SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
G.A.P.-Agrupamento de Escolas de
         Golegã, Azinhaga e Pombalinho
  Sede: Escola E. B. 2,3/S Mestre Martins Correia



Trabalho realizado por: João Francisco Mendes
                8ºA    Número 14
   Ficha técnica do livro;
   Bibliografia da autora;
   Livros mais importantes da autora;
   Apresentação geral do livro;
   Relação título-obra;
   Transcrição de frases/ ideias relevantes;
   Reação pessoal à obra.
   Título: Meia Hora para Mudar a Minha Vida
   Autora: Alice Vieira
   Editora: Caminho
   Local de Edição: (S.l.)
   Data de Edição: Fevereiro de 2010
   Data de ínicio de leitura: 2/11/2011
   Data de conclusão da leitura: 10/11/2011
   Nome: Alice de Jesus Vieira Vassalo Pereira da
    Fonseca.
   Alice Vieira nasceu em 20 de Março de 1943 em Lisboa
    e é uma escritora e jornalista portuguesa.
   Licenciou-se em Filologia Germânica pela faculdade de
    Letras da Universidade de Lisboa.
   Dedicou-se desde os finais dos anos 60 ao jornalismo,
    tendo trabalhado em vários jornais, como o Diário de
    Lisboa, o Diário Popular e o Diário de Notícias.
   Alice Vieira trabalhou em vários programas de
    televisão para crianças e é considerada uma das mais
    importantes autoras portuguesas de literatura
    infantojuvenil.
As suas obras foram traduzidas para várias
línguas, como o alemão, o búlgaro, o basco, o
castelhano, o galego, o catalão, o francês, o
húngaro, o holandês, o russo, o italiano, o
chinês e o servo-croata.
   Em 1979, Alice Vieira ganhou o prémio de
    Literatura Infantil do ano internacional da
    criança com o livro Rosa, minha irmã Rosa.
   Em 1983, o livro Este rei que eu escolhi foi
    distinguido com o Prémio de Literatura para
    crianças/ Melhor texto do biérnio (1983-1984)
    da Fundação Calouste Gulbenkian.
   E com a obra Olhos de Ana Marta, foi candidata
    ao Prémio Hans Christian Andersen da IBBY.
   Este livro fala de uma menina chamada Branca que
    vivia num teatro com a sua mãe e com as outras
    pessoas que lá viviam.
   Todas as pessoas podiam ficar naquele teatro
    desde que ajudassem nos espectáculos, a cozinhar
    ou até mesmo nas limpezas.
   Branca nasceu no teatro, no meio do palco, no
    meio de uma peça de teatro, quando a sua mãe
    representava o papel de Branca-a-Brava, quando as
    dores apareceram e se deu o nascimento de
    branca.Foi por isso que a sua mãe lhe deu o nome
    de Branca.
   Mas num certo dia, apareceram lá duas
    senhoras e disseram que não havia condições
    para Branca viver no teatro.
   No dia em que Branca fez dez anos a mãe
    levou-a ao cabeleireiro de Viviana e disse para
    esta para pintar o cabelo de azul à sua filha,
    como forma de despedida, para que nunca se
    esqueça dela.Branca nessa altura não percebeu
    as palavras da sua mãe e quando percebeu já
    era tarde demais.
   As duas senhoras apareceram para levar
    Branca para casa da sua avó.
   A sua avó tinha uma empregada chamada
    Natália, e que em breve iria ser a companhia de
    Branca visto que a relação entre Branca e a sua
    avó não era muito boa.
   Branca perguntou muitas vezes pela sua mãe,
    até que uma vez Natália lhe disse que a sua
    mãe tinha morrido.
   Quando Branca fez 18 anos, o seu pai apareceu
    e perguntou a Branca se esta queria ir viver
    com ele para a Suiça. Branca recusou.
   Nesse mesmo dia Branca foi buscar a lista
    telefónica onde estava o número do teatro e
    ligou. Mas ninguém atendeu. Branca nunca
    perdeu a esperança de voltar ao teatro, que era
    a sua verdadeira casa.
   Eu penso que o título não tem haver com a
    obra porque apesar de a vida de Branca mudar
    quando foi viver com a sua avó, mas mesmo
    assim acho que o título não tem nada haver
    com a obra.
   Este título foi tirado de uma frase de uma
    canção.
   “Gostava de ter sido a única, mas sei que é
    estúpido pensar assim. Não há pessoas únicas.
    Sai uma, entra outra, como Justina estava
    sempre a avisar.”(página 15)

