SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Constança Laranjo
Este trabalho, sobre a “Sistemática dos Seres Vivos”, foi-nos
proposto no âmbito da Biologia/Geologia de 11ºano, com a colaboração
do docente Luís Romão. A temática do trabalho foca-se essencialmente
nos “Sistemas de classificação de Whittaker de 1979”, aprofundando
exclusivamente o Reino Animália.
De
acordo com as classificações
mais recentes de
Whittaker, podemos referir que os seres vivos estão divididos em 5
reinos, sendo estes o Reino Monera constituído pelas bactérias, o Reino
Protista pelas algas e protozoários, o Reino Fungi pelos
cogumelos, leveduras e bolores, o Reino Plantae pelas várias espécies
de plantas e o Reino Animália constituído pelos vários animais dos
meios aquático e terrestre.
O Reino Animália é bastante diversificado apresentando elevado
número de espécies, sendo integrado por seres mais simples como as
esponjas e as medusas mas também por seres mais complexos, como
insetos e vertebrados. Estes seres identificam-se por serem
multicelulares, eucariontes e heterotróficos.
Características
Porífera

Mollusca

Cnidaria

Annelida

Platyhelminthes

Arthropoda

Nematoda

Echinodermata
Chordata

Filo- taxon usado na classificação dos seres vivos, são os agrupamentos
logo a seguir ao taxon Reino, onde os seres vivos são divididos tendo em
conta os seus traços evolutivos, a sua estrutura e ancestralidade.
■ Phylum Porífera

O habitat dos animais pertencentes a este filo é o
aquático. São animais sem simetria ou com simetria radial.
Os Espongiários não têm verdadeiros tecidos nem
aparelhos.
A digestão é intracelular nos vacúolos digestivos.
Reproduzem-se assexuadamente, por gemulação, e
sexuadamente.
■ Phylum Cnidaria

Na maioria são animais aquáticos marinhos, mas
também existem formas de água doce. Têm simetria radial.
Apresentam duas formas: pólipo e medusa.
Possuem células características, os cnidócitos.
A digestão é primeiramente extracelular e depois
intracelular.
A reprodução é assexuada, por gemiparidade, e sexuada.
Phylum Platyhelminthes

 Os Platelmintos, também conhecidos como vermes. O corpo destes seres é
achatado.
 Vivem em ambientes aquáticos, como oceanos, rios e lagos; são encontrados
também em ambientes terrestres húmidos. Alguns têm vida livre, outros
parasitam seres vivos, como as ténias, as planárias e os esquistossomos.
 As ténias parasitam o intestino delgado do homem, causando a teníase que é
uma infecção intestinal.
 Esquistossomo, este parasita origina a doença Esquistossomose, que
provoca diarreia, febres, cólicas, dores de cabeça, náuseas, tonturas,
sonolência, emagrecimento, o aumento de volume do fígado e hemorragias.
Phylum Nematoda

 O filo Nematoda é constituído por Nematelmintos ou Nematódeos, também
conhecidos como vermes cilíndricos. Vivem em todos os tipos de ambiente:
em água doce ou salgada, em terra ou no interior do corpo de animais e
plantas, parasitando-os. Os mais conhecidos são as lombrigas.
 As lombrigas são os principais parasitas deste filo, a infestação por Ascaris
lumbricoides (lombrigas) é muito comum em zonas de más condições
sanitárias e onde as fezes humanas são usadas como fertilizantes. Um ser
vivo infectado com lombrigas tem sintomas como incontinência
nocturna, pesadelos, insónias, anorexia, perda de peso, febre, etc.
Phylum Mollusca
 Os moluscos constituem um grande filo de animais invertebrados, marinhos, de
água doce e salgada ou terrestres, que compreende seres vivos como os
caramujos, as ostras, os polvos e as lulas.
 Estes animais têm um corpo mole e não-segmentado, muitas vezes dividido em
cabeça (com os órgãos dos sentidos), um pé muscular e um manto que
protege uma parte do corpo e que muitas vezes é secreta, como uma concha.
 Possuem um sistema digestivo completo (da boca ao ânus).
 O sistema circulatório é aberto.
 Os moluscos também possuem uma grande importância nas cadeias
alimentares, sendo detritívoros, consumidores de microrganismos, predadores
de grandes presas (peixes, vermes...) e herbívoros (alimentando-se assim de
algas e outras plantas).
Concha, que protege o ser vivo
Concha calcária
O filo Mollusca divide-se em 3 grandes corpos:
 Bivalves- estes animais caracterizam-se pela concha carbonatada formada
por 2 válvulas. Esta concha protege o molusco. Exemplos: ameijoa e
conquilha.
 Gastrópodes- este grupo engloba todos os caracóis e lesmas terrestres e
ainda grande número de formas marinhas e de água doce. Este grupo de
espécies são os mais bem sucessedidos do seu filo.
 Cefalópodes- constituído pela classe dos moluscos marinhos como os
polvos, as lulas, os náutilos e os chocos.
Náutilos (nautilidae)- são considerados
fosseis vivos. Foram muito abundantes
no período Paleozóico e não sofreram
evolução desde ai sendo por essa
razão que tem esta designação.
Existe ainda um género vivo- o Náutilo

