SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Andebol Conteúdos técnico-tácticos Individuais e colectivos Nível Introdução
Andebol A aprendizagem dos «fundamentos» dos jogos de « invasão», em que se agarra e dribla a bola,  Basquetebol  e  Andebol , deve ser assegurada na prática de “jogos infantis" ou em formas de jogo de preparação («jogos pré-desportivos»), preparando as bases de aptidão individual necessária a uma prática do «jogo formal» vocacionada para o aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e do próprio aluno.
Nível Introdução ,[object Object],[object Object],[object Object]
Técnica Individual ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Pega da Bola Com  duas mãos  é a forma mais segura de efectuar o contacto com a bola, no entanto a pega a uma mão é a mais utilizada.
Pega da Bola ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Passe O passe tem como objectivo colocar a bola num colega de equipa.  O mais utilizado é o de ombro, sendo com ele que se deve iniciar o ensino do passe.  O jogador que executa o passe é responsável pela chegada da bola ao seu destinatário.
Passe de Ombro ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Passe de Ombro ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Recepção Gesto técnico que permite ao jogador ficar de posse da bola após um passe de um colega .  Objectivo é   amortecer e agarrar a bola com segurança. Recepção Alta;  Média; Baixa.
Recepção ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Recepção ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Remate É o gesto técnico que culmina todo o processo ofensivo. O objectivo é introduzir a bola na baliza adversária – marcar golo.
Remate ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Remate ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Remate em Salto Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
Remate em Salto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Remate em Salto ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ataque ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Ataque ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Posição Base Ofensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções ofensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos.  A posição base ofensiva é adoptada assim que o jogador ganha a posse de bola e inicia o processo ofensivo.
Posição Base ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Posição Base ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Desmarcação Tem como objectivo abrir uma linha de passe, entre si e o companheiro com bola (“quebra do alinhamento”)  Critério de Êxito O aluno sem posse de bola desloca-se no espaço com o objectivo de a  receber.
Ocupação Equilibrada do espaço Tem como objectivo evitar a aglomeração do espaço de jogo (manter o alinhamento). Critério de Êxito Após iniciativa de uma acção atacante sem sucesso (por ex. desmarcação), o aluno deve recuperar de imediato o alinhamento, permitindo a continuidade ao ataque.
Combinação simples ,[object Object],[object Object]
“ Passe e Vai” É uma acção entre dois jogadores. Critério de Êxito Após passe, o aluno desloca-se em direcção à baliza, tentando abrir uma linha de passe ofensiva criando uma situação de superioridade numérica com o objectivo de finalização.
“ Ataque em Ferradura ou Trapézio” ,[object Object],[object Object],[object Object]
“ Ataque em Ferradura ou Trapézio” ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Defesa ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Defesa ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Posição Base Defensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções defensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos.  A posição base defensiva é adoptada assim que um jogador perde a posse de bola e inicia o processo defensivo.
Posição Base Defensiva A atitude base defensiva permite entrar em acção com a rapidez que as circunstâncias o exijam.
Posição Base ,[object Object],[object Object],[object Object]
Posição Base ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Acompanhamento defensivo ,[object Object],[object Object],[object Object]
Intercepção ,[object Object],[object Object]
Sistema Defensivo Defesa Individual Cada jogador defende um atacante específico, sendo por ele responsável durante todo o tempo em que a outra equipa tiver a posse da bola Critério de Êxito: Aplica as acções defensivas mais adequadas às situações.
Guarda-Redes ,[object Object]
Fim Fim Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
 
Andebol avancado
Andebol  avancadoAndebol  avancado
Andebol avancado
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
 
Ginástica de Solo
Ginástica de SoloGinástica de Solo
Ginástica de Solo
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Ginástica
GinásticaGinástica
Ginástica
 
Ginastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFACGinastica de Solo - UFAC
Ginastica de Solo - UFAC
 
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - AconsaTrabalho sobre Badminton - Aconsa
Trabalho sobre Badminton - Aconsa
 
Educação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobáticaEducação fisica ginástica acrobática
Educação fisica ginástica acrobática
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Andebol.ppt
Andebol.pptAndebol.ppt
Andebol.ppt
 
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
Badminton gestos técnicos, história, sinais de arbitragem etc...
 