   Eu escolhi esta frase porque Branca sentia falta
    das pessoas do teatro porque elas faziam-na
    feliz e ela tinha alguns ciúmes de haver outra
    rapariga a viver no teatro e não ela.
   Eu gostei de ler este livro, apesar de ser um
    pouco confuso, porque tive que voltar a reler
    alguns parágrafos para perceber melhor, mas
    achei interessante e diz-nos que o mais
    importante não é ter as melhores condições de
    vida, mas sermos felizes, porque quando
    Branca vivia no teatro era feliz e não tinha
    condições, e em casa da sua avó tinha todas as
    condições, mas faltava-lhe o mais importante
    que era a felecidade.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadassin3stesia
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analisekeve semedo
 
Uma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição deUma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição deFernanda Pantoja
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoafromgaliza
 
Os maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaOs maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaMariana Silva
 
A Evolução do Ramalhete - Os Maias
A Evolução do Ramalhete - Os MaiasA Evolução do Ramalhete - Os Maias
A Evolução do Ramalhete - Os Maiasmauro dinis
 
Se eu ficar mariana afonso
Se eu ficar   mariana afonsoSe eu ficar   mariana afonso
Se eu ficar mariana afonsofantas45
 
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane AustenOrgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane AustenRita Silva
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasAna Tapadas
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo1103sancho
 
A culpa é das estrelas de John Green
A culpa é das estrelas de John GreenA culpa é das estrelas de John Green
A culpa é das estrelas de John GreenVanessaGPita16
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaAntónio Aragão
 
Os Maias - história de Pedro da Maia
Os Maias - história de Pedro da MaiaOs Maias - história de Pedro da Maia
Os Maias - história de Pedro da MaiaAntónio Fernandes
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Lurdes Augusto
 
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de CamposEugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de CamposRosário Cunha
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoDina Baptista
 

Mais procurados (20)

A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os LusíadasA Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
A Morte de Inês de Castro - Os Lusíadas
 
Os maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analiseOs maias-resumo-e-analise
Os maias-resumo-e-analise
 
Uma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição deUma análise da obra amor de perdição de
Uma análise da obra amor de perdição de
 
Baltasar e Blimunda
Baltasar e Blimunda Baltasar e Blimunda
Baltasar e Blimunda
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Os maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intrigaOs maias: Características trágicas da intriga
Os maias: Características trágicas da intriga
 
A Evolução do Ramalhete - Os Maias
A Evolução do Ramalhete - Os MaiasA Evolução do Ramalhete - Os Maias
A Evolução do Ramalhete - Os Maias
 
Se eu ficar mariana afonso
Se eu ficar   mariana afonsoSe eu ficar   mariana afonso
Se eu ficar mariana afonso
 
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane AustenOrgulho e Preconceito de Jane Austen
Orgulho e Preconceito de Jane Austen
 
Miguel Torga - Poemas
Miguel Torga - PoemasMiguel Torga - Poemas
Miguel Torga - Poemas
 
Dicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campoDicotomia cidade campo
Dicotomia cidade campo
 
Sísifo- Miguel Torga
Sísifo- Miguel TorgaSísifo- Miguel Torga
Sísifo- Miguel Torga
 
Cesário verde
Cesário verdeCesário verde
Cesário verde
 
A culpa é das estrelas de John Green
A culpa é das estrelas de John GreenA culpa é das estrelas de John Green
A culpa é das estrelas de John Green
 
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de SousaSebastianismo - Frei Luís de Sousa
Sebastianismo - Frei Luís de Sousa
 
Os Maias - história de Pedro da Maia
Os Maias - história de Pedro da MaiaOs Maias - história de Pedro da Maia
Os Maias - história de Pedro da Maia
 
Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas Análise de Os Lusíadas
Análise de Os Lusíadas
 
O Mostrengo
O MostrengoO Mostrengo
O Mostrengo
 
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de CamposEugénio de Andrade e Augusto de Campos
Eugénio de Andrade e Augusto de Campos
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 

Semelhante a Meia hora para mudar a minha vida joão francisco

a família que não cabia dentro de casa
a família que não cabia dentro de casaa família que não cabia dentro de casa
a família que não cabia dentro de casacapitulo 4 g3
 
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contos
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contosALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contos
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contosDeJ1106Games
 
A na mendes 2
A na mendes 2A na mendes 2
A na mendes 2marocaba
 
Anabela Mimoso
Anabela Mimoso  Anabela Mimoso
Anabela Mimoso becreebsr
 
" A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira
"  A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira"  A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira
" A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieiramarocaba
 