Caramujo- molusco gastrópode aquático
Phylum Annelida

 Este filo é considerado o filo com os vermes mais complexos. É composto por seres
vivos que vivem em água doce ou salgada e em solo húmido. Os mais conhecidos
deste grupo são as minhocas, que vivem na terra, as sanguessugas, que vivem em
ambientes húmidos ou em água doce.
 As sanguessugas alimentam-se do sangue das suas vitimas, embora produzam
um liquido que pode ser utilizado para usos medicinais, visto que a sua acção
sugadora força o sangue a circular, ajudando a manter vivas as células.
Phylum Arthropoda
 Os Artrópodes são invertebrados que possuem um exosqueleto rígido, e
vários pares de apêndices articulados, cujo número varia de acordo com as
classes.
 Compõem o maior filo de animais existentes, representados por animais
como os gafanhotos (insetos), as aranhas (aracnídeos), os caranguejos
(crustáceos), as centopeias (quilópodes) e os piolho-de-cobra (diplópodes).
 Nos insetos, os pigmentos respiratórios estão ausentes.
 Muitos grupos de artrópodes respiram por um sistema de traqueias
 O sistema circulatório dos artrópodes consiste numa bateria de corações que
se dispõem ao longo do corpo e que bombeiam a hemolinfa (o
"sangue"), que se encontra infiltrado nos tecidos.
 Sua existência é datada nos registros fósseis desde o período Cambriano
(cerca de 542 a 488 milhões de anos atrás), onde criaturas como as Trilobitas
eram encontradas em abundância nos oceanos. Segundo Robert Barnes
(apoiado pela soa obra- “Zoologia dos invertebrados”) a origem deste filo
sustentam que os ancestrais dos artrópodes podem ter sido os anelídeos
(vermes de corpo segmentado em anéis).

Trilobite, era do Paleozoico
Câmbrico

Anelídeo-Verme de corpo segmentado de anéis
Phylum Equinodermata

O habitat dos equinodermes é o marinho. As suas
principais características são a presença de Aparelho
Ambulacrário, endosqueleto de natureza calcária e
existência de espinhos.
A sua fecundação é externa tal como o sistema
excretor funciona por difusão direta para a água.
Phylum Chordata

O habitat dos Cordados tanto pode ser terrestre como aquático
(de água doce ou em ambientes marinhos). Possuem um
endosqueleto ósseo/cartilagíneo . As suas principais características
são a presença de cauda presente ou vestigial, tubo nervoso com
posição dorsal, notocórdio (nos vertebrados é substituído pela
coluna vertebral antes do estado adulto) e fendas branquiais.
A fecundação pode ser externa ou interna. Apresentam
brânquias, pulmões e pele.
Conclusão
Bibliografia
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•

