O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
TEXTO ÁUREO
"[...] Eu sou o Senhor, e vos
tirarei de debaixo das cargas
dos egípcios, vos livrarei da sua
servidão e vos r...
VERDADE PRÁTICA
A libertação do povo israelita
vislumbrava um plano divino
maior: libertar e salvar a
humanidade.
LEITURA BÍBLICA
Êxodo 12.21-24,29
21 - Chamou, pois, Moisés a todos os anciãos de Israel e disse-
lhes: Escolhei, e tomai vós cordeiros para vossas famílias...
• Na Páscoa, os israelitas relembram a salvação
divina da opressão, do sofrimento, da angústia e
da escravidão promovida p...
PONTO CENTRAL
A libertação do povo israelita
vislumbrava um plano divino
maior para judeus e gentios.
I - A INSTITUIÇÃO DA
PÁSCOA
• Para o povo de Israel, a Páscoa representa o que
o dia da libertação da opressão egípcia e
liberdade para servir ao próp...
• Os israelitas habitaram por aproximadamente 430
anos no Egito (Êx 12.40).
• Na maior parte desse tempo debaixo da
escrav...
• A Páscoa passou a ser celebrada (festa), um
novo ano religioso começou (Êx 12.1-20).
• Os israelitas passavam oito dias ...
SINÓPSE DO TÓPICO
A Páscoa foi instituída por Deus.
II - O CORDEIRO DA PÁSCOA
• No AT, o cordeiro constituía parte fundamental
dos sacrifícios oferecidos para remissão dos
pecados (Ex 12.3-10).
• Para...
• A páscoa cristã é o memorial de como Deus
substituiu os sacrifícios temporários por um único
e definitivo (Hb; Ap 13.8)....
SINÓPSE DO TÓPICO
O cordeiro da Páscoa apontava
para Jesus, o Cordeiro Deus.
III - O SANGUE DO
CORDEIRO
• A primeira abordagem da Bíblia acerca dos
sacrifícios está no livro de Gênesis (Gn 3.21; 4.1-
7).
• O sacrifício de anim...
• O sangue do cordeiro pascal deveria ser
aspergido nas ombreiras e no umbral da porta de
suas casas (Êx 12.3-7).
• Sinal ...
• Ao celebrar a Páscoa na última ceia, Jesus
afirmou que o seu sangue era o símbolo da Nova
Aliança (Lc 22.14-20).
• Crist...
SINÓPSE DO TÓPICO
O sangue do cordeiro pascal
apontava para o sacrifício
perfeito do Cordeiro de Deus.
1. A Páscoa para os judeus é a memória da ação
salvadora de Deus.
2. Para os cristãos é a recordação da ação
redentora de ...
REFERÊNCIAS
Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2009.
LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS. A obra da Salvação: Jesus
Cr...
Pr. Natalino das Neves
www.natalinodasneves.blogspot.com.br
Facebook:
www.facebook.com/natalino.neves
Contatos:
natalino66...
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica

2.203 visualizações

Publicada em

Subsídios para lições bíblicas da CPAD elaborados pelo Pastor Natalino das Neves (IEADC-Sede).
Assista aos demais vídeos com estudos bíblicos e baixe os arquivos de slides referentes aos vídeos no blog:
http://goo.gl/PPDRnr

