Maria benguela e_pascoal

782 visualizações

Publicada em

Exploração das diferenças.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
782
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
186
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Maria benguela e_pascoal

  1. 1. A História deMaria Benguela e Pascoal
  2. 2. Era uma vez a Maria Benguela,Que era uma menina preta,Tão preta como o café,Preta como a tinta da China,Preta e bonita como a noite mais escura!
  3. 3. Era uma vez o Pascoal,Que era um menino branco,Tão branco como o leiteTão branco como as pombas brancas!
  4. 4. O Pascoal não tinha muitos amigos com quem pudesse brincar. Só tinhaos bonecos de trapo que a mãe lhe cosia com restos de pano queconseguia arranjar.
  5. 5. Maria Benguela tinhaalguns amigos, mas jáeram crescidos e iamtrabalhar!...Por isso, o queela queria mesmo era ummenino da idade dela comquem ela pudessebrincar...Mas onde oencontraria?? E quem??Então passava os dias àjanela da sua casa a verse aparecia algum meninocom quem ela pudessebrincar...
  6. 6. Então, um dia, o Pascoal cansado de brincar com meninos de pano, quenem sabiam falar, largou-os e decidiu ir à procura de um amigo deverdade da idade dele! Decidiu, então, ir procurar... Procurou, procurou,mas não encontrou ninguém... E começou a ficar triste!
  7. 7. E Maria Benguela,de olhos muitopretos, continuou àprocura de encontrarum amigo, jácansadinha de estarà janela foi para aporta da sua casapara poder vermelhor quempassava. Esperou,esperou...
  8. 8. Nesse dia, a mãe do Pascoal pediu-lhe para ir comprar café auma loja que ficava no fundo da rua, porque precisava para ojantar.
  9. 9. Quando descia a rua Pascoal parou...Tinha encontrado o queprocurava... Uma menina com o cabelo cheio de tranças virou a cabeçae falou com ele! “Que pele tão branca que tu tens Da cor dos meus dentes, E das palmas das minhas mãos Que batem contentes!” “E que bonita és tu, da cor do café Que vou agora comprar Da cor dos caracóis do meu cabelo Da cor das meninas de todos os olhos!” E Pascoal esqueceu-se que tinha de ir comprar o café, e ficou a brincar com a sua nova amiga!
  10. 10. Então, Pascoal lembrou-se do favor que a mãe lhe tinha pedido... Pegouna mão da Maria Benguela e saíram a correr...
  11. 11. Mas a loja já tinha fechado... Mas, Maria Benguela pensou e pensou e...teve uma grande ideia para ajudar o Pascoal!!! Foram a casa dePascoal! Quando o Pascoal chegou a casa disse à mãe: “Não trouxe o café que me pediste, mas trouxe uma amiga que é da cor do café e tão linda que é, não é?” Então a mãe sorriu. Maria Benguela sorriu. Pascoal sorriu. Finalmente tinha uma amiga com quem brincar...Uma amiga de verdade!!!
  12. 12. Depois disto tudo,Maria Benguela foi paracasa a pensar...Agorajá tinha um amigo. Dasua idade, com quempodia crescer, brincar efalar! Era um meninobranco como os seusdentes, como a palmadas mãos e como oaçúcar docinho queestava no bolo que asua mãe tinha acabadode fazer!
  13. 13. Os dois meninos, apesar de serem muito diferentescontinuaram a ser muito amigos, a brincarem juntos enunca mais se sentiram sozinhos...Agora estavam felizesporque os dois tinham encontrado um amigo!

×