http://www.infoescola.com/biologia/nematelmintos-nematoda/
http://reinoanimal.info/mos/view/Principais_filos_animais_e_classifica%C3%A7%C3%A3o/
http://www.todabiologia.com/zoologia/platelmintos.htm
http://www.todabiologia.com/doencas/esquistossomose.htm
http://www.infoescola.com/biologia/platelmintos-platyhelminthes/
http://www.todabiologia.com/zoologia/nematelmintos.htm
http://farmaceutico.planetaclix.pt/bichas.htm
Fundamentos da Biologia moderna : volume único/José Mariano Amabis, Gilberto
Rodrigues Martho. 4.ed.- São Paulo :Moderna,2006. Páginas 399,400,401,402,403
Barnes, Robert D. Zoologia dos Invertebrados,Editora Rocca São Paulo-SP 1984.
Zoologia dos invertebrados/ Ruppert, Edward E.; Barnes, Robert D.: | tradução
Paulo M. Oliveira. 6° ed. São Paulo: Editora Roca, 1996.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anel%C3%ADdeo
Athropods, no artigo "Arthropod na Enciclopédia Britânica". Acessado em 6 de
Janeiro de 2012 (em inglês)
↑ a b Madeira, Alda Maria Backx Noronha “Introdução ao estudo dos artrópodes”
notas do curso BMP-0222 – Introdução à Parasitologia Veterinária no site do
Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, Brasil acessado a 2
de julho de 2009

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Os Vertebrados
Os VertebradosOs Vertebrados
Os Vertebrados
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Reino animal
Reino animalReino animal
Reino animal
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
OS EQUINODERMOS
OS EQUINODERMOSOS EQUINODERMOS
OS EQUINODERMOS
 
Os invertebrados
Os invertebrados Os invertebrados
Os invertebrados
 
Filo Moluscos (Power Point)
Filo Moluscos (Power Point)Filo Moluscos (Power Point)
Filo Moluscos (Power Point)
 
Poríferos e cnidários
Poríferos e cnidáriosPoríferos e cnidários
Poríferos e cnidários
 
Metazoa
MetazoaMetazoa
Metazoa
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (Vertebrados)
 
Anelídeos (Power Point)
Anelídeos (Power Point)Anelídeos (Power Point)
Anelídeos (Power Point)
 
Artrópodes e equinodermos
Artrópodes e equinodermosArtrópodes e equinodermos
Artrópodes e equinodermos
 
Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)Platelmintos (Power Point)
Platelmintos (Power Point)
 
Repteis
RepteisRepteis
Repteis
 
Filo Chordata
Filo ChordataFilo Chordata
Filo Chordata
 
Moluscos - Biologia
Moluscos - BiologiaMoluscos - Biologia
Moluscos - Biologia
 
Filo Mollusca
Filo MolluscaFilo Mollusca
Filo Mollusca
 

Destaque

Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimReino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimAntonio Pinto Pereira
 
O reino animal
O reino animalO reino animal
O reino animaljfquirino
 
Planetas telúricos
Planetas telúricosPlanetas telúricos
Planetas telúricosRita Galrito
 
Trabalho de ingles - seventeen magazine
Trabalho de ingles - seventeen magazineTrabalho de ingles - seventeen magazine
Trabalho de ingles - seventeen magazineRita Galrito
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animaliaPelo Siro
 
BioGeo11-sistemática
BioGeo11-sistemáticaBioGeo11-sistemática
BioGeo11-sistemáticaRita Rainho
 
Reino monera 2º ano
Reino monera   2º anoReino monera   2º ano
Reino monera 2º anokahebe2
 
Ambiente e Sociedade- As florestas
Ambiente e Sociedade- As florestasAmbiente e Sociedade- As florestas
Ambiente e Sociedade- As florestasRita Galrito
 
Bg 11 sistema de classificação de whittaker e woese
Bg 11   sistema de classificação de whittaker e woeseBg 11   sistema de classificação de whittaker e woese
Bg 11 sistema de classificação de whittaker e woeseNuno Correia
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animallucianabio
 
Drogas, álcool e tabaco power point
Drogas, álcool e tabaco power pointDrogas, álcool e tabaco power point
Drogas, álcool e tabaco power pointRita Galrito
 

Destaque (20)

Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - JardimReino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
Reino animalia - Biologia - 2º Ano E. M. - APP - Jardim
 
