Substantivo

628 visualizações

Publicada em

Exemplos e substantivo e descrições!

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
628
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Substantivo

  1. 1. • Substantivo é a classe gramatical, ou morfológica, de palavras que nomeiam os seres - reais ou imaginários, concretos ou abstratos. Além disso, inclui nomes de ações, estados, qualidades, sentimentos etc. • Qualquer classe gramatical antecedida por artigo, pronome demonstrativo, pronome indefinido ou pronome possessivo vira substantivo: o amar, um amanhã, nosso sentir, um não sei quê, o sim, o não, algum talvez, este falar, um abrir-se, o querer, aquele claro-escuro.
  2. 2. CLASSIFICAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS: • Comuns: nomeiam grupos de seres da mesma espécie. Ex: jornal, País, animal, boca, beijo. • Próprios: nomeiam seres particulares de uma determinada espécie. São os nomes de pessoas, cidades, equipes de futebol, etc. Ex: Fortaleza, Salvador, Ceará, Brasil, América do Norte
  3. 3. • Abstratos: nomeiam estados, qualidades, sentimentos ou ações cuja existência depende de outros seres. explica-se: a beleza, por exemplo, precisa de algo concreto (um vaso, um rapaz, uma árvore) para se manifestar. Ex: tristeza, cansaço, prazer, alegria, beleza, verdade, ironia, etc. • Concretos: nomeiam seres cuja existência é própria, independente de outros. Ex: beija-flor, mulher, Deus, vento, alma
  4. 4. • Primitivos: são os nomes que não derivam de outros. Ex: dia, noite, carroça, mar, água • Derivados: são os nomes formados a partir de outros. Ex: diarista (de dia), noitada (de noite), carroceiro (de carroça), maremoto (de maré), aguaceiro (de água) • Simples: são os nomes que apresentam apenas um elemento formador, um radical. Ex: caneta, pau, flor, couve, água, cheiro, etc.
  5. 5. • Compostos: são os nomes formados de dois ou mais elementos. Ex: caneta-tinteiro, couve-flor, água de cheiro • Coletivos: são os nomes comuns que servem para designar conjuntos de seres de igual espécie. Ex: flora (de todas as plantas de uma região), tertúlia (conjunto de pessoas amigas), floresta (conjunto de árvores), panapaná (conjunto de borboletas)
  6. 6. • Note que um substantivo tem, ao mesmo tempo, várias classificações. Mesa, por exemplo, é um substantivo comum, concreto, simples e primitivo. Acontecimento, por sua vez, é comum, abstrato, simples e primitivo.
  7. 7. • Flexão dos substantivos: • Os substantivos podem variar em gênero (masculino e feminino), número (singular e plural) e grau (aumentativo e diminutivo).
  8. 8. GÊNERO MASCULINO E FEMININO • Quanto ao gênero, os substantivos podem ser flexionados em dois gêneros: masculino e feminino. Gênero é a propriedade que as palavras têm de indicar sexo real ou fictício dos seres. • Temos por regra que todo substantivo masculino é caracterizado pela desinência “o” e o feminino pela desinência “a”. No entanto, nem todos os substantivos masculinos terminam em “o” (ex. telefonema), assim como nem todos os substantivos femininos terminam em “a” (ex. mulher) .
  9. 9. • Portanto: • Pertencem ao gênero masculino os substantivos que podem vir precedidos dos artigos o, os, um, uns. • Pertencem ao gênero feminino os substantivos que podem vir precedidos dos artigos a, as, uma, umas. • o estudante (masculino) • a estudante (feminino) • o cabeça (líder) • a cabeça (parte do corpo)
  10. 10. O GRAU AUMENTATIVO: • Indica o aumento do tamanho do ser. É classificado em: • - Analítico: O substantivo é acompanhado de um adjetivo que indica grandeza. Exemplos: casa grande, planície imensa. • - Sintético: É acrescido ao substantivo um sufixo indicador de aumento. Exemplos: barc(aça), vag(alhão).
  11. 11. GRAU DIMINUTIVO: • Indica a diminuição do tamanho do ser. Pode ser: • - Analítico: Substantivo acompanhado de um adjetivo que indica pequenez. Exemplo: flor pequena. • - Sintético: É acrescido ao substantivo um sufixo indicador de diminuição. Exemplo: flor(zinha)
  12. 12. No PALAVRAS DIMINUTIVOS AUMENTATIVOS 1 faca faquinha facão ou facalhão 2 rapaz rapazinho rapagão 3 bigode bigodinho bigodão ou bigodaça 4 chapéu chapelinho, chapelão 5 porta portinha portão 6 sala salinha salão 7 gato gatinho gatão ou gatarrão 8 bala balinha balázio 9 papel papelinho papelão 10 cão cãozinho ou canito canzarrão
  13. 13. NÚMERO DOS SUBSTANTIVOS: • O número dos substantivos refere-se ao plural das palavras. Exemplos: homem - homens, casa - casas, fuzil - fuzis, animal - animais.
  14. 14. • Plural dos Substantivos Simples • a) Os substantivos terminados em vogal, ditongo oral e n fazem o plural pelo acréscimo de s. • Por exemplo: • pai - pais ímã - ímãs hífen - hifens (sem acento, no plural). • Exceção: cânon - cânones. • b) Os substantivos terminados em m fazem o plural em ns. • Por exemplo: • homem - homens.
  15. 15. • c) Os substantivos terminados em r e z fazem o plural pelo acréscimo de es. • Por exemplo: • revólver - revólveres raiz - raízes • Atenção: O plural de caráter é caracteres. • d) Os substantivos terminados em al, el, ol, ul flexionam-se no plural, trocando o l por is. • Por exemplo: • quintal - quintais caracol - caracóis hotel - hotéis
  16. 16. OS SUBSTANTIVOS TERMINADOS EM ÃO • Os substantivos terminados em ão fazem o plural de três maneiras. • - substituindo o -ão por -ões: • Por exemplo: • ação - ações • - substituindo o -ão por -ães: • Por exemplo: • cão - cães • - substituindo o -ão por -ãos: • Por exemplo: • grão - grãos
  17. 17. NÚCLEOS DOS SINTAGMAS NOMINAIS: •Sujeitos: A criança é a esperança do país. •Objetos diretos: Chamei a criança. •Objetos indiretos: Dei o presente à criança. •Predicativos do sujeito: Você parece criança. •Predicativos do objeto: Considero você uma criança. •Complementos nominais: O medo da criança é justificável. •Adjuntos adnominais: Isto é brincadeira de criança.
  18. 18. OBJETO INDIRETO  • - vem sempre associado a verbo transitivo; - liga-se ao verbo através de preposição exigida por  este; - indica o paciente ou o destinatário da ação verbal. Ex.:    Davi    gosta                 de música.           sujeito        v.trans. indireto               obj.indireto           A professora não    confia            em seus alunos.                   sujeito                              v.trans. indireto                           obj.indireto
  19. 19. OBJETO DIRETO: •  vem sempre associado a um verbo transitivo; - liga-se ao verbo sem preposição, exigida por este; - indica o paciente, o alvo ou o elemento sobre o qual  recai a ação verbal. Ex.:     Maria         vendia            doces.                     sujeito              v.trans. direto              obj.direto             As crianças      esperavam    os pais.                  sujeito                       v. trans.direto           obj.direto
  20. 20. • Fim

×