SOS EM TENTATIVAS DE 
SUICÍDEO
CAUSAS 
1- O estigma social associado 
2- desordens mentais impede pessoas de 
buscar ajuda e, em último caso, acaba levan...
Perda de interesse em atividades que gostava. 
Afastar-se dos amigos ou não querer sair 
Comportamentos autodestrutivos, c...
O suicídio começa com uma ideia vaga, que pode 
se cristalizar e se converter em decisão, que vira 
plano e que, por fim, ...
Cortar os pulsos: 
Fazer pressão nos 
pulsos com roupa, 
panos limpos ou outro 
tipo de tecido para 
parar a hemorragia 
a...
Afogamento: Retirar a 
vítima da água, deitá-la de 
barriga para cima e iniciar 
massagem cardíaca e 
respiração boca-a-bo...
Um comportamento suicida envolve as ações 
suicidas sem intenção de serem fatais, as 
tentativas de suicídio que também nã...
SOS EM VÍTIMAS POTENCIALMENTE SUICIDAS 
FATO 
Publicar notícias com detalhes sobre suicídios 
estimula outras pessoas a ta...
O QUE É ESQUIZOFRENIA e COMO SUSPEITAR 
PRECOCEMENTE? 
03:30 M 01:30 M
SINAIS DE DEPRESSÃO
O QUE É DEPRESSÃO? 03:00 M
Não é fácil identificar alguém que esteja pensando 
em cometer suicídio, pois os sinais muitas vezes 
são confusos. 
falta...
Há também os sinais indiretos, que precisam ser 
decodificados. Um tipo de sinal, neste caso, é 
começar a colocar a vida ...
RECONHECENDO OS SINAIS EM 
PÚBLICO 
1- As pessoas (que estão pensando em cometer 
suicídio) podem estar usando camisolas, ...
Apesar de afetar tantas pessoas, o 
preconceito e a falta de estratégias de 
prevenção faz com que apenas 10% 
com o probl...
O que fazer? 
1- Integrar á ‘saúde mental’ como 
disciplina obrigatória nos currículos 
escolares de todos os cursos. 
2- ...
O suicídio é sempre um ato de desespero. Nem todo 
suicida quer morrer de fato. Ele quer mudar algo, fugir de 
uma situaçã...
O QUE DIZER PARA UM SUICIDA?
E QUANDO SE TRATAR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES?
AFINAL, COMO SE SENTE UMA PESSOA COM DEPRESSÃO? 
04:16MIN
PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz
PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz
PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz
PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz

1.154 visualizações

Publicada em

Alguns números acerca das características das pessoas que tendem a suicidar-se…

Mais frequente nos homens que nas mulheres (2:1).
Presença de problema psiquiátrico/psicológico em pelo menos, 93% dos casos.
Perturbação do humor (depressão, bipolaridade) ou alcoolismo em 57-86 % dos casos.
Doença terminal em 4-6% dos casos.
Cerca de 66% comunicaram a intenção suicida (40% de forma clara).
Cerca de 33% tiveram tentativas anteriores de suicídio.
Cerca de metade não tinham contactado técnicos de saúde mental.
90% tinham contactado serviços de saúde.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PRIMEIROS SOCORROS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO, Prof, Enf: Joselene Beatriz

