Revolução francesa

36 visualizações

Publicada em

Revolução francesa

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Revolução francesa

  1. 1. A liberdade guiando o povo, Eugene Délacrois
  2. 2. Liberdade Igualdade Fraternidade
  3. 3. CAUSAS: • Absolutismo exacerbado - ausência de democracia. • Sociedade Estamental - privilégio de nascimento e desigualdades, era composta pelo 1º Estado, o clero. 2º Estado, a nobreza e o 3º Estado o restante da população- alta burguesia, baixa burguesia, sans- culotte, camponeses.
  4. 4. • Crise econômica: a França devia o dobro da moeda corrente no país. As secas, inundações fizeram aumentar os preços dos alimentos. E a indústria ia mal devido o Tratado de Eden-Rayneval firmado com a Inglaterra em 1786 - a França exportava vinhos para a Inglaterra. E a Inglaterra exportava tecidos para a França. Matando assim a indústria francesa.
  5. 5. 97% 2% 1% 1º ESTADO: CLERO 2º ESTADO: NOBREZA 3º ESTADO: BURGUESIA + CAMPONESES + SANS CULOTES
  6. 6. • Gastos exagerados com a Corte – Palácio de Versalhes. • Somente o 3º Estado pagava impostos. • Participação francesa na Independência Norte- americana. • Idéias Iluministas. • Antigo Regime era incapaz de resolver os problemas do país, era chegada a hora do Capitalismo.
  7. 7. DESENVOLVIMENTO: • Primeira fase da Revolução — Revolução Burguesa: Luís XVI apavorado com déficit orçamentário do país exigiu uma reunião dos Estados Gerais que eram os representantes dos três Estados, para tentar conscientizar os dois primeiros a pagarem impostos, mas foi em vão. Os dois primeiros se recusaram, votaram separados de forma que seus objetivos eram alcançados.
  8. 8. Sessão inaugural dos Estados Gerais, em Versalhes (1789).
  9. 9. Juramento da Pela
  10. 10. • O 3º Estado se separou e jurou só se dissolver depois de dar à França uma Constituição - era a Assembléia Nacional Constituinte. • Nesta fase, a Bastilha foi tomada pela multidão enfurecida, os nobres e clérigos começaram a emigrar e foi criada a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão: igualdade jurídica, propriedade privada resistência à opressão.
  11. 11. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão
  12. 12. • Aprovada a Constituição Civil do Clero, seus bens foram colocados à venda, tornando-se lastro da nova moeda francesa -Assignates.
  13. 13. • A Revolução se radicalizou espalhando o Grande Medo: camponeses famintos invadiam propriedades, demoliam castelos, queimavam documentos e tomavam pedaços de terra; por isso os deputados burgueses aboliram os privilégios feudais. Assalto às tulherias
  14. 14. • Em 1791 ficou pronta a Constituição. A França tornava-se uma Monarquia Constitucional e o rei continuava sendo Luís XVI: só que o voto era censitário, havia três poderes, as greves e os sindicatos eram proibidos, a propriedade privada e os privilégios agora era pela fortuna- dinheiro- Era o mundo Capitalista chegando na França. • Fome e altas de preço.
  15. 15. • Luís XVI tenta fugir do país, para organizar lá fora a Contra- Revolução, mas é reconhecido, preso e suspenso de suas atividades. • Em 1792 a França tornou-se República e a antiga assembléia foi substituída pela Convenção Nacional, que por pressão das massas foi eleita por Sufrágio Universal. Convenção Nacional era espécie de Congresso eleito- República, durou apenas 10 meses TerminavaTerminava aí a 1ª fase da Revolução.
  16. 16. • SEGUNDA FASE : predomínio de três facções políticas: • Girondinos - alta burguesia, sentava- se à direita, os Jacobinos, pequena burguesia sentava-se à esquerda e a Planície tentando neutralizar a Revolução. • Com a ajuda dos Girondinos formou-se a 1ª Coligação Européia para invadir a França e impedir o avanço da Revolução: Inglaterra, Áustria, Prússia, Holanda, Espanha, Rússia, Sardenha.
  17. 17. • As massas percebendo a traição dos Girondinos assumiram o controle da Revolução. • Era a vez dos Jacobinos no Poder. Foi o Período do Terror-1793-95: a escravidão foi abolida das colônias francesas, congelou preços de mercadorias básicas, era a Lei do Máximo, sufrágio universal, terras divididas aos camponeses, venda dos bens dos emigrados e da Igreja, aumentou os impostos dos ricos direito à educação para todos, criou novo calendário, os traidores eram guilhotinados, foram 17 mil em pouco mais de um ano , entre eles Luís XVI.
  18. 18. Marat e Danton
  19. 19. • Os Jacobinos conseguiram esmagar a Invasão Externa com a criação do Comitê de Salvação Pública e a Contra- Revolução Interna com o Comitê de Salvação Nacional. • Robespierre foi o principal líder, também acusado de tirano, foi guilhotinado pela alta burguesia que retomou a rédea da Revolução Francesa - era a Reação Termidoriana - 1794-95.
  20. 20. Reação Termidoriana
  21. 21. • TERCEIRA FASE: voltou o voto censitário, a liberdade para a indústria, o comércio e os bancos, foi o período do Diretório - 5 diretores, era um governo fraco, ameaçado novamente pelos Jacobinos - Conspiração dos Iguais de Graco Babeuf, e a França invadida pela 2ª Coligação: Espanha, Holanda, Portugal e Itália, por isso, foi substituído por Napoleão Bonaparte.
  22. 22. Graco Babeuf
  23. 23. • Era o golpe de 18 de Brumário, consolidando o poder na mão da burguesia. • Todos foram à luta mas a quem coube o gosto da vitória? É sempre assim os mais fortes são vencedores. Enfim, a França na Era Capitalista e aos pobres a mesma coisa, trabalhando duro para sobreviver.

×