Trabalho realizado por:
• Filipa Martins da Cruz
• N.º 6
• Turma 6º D
• 28 de abril de 2014
 Protagonista: Inês Pereira Tavares, 13 anos
 Vanessa, Clarisse e Rosário: as melhores amigas de Inês
 Domingos: burro,...
 Avó Sara: avó materna (anda sempre às turras com a avó
Gi).
 Tia lena: madrinha de Inês
 Teodora: melhor amiga da tia ...
INTRODUÇÃO
Inês no Natal pediu um IPOd, mas recebeu da sua avó
Gi, um diário, para que ela pudesse escrever os seus
segred...
DIA 1
Chama-se Inês por causa do nome
da santa desse dia, 21 de janeiro
senão seria o nome das avós.
Janeiro é o mês que e...
Inês ou “Nêzita” como a avó Gi
lhe chama começou por escrever
no diário as promessas para esse
ano, onde se destaca “prome...
DIA 3
Fala do amigo Domingos em
como ele é “o loiro mais
burro que eu conheço”
“Está mesmo bem para o
nome que tem, com el...
DIA 4
Neste dia ela escreve que tem de fazer um
trabalho para a disciplina de Português, isto
porque ontem a professora de...
DIA 5
Decide fazer o trabalho com a Vanessa, e teve boa nota
que até foi publicado no jornal da escola.
Toda a família fic...
DIA 6
É relatada a amizade de Inês e
Jonas, o que os identifica como
amigos, é o gosto pela coleção
de selos, embora Vanes...
DIA 7
Faz referência á sua grande paixão o Brad Pitt.
Relata a forma como as várias gerações viviam e vivem
a festa de Car...
DIA 8
Neste dia fala de um final de
tarde/jantar com os seus pais, em
casa.
O pai esqueceu-se de que era o dia da
mulher e...
DIA 9
Fala da Páscoa, e da sua importância, ou seja para ela
o tempo da Páscoa junta férias e chocolate, outra
paixão da s...
DIA 10
Depois do incidente de não se
terem lembrado do dia da
mulher, Inês marcou cada dia
especial que havia no ano.
Perc...
DIA 11
Quando chega o mês de junho é um desatino, com o
calor a Vanessa fica insuportável, a morrer de amor
todas as seman...
DIA 12
As férias de verão são sempre passadas em Monte
Gordo, com a avó Gi (para não ficar sozinha em Lisboa)
e a tia Lena...
DIAS 13 e 14
É descrito o que a família fez nos outros 15
dias de agosto.
A família optou por ficar em casa, em
lisboa, po...
DIA 15
Inês, pede ajuda à Teodora para arranjar
namorado para a tia Lena dado que é só
mulheres na família, mas Teodora es...
DIAS 16 e 17
Estação do outono, e com ela o cheirinho a castanhas
assadas, Inês está no seu quarto a escrever no seu
diári...
DIA 18
Descobre o porquê de as avós andarem sempre como
cão e gato, “eu sabia que não podiam ser apenas
caturrices de velh...
DIA 19
O ano está quase no fim e é época de
Natal.
Inês relembra o Natal quando a
família se juntava, e o avô Eugénio
aind...
Conclusão
Gostei de ler este livro porque
a protagonista conseguiu dar
utilidade a um presente que no
momento que o recebe...
Alice Vieira nasceu em Lisboa. É licenciada em
Germânicas e a partir de 1969 dedica-se
profissionalmente ao jornalismo.
Em...
OBRIGADO !
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resumo do livro a vida nas palavras de inês tavares de alice vieira

859 visualizações

Publicada em

resumo de um livro

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
188
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resumo do livro a vida nas palavras de inês tavares de alice vieira