  1. 1. SOS EM TENTATIVAS DE SUICÍDEO
  2. 2. CAUSAS 1- O estigma social associado 2- desordens mentais impede pessoas de buscar ajuda e, em último caso, acaba levando muitas pessoas a atentar contra a própria vida. 3- a depressão - uma das causas mais comuns que levam ao suicídio META Países ofereçam mais apoio às pessoas que já tentaram alguma vez se matar porque fazem parte de um grupo de maior risco. OBJETIVO É reduzir, em 10%, a taxa de suicídio mundial até 2020. http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/09/140904_suicidios_brasilrg.shtml?ocid=socialflow_facebook
  3. 3. Perda de interesse em atividades que gostava. Afastar-se dos amigos ou não querer sair Comportamentos autodestrutivos, como beber muito álcool, usar drogas ilegais ou cortar o próprio corpo Mudança nos hábitos de sono ou de alimentação Desânimo Baixa auto-estima Incapacidade de concentração ou dificuldade de pensar Preocupação exagerada com relação à morte
  4. 4. O suicídio começa com uma ideia vaga, que pode se cristalizar e se converter em decisão, que vira plano e que, por fim, vira tentativa. Estudos mostram que 40% das pessoas que tentaram se matar tentam de novo uma semana depois. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2013/06/1300923-voce-esta-bem-precisa-de-algo.shtml
  5. 5. Cortar os pulsos: Fazer pressão nos pulsos com roupa, panos limpos ou outro tipo de tecido para parar a hemorragia até chegar a ambulância; ; Queda: Não mexer na vítima, pois ela pode ter fraturado a coluna, podendo levar a sequelas, como paralisia, e parar a hemorragia, caso a vítima esteja sangrando da queda até à chegada da ambulância Ingestão de veneno, remédios ou drogas: Se a vítima conseguir engolir, deve dar água com muito sal para provocar o vômito e esperar ajuda médica. Os remédios para dormir como Rivotril e Xanax são os mais utilizados.
  6. 6. Afogamento: Retirar a vítima da água, deitá-la de barriga para cima e iniciar massagem cardíaca e respiração boca-a-boca até à chegada da ajuda médica; Arma de fogo: Fazer pressão no local do tiro com panos limpos, roupa ou outro tipo de tecido para diminuir a hemorragia até a ambulância chegar. Enforcamento: Se a vítima ainda apresentar movimentos, levantá-la ou colocar uma cadeira, móvel ou objeto alto por baixo dos pés;
  7. 7. Um comportamento suicida envolve as ações suicidas sem intenção de serem fatais, as tentativas de suicídio que também não são bem sucedidas e o suicídio consumado. Alguns comportamentos que podem indicar uma possível tentativa de suicídio podem ser: Dizer frequentemente que vai se matar; Fazer um testamento; doar seus pertences Começar a tratar de assuntos pendentes de repente; falar de ir embora ou organizar seus pertences Ir visitar amigos ou familiares que já não via há muito tempo; Comprar uma arma, mangueira, corda ou comprimidos, por exemplo; Escrever uma nota de suicídio; Mudança repentina de comportamento, principalmente estando calmo após um período de ansiedade
  8. 8. SOS EM VÍTIMAS POTENCIALMENTE SUICIDAS FATO Publicar notícias com detalhes sobre suicídios estimula outras pessoas a também tentar se matar Ex Cobertura do suicídio de Robin Williams. Obs: As pessoas com diagnósticos de doenças mentais do tipo: esquizofrenia, bipolaridade e depressão sem tratamento, são vítimas em potencial, pode se agravar quando o paciente ainda abusa de álcool e drogas porque são consumidas em sentimentos de impotência, inutilidade na hora. Além disso, elas não conseguem encontrar palavras para expressar seu estado mental.
  9. 9. O QUE É ESQUIZOFRENIA e COMO SUSPEITAR PRECOCEMENTE? 03:30 M 01:30 M
  10. 10. SINAIS DE DEPRESSÃO
  11. 11. O QUE É DEPRESSÃO? 03:00 M
  12. 12. Não é fácil identificar alguém que esteja pensando em cometer suicídio, pois os sinais muitas vezes são confusos. falta de perspectivas, dificuldade de comunicação e isolamento – querer ficar sozinho ou ser desprezado por grupos sociais – são alguns fatores que podem levar o sujeito ao limite. É preciso estar atento quando alguém faz menção ao assunto. perguntar se a pessoa pensa em se suicidar não a induzirá ao ato. Ao contrário, falar sobre o assunto pode salvar muitas vidas. “Quem fala não faz” é um mito comum sobre o suicídio. A maioria dos suicidas dá sinais claros de que vai se matar. “São praticamente anúncios. Normalmente os mais jovens são mais diretos. Eles verbalizam claramente, ou avisam pelas redes sociais, por email. Já os mais idosos são mais sutis. Eles se despedem distribuindo posses”,
