Alice Vieira“ A Vida nas Palavras de Inês Tavares”                                Trabalho realizado por:                 ...
Resumo:A Inês é uma menina que, pelo Natal, tinha pedido como prenda um i-pod erecebeu da sua avó Gi, um diário, para que ...
Por causa da ignorância da Vanessa, a professora mandou-lhes fazer umacomposição sobre a pessoa que deu nome à rua onde ca...
Então decidiu que teria de pedir ao Jonas ajuda nos trabalhos de matemáticaque a professora tinha passado, mas o problema ...
A avó Gi contava histórias interessantes, de um médico Sousa Martins quecurava as pessoas e não lhes levava dinheiro,. Ago...
Conclusão:Escreveu no seu diário porque lhe tinham dado o nome de Inês, contou aindaas suas férias no Algarve e porque é q...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A na mendes 2

491 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
491
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A na mendes 2

  1. 1. Alice Vieira“ A Vida nas Palavras de Inês Tavares” Trabalho realizado por: Ana Margarida Mendes, 5º A Nº 1
  2. 2. Resumo:A Inês é uma menina que, pelo Natal, tinha pedido como prenda um i-pod erecebeu da sua avó Gi, um diário, para que ela pudesse escrever os seussegredos.Primeiro ela não percebeu para que era o caderno, mas a sua melhor amigaVanessa, tratou logo de a informar, que era para ela escrever e guardar osseus segredos.Da primeira vez que olhou para o diário e pegou na caneta, não sabia o quehavia de escrever e se lhe acontecessem coisas importantes, achava ela, decerteza contaria a todas as pessoas e não as iria guardar neste caderno paraque ninguém soubesse.A sua avó Gi era enfermeira de profissão e gostava muito de escrever. Aooferecer-lhe este caderno pretendia que ela ganhasse o gosto pela escrita eassim poderia dizer a toda agente que queria ser escritora.Chama-se Inês, por causa do nome da Santa do dia 21 de Janeiro. MasJaneiro é o mês que ela mais odeia, porque é um mês complicado pois aspessoas gastam muito dinheiro em dezembro, e em janeiro andam todas afazer contas á vida.Em janeiro, ela promete sempre que não se vai encharcar de chocolates ecoca-cola, o que não cumpre, e que vai estudar todos os dias e não só umquarto de hora antes dos testes.Ontem a professora de Português que, quando chegou á aula, já devia irpreocupada com a vida, disse que eram todos um poço de incultura eignorância,. E quem teve culpa disso foi a Vanessa que disse morar na ruapublica hortênsia.Era sim “Publia Hortênsia”, uma mulher que se tinha disfarçado de homem noSéc.XVI, para poder estudar na faculdade, e que tinha estudado tanto que atéo rei lhe tinha dado um subsídio.
  3. 3. Por causa da ignorância da Vanessa, a professora mandou-lhes fazer umacomposição sobre a pessoa que deu nome à rua onde cada um deles vivia.Resolveu fazer o trabalho com o nome da Rua onde vive a sua avó Gi “RuaPreta Constança”.Foi, então, procurar na internet e na enciclopédia que o seu pai tinhacomprado, mas não encontrou nenhuma “Preta Constança”. Teve de pedirajuda …encontrou-se, para o efeito, com a sua avó Gi, t com o presidente daJunta de Freguesia , que é um homem muito dedicado e muito bem informado..Conseguiu então obter a resposta que procurava.A “Preta Constança” era uma rapariga que veio de África como escrava e eramuito bonita. O filho do dono apaixonou-se por ela, prometeu-lhe mundos efundos, mas quando ela engravidou, ele desapareceu e a rapariga viu-se narua sem dinheiro e sem trabalho. Uma história um pouco igual à da suafamília.A criança nasce mas, a mando de alguém, foi roubada e a rapariga acaba