O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão)




                                Quadro Analítico: Referências à...
O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão)




3.1. Concepção, planeamento e           “ Os alunos, na situaçã...
O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão)




                                                            Com...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quadro Analítico Dos Relatórios

1.428 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.428
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quadro Analítico Dos Relatórios

  1. 1. O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão) Quadro Analítico: Referências à BE nos Relatórios da Avaliação Externa Amostra: - Agrupamento de Escolas de Freixo – Ponte de Lima – 2007/2008 - Agrupamento de Escolas de Mafra – 2008/2009 Agrupamento de Escolas de Freixo Agrupamento de Escolas de Mafra Domínios Ponte Lima Referência à BE Referência à BE 1. Resultados - - 1.1. Sucesso Académico Não existe Não existe 1.2. Participação e desenvolvimento Não existe Não existe cívico Não existe Não existe 1.3. Comportamento e disciplina 1.4 Valorização e impacto das Não existe Não existe aprendizagens 2. Prestação do serviço educativo - - 2.1. Articulação e sequencialidade Não existe Não existe 2.2. Acompanhamento da prática Não existe Não existe lectiva em sala de aula 2.3. Diferenciação e apoios Não existe Não existe 2.4. Abrangência do currículo e “ A EB2,3, oferece um conjunto de outras Não existe valorização dos saberes e da actividades e projectos de enriquecimento aprendizagem curricular que os alunos consideram motivadoras, designadamente através de clubes, da Biblioteca/Centro de Recursos Educativos” 3. Organização e Gestão Escolar - - A Formanda Francisca Monteiro
  2. 2. O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão) 3.1. Concepção, planeamento e “ Os alunos, na situação de falta do Não existe desenvolvimento da actividade professor, tem orientações para se dirigirem à Biblioteca” 3.2. Gestão dos recursos humanos “ Relativamente ao pessoal auxiliar da Não existe escola sede, o número de elementos é considerado insuficiente, o que inviabiliza, por exemplo o funcionamento da Biblioteca a tempo integral”. 3.3. Gestão dos recursos materiais e “ Ao nível geral do agrupamento, a par de “ Dispõe de boas instalações (…) uma financeiros unidades educativas bem equipadas e com biblioteca, integrada na Rede de Bibliotecas bibliotecas, existem outras com Escolares” e uma sala de informática” insuficiência de espaços.” 3.4. Participação dos pais e outros Não existe Não existe elementos da comunidade educativa 3.5. Equidade e justiça Não existe Não existe 4. Liderança - - 4.1. Visão e estratégia Não existe Não existe 4.2. Motivação e empenho Não existe Não existe 4.3. Abertura à inovação Não existe “ A BE/CRE tem desenvolvido algumas actividades de consolidação de identidade do agrupamento entre as quais um projecto de escrita que envolve todos os níveis de educação e de ensino.” 4.4. Parceria, protocolos e projectos Não existe “ O agrupamento participa em vários projectos de âmbito nacional(…) RBE, com resultados conducentes ao aumento do sucesso escolar dos alunos.” 5. Capacidade de Auto – Regulação - - e melhoria da escola 5.1. Auto – Avaliação Não existe Não existe 5.2. Sustentabilidade do Progresso Não existe Não existe A Formanda Francisca Monteiro
  3. 3. O MAA – Metodologias de Operacionalização ( Conclusão) Comentário Da leitura, a vários relatórios disponíveis pela Formação, e mais concretamente da análise feita aos dois relatórios da amostra seleccionada verifica-se que: - As referências à BE são poucas; - A BE é mencionada, nos dois relatórios, na Gestão de Recursos Materiais e Financeiros, como um recurso e local bem equipado; - No agrupamento de Escolas de Mafra ( relatório mais recente) encontramos referências à BE, na Prestação de Serviço Educativo, Abertura à Inovação e Parcerias e Protocolos. Aqui a biblioteca já é relacionada com o enriquecimento curricular dos alunos, são referidos projectos e actividades que conduzem ao sucesso escolar, no entanto a BE ainda não representa um papel fundamental no processo de ensino/aprendizagem, estando ao mesmo nível dos clubes; - A BE é pouco valorizada pela IGE, não havendo referência ao papel do PB. Não há referências ao MAA da BE, caso alguma escola o tenha aplicado; - Ainda há um longo caminho a percorrer para que as BEs consigam atingir visibilidade e passem a ser encaradas como elemento essencial para o sucesso escolar dos alunos, não só por parte das escolas, mas também por parte das equipas de inspecção. A Formanda Francisca Monteiro

×