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

LBA LIÇÃO 2 - A salvação na páscoa judaica

  1. 1. TEXTO ÁUREO "[...] Eu sou o Senhor, e vos tirarei de debaixo das cargas dos egípcios, vos livrarei da sua servidão e vos resgatarei com braço estendido e com juízos grandes." (Êx 6.6)
  2. 2. VERDADE PRÁTICA A libertação do povo israelita vislumbrava um plano divino maior: libertar e salvar a humanidade.
  3. 3. LEITURA BÍBLICA Êxodo 12.21-24,29
  4. 4. 21 - Chamou, pois, Moisés a todos os anciãos de Israel e disse- lhes: Escolhei, e tomai vós cordeiros para vossas famílias, e sacrificai a Páscoa. 22 - Então, tomai um molho de hissopo, e molhai-o no sangue que estiver na bacia, e lançai na verga da porta, e em ambas as ombreiras, do sangue que estiver na bacia; porém nenhum de vós saia da porta da sua casa até à manhã. 23 - Porque o Senhor passará para ferir aos egípcios, porém, quando vir o sangue na verga da porta e em ambas as ombreiras, o Senhor passará aquela porta e não deixará ao destruidor entrar em vossas casas para vos ferir. 24 - Portanto, guardai isto por estatuto para vós e para vossos filhos, para sempre. 29 - E aconteceu, à meia-noite, que o Senhor feriu todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se sentava em seu trono, até ao primogênito do cativo que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais.
  5. 5. • Na Páscoa, os israelitas relembram a salvação divina da opressão, do sofrimento, da angústia e da escravidão promovida pelos egípcios. • Lembrança da fidelidade de Deus à sua promessa e o cuidado em favor do seu povo. • Aspectos-chave e simbólicos da Páscoa e o novo significado no NT com a morte e a ressurreição de Jesus. INTRODUÇÃO
  6. 6. PONTO CENTRAL A libertação do povo israelita vislumbrava um plano divino maior para judeus e gentios.
  7. 7. I - A INSTITUIÇÃO DA PÁSCOA
  8. 8. • Para o povo de Israel, a Páscoa representa o que o dia da libertação da opressão egípcia e liberdade para servir ao próprio Deus (Êx 12.1- 13,16). • Momento de juízo sobre o Egito. • A nação ainda não estava constituída, pois a terra prometida ainda teria que ser conquistada (Êx 12.29-51). 1. O livramento nacional
  9. 9. • Os israelitas habitaram por aproximadamente 430 anos no Egito (Êx 12.40). • Na maior parte desse tempo debaixo da escravidão e a humilhação. • A nação dominadora infligia a sua religião e costume sobre o povo dominado. • O Deus dos oprimidos ouviu o clamor do seu povo e foi fiel à sua aliança (Êx 6.5). • Libertação do povo do jugo egípcio. 2. A libertação da escravidão
  10. 10. • A Páscoa passou a ser celebrada (festa), um novo ano religioso começou (Êx 12.1-20). • Os israelitas passavam oito dias comendo pães sem fermento (matzá). • O matzá representava a rapidez da saída do Egito. O pão deveria ser consumido antes de a massa levedar (Êx 12.39,40). • Assim como o estar vestido e pronto para sair a qualquer momento. 3. A nova celebração judaica
  11. 11. SINÓPSE DO TÓPICO A Páscoa foi instituída por Deus.
  12. 12. II - O CORDEIRO DA PÁSCOA
  13. 13. • No AT, o cordeiro constituía parte fundamental dos sacrifícios oferecidos para remissão dos pecados (Ex 12.3-10). • Para oferecer o cordeiro em sacrifício deveria ser observado algumas exigências: • o animal deveria ser completamente limpo; • não poderia haver manchas nem outros defeitos; • ser imaculado e plenamente saudável (Lv 4.32; Nm 6.14). • A todo esse ritual vai ser um novo significado no NT (tipologia). 1. O cordeiro no Antigo Testamento
  14. 14. • A páscoa cristã é o memorial de como Deus substituiu os sacrifícios temporários por um único e definitivo (Hb; Ap 13.8). • Na páscoa, o cristão celebra o verdadeiro Cordeiro com alegria e gratidão pelo livramento pela culpa do pecado. • A eficácia do sacrifício de Cristo nos fez "assentar nos lugares celestiais" (Ef 2.6). • Agora, uma vez em Cristo, somos perdoados e santificados(Rm 5.1,2; 8.1). 2. Jesus, o verdadeiro Cordeiro pascal
  15. 15. SINÓPSE DO TÓPICO O cordeiro da Páscoa apontava para Jesus, o Cordeiro Deus.
  16. 16. III - O SANGUE DO CORDEIRO
  17. 17. • A primeira abordagem da Bíblia acerca dos sacrifícios está no livro de Gênesis (Gn 3.21; 4.1- 7). • O sacrifício de animais era realizado para “aplacar a ira de Deus” (Is 59.2). • O maior símbolo, e principal elemento desse ritual, era o sangue do animal sacrificado. • Sangue derramado = vida “derramada” = restabelecimento da paz entre Deus e o ser humano (Lv 17.11 cf. Hb 9.23-28). 1. O significado do sangue
  18. 18. • O sangue do cordeiro pascal deveria ser aspergido nas ombreiras e no umbral da porta de suas casas (Êx 12.3-7). • Sinal para ser observado pelo “anjo da morte” e preservação da vida do primogênito (Êx 12.13). • A libertação da Páscoa judaica no NT é relida como símbolo da libertação que é dada por Cristo. • Sangue de Jesus (Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo Jo 1.29) = proteção contra a morte eterna (1 Jo 1.7). 2. O sangue do cordeiro pascal
  19. 19. • Ao celebrar a Páscoa na última ceia, Jesus afirmou que o seu sangue era o símbolo da Nova Aliança (Lc 22.14-20). • Cristo é o mediador da Nova Aliança e, mediante seu sangue, redime de modo efetivo ao que NELE crê (Hb 12.24). • O sangue da Nova Aliança, única mediação que dá acesso direto ao trono da graça (Hb 4.16; 1 Tm 2.5). • Igreja = sacerdócio real(1 Pe 2.9). 3. O sangue da Nova Aliança
  20. 20. SINÓPSE DO TÓPICO O sangue do cordeiro pascal apontava para o sacrifício perfeito do Cordeiro de Deus.
  21. 21. 1. A Páscoa para os judeus é a memória da ação salvadora de Deus. 2. Para os cristãos é a recordação da ação redentora de Jesus em favor da humanidade. 3. Cristo é a nossa verdadeira Páscoa, o Cordeiro único e o Sumo Sacerdote por excelência. 4. Hoje somos filhos de Deus mediante a nova e perfeita aliança no sangue do Cordeiro que tira o pecado do mundo. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  22. 22. REFERÊNCIAS Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. LIÇÕES BÍBLICAS ADULTOS. A obra da Salvação: Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida. 4º Trim., Edição Professor, Rio de Janeiro, CPAD, 2017. NEVES, Natalino das. Justiça e Graça: um estudo da doutrina da salvação na Carta aos Romanos. CPAD: 2015. POMMERENING, Claiton Ivan. A obra da Salvação: Jesus Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida. Rio de Janeiro: CPAD, 2017. RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 10ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. RICHARDS, Lawrence. Comentário Histórico-Cultural do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2007.
  23. 23. Pr. Natalino das Neves www.natalinodasneves.blogspot.com.br Facebook: www.facebook.com/natalino.neves Contatos: natalino6612@gmail.com (41) 98409 8094 (TIM)

×