ARTRÓPODES:
 PhylumArthropoda
Foram os primeiros a ocuparem o meio terrestre e os insectos foram os primeiros a voarem.
A...
Pulmões foliáceos são considerados uma invaginação na parede abdominal, abrem para o
exteriorpequenosorifícios:osespirácul...
Espécies das classes Diplopoda, Chilopoda, Symphyla e Pauropoda são designados no seu
conjunto por Miriápodes (superclasse...
Classe Chilopoda (CENTIPEDES)
 Predadores;
 1 par de antenas;
 1 par de mandíbulas;
 2 pares de maxilas;
 Ganchos, ga...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RESUMO ESTUDOS - Phylum Arthropoda -SUBFILO: UNIRAMIA: MILÍPEDES E CENTIPEDES

420 visualizações

Publicada em

Apontamentos - Phylum Arthropoda -SUBFILO: UNIRAMIA: MILÍPEDES E CENTIPEDES, realizadas feitas durante aulas Teóricas e Práticas de Biologia, Evolução e Diversidade I, Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal, 2014/2015.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RESUMO ESTUDOS - Phylum Arthropoda -SUBFILO: UNIRAMIA: MILÍPEDES E CENTIPEDES

  1. 1. ARTRÓPODES:  PhylumArthropoda Foram os primeiros a ocuparem o meio terrestre e os insectos foram os primeiros a voarem. Abragem desde ácaros com dimensões de 1 mm a caranguejos gigantes com patas locomotoras de 4 m. São claramente relacionados com anelídeos, pois apresentam corpo segmentadodurante odesenvolvimentoembrionário,tambémpossuemsistema embrionário semelhante,sistemanervososegundoomesmoplanobásicoe nacondiçãoprimitivapossuem segmento evidente e em cada segmento um par de apêndices. As diferenças baseiam se na ausênciade cílios,ausênciade septosintersegmentares, presença de um sistema circulatório aberto, concentração de órgãos excretores e gônadas, presença de um exoesqueleto quitinoso, apêncices articulados, olhos compostos; Conjunto de carcterísticas chama-se artropodização. Presença do exo esqueleto: Cutícula (segregada com várias glândulas unicelulares da epiderme subjacente) acima está a epicutícula (camada externa de proteção com ceras nos insectose aracnídeos) e estas ceras protetoras permitem a conservação da de água, evitando também a perca de lipoproteínas e a invasão bacteriana. A protocutícula detém de características como: flexibilidade nos casos das larvas de insectos e partes das articulações das aranhas ou inflexíveis. A mineralização do esqueleto devido a deposição de carbonato de cálcio nas camadas externas da procutícula. A cor dos crustáceos resulta da disposição de pigmentos na cutícula e de finas estriações de epicutícula que causam refração da luz. Perderama musculaturasegmentosindividuais do corpo e articulações dos apêndices. Mas, a divisãodacutícula emplacas permitiualocomoção:1 dorsal,2 laterais,1ventral.Oesqueleto dos apêndicestal como o do corpo foi dividido em artículos semelhantes ligados entre si por membranas articulares o que lhes permite moverem‐se. O crescimento é caracterizado por mudas podem ocorrer durante toda a vida. Os acontecimentos que ocorrem durante o ciclo de muda são controlados por um complexo sistemahormonal.Artrópodes desenvolveram uma panóplia de estruturas locomotoras para permitir o movimento na água, em terra e no ar. 1. A pêndices birramosos: Protopódito, endopódito e exopódito; 2. Apêndices Unirramosos: escorpião e gafanhoto por exemplo. Tubo digestivo completo, por ex. os túbulos de malpighi que se desenvolvem na região posterior ou mediana. Sistema circulatório aberto. Desenvolvimento do órgão de bombeamento (coração), devido a falta de musculatura interna que iriam auxiliar o bombeamento.Há presença do vaso dorsal. Não é possível realizar movimentos peristálticos e o celoma. CORAÇÃO, ARTÉRIAS, HEMOCELOMA, VASOS COLECTORES, SINUS PERICARDIAL, OSTIOLOS, CORAÇÃO. PROBLEMA ENFRENTADOPELOSARTRÓPODESNA ADAPTAÇÃOTERRESTRE FORAMASTROCAS GASOSAS, POIS O EXO ESQUELETO É IMPERMEÁVEL. (A RESOLUÇÃO SE DEU NUMA FORMA PARA OS SERES AQUÁTICOS E PARA OS SERES TERRESTRES).
