Comentario Critico

1.407 visualizações

Publicada em

O MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES
METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO)

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.407
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comentario Critico

  1. 1. O MODELO DE AUTO - AVALIAÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES: METODOLOGIAS DE OPERACIONALIZAÇÃO (CONCLUSÃO) Helena Silva, Dezembro 2009 Seleccionei, aleatoriamente, os Relatórios da Avaliação Externa do Agrupamento de Escolas de Maceira, do Agrupamento de Escolas André Soares de Braga e do Agrupamento de Rio De Mouro Padre Alberto Neto, tendo procedido à sua análise através do levantamento das referências das BE, nos referidos relatórios. Verifiquei que as referências à Biblioteca Escolar não são muito detalhadas, tal como o comprova o quadro, a seguir apresentado. IGE Agrupamento de Escolas de Agrupamento de Escolas Agrupamento de Escolas de Maceira André Soares Rio de Mouro Padre Alberto Neto II Caracterização da unidade de gestão III Conclusão da avaliação por domínio 1.Resultados 2. Prestação do serviço educativo. 3. Organização e gestão escolar 4. Liderança “O empenhamento dos responsáveis do agrupamento e de diferentes estruturas na melhoria do serviço educativo, (…) conduzem a orientações que norteiam, claramente, a acção das equipas docentes, designadamente no âmbito da ocupação dos tempos escolares dos alunos, da articulação curricular, da definição de metas de sucesso escolar e das medidas conducentes à consistência do processo de avaliação das aprendizagens. 5. Capacidade de auto- regulação e melhoria da escola. IV Avaliação por factor 1.Resultados 1.1 Sucesso académico “Os dados disponíveis evidenciam um tendência de
  2. 2. melhoria global dos resultados académicos…” 1.2 Participação e desenvolvimento cívico 1.3 Comportamento e disciplina 1.4 Valorização e impacto das “O Agrupamento tem uma aprendizagens política de valorização dos sucessos individuais das crianças/alunos, traduzida no reconhecimento do mérito académico(…) e no estímulo permanente à aprendizagem, nomeadamente através de prémios relativos a concursos ligados à promoção da Língua Portuguesa ( por Exemplo: Top Leitor”” 2.Prestação de serviço educativo 2.1 Articulação e sequencialidade 2.2 Acompanhamento da “Com o objectivo de prática lectiva em sala de aula enriquecer os desempenhos profissionais(…)software de Gestão Bibliográfica, Equipa da Biblioteca Escolar (…) Formação de Professores para desenvolvimento dae Bibliotecas Escolares, 1 professor” 2.3 Diferenciação e apoios 2.4 Abrangência currículo e “ O Agrupamento programa e “Neste âmbito, a Biblioteca valorização dos saberes e da desenvolve(…) múltiplas evidencia, também, um aprendizagem. actividades de natureza grande dinamismo, tanto no cultural e artística, de que se desenvolvimento das destacam(…) «O Projecto ler actividades do Plano nacional consigo»” de Leitura como no desencadear de outras iniciativas, nomeadamente narrativa aberta e leitura da nossa terra”. 3.Organização e gestão escolar 3.1 Concepção, planeamento e desenvolvimento da actividade
  3. 3. 3.2 Gestão dos recursos humanos 3.3 Gestão dos recursos “ O acesso das diferentes “A Biblioteca/ Centro de materiais e financeiros unidades a recursos Recursos da escola sede didácticos é promovido, por funciona num espaço exemplo, através da demasiado reduzido, mas itinerância de pequenas encontra-se bem equipada e bibliotecas e da ida de organizada.” escritores às escolas do 1º ciclo, bem como de visitas orientadas das crianças/alunos à Escola- Sede( por exemplo(…) Bibliotecas Escolar) 3.4 Participação dos pais e outros elementos da comunidade 3.5 Equidade e justiça 4.Liderança 4.1 Visão estratégica 4.2 Motivação e empenho 4.3 Abertura à inovação 4.4 Parcerias, protocolos e “Os projectos nacionais “O agrupamento participa em projectos promovidos no Agrupamento projectos nacionais, tais como (…) a rede Nacional das a Rede Nacional de Bibliotecas Escolares” Bibliotecas Escolares…” 5. Capacidade de auto-regulação e melhoria da escola 5.1 Auto-avaliação 5.2 Sustentabilidade V Considerações finais A leitura do quadro permite concluir que não há uma referência específica do trabalho e do impacto efectivo da Biblioteca Escolar nesses estabelecimentos de ensino, uma vez que a avaliação externa das escolas não transmite claramente o papel desempenhado pela BE nas aprendizagens dos alunos. Contudo, em qualquer dos relatórios a Biblioteca Escolar não fica esquecida, colocando a tónica sobretudo na prestação do serviço educativo, na gestão de recursos materiais e financeiros e nas parecerias, protocolos e projectos, incluídos no campo IV. Embora no Agrupamento de Escolas de Maceira não seja feita uma referência específica à Biblioteca Escolar, a sua dinâmica pode-se sentir na transversalidade com que o Projecto Educativo é desenvolvido ao
  4. 4. nível das diferentes estruturas / valências. Tal acontece fruto de uma visão estratégica do Agrupamento, em cujo Projecto Educativo, a BE/CRE se constitui como uma estrutura transversal de articulação entre e inter- ciclos. Assim, a naturalidade com que se processa esta articulação perfeitamente integrada no contexto educativo, não transparece como sector específico, diluindo-se na dinâmica educativa. Acresce-se que o domínio prioritário que tem sido desenvolvido no Plano de Actividades da Biblioteca é “Leituras e Literacias”, que se reflectiu na implementação de alguns projectos referenciados no Relatório de Escolas de Maceira. É importante não deixar no esquecimento o papel da BE ao nível da auto-avaliação da escola, para o qual deve contribuir a implementação do Modelo de Autoavaliação da BE, proposto pela RBE, pois é claro que a biblioteca tem contribuído visivelmente para uma melhoria do processo de ensino/aprendizagem e dos resultados académicos dos alunos, objectivo primordial de todo o trabalho de autoavaliação externa das escolas desenvolvido pelo IGE. Helena Silva, Dezembro 2009

×