Reino Protista
Reino Protista Reino Protista
Reino Protista
 
O reino animal
O reino animalO reino animal
O reino animal
 
Reino animalia introducao
Reino animalia   introducaoReino animalia   introducao
Reino animalia introducao
 
Sistemática
SistemáticaSistemática
Sistemática
 
Reino animal i
Reino animal iReino animal i
Reino animal i
 
Sistematica sonia lopes
Sistematica sonia lopesSistematica sonia lopes
Sistematica sonia lopes
 
Planetas telúricos
Planetas telúricosPlanetas telúricos
Planetas telúricos
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Reino Animalia
Reino Animalia Reino Animalia
Reino Animalia
 
Trabalho de ingles - seventeen magazine
Trabalho de ingles - seventeen magazineTrabalho de ingles - seventeen magazine
Trabalho de ingles - seventeen magazine
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
 
Biodiversidade
BiodiversidadeBiodiversidade
Biodiversidade
 
BioGeo11-sistemática
BioGeo11-sistemáticaBioGeo11-sistemática
BioGeo11-sistemática
 
Reino Plantae
Reino PlantaeReino Plantae
Reino Plantae
 
Reino monera 2º ano
Reino monera   2º anoReino monera   2º ano
Reino monera 2º ano
 
Ambiente e Sociedade- As florestas
Ambiente e Sociedade- As florestasAmbiente e Sociedade- As florestas
Ambiente e Sociedade- As florestas
 
Bg 11 sistema de classificação de whittaker e woese
Bg 11   sistema de classificação de whittaker e woeseBg 11   sistema de classificação de whittaker e woese
Bg 11 sistema de classificação de whittaker e woese
 
Introdução ao reino animal
Introdução ao reino animalIntrodução ao reino animal
Introdução ao reino animal
 
Drogas, álcool e tabaco power point
Drogas, álcool e tabaco power pointDrogas, álcool e tabaco power point
Drogas, álcool e tabaco power point
 

Semelhante a Reino Animalia

Semelhante a Reino Animalia (20)

Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
 
Zoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebradosZoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebrados
 
Aula 7º ano - Reino Animalia (invertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (invertebrados)Aula 7º ano - Reino Animalia (invertebrados)
Aula 7º ano - Reino Animalia (invertebrados)
 
Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02Animais 110913184501-phpapp02
Animais 110913184501-phpapp02
 
Artópodes e Equinodermos
Artópodes e EquinodermosArtópodes e Equinodermos
Artópodes e Equinodermos
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Invertebrados
InvertebradosInvertebrados
Invertebrados
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Os grandes filos dos metazmetazoidesoários (1).ppt
Os grandes filos dos metazmetazoidesoários (1).pptOs grandes filos dos metazmetazoidesoários (1).ppt
Os grandes filos dos metazmetazoidesoários (1).ppt
 
Os grandes filos dos metazoários.ppt
Os grandes filos dos metazoários.pptOs grandes filos dos metazoários.ppt
Os grandes filos dos metazoários.ppt
 
43197 1322499050924
43197 132249905092443197 1322499050924
43197 1322499050924
 
Animais i
Animais   iAnimais   i
Animais i
 
Moluscos caracteristicas gerais
Moluscos   caracteristicas geraisMoluscos   caracteristicas gerais
Moluscos caracteristicas gerais
 
Principais filos do reino animália $raisa
Principais filos do reino animália $raisaPrincipais filos do reino animália $raisa
Principais filos do reino animália $raisa
 
Principais filos do reino animália $raisa
Principais filos do reino animália $raisaPrincipais filos do reino animália $raisa
Principais filos do reino animália $raisa
 
Moluscos1
Moluscos1Moluscos1
Moluscos1
 
7a série organismos invertebrados
7a série   organismos invertebrados7a série   organismos invertebrados
7a série organismos invertebrados
 
Frente 2 módulo 1 O Tegumento dos Animais
Frente 2 módulo 1 O Tegumento dos AnimaisFrente 2 módulo 1 O Tegumento dos Animais
Frente 2 módulo 1 O Tegumento dos Animais
 

Mais de Rita Galrito

Crianças do mundo
Crianças do mundoCrianças do mundo
Crianças do mundoRita Galrito
 
