SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
LEVÍTICO
A necessidade da purificação e da
 santidade para aproximar-se de
              Deus
"




Levítico
Introdução
    •Título
    1. Os hebreus deram-lhe o nome de “Wayyiqra”
       devido à sua primeira frase, “Chamou o Senhor”.

    2. Os tradutores da Septuaginta chamaram-no de
       “Levítico” (Leuitikon) devido a ênfase dada ao
       sacerdócio. Era um manual levítico para o uso
       sacerdotal.
"
    Autoria
• Como nos demais, a autoria de Moisés é
  confirmada no próprio livro pelo fato de o texto
  declarar 56 vezes: “Disse o Senhor a Moisés”.
• É também um dos livros confirmados por Jesus
  como sendo de Moisés. Mt. 8.4 .
"


     Cenário Histórico
    • DATA DA ESCRITA – 1440 a.C., APROXIDAMENTE.
    Moisés deve ter escrito logo depois do êxodo,
    durante os anos de peregrinação com o povo judeu
    pelo deserto de Cades-Barnéia.

    • PERÍODO DE TEMPO ENVOLVIDO – 30 DIAS.
    1. Moisés evidentemente deu essa legislação logo
       depois de levantado em 1 de abril de 1444 a.C. e
       antes de se por em marcha em 20 de maio
       (Êx. 40.17; Nm. 1.1)

    2. Durante este tempo, o povo celebrou durante
       sete dias o primeiro aniversário da Páscoa e do
       êxodo (Nm. 9.1-12).
"


CENÁRIO RELIGIOSO DO EGITO

    1. Recém saídos do Egito idólatra, os aproximadamente 2.500.000
       israelitas passaram o 1º ano nas montanhas desertas do Sinai –
       “Ano Teológico”. Deus proveu comida, água, vestuário e saúde,
       a fim de afastá-los da idolatria e ensinar-lhes os caminhos e o
       caráter do Deus único e verdadeiro.

    2. Havendo recebido a Lei e o Tabernáculo, precisavam ser
       instruídos quanto à adoração e culto no santuário, e quanto à
       maneira de ter uma vida em santidade.

        * As palavras SANTO e EXPIAÇÃO aparecem 93 e 51 vezes
                           respectivamente.
"
    TEMA: A necessidade da purificação e da
    santidade para aproximar-se de Deus.
    •É um livro de libertação, de redenção, e o caminho,
    o meio sempre apontado aqui é o sangue. Neste
    êxodo, libertação virá sempre através do Sangue. É
    seu tema e anúncio profético da obra de Jesus.

    VERSO-CHAVE
    Lv. 19.2 ou 20.26 – “ser-me-eis santos, porque eu o
    Senhor sou santo...”
"

    OBJETIVO DO LIVRO

    Convocar o povo de Deus para a santidade pessoal.
    Os muitos ritos são usados como auxiliares visuais
    para retratar o Senhor como Deus Santo e para
    enfatizar que a comunhão com o Senhor deve ser na
    base da expiação pelo pecado e vida obediente.
"



    Esboço do Livro
    Redenção e Organização de Israel como Povo da Aliança
    COMUNHÃO COM DEUS ATRAVÉS DAS OFERTAS RITUAIS
    A.    LEIS DE OFERTAS ............................................................................... (1-7)
    1.    Ofertas de adoração (Holocausto, Alimento, Paz ................................. 1-3
    2.    Ofertas de restauração (Pecado e Transgressão) .................................. 4-6
    3.    Instrução especial .................................................................................. 6-7

    B.    LEIS DO SACERDÓCIO ........................................................................ (8-10)
    1.    Consagração dos sacerdotes ..................................................................... 8
    2.    Ministério dos sacerdotes ......................................................................... 9
    3.    Transgressão dos sacerdotes ................................................................... 10

    C.   LEIS REFERENTES AO POVO ........................................................... (11-16)
    1.   Comer apenas carne não imundas ........................................................... 11
    2.   Manter corpos limpos ......................................................................... 12-15
    3.   Guardar o dia da expiação ........................................................................ 16
"



    Esboço do Livro
    A. LEIS REFERENTES AO ALTAR ................................................................. (17)
    1. Único lugar de sacrifício
    2. Devia-se usar unicamente sangue sobre ele para a expiação