Largo Das Palmas Cepra 3 V1
Largo Das Palmas   Cepra   3 V1Largo Das Palmas   Cepra   3 V1
Largo Das Palmas Cepra 3 V1Lúcia Dantas
 
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIA
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIAPáginas Amarelas - TAYANE GARCIA
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIAaghipertexto
 
Olhos d'água autora-resumo-análise
Olhos d'água   autora-resumo-análiseOlhos d'água   autora-resumo-análise
Olhos d'água autora-resumo-análiseJosi Motta
 
Quarto de despejo
Quarto de despejoQuarto de despejo
Quarto de despejoA vida
 
Vinícius de moraes trabalho
Vinícius de moraes trabalhoVinícius de moraes trabalho
Vinícius de moraes trabalhocoezica
 
Leituras & aventuras 6ano
Leituras & aventuras 6anoLeituras & aventuras 6ano
Leituras & aventuras 6anobeaerm
 

Semelhante a Meia hora para mudar a minha vida joão francisco (20)

a família que não cabia dentro de casa
a família que não cabia dentro de casaa família que não cabia dentro de casa
a família que não cabia dentro de casa
 
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contos
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contosALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contos
ALTINO_DO_TOJAL_A_VIDA_E_ESTA_COISA.pdf alguns contos
 
.
..
.
 
Sylvia orthof slide
Sylvia orthof slideSylvia orthof slide
Sylvia orthof slide
 
Alice Vieira
Alice VieiraAlice Vieira
Alice Vieira
 
Biografia de Monteiro Lobato
Biografia de Monteiro LobatoBiografia de Monteiro Lobato
Biografia de Monteiro Lobato
 
Barbara
BarbaraBarbara
Barbara
 
A na mendes 2
A na mendes 2A na mendes 2
A na mendes 2
 
Anabela Mimoso
Anabela Mimoso  Anabela Mimoso
Anabela Mimoso
 
" A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira
"  A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira"  A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira
" A vida nas palavras de Inês Tavares" Alice Vieira
 
Largo Das Palmas Cepra 3 V1
Largo Das Palmas   Cepra   3 V1Largo Das Palmas   Cepra   3 V1
Largo Das Palmas Cepra 3 V1
 
Rapaz de bronze
Rapaz de bronze Rapaz de bronze
Rapaz de bronze
 
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIA
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIAPáginas Amarelas - TAYANE GARCIA
Páginas Amarelas - TAYANE GARCIA
 
Olhos d'água autora-resumo-análise
Olhos d'água   autora-resumo-análiseOlhos d'água   autora-resumo-análise
Olhos d'água autora-resumo-análise
 
Antologia poética
Antologia poéticaAntologia poética
Antologia poética
 
Gabriel nº11
Gabriel nº11Gabriel nº11
Gabriel nº11
 
Manuel antonio pina 18-11-2013
Manuel antonio pina 18-11-2013Manuel antonio pina 18-11-2013
Manuel antonio pina 18-11-2013
 
Quarto de despejo
Quarto de despejoQuarto de despejo
Quarto de despejo
 
Vinícius de moraes trabalho
Vinícius de moraes trabalhoVinícius de moraes trabalho
Vinícius de moraes trabalho
 
Leituras & aventuras 6ano
Leituras & aventuras 6anoLeituras & aventuras 6ano
Leituras & aventuras 6ano
 

Mais de fantas45

O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedofantas45
 
O velho e o mar pedro almeida
O velho e o mar   pedro almeidaO velho e o mar   pedro almeida
O velho e o mar pedro almeidafantas45
 
O nariz ricardo fagulha
O nariz   ricardo fagulhaO nariz   ricardo fagulha
O nariz ricardo fagulhafantas45
 
O estranho caso de benjamin button filipa rodrigues
O estranho caso de benjamin button  filipa rodriguesO estranho caso de benjamin button  filipa rodrigues
O estranho caso de benjamin button filipa rodriguesfantas45
 
O terceiro homem
O terceiro homemO terceiro homem
O terceiro homemfantas45
 
O cavaleiro da armadura enferrujada
O cavaleiro da armadura enferrujadaO cavaleiro da armadura enferrujada
O cavaleiro da armadura enferrujadafantas45
 
Lua de joana
Lua de joanaLua de joana
Lua de joanafantas45
 
Voa comigo valdemar
Voa comigo valdemarVoa comigo valdemar
Voa comigo valdemarfantas45
 
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatrizSexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatrizfantas45
 
Os sonhadores lourenço
Os sonhadores   lourençoOs sonhadores   lourenço
Os sonhadores lourençofantas45
 