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?Fernando pessoa - Sonhar? Viver?
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?Rita Galrito
 
Noruega e somália
Noruega e somália    Noruega e somália
Noruega e somália Rita Galrito
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoRita Galrito
 
Power point terra lua
Power point terra   luaPower point terra   lua
Power point terra luaRita Galrito
 
Planetas gigantes e anões
Planetas gigantes e anõesPlanetas gigantes e anões
Planetas gigantes e anõesRita Galrito
 
Asteróides, Cometas e Meteoróides
Asteróides, Cometas e MeteoróidesAsteróides, Cometas e Meteoróides
Asteróides, Cometas e MeteoróidesRita Galrito
 
Origem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos PlanetasOrigem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos PlanetasRita Galrito
 
Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação Rita Galrito
 
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologica
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologicaMudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologica
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologicaRita Galrito
 
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...Rita Galrito
 
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroAuto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroRita Galrito
 
English - imperative and past simple
English - imperative and past simpleEnglish - imperative and past simple
English - imperative and past simpleRita Galrito
 
Incêndios Florestais
Incêndios FlorestaisIncêndios Florestais
Incêndios FlorestaisRita Galrito
 

Mais de Rita Galrito (20)

Crianças do mundo
Crianças do mundoCrianças do mundo
Crianças do mundo
 
Homossexualidade
HomossexualidadeHomossexualidade
Homossexualidade
 
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?Fernando pessoa - Sonhar? Viver?
Fernando pessoa - Sonhar? Viver?
 
Noruega e somália
Noruega e somália    Noruega e somália
Noruega e somália
 
Higiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalhoHigiene e segurança no trabalho
Higiene e segurança no trabalho
 
Appacdm ..
Appacdm  ..Appacdm  ..
Appacdm ..
 
Power point terra lua
Power point terra   luaPower point terra   lua
Power point terra lua
 
Planetas gigantes e anões
Planetas gigantes e anõesPlanetas gigantes e anões
Planetas gigantes e anões
 
Asteróides, Cometas e Meteoróides
Asteróides, Cometas e MeteoróidesAsteróides, Cometas e Meteoróides
Asteróides, Cometas e Meteoróides
 
Origem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos PlanetasOrigem do Sol e dos Planetas
Origem do Sol e dos Planetas
 
Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação Acreção e Diferenciação
Acreção e Diferenciação
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
 
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologica
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologicaMudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologica
Mudança Global e gestão sustentável dos recursos - Previsão metereologica
 
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...
Contrastes de desenvolvimento - Portugal vs Índia (Países desenvolvidos e Paí...
 
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiroAuto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
Auto da Barca do Inferno - Cena do onzeneiro
 
English - imperative and past simple
English - imperative and past simpleEnglish - imperative and past simple
English - imperative and past simple
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Fluxo de energia
Fluxo de energia Fluxo de energia
Fluxo de energia
 
Incêndios Florestais
Incêndios FlorestaisIncêndios Florestais
Incêndios Florestais
 

Último

Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 

Último (20)

Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 

Reino Animalia

  • 2. Este trabalho, sobre a “Sistemática dos Seres Vivos”, foi-nos proposto no âmbito da Biologia/Geologia de 11ºano, com a colaboração do docente Luís Romão. A temática do trabalho foca-se essencialmente nos “Sistemas de classificação de Whittaker de 1979”, aprofundando exclusivamente o Reino Animália. De acordo com as classificações mais recentes de Whittaker, podemos referir que os seres vivos estão divididos em 5 reinos, sendo estes o Reino Monera constituído pelas bactérias, o Reino Protista pelas algas e protozoários, o Reino Fungi pelos cogumelos, leveduras e bolores, o Reino Plantae pelas várias espécies de plantas e o Reino Animália constituído pelos vários animais dos meios aquático e terrestre. O Reino Animália é bastante diversificado apresentando elevado número de espécies, sendo integrado por seres mais simples como as esponjas e as medusas mas também por seres mais complexos, como insetos e vertebrados. Estes seres identificam-se por serem multicelulares, eucariontes e heterotróficos.
  • 4. Porífera Mollusca Cnidaria Annelida Platyhelminthes Arthropoda Nematoda Echinodermata Chordata Filo- taxon usado na classificação dos seres vivos, são os agrupamentos logo a seguir ao taxon Reino, onde os seres vivos são divididos tendo em conta os seus traços evolutivos, a sua estrutura e ancestralidade.
  • 5. ■ Phylum Porífera O habitat dos animais pertencentes a este filo é o aquático. São animais sem simetria ou com simetria radial. Os Espongiários não têm verdadeiros tecidos nem aparelhos. A digestão é intracelular nos vacúolos digestivos. Reproduzem-se assexuadamente, por gemulação, e sexuadamente.
  • 6. ■ Phylum Cnidaria Na maioria são animais aquáticos marinhos, mas também existem formas de água doce. Têm simetria radial. Apresentam duas formas: pólipo e medusa. Possuem células características, os cnidócitos. A digestão é primeiramente extracelular e depois intracelular. A reprodução é assexuada, por gemiparidade, e sexuada.
  • 7. Phylum Platyhelminthes  Os Platelmintos, também conhecidos como vermes. O corpo destes seres é achatado.  Vivem em ambientes aquáticos, como oceanos, rios e lagos; são encontrados também em ambientes terrestres húmidos. Alguns têm vida livre, outros parasitam seres vivos, como as ténias, as planárias e os esquistossomos.  As ténias parasitam o intestino delgado do homem, causando a teníase que é uma infecção intestinal.  Esquistossomo, este parasita origina a doença Esquistossomose, que provoca diarreia, febres, cólicas, dores de cabeça, náuseas, tonturas, sonolência, emagrecimento, o aumento de volume do fígado e hemorragias.
  • 8. Phylum Nematoda  O filo Nematoda é constituído por Nematelmintos ou Nematódeos, também conhecidos como vermes cilíndricos. Vivem em todos os tipos de ambiente: em água doce ou salgada, em terra ou no interior do corpo de animais e plantas, parasitando-os. Os mais conhecidos são as lombrigas.  As lombrigas são os principais parasitas deste filo, a infestação por Ascaris lumbricoides (lombrigas) é muito comum em zonas de más condições sanitárias e onde as fezes humanas são usadas como fertilizantes. Um ser vivo infectado com lombrigas tem sintomas como incontinência nocturna, pesadelos, insónias, anorexia, perda de peso, febre, etc.
  • 9. Phylum Mollusca  Os moluscos constituem um grande filo de animais invertebrados, marinhos, de água doce e salgada ou terrestres, que compreende seres vivos como os caramujos, as ostras, os polvos e as lulas.  Estes animais têm um corpo mole e não-segmentado, muitas vezes dividido em cabeça (com os órgãos dos sentidos), um pé muscular e um manto que protege uma parte do corpo e que muitas vezes é secreta, como uma concha.  Possuem um sistema digestivo completo (da boca ao ânus).  O sistema circulatório é aberto.  Os moluscos também possuem uma grande importância nas cadeias alimentares, sendo detritívoros, consumidores de microrganismos, predadores de grandes presas (peixes, vermes...) e herbívoros (alimentando-se assim de algas e outras plantas). Concha, que protege o ser vivo Concha calcária