    COMUNHÃO COM DEUS ATRAVÉS DE UMA VIDA CORRETA
    A.   Santidade pessoal para todo o povo................................................ (18-20)
    B.   Exigências severas para o sacerdócio .............................................. (21-22)
    C.   Designação das festas anuais ................................................................ (23)
    D.   Respeito contínuo pelo nosso Senhor .................................................. (24)
    E.   Regulamentos especiais para a vida em Canaã ............................... (25-27)
Contribuições singulares de Êxodo
1. Mensagem direta do Senhor para Israel.
       Ditado quase todo pelo Senhor a Moisés em favor
    de Israel. Deus se identifica pela frase: “Eu sou o
    Senhor”.
2. Princípios Divinos de santidade.
       Santo = reservado (para o Senhor) /separado. Lv.
    11.44.
3. Instrução do Senhor para adoração e Comunhão.
       As ofertas e sacrifícios ensinam ao povo de Deus
    como adorar, dar graças e restaurar a comunhão
    interrompida pelo pecado.
4. Derramamento de Sangue.
       O livro fala 93 vezes a palavra “sangue”. No tempo
bíblico era comum matar animais tanto para uso doméstico
como religioso. A natureza redentora envolveu
“derramamento de sangue”.

5. O “Sermão do Monte” – Lv. 19.18,34.
      Ponto forte do amor ao próximo no A.T., amor
ordenado por Deus em termos claros e concisos.          Mt
22.39
6. Dia da Expiação – “Yom Kip-Pur(16)
      Era reservado para o lamento pessoal de quaisquer
pecados não confessados do ano anterior, realçado por uma
cerimônia nacional que simbolizava aquela confissão e a
obra de Deus em remover aqueles pecados através da oferta
de dois bodes.
A palavra “expiação”, usada tão somente no A.T., significa
literalmente “cobrir”, e aparece 52 vezes no livro.
        Isaías 53 ; João 1.29

7.  Calendário sagrado israelita dos “sábados”. (23)
       Desde que a saída do Egito simbolizou o nascimento de Israel
como nação, o mês daquele acontecimento (Nisã) tornou-se o 1º ano
sagrado. Neste calendário o nº 7 sobressai de diversas maneiras:
a. O sábado semanal – sétimo dia;
b. A festa da Páscoa e o pão asmo –sete dias de duração;
c. A festa do Pentecoste – (ou sétima semana depois das Primícias);
d. A festa das Trombetas, Expiação e Tabernáculos – sétimo mês
    sagrado;
e. O ano sabático (de descanso) – sétimo ano;
f. O ano sabático do jubileu – sétima semana de (quinquagésimo)
    ano antes do jubileu.

Objetivo maior era dar ênfase ao relacionamento de aliança, reflexão e
promessas do Senhor.
"

    OBJETIVO DO LIVRO

    Convocar o povo de Deus para a santidade pessoal.
    Os muitos ritos são usados como auxiliares visuais
    para retratar o Senhor como Deus Santo e para
    enfatizar que a comunhão com o Senhor deve ser na
    base da expiação pelo pecado e vida obediente.
"


        Sistema Sacrificial de ofertas do A.T
    I. Origem e História das ofertas no A.T
    A. Deus sacrificou animais para vestir Adão e Eva na ocasião em
       que fez a sua aliança redentora – Gn.3.15-21.
    B. A oferta de sangue de Abel foi aceita “pela fé” –
       Gn.4.4;Hb.11.4.
    C. Noé adorou a Deus com a oferta de animais limpos no mundo
       após o dilúvio – Gn. 8.20.
    D. Abraão, Isaque e Jacó adoraram a Deus com ofertas – Gn.12.7;
       26.25.
    E. Fazer ofertas era quase algo universal dos povos antigos.
    F. O Senhor apresentou um sistema de ofertas como parte
       israelita da aliança
"



    II.   Importância das ofertas no A.T.
    A. Ofertas de sangue simbolizavam o princípio vicário de
       expiação do pecado através da doação da vida.
    B. Representavam arrependimento, fé, adoração e
       agradecimento a Deus.
    C. Consistiam em religião em ação - Hb. 11.4.
    D. Reconheciam e confessavam o direito de Deus sobre a vida e
       bens do homem.
    E. Tipificavam vários aspectos da oferta “definitiva” de Deus.
"

      III. Significado das ofertas levíticas
         A OFERTA            SÍMBOLO PARA ISRAEL                  TIPO DE CRISTO
                       A OFERTA REDENTORA ÊX.12.1-13
                        REDENÇÃO DO PECADO E MORTE          A OFERTA DE CRISTO PELO
    CORDEIRO DA PÁSCOA    ATRAVÉS DO SANGUE DE UM          PECADO COMO O CORDEIRO
                                  CORDEIRO                     DE DEUS (JO. 1.29)
                       OFERTAS DE ADORAÇÃO LV. 1-3
                                                               CRISTO DEDICOU-SE
    OFERTAS QUEIMADAS       DEDICAÇÃO DA VIDA A DEUS         COMPLETAMENTE A DEUS
                                                                    (Hb. 1.29)

