Jeremias

2.325 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.325
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jeremias

  1. 1. PARTE 2
  2. 2.  605 a.c - O exército babilônico derrotou os assírios – Judá passa a ser refém da Babilônia  601 – Nabucodonosor invade o Egito, mas é derrotado – Jeoaquim faz aliança com o Egito  598 – Nabucodonosor retorna, disciplina os rebeldes e Jerusalém se rende em 597.  586 – Zedequias se alia ao Egito novamente, a Babilônia então destrói Jerusalém.
  3. 3.  Profeta nas três últimas décadas de Judá  Viveu sob forte pressão (Jr. 1: 17)  Repreendia severamente os líderes  Sofreu na proclamação de sua mensagem  Profeta chorão
  4. 4.  A mensagem de Jeremias nos últimos anos de Judá, sob o reinado de Zedequias
  5. 5. Jr. 21: 1-6 Deus estava decidido a castigar seu povo e usaria a Babilônia para este propósito  v.9 -10 - Mensagem de rendição O próprio Jeremias simboliza a rendição com o jugo no pescoço (v 27-28)
  6. 6.  Judá não aceita a mensagem antipatriota.  Hananias prega o que Judá quer ouvir (28:2-4) e é morto pelo próprio Deus (28:16-17).
  7. 7.  Promessa de liberdade aos escravos (7 anos) Seguida de arrependimento e ira de Deus 34: 14 -17  Barganha???
  8. 8.  Jeremias é preso (38: 4)  A ultima chance de Zedequias (38: 14, 17, 19)  A queda (39: 1-2)  A fuga para o Egito (43: 1-3)
  9. 9.  Deus odeia e castiga a rebeldia  Esperança: 70 anos de cativeiro, depois retorno
  10. 10.  A Nova Aliança  Podemos frustrar a Deus Deus pode nos castigar Mas Deus não deserda o povo que é propriedade exclusiva sua.  

×