vanda da familia real ate independencia.filé
Vanda da familia real ate independencia.filéVanda da familia real ate independencia.filé
Vanda da familia real ate independencia.filémundica broda
 
3ano 2bi historia_pe1
3ano 2bi historia_pe13ano 2bi historia_pe1
3ano 2bi historia_pe1takahico
 

Semelhante a BRASIL, SEDE DO IMPÉRIO PORTUGUÊS (20)

Resumo processo de independência do brasil
Resumo   processo de independência do brasilResumo   processo de independência do brasil
Resumo processo de independência do brasil
 
Família real no brasil
Família real no brasilFamília real no brasil
Família real no brasil
 
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
I retrospectivahistricadobrasilcolnia-090423141328-phpapp01
 
Brasil colonial
Brasil colonialBrasil colonial
Brasil colonial
 
Processo de independência do brasil
Processo de independência do brasilProcesso de independência do brasil
Processo de independência do brasil
 
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil ColôniaRetrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
Retrospectiva Histórica Do Brasil Colônia
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumidoBrasil colonia periodo_joanino_resumido
Brasil colonia periodo_joanino_resumido
 
Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)Período Joanino (1808-1821)
Período Joanino (1808-1821)
 
Perodo joanino
Perodo joaninoPerodo joanino
Perodo joanino
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808A transferência da corte para o brasil 1808
A transferência da corte para o brasil 1808
 
A vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasilA vinda da família real ao brasil
A vinda da família real ao brasil
 
Independência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptxIndependência Brasil (1).pptx
Independência Brasil (1).pptx
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilA vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasil
 
História do brasil
História do brasilHistória do brasil
História do brasil
 
Processo de independência do Brasil
Processo de independência do BrasilProcesso de independência do Brasil
Processo de independência do Brasil
 
Vanda da familia real ate independencia.filé
Vanda da familia real ate independencia.filéVanda da familia real ate independencia.filé
Vanda da familia real ate independencia.filé
 
3ano 2bi historia_pe1
3ano 2bi historia_pe13ano 2bi historia_pe1
3ano 2bi historia_pe1
 

Mais de Marcelo Celloto

Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...
Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...
Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...Marcelo Celloto
 
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP. - 2015 a 2024
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP.  - 2015 a 2024PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP.  - 2015 a 2024
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP. - 2015 a 2024Marcelo Celloto
 
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02Marcelo Celloto
 
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01Marcelo Celloto
 
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...Marcelo Celloto
 
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊS
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊSCONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊS
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊSMarcelo Celloto
 
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOSBRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOSMarcelo Celloto
 
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRES
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRESAS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRES
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRESMarcelo Celloto
 
AS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISAS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISMarcelo Celloto
 
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMOABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMOMarcelo Celloto
 
A POLÍTICA DO 2º REINADO
A POLÍTICA DO 2º REINADOA POLÍTICA DO 2º REINADO
A POLÍTICA DO 2º REINADOMarcelo Celloto
 
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANAS
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANASA INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANAS
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANASMarcelo Celloto
 
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA Marcelo Celloto
 
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)Marcelo Celloto
 

Mais de Marcelo Celloto (20)

Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...
Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...
Ofício 96/2015 - ALTERAÇÕES EM ANEXO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM PEDREI...
 
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP. - 2015 a 2024
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP.  - 2015 a 2024PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP.  - 2015 a 2024
PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PEDREIRA SP. - 2015 a 2024
 
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 02
 
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01
Relatório Final do Plano Municipal de Educação - Parte 01
 
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...
Plano municipal de educacao de pedreira sp - 2.015 a 2.024 30.04.2.015 folhas...
 
P L_09_15
P L_09_15P L_09_15
P L_09_15
 
CRISE DE 1929
CRISE DE 1929CRISE DE 1929
CRISE DE 1929
 
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊS
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊSCONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊS
CONSEQUÊNCIAS DO INDUSTRIALISMO INGLÊS
 
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOSBRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS
BRASIL, UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS
 
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRES
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRESAS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRES
AS TREZE COLÔNIAS INGLESAS QUEREM SER LIVRES
 
AS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAISAS REBELIÕES REGENCIAIS
AS REBELIÕES REGENCIAIS
 
ANTIGUIDADE ORIENTAL
ANTIGUIDADE ORIENTALANTIGUIDADE ORIENTAL
ANTIGUIDADE ORIENTAL
 
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMOABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO
 
A REVOLUÇÃO CHINESA
A REVOLUÇÃO CHINESAA REVOLUÇÃO CHINESA
A REVOLUÇÃO CHINESA
 
A POLÍTICA DO 2º REINADO
A POLÍTICA DO 2º REINADOA POLÍTICA DO 2º REINADO
A POLÍTICA DO 2º REINADO
 
A ONU
A ONUA ONU
A ONU
 
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANAS
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANASA INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANAS
A INDEPENDÊNCIA DAS COLÔNIAS AMERICANAS
 
A GUERRA FRIA
A GUERRA FRIAA GUERRA FRIA
A GUERRA FRIA
 
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
A GUERRA DO PARAGUAI E CONFLITOS NO PRATA
 
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)
A EUROPA REVOLUCIONÁRIA (SLIDE)
 

Último

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 

BRASIL, SEDE DO IMPÉRIO PORTUGUÊS