                                                               O CORPO DE CRISTO
                          CONSAGRAÇÃO DA PRODUÇÃO A
    OFERTAS DE CEREAIS                                     APRESENTADO A DEUS COMO
                                    DEUS
                                                           UMA VIDA PERFEITA (Hb. 10.5)

                          EXPRESSÃO DE AGRADECIMENTO
                                                            A OFERTA DE CRISTO PROVÊ
       OFERTA DE PAZ      A DEUS POR PARTILHAR COM ELE E
                                                             PAZ COM DEUS (Ef. 2.14)
                                  COM OS OUTROS
                             OFERTAS DE RESTAURAÇÃO
                                      LV. 4-7
                                                            A OFERTA DE CRISTO PROVÊ
                            RESTAURAÇÃO À COMUNHÃO         CONTÍNUA RENOVAÇÃO PELA
    OFERTA PELO PECADO
                          PELO SANGUE DE UM SUBSTITUTO              CONFISSÃO
                                                               (Hb. 9.12,26; 1 JO. 1.9)

                           RESTITUIÇÃO PELOS DANOS DO      A OFERTA DE CRISTO PERANTE
    OFERTA PELAS CULPAS      PECADO CONTRA DEUS E O        DEUS COMPENSA O DANO DO
                                    PROXIMO                    PECADO (2 CO. 5.19)

                             OFERTAS CERIMONIAIS DE
                            PURIFICAÇÃO LV. 14 ; NM. 20
                            PURIFICAÇÃO ESPIRITUAL DA      A OFERTA DE CRISTO PURIFICA
        DUAS AVES          CONTAMINAÇAO DE DOENÇAS            A CONTAMINAÇÃO DAS
                                     FISICAS                    DOENÇAS (Hb. 9.22)

                                                           A OFERTA DE CRISTO TAMBÉM
                            PURIFICAÇÃO ESPIRITUAL DA
    NOVILHA VERMELHA                                       PURIFICA DE CONTAMINAÇÃO
                             CONTAMINAÇAO FORTUITA
                                                              FORTUITA (Hb. 9.13-14)
"


    CRISTOLOGIA EM LEVÍTICO
     1.   Melquisedeque prefigura Cristo na sua obra como sumo sacerdote da
          nossa salvação.

     2.   Arão, o sumo sacerdote, tipificou Cristo na obra da salvação.

         A. Função oficial de Arão: oferecer ofertas
     pelos pecados e interceder pelo pecador. Is. 53.12

         B. Ofertas em 3 espécies:
     I. O cordeiro da páscoa tipificou Cristo como substituto para prover a
          redenção e livramento da morte.
     II. Ofertas de adoração e reparação tipificam a oferta da
          própria vida e morte de Cristo para prover a perfeita comunhão com
             o Pai.
     I. Os bodes do Dia da Expiação retratam o assunto
          “pecado” solucionado com perfeição por Cristo, que pagou o preço
     do julgamento do pecado e removeu-o para um lugar de destruição.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoPanorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoRespirando Deus
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Respirando Deus
 
10 periodo de israel em canaa e juizes
10  periodo de israel em canaa e juizes10  periodo de israel em canaa e juizes
10 periodo de israel em canaa e juizesPIB Penha
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPaulo Ferreira
 
A Bíblia (Aula 7): Livros Poéticos
A Bíblia (Aula 7): Livros PoéticosA Bíblia (Aula 7): Livros Poéticos
A Bíblia (Aula 7): Livros PoéticosGustavo Zimmermann
 
A Travessia do Mar Vermelho.
A Travessia do Mar Vermelho.A Travessia do Mar Vermelho.
A Travessia do Mar Vermelho.Antonio Fernandes
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptxRubens Sohn
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rutembrandao7
 
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da Babilônia
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da BabilôniaLição 12 - Juda é levado para o cativeiro da Babilônia
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da BabilôniaÉder Tomé
 
Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3Moisés Sampaio
 
82 estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)
82   estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)82   estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)
82 estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)Robson Tavares Fernandes
 
Montanhas e-planicies-de-israel
Montanhas e-planicies-de-israelMontanhas e-planicies-de-israel
Montanhas e-planicies-de-israelsergio_chumbinho
 

Mais procurados (20)