  2. 2. Pulmões foliáceos são considerados uma invaginação na parede abdominal, abrem para o exteriorpequenosorifícios:osespiráculos.Sãoconsideradosprimitivose comotendoevoluído das brânquias foliáceas. Os insectos possuem a respiração controlada por uma válvula , pois possuemtubosramificadosdenominados traqueias que abrem externamente os espiráculos que estãoassociadosintimamente comesta válvula,porisso os inseticidas são tão eficientes. Se possuem o exo esqueleto como fazem as trocas gasosas¿ Fazem por meio destes tubos, aliásfazempormeiodas aberturas traqueais nas quais estão presentes no hemoceloma, que permitem as trocas gasosas directas entre o ar e o sangue e os órgãos internos. Excreção: O sistema excretor tem um papel fundamental na excreção de resíduos nitrogenados e osmorregulação. Túbulosde malpighi desempenhamamesmafunçãodas estruturasanteriores,mas auxiliados pelotubodigestivo;acapacidade deste de reabsorveráguaé fundamental para os Artrópodes terrestres. Sistema nervoso muito semelhante ao dos Anaelídeos. O cérebro dos Artrópodes é constituídos em 2 e 3 regiões. (Falta detalhes). Órgãos sensoriais: Devido a presença de exo esqueleto, as estruturas mecano e quimiorreceptorassãocuticulares(sedas, poros, pelos e fendas).. Sedas: com várias formas e estruturas para transmitir impulsos sensoriais ao sistema nervoso. Fotorreceptores:Ocelos simples , ocelos com complexas lentes e olhos compostos. Os olhos compostossãoformadospor unidadesreceptorasomatídeos.Objetosmuitopróximosnãosão discriminados. Reprodução e desenvolvimento: Sexosseparados,Fertilizaçãointernae seguidaincubaçãodos ovos; Desenvolvimento: directo com estágios larvares característicos ou indirecto. Phylum: Arthropoda  Subphyla: Trilobita  Chelicerata  Crustacea  Uniramia SUBFILO: UNIRAMIA: MILÍPEDES E CENTIPEDES  Um par de antena;  Um ar de mandíbula;  Um ou dois pares de maxilas;  Três a muitos pare da apêndices locomotores ( unirramossos)  Classe Diplopoda ( Milipedes) e Classe Chilopoda (centípedes) Pauropoda Symphyla e Insecta;
  3. 3. Espécies das classes Diplopoda, Chilopoda, Symphyla e Pauropoda são designados no seu conjunto por Miriápodes (superclasse Myriapoda – aproximadamente 15 000 espécies); Diplopoda, Chilopoda englobam cerca de 95% de todos os Miriápodes. Há semelhanças:  Todos habitam meios terrestres ( solo, musgos, entre pedras, madeiras);  Olhos simples;  Cutícula de carbonato de cálcio, mas sem compostos serosos;  As trocas gasosas ocorrem através de espiráculos ( 1 sistema separado em cada segmento , sem poder fechar ); sacos coxais;  Coração: tubular, dorsal, com ostíolos em cada segmento;  Reprodução indirecta e nos Quilópodes envolve espermatóforos; Classe Diplopoda ( MILIPEDES)  Cerca de 11000 de espécies conhecidas;  2mm a 30cm  Habitat:entre folhagense outrosmateriaisexistentesnosolo,algumasespéciesvivem debaixo de pedras ou troncos;  Alimenta –se de material vegetal em decomposição.  Diplossegmentos;  1 par de mandíbulas;  Cabeça arredondada;  1 par de maxilas (insectos e cetipedes 2). Defesa: Milipedes não são ágeis e por isso suas defesas são sobretudo químicas ou físicas. Possuema cutícula que é espessa. Com capacidade de enrolamento ( protegendo a zona de cutícula mais fina – ventral). Geralmente possuem por diplossegmento uma glândula repugnatória que produzem secreções que podem matar largatos, cegar humanos e podem ser utilizados por alguns tribos para envenenar setas. Os constituintes químicos das secreções variam de grupo para grupo e incluem substâncias sedativas, um terpenóide que funciona como irritante e cianeto. Reprodução: Os epermas são repassados para as fêmeas através das mandíbulas ou mais usualmente pormeiodaspatasmodificadasdenominadasgonópodes.Acasalamentoé estimuladoportoquescomasantenase patas,feromonase sinaissonorosproduzidos com as patas. Os ovos da maioria dos milípedes são colocados em ninhos: terra misturada com secreções produzidas por glândulas do recto; Um grupo de milípedes usa seda para fazer o ninho; Não há protecção aos ovos. Gonóporos fêmea abrem no 3º segmentodo tronco. Machos têm 1 a 2 pares de pénis também no 3º segmento do tronco e transferem destes o esperma para o 7º (usualmente) par de patas modificadas (gonópodes) que o transferem à fêmea.
  4. 4. Classe Chilopoda (CENTIPEDES)  Predadores;  1 par de antenas;  1 par de mandíbulas;  2 pares de maxilas;  Ganchos, garras com glândulas de veneno;  1 par de patas por segmento (NÃO TEMDIPLOSSEGMENTOS)  Placas do tórax: reforçadas com placas longas e outras curtas ou Sobreponíveis;  São carnívoros, alimentam-se de invertebrados do solo, como minhocas, caracóis e vários artrópodes  Ou algumas espécies tropicais grandes de vertebrados (lagartos, sapos, ratos e aves ainda no ninho);  O veneno de alguns centípetes pode provocar danos nos tecidos em humanos;  Algumas espécies têm também glândulas ventrais que produzem uma secreção pegajosa e tóxica por vezes luminescente; Reprodução:  Centípedes têm rituais de acasalamento complexos que envolvem toques com as antenas;  Esperma ou espermatóforos são depositados usualmente numa teia e são retirado pela fêmea;  Os ovos são depositados no solo ou incubados pela fêmea que, posteriormente,  protege os jovens;

×