  13. 13. Há também os sinais indiretos, que precisam ser decodificados. Um tipo de sinal, neste caso, é começar a colocar a vida em risco, como abusar de álcool e drogas, dirigir de forma irresponsável, brincar com armas de fogos perigosas. São os chamados suicidas passivos. mudanças bruscas de comportamento são as principais pistas que o suicida dá ligue o alerta quando notar grande alteração alimentar ou de sono, sentimento de desvalor e desesperança. Pessoas que tiveram perdas recentes, como mortes, divórcio, histórico familiar de suicídio ou que tiveram diagnóstico de doença grave Todo suicida é ambivalente: uma hora ele quer, na outra não. Leve a sério as ameaças e tome providências para ajudar a pessoa em risco.
  14. 14. RECONHECENDO OS SINAIS EM PÚBLICO 1- As pessoas (que estão pensando em cometer suicídio) podem estar usando camisolas, roupões, roupas de hospital, chinelos em locais públicos. SOS: manter a conversa mesmo quando rejeitados e, em seguida, tentar levar a pessoa para um lugar seguro. Quando a vítima começa a falar, é percebido em sua fala DEPRESSIVA, DESESPERADA e SEM PERSPECTIVA sua intenção. Obs.: Quem quer se suicidar planeja impulsamente seu suicídio! A intenção é se livrar do problema e não tirar-lhe a vida, As falas de despedidas ficam explícitas. As visitas aos familiares e até médicos ficam intensas nas ultimas horas que antecedem o ato. Mesmo que inconsciente seus atos se transformam em um ímpeto na luta contra o problema.
  15. 15. Apesar de afetar tantas pessoas, o preconceito e a falta de estratégias de prevenção faz com que apenas 10% com o problema tenham acesso ao tratamento "Qualquer ameaça de suicídio deve ser levada a sério. Pode até ser ataquezinho de adolescente ou uma brincadeira, mas vale a pena levar a sério. Os jovens dão indícios importantes. Por exemplo, acidentar-se em um nível muito acima do normal, distribuir pertences, escrever mensagens cifradas ou simbólicas, expressar baixa auto-estima É preciso lembrar que para cada suicídio há 20 ou 30 tentativas anteriores. Se alguém já tentou o suicídio, há uma probabilidade muito maior de voltar a tentar. Se ele está chamando a atenção, vamos dar essa atenção, ele está pedindo, precisa disso. Estabelecer essa proximidade. O isolamento é o caminho mais curto. Pessoas isoladas têm um caldeirão interno, uma panela de pressão que não tem a válvula. “Ninguém precisa dar uma solução para os problemas do outro, deve apenas aprender a ouvir. As pessoas encontram as soluções dentro de si quando conversam e refletem sobre seus conflitos e emoções”
  16. 16. O que fazer? 1- Integrar á ‘saúde mental’ como disciplina obrigatória nos currículos escolares de todos os cursos. 2- Excluir os sites que a incentivem os suicidas a seguir em frente e aumentar e especializar os sites que os detenham e ofereçam apoio psicológico pelo governo. Fazer o teste 3- Indicação de sites especializados de ajuda anônima como o CVC (centro de valorização da vida) http://www.cvv.org.br/site/divida-com-a-gente.html
  17. 17. O suicídio é sempre um ato de desespero. Nem todo suicida quer morrer de fato. Ele quer mudar algo, fugir de uma situação e naquele instante não vê saída o suicídio mata 26 brasileiros por dia. Nos últimos 25 anos, a taxa de suicídio aumentou 30% entre adolescentes e jovens. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/claudiacollucci/2013/06/1300923-voce-esta-bem-precisa-de- • “É possível prevenir alogo .shtml suicídio e um dos caminhos é abrir canais para que as pessoas falem sobre o desejo de morte.” • Treinamento de ACS para procurar a pessoa que tentou se matar e fazer apenas duas perguntas: • Você está bem? • Precisa de alguma coisa? • tem pensado em se matar? • Se a resposta é afirmativa, leva para um psiquiatra para avaliação. • Se responder que não esta bem, leve-o atrás de médico, padre, benzedor, enfim, de alguém que pudesse intervir no processo. • notificação compulsória das tentativas de suicídio.
  18. 18. O QUE DIZER PARA UM SUICIDA?
  19. 19. E QUANDO SE TRATAR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES?
  20. 20. AFINAL, COMO SE SENTE UMA PESSOA COM DEPRESSÃO? 04:16MIN

×