Panorama do AT - Levítico
Panorama do AT - LevíticoPanorama do AT - Levítico
Panorama do AT - Levítico
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
 
13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel13. O Livro de i samuel
13. O Livro de i samuel
 
Deuteronomio
DeuteronomioDeuteronomio
Deuteronomio
 
23. Os poéticos: Jó
23. Os poéticos: Jó23. Os poéticos: Jó
23. Os poéticos: Jó
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
 
10 periodo de israel em canaa e juizes
10  periodo de israel em canaa e juizes10  periodo de israel em canaa e juizes
10 periodo de israel em canaa e juizes
 
Panorama do AT - Êxodo
Panorama do AT -  ÊxodoPanorama do AT -  Êxodo
Panorama do AT - Êxodo
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateuco
 
A Bíblia (Aula 7): Livros Poéticos
A Bíblia (Aula 7): Livros PoéticosA Bíblia (Aula 7): Livros Poéticos
A Bíblia (Aula 7): Livros Poéticos
 
A Travessia do Mar Vermelho.
A Travessia do Mar Vermelho.A Travessia do Mar Vermelho.
A Travessia do Mar Vermelho.
 
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptxIBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptx
IBADEP BÁSICO PROFETAS MENORES - AULA 2 - OBADIAS E JONAS.pptx
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
 
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da Babilônia
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da BabilôniaLição 12 - Juda é levado para o cativeiro da Babilônia
Lição 12 - Juda é levado para o cativeiro da Babilônia
 
Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3Reis e Profetas - Aula 3
Reis e Profetas - Aula 3
 
8. O Livro de Números
8. O Livro de Números8. O Livro de Números
8. O Livro de Números
 
Profetas menores lição 1
Profetas menores   lição 1 Profetas menores   lição 1
Profetas menores lição 1
 
82 estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)
82   estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)82   estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)
82 estudo panorâmico da bíblia (o livro de joel)
 
GEOGRAFIA BÍBLICA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
GEOGRAFIA BÍBLICA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)GEOGRAFIA BÍBLICA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
GEOGRAFIA BÍBLICA (AULA 01 - BÁSICO - IBADEP)
 
Montanhas e-planicies-de-israel
Montanhas e-planicies-de-israelMontanhas e-planicies-de-israel
Montanhas e-planicies-de-israel
 

Destaque

Aula 5 - Levítico
Aula 5 - LevíticoAula 5 - Levítico
Aula 5 - Levíticoibrdoamor
 
03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles
03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles
03. El libro de Levitico - Jeronimo PerlesJeronimoPerlesMoreno
 
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...Osvaldo Gomes Cruz
 
Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de númerospbmarcelo
 
Clase 4 - Levítico, Números y Deuteronomio
Clase 4 - Levítico, Números y DeuteronomioClase 4 - Levítico, Números y Deuteronomio
Clase 4 - Levítico, Números y DeuteronomioHugo Almanza
 
El Pentateuco
El PentateucoEl Pentateuco
El Pentateucoantso
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROSRubens Luz
 
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.Dókimos Aprovado
 
Teologia do antigo testamento aula do dia 25
Teologia do antigo testamento aula do dia 25Teologia do antigo testamento aula do dia 25
Teologia do antigo testamento aula do dia 25Jose Ventura
 
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)JORGE ALVITES
 
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9  "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)LOS MILAGROS DE JESUS N 9  "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)JORGE ALVITES
 
Moisés, siervo de dios xxv ibe callao
Moisés, siervo de dios xxv ibe callaoMoisés, siervo de dios xxv ibe callao
Moisés, siervo de dios xxv ibe callaoIBE Callao
 
Slides da-dieta-biblica-imagens1
Slides da-dieta-biblica-imagens1Slides da-dieta-biblica-imagens1
Slides da-dieta-biblica-imagens1Sandro Junior
 

Destaque (20)

Levítico l1
Levítico l1Levítico l1
Levítico l1
 
Aula 5 - Levítico
Aula 5 - LevíticoAula 5 - Levítico
Aula 5 - Levítico
 
03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles
03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles
03. El libro de Levitico - Jeronimo Perles
 
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...
LEVÍTICO: O Livro de Levitico com Esboço - (LEVITICUS: The Book of Leviticus ...
 