Orgulho e preconceito mª josé
Orgulho e preconceito   mª joséOrgulho e preconceito   mª josé
Orgulho e preconceito mª joséfantas45
 
O recruta ricardo carvalho
O recruta ricardo carvalhoO recruta ricardo carvalho
O recruta ricardo carvalhofantas45
 
Diário secreto de camila mariana macedo
Diário secreto de camila   mariana macedoDiário secreto de camila   mariana macedo
Diário secreto de camila mariana macedofantas45
 
Cherub francisco simões
Cherub   francisco simõesCherub   francisco simões
Cherub francisco simõesfantas45
 
A volta ao mundo em 80 dias joao rosa
A volta ao mundo em 80 dias   joao rosaA volta ao mundo em 80 dias   joao rosa
A volta ao mundo em 80 dias joao rosafantas45
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemfantas45
 
Recados da mãe joana gonçalves
Recados da mãe   joana gonçalvesRecados da mãe   joana gonçalves
Recados da mãe joana gonçalvesfantas45
 
Orgulho e preconceito mariana afonso
Orgulho e preconceito   mariana afonsoOrgulho e preconceito   mariana afonso
Orgulho e preconceito mariana afonsofantas45
 
O principezinho rodrigo cordeiro
O principezinho   rodrigo cordeiroO principezinho   rodrigo cordeiro
O principezinho rodrigo cordeirofantas45
 

Mais de fantas45 (20)

O principezinho mariana macedo
O principezinho   mariana macedoO principezinho   mariana macedo
O principezinho mariana macedo
 
O velho e o mar pedro almeida
O velho e o mar   pedro almeidaO velho e o mar   pedro almeida
O velho e o mar pedro almeida
 
O nariz ricardo fagulha
O nariz   ricardo fagulhaO nariz   ricardo fagulha
O nariz ricardo fagulha
 
O estranho caso de benjamin button filipa rodrigues
O estranho caso de benjamin button  filipa rodriguesO estranho caso de benjamin button  filipa rodrigues
O estranho caso de benjamin button filipa rodrigues
 
Marley&eu
Marley&euMarley&eu
Marley&eu
 
O terceiro homem
O terceiro homemO terceiro homem
O terceiro homem
 
O cavaleiro da armadura enferrujada
O cavaleiro da armadura enferrujadaO cavaleiro da armadura enferrujada
O cavaleiro da armadura enferrujada
 
Lua de joana
Lua de joanaLua de joana
Lua de joana
 
Voa comigo valdemar
Voa comigo valdemarVoa comigo valdemar
Voa comigo valdemar
 
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatrizSexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
Sexta feira ou a vida selvagem - ana beatriz
 
Os sonhadores lourenço
Os sonhadores   lourençoOs sonhadores   lourenço
Os sonhadores lourenço
 
Orgulho e preconceito mª josé
Orgulho e preconceito   mª joséOrgulho e preconceito   mª josé
Orgulho e preconceito mª josé
 
O recruta ricardo carvalho
O recruta ricardo carvalhoO recruta ricardo carvalho
O recruta ricardo carvalho
 
Diário secreto de camila mariana macedo
Diário secreto de camila   mariana macedoDiário secreto de camila   mariana macedo
Diário secreto de camila mariana macedo
 
Cherub francisco simões
Cherub   francisco simõesCherub   francisco simões
Cherub francisco simões
 
A volta ao mundo em 80 dias joao rosa
A volta ao mundo em 80 dias   joao rosaA volta ao mundo em 80 dias   joao rosa
A volta ao mundo em 80 dias joao rosa
 
Sexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagemSexta feira ou vida selvagem
Sexta feira ou vida selvagem
 
Recados da mãe joana gonçalves
Recados da mãe   joana gonçalvesRecados da mãe   joana gonçalves
Recados da mãe joana gonçalves
 
Orgulho e preconceito mariana afonso
Orgulho e preconceito   mariana afonsoOrgulho e preconceito   mariana afonso
Orgulho e preconceito mariana afonso
 
O principezinho rodrigo cordeiro
O principezinho   rodrigo cordeiroO principezinho   rodrigo cordeiro
O principezinho rodrigo cordeiro
 

Último

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 

Último (20)

Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 

Meia hora para mudar a minha vida joão francisco

  • 1. G.A.P.-Agrupamento de Escolas de Golegã, Azinhaga e Pombalinho Sede: Escola E. B. 2,3/S Mestre Martins Correia Trabalho realizado por: João Francisco Mendes 8ºA Número 14
  • 2. Ficha técnica do livro;  Bibliografia da autora;  Livros mais importantes da autora;  Apresentação geral do livro;  Relação título-obra;  Transcrição de frases/ ideias relevantes;  Reação pessoal à obra.
  • 3. Título: Meia Hora para Mudar a Minha Vida  Autora: Alice Vieira  Editora: Caminho  Local de Edição: (S.l.)  Data de Edição: Fevereiro de 2010  Data de ínicio de leitura: 2/11/2011  Data de conclusão da leitura: 10/11/2011
  • 4. Nome: Alice de Jesus Vieira Vassalo Pereira da Fonseca.  Alice Vieira nasceu em 20 de Março de 1943 em Lisboa e é uma escritora e jornalista portuguesa.  Licenciou-se em Filologia Germânica pela faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.  Dedicou-se desde os finais dos anos 60 ao jornalismo, tendo trabalhado em vários jornais, como o Diário de Lisboa, o Diário Popular e o Diário de Notícias.  Alice Vieira trabalhou em vários programas de televisão para crianças e é considerada uma das mais importantes autoras portuguesas de literatura infantojuvenil.
  • 5. As suas obras foram traduzidas para várias línguas, como o alemão, o búlgaro, o basco, o castelhano, o galego, o catalão, o francês, o húngaro, o holandês, o russo, o italiano, o chinês e o servo-croata.
  • 6. Em 1979, Alice Vieira ganhou o prémio de Literatura Infantil do ano internacional da criança com o livro Rosa, minha irmã Rosa.  Em 1983, o livro Este rei que eu escolhi foi distinguido com o Prémio de Literatura para crianças/ Melhor texto do biérnio (1983-1984) da Fundação Calouste Gulbenkian.  E com a obra Olhos de Ana Marta, foi candidata ao Prémio Hans Christian Andersen da IBBY.
  • 7. Este livro fala de uma menina chamada Branca que vivia num teatro com a sua mãe e com as outras pessoas que lá viviam.  Todas as pessoas podiam ficar naquele teatro desde que ajudassem nos espectáculos, a cozinhar ou até mesmo nas limpezas.  Branca nasceu no teatro, no meio do palco, no meio de uma peça de teatro, quando a sua mãe representava o papel de Branca-a-Brava, quando as dores apareceram e se deu o nascimento de branca.Foi por isso que a sua mãe lhe deu o nome de Branca.
  • 8. Mas num certo dia, apareceram lá duas senhoras e disseram que não havia condições para Branca viver no teatro.  No dia em que Branca fez dez anos a mãe levou-a ao cabeleireiro de Viviana e disse para esta para pintar o cabelo de azul à sua filha, como forma de despedida, para que nunca se esqueça dela.Branca nessa altura não percebeu as palavras da sua mãe e quando percebeu já era tarde demais.
  • 9. As duas senhoras apareceram para levar Branca para casa da sua avó.  A sua avó tinha uma empregada chamada Natália, e que em breve iria ser a companhia de Branca visto que a relação entre Branca e a sua avó não era muito boa.  Branca perguntou muitas vezes pela sua mãe, até que uma vez Natália lhe disse que a sua mãe tinha morrido.
  • 10. Quando Branca fez 18 anos, o seu pai apareceu e perguntou a Branca se esta queria ir viver com ele para a Suiça. Branca recusou.  Nesse mesmo dia Branca foi buscar a lista telefónica onde estava o número do teatro e ligou. Mas ninguém atendeu. Branca nunca perdeu a esperança de voltar ao teatro, que era a sua verdadeira casa.
  • 11. Eu penso que o título não tem haver com a obra porque apesar de a vida de Branca mudar quando foi viver com a sua avó, mas mesmo assim acho que o título não tem nada haver com a obra.  Este título foi tirado de uma frase de uma canção.
  • 12. “Gostava de ter sido a única, mas sei que é estúpido pensar assim. Não há pessoas únicas. Sai uma, entra outra, como Justina estava sempre a avisar.”(página 15)  Eu escolhi esta frase porque Branca sentia falta das pessoas do teatro porque elas faziam-na feliz e ela tinha alguns ciúmes de haver outra rapariga a viver no teatro e não ela.
  • 13. Eu gostei de ler este livro, apesar de ser um pouco confuso, porque tive que voltar a reler alguns parágrafos para perceber melhor, mas achei interessante e diz-nos que o mais importante não é ter as melhores condições de vida, mas sermos felizes, porque quando Branca vivia no teatro era feliz e não tinha condições, e em casa da sua avó tinha todas as condições, mas faltava-lhe o mais importante que era a felecidade.