  1. 1. Trabalho realizado por: • Filipa Martins da Cruz • N.º 6 • Turma 6º D • 28 de abril de 2014
  2. 2.  Protagonista: Inês Pereira Tavares, 13 anos  Vanessa, Clarisse e Rosário: as melhores amigas de Inês  Domingos: burro, mas bonito, “tem um coração de ouro”, Jonas: Só é convidado para as festas porque é “atinadinho” e o “menino querido de todos os professores”  Avó Gi: era enfermeira de profissão e gostava muito de escrever, pessoa doce, uma romântica incurável, um bocado velhota. A avó Gi, cujo nome é Edviges, é a avó paterna.
  3. 3.  Avó Sara: avó materna (anda sempre às turras com a avó Gi).  Tia lena: madrinha de Inês  Teodora: melhor amiga da tia lena e da mãe e a outra madrinha de Inês, é paciente, carinhosa e muito preocupada com o mundo que a rodeia tais como petições de animais e ajudar o próximo.  Pai: Jerónimo  Mãe: Cristina  Não existe avô paterno, dado que deixou a avó quando soube que esta estava grávida, é identificado no livro como “o malandro daquele homem”  Avô materno: Eugénio, falecido.
  4. 4. INTRODUÇÃO Inês no Natal pediu um IPOd, mas recebeu da sua avó Gi, um diário, para que ela pudesse escrever os seus segredos. Ao oferecer-lhe este caderno pretendia que ela ganhasse gosto pela escrita e assim poderia dizer a toda a gente que queria ser escritora. Mas a reação de Inês ao “tal caderno” foi “para que serve, já me fartei de clicar em todas as páginas e não acontece nada….aqui de nada serve a minha pen, tenho de arranjar uma pen das que ainda se chamam canetas e precisam de tinta para funcionar”. Mas Inês rendeu-se ao tal caderno e começou a escrever.
  5. 5. DIA 1 Chama-se Inês por causa do nome da santa desse dia, 21 de janeiro senão seria o nome das avós. Janeiro é o mês que ela odeia, porque as pessoas gastam muito dinheiro em dezembro e em janeiro andam todas a fazer contas á vida.
  6. 6. Inês ou “Nêzita” como a avó Gi lhe chama começou por escrever no diário as promessas para esse ano, onde se destaca “prometo que não me encharco de chocolates e coca-cola…que não vou estudar um quarto de hora antes dos testes.” Promessas que ela nunca irá cumprir… DIA 2
  7. 7. DIA 3 Fala do amigo Domingos em como ele é “o loiro mais burro que eu conheço” “Está mesmo bem para o nome que tem, com ele não há segundas feiras, o que ele quer é sopas e descanso, paz no mundo e que não o macem”.
  8. 8. DIA 4 Neste dia ela escreve que tem de fazer um trabalho para a disciplina de Português, isto porque ontem a professora de Português, quando chegou á aula, já devia ir preocupada com a vida, disse que eram todos um poço de incultura e ignorância. Quem teve a culpa disto foi a Vanessa que disse que morava na rua Pública Hortência em vez de Públia Hortênsia de Castro. Por causa da ignorância da Vanessa a professora mandou fazer a composição sobre a pessoa que deu nome á rua onde cada um vivia. Inês fez o trabalho com o nome da rua onde vivia a avó Gi, “Preta Constança”.
  9. 9. DIA 5 Decide fazer o trabalho com a Vanessa, e teve boa nota que até foi publicado no jornal da escola. Toda a família ficou orgulhosa de Inês.
  10. 10. DIA 6 É relatada a amizade de Inês e Jonas, o que os identifica como amigos, é o gosto pela coleção de selos, embora Vanessa pense que é “amor”. O Jonas é o rapaz da sua turma que entra mudo e sai calado das aulas e só é convidado para as festas para os pais dizerem que há alguém atinado.
  11. 11. DIA 7 Faz referência á sua grande paixão o Brad Pitt. Relata a forma como as várias gerações viviam e vivem a festa de Carnaval.
  12. 12. DIA 8 Neste dia fala de um final de tarde/jantar com os seus pais, em casa. O pai esqueceu-se de que era o dia da mulher e a mãe ficou aborrecida.
  13. 13. DIA 9 Fala da Páscoa, e da sua importância, ou seja para ela o tempo da Páscoa junta férias e chocolate, outra paixão da sua vida.
  14. 14. DIA 10 Depois do incidente de não se terem lembrado do dia da mulher, Inês marcou cada dia especial que havia no ano. Percebeu que havia dias para tudo como por exemplo “Dia da mousse de chocolate; - 3 de abril”. Formou com as 3 amigas o clube “festeja hoje que amanhã há mais”, ou seja festejam tudo.
  15. 15. DIA 11 Quando chega o mês de junho é um desatino, com o calor a Vanessa fica insuportável, a morrer de amor todas as semanas….
  16. 16. DIA 12 As férias de verão são sempre passadas em Monte Gordo, com a avó Gi (para não ficar sozinha em Lisboa) e a tia Lena (para arranjar namorado) Este ano em vez de ser o mês de agosto completo, as férias foram apenas 15 dias.
  17. 17. DIAS 13 e 14 É descrito o que a família fez nos outros 15 dias de agosto. A família optou por ficar em casa, em lisboa, por não ter dinheiro para mais, Inês passa os dias a ler, Harry Potter seus livros preferidos, comer e ver televisão.
  18. 18. DIA 15 Inês, pede ajuda à Teodora para arranjar namorado para a tia Lena dado que é só mulheres na família, mas Teodora está mais preocupada em ser madrinha de animais de que da verdadeira afilhada.
  19. 19. DIAS 16 e 17 Estação do outono, e com ela o cheirinho a castanhas assadas, Inês está no seu quarto a escrever no seu diário a admirar a sua praceta enquanto come castanhas.
  20. 20. DIA 18 Descobre o porquê de as avós andarem sempre como cão e gato, “eu sabia que não podiam ser apenas caturrices de velhas”, a causa foi o ciúme, relativamente ao avô Eugénio.
  21. 21. DIA 19 O ano está quase no fim e é época de Natal. Inês relembra o Natal quando a família se juntava, e o avô Eugénio ainda era vivo. No momento de brindar todos lembram aqueles que amam, Inês ergue o seu copo e diz “Happy Christmas Brad Pitt!”, e “só então tenho a certeza de que o mundo fica melhor”.
  22. 22. Conclusão Gostei de ler este livro porque a protagonista conseguiu dar utilidade a um presente que no momento que o recebeu pensou “um diário, uma seca, ainda por cima já ninguém escreve”… Esta história valoriza coisas simples e a descoberta do prazer da escrita em vez das novas tecnologias.
  23. 23. Alice Vieira nasceu em Lisboa. É licenciada em Germânicas e a partir de 1969 dedica-se profissionalmente ao jornalismo. Em 1989 decide dedicar-se por inteiro á escrita.
  24. 24. OBRIGADO !

×