Lección 4 juan
Lección 4 juanLección 4 juan
Lección 4 juan
 
Livro de números
Livro de númerosLivro de números
Livro de números
 
Clase 4 - Levítico, Números y Deuteronomio
Clase 4 - Levítico, Números y DeuteronomioClase 4 - Levítico, Números y Deuteronomio
Clase 4 - Levítico, Números y Deuteronomio
 
9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios
 
El Pentateuco
El PentateucoEl Pentateuco
El Pentateuco
 
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROSREDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
REDESCOBRINDO SUA BIBLIA - NUMEROS
 
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.
Jesus nos cinco sacrifícios do a.t.
 
Teologia do antigo testamento aula do dia 25
Teologia do antigo testamento aula do dia 25Teologia do antigo testamento aula do dia 25
Teologia do antigo testamento aula do dia 25
 
Perguntas e Respostas
Perguntas e RespostasPerguntas e Respostas
Perguntas e Respostas
 
Panorama do AT - Josué
Panorama do AT - JosuéPanorama do AT - Josué
Panorama do AT - Josué
 
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 'LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 4)
 
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9  "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)LOS MILAGROS DE JESUS N 9  "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)
LOS MILAGROS DE JESUS N 9 "LA RESURRECCION DE LAZARO" (PARTE 2)
 
Moisés, siervo de dios xxv ibe callao
Moisés, siervo de dios xxv ibe callaoMoisés, siervo de dios xxv ibe callao
Moisés, siervo de dios xxv ibe callao
 
Slides da-dieta-biblica-imagens1
Slides da-dieta-biblica-imagens1Slides da-dieta-biblica-imagens1
Slides da-dieta-biblica-imagens1
 
Sinai
SinaiSinai
Sinai
 
Verdadera
VerdaderaVerdadera
Verdadera
 

Semelhante a 5. levítico

Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIO
Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIOLição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIO
Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIOHamilton Souza
 
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
Lição 2  a salvação na páscoa judaicaLição 2  a salvação na páscoa judaica
Lição 2 a salvação na páscoa judaicaJunior Miranda
 
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaicaLBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaicaNatalino das Neves Neves
 
Lição 9 - Jesus. o holocausto Perfeito
Lição 9  - Jesus. o holocausto PerfeitoLição 9  - Jesus. o holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus. o holocausto PerfeitoÉder Tomé
 
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEscola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEdislanhe Lima
 
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorLição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorÉder Tomé
 
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuLição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuÉder Tomé
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdfSEDUC-PA
 
Lição 9 - Jesus, o Holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus, o Holocausto PerfeitoLição 9 - Jesus, o Holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus, o Holocausto PerfeitoHamilton Souza
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptxPIB Penha - SP
 
A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.Márcio Martins
 
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptxpanorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptxMárcio Azevedo
 
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdfpanoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdfbpclaudio11
 
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptx
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptxTERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptx
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptxantonio211075
 
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICORubens Sohn
 
Polígrafo sobre as palavras da institução.doc
Polígrafo sobre as palavras da institução.docPolígrafo sobre as palavras da institução.doc
Polígrafo sobre as palavras da institução.docRicardo Cassen
 

Semelhante a 5. levítico (20)

Ceia eucarística
Ceia eucarísticaCeia eucarística
Ceia eucarística
 
Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIO
Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIOLição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIO
Lição 10: O SISTEMA DE SACRIFÍCIO
 
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
Lição 2  a salvação na páscoa judaicaLição 2  a salvação na páscoa judaica
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
 
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaicaLBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
 
Lição 9 - Jesus. o holocausto Perfeito
Lição 9  - Jesus. o holocausto PerfeitoLição 9  - Jesus. o holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus. o holocausto Perfeito
 
Ebd 28 05 17
Ebd 28 05 17Ebd 28 05 17
Ebd 28 05 17
 
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEscola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
 
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorLição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
 
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuLição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
 
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdfAPOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdf
APOSTILA TEOLOGIA SISTEMATICA - Aula 07 - Expiação (1).pdf
 
Lição 9 - Jesus, o Holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus, o Holocausto PerfeitoLição 9 - Jesus, o Holocausto Perfeito
Lição 9 - Jesus, o Holocausto Perfeito
 
Os Sacrifícios
Os SacrifíciosOs Sacrifícios
Os Sacrifícios
 
11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx11 levitico 1 - 16.pptx
11 levitico 1 - 16.pptx
 
A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.A Salvação na Páscoa Judaica.
A Salvação na Páscoa Judaica.
 