  • 10. O filo Mollusca divide-se em 3 grandes corpos:  Bivalves- estes animais caracterizam-se pela concha carbonatada formada por 2 válvulas. Esta concha protege o molusco. Exemplos: ameijoa e conquilha.  Gastrópodes- este grupo engloba todos os caracóis e lesmas terrestres e ainda grande número de formas marinhas e de água doce. Este grupo de espécies são os mais bem sucessedidos do seu filo.  Cefalópodes- constituído pela classe dos moluscos marinhos como os polvos, as lulas, os náutilos e os chocos. Náutilos (nautilidae)- são considerados fosseis vivos. Foram muito abundantes no período Paleozóico e não sofreram evolução desde ai sendo por essa razão que tem esta designação. Existe ainda um género vivo- o Náutilo Caramujo- molusco gastrópode aquático
  • 11. Phylum Annelida  Este filo é considerado o filo com os vermes mais complexos. É composto por seres vivos que vivem em água doce ou salgada e em solo húmido. Os mais conhecidos deste grupo são as minhocas, que vivem na terra, as sanguessugas, que vivem em ambientes húmidos ou em água doce.  As sanguessugas alimentam-se do sangue das suas vitimas, embora produzam um liquido que pode ser utilizado para usos medicinais, visto que a sua acção sugadora força o sangue a circular, ajudando a manter vivas as células.
  • 12. Phylum Arthropoda  Os Artrópodes são invertebrados que possuem um exosqueleto rígido, e vários pares de apêndices articulados, cujo número varia de acordo com as classes.  Compõem o maior filo de animais existentes, representados por animais como os gafanhotos (insetos), as aranhas (aracnídeos), os caranguejos (crustáceos), as centopeias (quilópodes) e os piolho-de-cobra (diplópodes).  Nos insetos, os pigmentos respiratórios estão ausentes.
  • 13.  Muitos grupos de artrópodes respiram por um sistema de traqueias  O sistema circulatório dos artrópodes consiste numa bateria de corações que se dispõem ao longo do corpo e que bombeiam a hemolinfa (o "sangue"), que se encontra infiltrado nos tecidos.  Sua existência é datada nos registros fósseis desde o período Cambriano (cerca de 542 a 488 milhões de anos atrás), onde criaturas como as Trilobitas eram encontradas em abundância nos oceanos. Segundo Robert Barnes (apoiado pela soa obra- “Zoologia dos invertebrados”) a origem deste filo sustentam que os ancestrais dos artrópodes podem ter sido os anelídeos (vermes de corpo segmentado em anéis). Trilobite, era do Paleozoico Câmbrico Anelídeo-Verme de corpo segmentado de anéis
  • 14. Phylum Equinodermata O habitat dos equinodermes é o marinho. As suas principais características são a presença de Aparelho Ambulacrário, endosqueleto de natureza calcária e existência de espinhos. A sua fecundação é externa tal como o sistema excretor funciona por difusão direta para a água.
  • 15. Phylum Chordata O habitat dos Cordados tanto pode ser terrestre como aquático (de água doce ou em ambientes marinhos). Possuem um endosqueleto ósseo/cartilagíneo . As suas principais características são a presença de cauda presente ou vestigial, tubo nervoso com posição dorsal, notocórdio (nos vertebrados é substituído pela coluna vertebral antes do estado adulto) e fendas branquiais. A fecundação pode ser externa ou interna. Apresentam brânquias, pulmões e pele.
  • 17. Bibliografia • • • • • • • • • • • • • http://www.infoescola.com/biologia/nematelmintos-nematoda/ http://reinoanimal.info/mos/view/Principais_filos_animais_e_classifica%C3%A7%C3%A3o/ http://www.todabiologia.com/zoologia/platelmintos.htm http://www.todabiologia.com/doencas/esquistossomose.htm http://www.infoescola.com/biologia/platelmintos-platyhelminthes/ http://www.todabiologia.com/zoologia/nematelmintos.htm http://farmaceutico.planetaclix.pt/bichas.htm Fundamentos da Biologia moderna : volume único/José Mariano Amabis, Gilberto Rodrigues Martho. 4.ed.- São Paulo :Moderna,2006. Páginas 399,400,401,402,403 Barnes, Robert D. Zoologia dos Invertebrados,Editora Rocca São Paulo-SP 1984. Zoologia dos invertebrados/ Ruppert, Edward E.; Barnes, Robert D.: | tradução Paulo M. Oliveira. 6° ed. São Paulo: Editora Roca, 1996. http://pt.wikipedia.org/wiki/Anel%C3%ADdeo Athropods, no artigo "Arthropod na Enciclopédia Britânica". Acessado em 6 de Janeiro de 2012 (em inglês) ↑ a b Madeira, Alda Maria Backx Noronha “Introdução ao estudo dos artrópodes” notas do curso BMP-0222 – Introdução à Parasitologia Veterinária no site do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, Brasil acessado a 2 de julho de 2009