porendoidecer e passa os dias na rua a pedir esmolas.A professora de português adorou o trabalho e até se comoveu, pois disse queera o mais original de todos. A avó Gi ficou muito contente por no jornal daescola se falar da rua onde ela vive.A Vanessa disse que o Jonas gostava da Inês.O Jonas é um rapaz da sua turma que entra mudo e sai calado das aulas e sóé convidado para as festas para os pais dizerem que há alguém atinado ! É omenino querido de todos os professores, tem um telemóvel para cada rede egosta muito de selos.No outro dia, ao almoço, ele entornou a sopa para cima dos sapatos novos,pois é um pouco descuidado.Quando saem da escola, vão ao café do Sr. Josué. Ele acha que estão muitoalvoraçadas e chega mesmo a dizer-lhes que deve andar por ali “ mouro nacosta.”
  4. 4. Então decidiu que teria de pedir ao Jonas ajuda nos trabalhos de matemáticaque a professora tinha passado, mas o problema é que a professora nãopassou trabalhos. Ao ver o Jonas entrar, nesse preciso momento, no café,decidiram calar-se.Depois de dar caneladas e alguns beliscões, a Vanessa levanta-se da mesa edisse que tinha de ir para casa pois tinha muito que fazer.A Teodora é a madrinha de Inês, mas ela irrita-se muito com ela. É a melhoramiga da sua mãe e da tia Lena, pois andaram todas juntas na escola.Durante a Páscoa recorda sempre aqueles que andam por aí a matar coelhos eenvia mensagens para conhecidos e desconhecidos a favor dos coelhospigmeus do Utah, que estão em vias de extinção.O seu pai, de vez em quando, enfurece-se. Num dos dias chegou mal disposto,pois tinha sido multado por um funcionário da EMEL , apenas por ter excedidoo tempo de estacionamento em 5 minutos, e também porque a sua rua tinhaenormes buracos que pareciam crateras.Inês que agora se sente apaixonada pelo Brad Pitt e pelo Orlando Blomm, dizque é por causa do ar da Primavera.No Domingo de Páscoa, em que foram almoçar a casa da avó Gi, o seu paidecidiu esconder os ovos da Páscoa no quintal, entre os canteiros.Nessa altura eu acreditava que eram os coelhos da Páscoa que chocavam osovos coloridos.Uma vez, colocour na casa de banho da avó Gi, o coelho rubi com os ovoscoloridos, mas o resultado foi mau. O coelho que era branco passou acastanho, juntamente com todas as pratas que envolviam os ovos.A avó Gi enfureceu-se e telefonou ao seu pai dizendo que era enfermeira depessoas e não de animais , que o coelho iria ficar doente por ter comido tantochocolate e que não queria ir para o veterinário com o coelho para gastardinheiro.
  5. 5. A avó Gi contava histórias interessantes, de um médico Sousa Martins quecurava as pessoas e não lhes levava dinheiro,. Agora, Inês compreende porquea sua estátua está sempre cheia de velas e flores.Quando chega o verão, as férias são passadas em Monte Gordo, mas a mãeda Inês diz que vem sempre cansada das férias. Afinal, o pai e a Inêsprometem sempre ajudar a desfazer as malas e arrumar tudo, mas nunca ofazem.A avó Gi e a avó Sara são como o cão e o gato. Não se dão nada bem. A avóSara reformou-se agora e anda a tirar um curso de tapetes de arraiolos najunta de freguesia.A tia Lena diz que aquela família dava um filme.
  6. 6. Conclusão:Escreveu no seu diário porque lhe tinham dado o nome de Inês, contou aindaas suas férias no Algarve e porque é que a sua avó Gi e a avó Sara estavamzangadas. Contou ainda que o mês de janeiro era o mês que menos gostava,devido às despesas que havia na época do Natal e contou também que assuas grandes paixões eram o chocolate e o Brad Pitt.Chegou, finalmente à conclusão que o diário dava jeito e dava para muitacoisa.

×