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptxpanorama velho testamento o inico de tudo.pptx
panorama velho testamento o inico de tudo.pptx
 
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptxPanorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
Panorama-do-antigo-testamento_parte-2.pptx
 
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdfpanoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
panoramavelhotestamentooinicodetudo-221023024210-914436a2.pdf
 
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptx
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptxTERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptx
TERCEIRA AULA PENTATEUCO LEVÍTICOAntonio1.pptx
 
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICOPENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICO
PENTATEUCO AULA 3 IBADEP BÁSICO
 
Polígrafo sobre as palavras da institução.doc
Polígrafo sobre as palavras da institução.docPolígrafo sobre as palavras da institução.doc
Polígrafo sobre as palavras da institução.doc
 

Mais de mbrandao7

Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemiasmbrandao7
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicasmbrandao7
 
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-modernombrandao7
 
Os livros de samuel
Os livros de samuelOs livros de samuel
Os livros de samuelmbrandao7
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELmbrandao7
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rutembrandao7
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízesmbrandao7
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízesmbrandao7
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josuémbrandao7
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômiombrandao7
 
Introd. livros historicos
Introd. livros historicosIntrod. livros historicos
Introd. livros historicosmbrandao7
 
2. apresentação
2. apresentação2. apresentação
2. apresentaçãombrandao7
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndicembrandao7
 

Mais de mbrandao7 (15)

Os livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e NeemiasOs livros de Esdras e Neemias
Os livros de Esdras e Neemias
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
 
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno2012   a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
2012 a relevância da bíblia no contexto pós-moderno
 
Os livros de samuel
Os livros de samuelOs livros de samuel
Os livros de samuel
 
OS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUELOS LIVROS DE SAMUEL
OS LIVROS DE SAMUEL
 
O livro de rute
O livro de ruteO livro de rute
O livro de rute
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
O livro de juízes
O livro de juízesO livro de juízes
O livro de juízes
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
 
O livro de deuteronômio
O livro de deuteronômioO livro de deuteronômio
O livro de deuteronômio
 
Introd. livros historicos
Introd. livros historicosIntrod. livros historicos
Introd. livros historicos
 
4. êxodo
4. êxodo4. êxodo
4. êxodo
 
3. gênesis
3. gênesis3. gênesis
3. gênesis
 
2. apresentação
2. apresentação2. apresentação
2. apresentação
 
1. Apêndice
1. Apêndice1. Apêndice
1. Apêndice
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfnestorsouza36
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 

Último (14)

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 

5. levítico

  • 1. LEVÍTICO A necessidade da purificação e da santidade para aproximar-se de Deus
  • 2. " Levítico Introdução •Título 1. Os hebreus deram-lhe o nome de “Wayyiqra” devido à sua primeira frase, “Chamou o Senhor”. 2. Os tradutores da Septuaginta chamaram-no de “Levítico” (Leuitikon) devido a ênfase dada ao sacerdócio. Era um manual levítico para o uso sacerdotal.
  • 3. " Autoria • Como nos demais, a autoria de Moisés é confirmada no próprio livro pelo fato de o texto declarar 56 vezes: “Disse o Senhor a Moisés”. • É também um dos livros confirmados por Jesus como sendo de Moisés. Mt. 8.4 .
  • 4. " Cenário Histórico • DATA DA ESCRITA – 1440 a.C., APROXIDAMENTE. Moisés deve ter escrito logo depois do êxodo, durante os anos de peregrinação com o povo judeu pelo deserto de Cades-Barnéia. • PERÍODO DE TEMPO ENVOLVIDO – 30 DIAS. 1. Moisés evidentemente deu essa legislação logo depois de levantado em 1 de abril de 1444 a.C. e antes de se por em marcha em 20 de maio (Êx. 40.17; Nm. 1.1) 2. Durante este tempo, o povo celebrou durante sete dias o primeiro aniversário da Páscoa e do êxodo (Nm. 9.1-12).
  • 5. " CENÁRIO RELIGIOSO DO EGITO 1. Recém saídos do Egito idólatra, os aproximadamente 2.500.000 israelitas passaram o 1º ano nas montanhas desertas do Sinai – “Ano Teológico”. Deus proveu comida, água, vestuário e saúde, a fim de afastá-los da idolatria e ensinar-lhes os caminhos e o caráter do Deus único e verdadeiro. 2. Havendo recebido a Lei e o Tabernáculo, precisavam ser instruídos quanto à adoração e culto no santuário, e quanto à maneira de ter uma vida em santidade. * As palavras SANTO e EXPIAÇÃO aparecem 93 e 51 vezes respectivamente.
  • 6. " TEMA: A necessidade da purificação e da santidade para aproximar-se de Deus. •É um livro de libertação, de redenção, e o caminho, o meio sempre apontado aqui é o sangue. Neste êxodo, libertação virá sempre através do Sangue. É seu tema e anúncio profético da obra de Jesus. VERSO-CHAVE Lv. 19.2 ou 20.26 – “ser-me-eis santos, porque eu o Senhor sou santo...”
  • 7. " OBJETIVO DO LIVRO Convocar o povo de Deus para a santidade pessoal. Os muitos ritos são usados como auxiliares visuais para retratar o Senhor como Deus Santo e para enfatizar que a comunhão com o Senhor deve ser na base da expiação pelo pecado e vida obediente.
  • 8. " Esboço do Livro Redenção e Organização de Israel como Povo da Aliança COMUNHÃO COM DEUS ATRAVÉS DAS OFERTAS RITUAIS A. LEIS DE OFERTAS ............................................................................... (1-7) 1. Ofertas de adoração (Holocausto, Alimento, Paz ................................. 1-3 2. Ofertas de restauração (Pecado e Transgressão) .................................. 4-6 3. Instrução especial .................................................................................. 6-7 B. LEIS DO SACERDÓCIO ........................................................................ (8-10) 1. Consagração dos sacerdotes ..................................................................... 8 2. Ministério dos sacerdotes ......................................................................... 9 3. Transgressão dos sacerdotes ................................................................... 10 C. LEIS REFERENTES AO POVO ........................................................... (11-16) 1. Comer apenas carne não imundas ........................................................... 11 2. Manter corpos limpos ......................................................................... 12-15 3. Guardar o dia da expiação ........................................................................ 16
  • 9. " Esboço do Livro A. LEIS REFERENTES AO ALTAR ................................................................. (17) 1. Único lugar de sacrifício 2. Devia-se usar unicamente sangue sobre ele para a expiação COMUNHÃO COM DEUS ATRAVÉS DE UMA VIDA CORRETA A. Santidade pessoal para todo o povo................................................ (18-20) B. Exigências severas para o sacerdócio .............................................. (21-22) C. Designação das festas anuais ................................................................ (23) D. Respeito contínuo pelo nosso Senhor .................................................. (24) E. Regulamentos especiais para a vida em Canaã ............................... (25-27)
  • 10. Contribuições singulares de Êxodo 1. Mensagem direta do Senhor para Israel. Ditado quase todo pelo Senhor a Moisés em favor de Israel. Deus se identifica pela frase: “Eu sou o Senhor”. 2. Princípios Divinos de santidade. Santo = reservado (para o Senhor) /separado. Lv. 11.44. 3. Instrução do Senhor para adoração e Comunhão. As ofertas e sacrifícios ensinam ao povo de Deus como adorar, dar graças e restaurar a comunhão interrompida pelo pecado.
  • 11. 4. Derramamento de Sangue. O livro fala 93 vezes a palavra “sangue”. No tempo bíblico era comum matar animais tanto para uso doméstico como religioso. A natureza redentora envolveu “derramamento de sangue”. 5. O “Sermão do Monte” – Lv. 19.18,34. Ponto forte do amor ao próximo no A.T., amor ordenado por Deus em termos claros e concisos. Mt 22.39 6. Dia da Expiação – “Yom Kip-Pur(16) Era reservado para o lamento pessoal de quaisquer pecados não confessados do ano anterior, realçado por uma cerimônia nacional que simbolizava aquela confissão e a obra de Deus em remover aqueles pecados através da oferta de dois bodes.
  • 12. A palavra “expiação”, usada tão somente no A.T., significa literalmente “cobrir”, e aparece 52 vezes no livro. Isaías 53 ; João 1.29 7. Calendário sagrado israelita dos “sábados”. (23) Desde que a saída do Egito simbolizou o nascimento de Israel como nação, o mês daquele acontecimento (Nisã) tornou-se o 1º ano sagrado. Neste calendário o nº 7 sobressai de diversas maneiras: a. O sábado semanal – sétimo dia; b. A festa da Páscoa e o pão asmo –sete dias de duração; c. A festa do Pentecoste – (ou sétima semana depois das Primícias); d. A festa das Trombetas, Expiação e Tabernáculos – sétimo mês sagrado; e. O ano sabático (de descanso) – sétimo ano; f. O ano sabático do jubileu – sétima semana de (quinquagésimo) ano antes do jubileu. Objetivo maior era dar ênfase ao relacionamento de aliança, reflexão e promessas do Senhor.
  • 13. " OBJETIVO DO LIVRO Convocar o povo de Deus para a santidade pessoal. Os muitos ritos são usados como auxiliares visuais para retratar o Senhor como Deus Santo e para enfatizar que a comunhão com o Senhor deve ser na base da expiação pelo pecado e vida obediente.
  • 14. " Sistema Sacrificial de ofertas do A.T I. Origem e História das ofertas no A.T A. Deus sacrificou animais para vestir Adão e Eva na ocasião em que fez a sua aliança redentora – Gn.3.15-21. B. A oferta de sangue de Abel foi aceita “pela fé” – Gn.4.4;Hb.11.4. C. Noé adorou a Deus com a oferta de animais limpos no mundo após o dilúvio – Gn. 8.20. D. Abraão, Isaque e Jacó adoraram a Deus com ofertas – Gn.12.7; 26.25. E. Fazer ofertas era quase algo universal dos povos antigos. F. O Senhor apresentou um sistema de ofertas como parte israelita da aliança
  • 15. " II. Importância das ofertas no A.T. A. Ofertas de sangue simbolizavam o princípio vicário de expiação do pecado através da doação da vida. B. Representavam arrependimento, fé, adoração e agradecimento a Deus. C. Consistiam em religião em ação - Hb. 11.4. D. Reconheciam e confessavam o direito de Deus sobre a vida e bens do homem. E. Tipificavam vários aspectos da oferta “definitiva” de Deus.
  • 16. " III. Significado das ofertas levíticas A OFERTA SÍMBOLO PARA ISRAEL TIPO DE CRISTO A OFERTA REDENTORA ÊX.12.1-13 REDENÇÃO DO PECADO E MORTE A OFERTA DE CRISTO PELO CORDEIRO DA PÁSCOA ATRAVÉS DO SANGUE DE UM PECADO COMO O CORDEIRO CORDEIRO DE DEUS (JO. 1.29) OFERTAS DE ADORAÇÃO LV. 1-3 CRISTO DEDICOU-SE OFERTAS QUEIMADAS DEDICAÇÃO DA VIDA A DEUS COMPLETAMENTE A DEUS (Hb. 1.29) O CORPO DE CRISTO CONSAGRAÇÃO DA PRODUÇÃO A OFERTAS DE CEREAIS APRESENTADO A DEUS COMO DEUS UMA VIDA PERFEITA (Hb. 10.5) EXPRESSÃO DE AGRADECIMENTO A OFERTA DE CRISTO PROVÊ OFERTA DE PAZ A DEUS POR PARTILHAR COM ELE E PAZ COM DEUS (Ef. 2.14) COM OS OUTROS OFERTAS DE RESTAURAÇÃO LV. 4-7 A OFERTA DE CRISTO PROVÊ RESTAURAÇÃO À COMUNHÃO CONTÍNUA RENOVAÇÃO PELA OFERTA PELO PECADO PELO SANGUE DE UM SUBSTITUTO CONFISSÃO (Hb. 9.12,26; 1 JO. 1.9) RESTITUIÇÃO PELOS DANOS DO A OFERTA DE CRISTO PERANTE OFERTA PELAS CULPAS PECADO CONTRA DEUS E O DEUS COMPENSA O DANO DO PROXIMO PECADO (2 CO. 5.19) OFERTAS CERIMONIAIS DE PURIFICAÇÃO LV. 14 ; NM. 20 PURIFICAÇÃO ESPIRITUAL DA A OFERTA DE CRISTO PURIFICA DUAS AVES CONTAMINAÇAO DE DOENÇAS A CONTAMINAÇÃO DAS FISICAS DOENÇAS (Hb. 9.22) A OFERTA DE CRISTO TAMBÉM PURIFICAÇÃO ESPIRITUAL DA NOVILHA VERMELHA PURIFICA DE CONTAMINAÇÃO CONTAMINAÇAO FORTUITA FORTUITA (Hb. 9.13-14)
  • 17. " CRISTOLOGIA EM LEVÍTICO 1. Melquisedeque prefigura Cristo na sua obra como sumo sacerdote da nossa salvação. 2. Arão, o sumo sacerdote, tipificou Cristo na obra da salvação. A. Função oficial de Arão: oferecer ofertas pelos pecados e interceder pelo pecador. Is. 53.12 B. Ofertas em 3 espécies: I. O cordeiro da páscoa tipificou Cristo como substituto para prover a redenção e livramento da morte. II. Ofertas de adoração e reparação tipificam a oferta da própria vida e morte de Cristo para prover a perfeita comunhão com o Pai. I. Os bodes do Dia da Expiação retratam o assunto “pecado” solucionado com perfeição por Cristo, que pagou o preço do julgamento do pecado e removeu-o para um lugar de destruição.