Voleibol
Voleibol Voleibol
Voleibol
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
O Voleibol
O VoleibolO Voleibol
O Voleibol
 
Salto aparelhos
Salto aparelhosSalto aparelhos
Salto aparelhos
 

Semelhante a Andebol - Nível Introdução

Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
caduroots
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
williamwmo
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
evandrolhp
 
Etapas no ensino
Etapas no ensinoEtapas no ensino
Etapas no ensino
Nuno Coelho
 

Semelhante a Andebol - Nível Introdução (20)

Andebol introducao
Andebol introducaoAndebol introducao
Andebol introducao
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Ef.
Ef.Ef.
Ef.
 
Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
 
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdfElementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdfBASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
 
Apostila de handebol
Apostila de handebolApostila de handebol
Apostila de handebol
 
Fundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.pptFundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.ppt
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicionalAula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
 
Fundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebolFundamentos tecnicos do basquetebol
Fundamentos tecnicos do basquetebol
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
 
Fundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 aFundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 a
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Etapas no ensino
Etapas no ensinoEtapas no ensino
Etapas no ensino
 

Mais de Maria João Vasconcelos

Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Maria João Vasconcelos
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Maria João Vasconcelos
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Maria João Vasconcelos
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Maria João Vasconcelos
 

Mais de Maria João Vasconcelos (20)

Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo Futsal_1ªfase.pdf
 
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdfAbordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
Abordagem ao Jogo em 5 Abertos_1ªfase.pdf
 
Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3Transição defesa/ataque no jogo de 3
Transição defesa/ataque no jogo de 3
 
Bachata
BachataBachata
Bachata
 
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionaisSebenta modulo 16. cursos profissionais
Sebenta modulo 16. cursos profissionais
 
Rfe tenis gi
Rfe tenis giRfe tenis gi
Rfe tenis gi
 
Manual hoquei
Manual hoqueiManual hoquei
Manual hoquei
 
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessorAtletismo dossic3aa-do-prodessor
Atletismo dossic3aa-do-prodessor
 
Manual ensino basico
Manual ensino basicoManual ensino basico
Manual ensino basico
 
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
Sebenta.módulo13.e.física.profissional.2014.2015
 
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Barra fixa - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de AparelhosTrave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
Trave - Esquemas de Ginástica de Aparelhos
 
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UPDoping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
Doping no Desporto - Ivânia Monteiro - UP
 
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissionalSebenta.módulo15.e.física.profissional
Sebenta.módulo15.e.física.profissional
 
Plano de prevenção corrupção ipdj
Plano de prevenção corrupção   ipdjPlano de prevenção corrupção   ipdj
Plano de prevenção corrupção ipdj
 
Uma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do dopingUma visão mais próxima do doping
Uma visão mais próxima do doping
 
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
Manual tecnico da_iaaf_-_portugues-4823
 
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012Fadeup   pré-requisitos - regulamento - 2012
Fadeup pré-requisitos - regulamento - 2012
 
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
Pré requisitos - Deliberação n.º 202/2012
 
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
Alteração regulamenttos atletismo iaaf 2010.2011
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 

Andebol - Nível Introdução

  • 1. Andebol Conteúdos técnico-tácticos Individuais e colectivos Nível Introdução
  • 2. Andebol A aprendizagem dos «fundamentos» dos jogos de « invasão», em que se agarra e dribla a bola, Basquetebol e Andebol , deve ser assegurada na prática de “jogos infantis" ou em formas de jogo de preparação («jogos pré-desportivos»), preparando as bases de aptidão individual necessária a uma prática do «jogo formal» vocacionada para o aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e do próprio aluno.
  • 3.
  • 4.
  • 5. Pega da Bola Com duas mãos é a forma mais segura de efectuar o contacto com a bola, no entanto a pega a uma mão é a mais utilizada.
  • 6.
  • 7. Passe O passe tem como objectivo colocar a bola num colega de equipa. O mais utilizado é o de ombro, sendo com ele que se deve iniciar o ensino do passe. O jogador que executa o passe é responsável pela chegada da bola ao seu destinatário.
  • 8.
  • 9.
  • 10. Recepção Gesto técnico que permite ao jogador ficar de posse da bola após um passe de um colega . Objectivo é amortecer e agarrar a bola com segurança. Recepção Alta; Média; Baixa.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Remate É o gesto técnico que culmina todo o processo ofensivo. O objectivo é introduzir a bola na baliza adversária – marcar golo.
  • 14.
  • 15.
  • 16. Remate em Salto Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21. Posição Base Ofensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções ofensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base ofensiva é adoptada assim que o jogador ganha a posse de bola e inicia o processo ofensivo.
  • 22.
  • 23.
  • 24. Desmarcação Tem como objectivo abrir uma linha de passe, entre si e o companheiro com bola (“quebra do alinhamento”) Critério de Êxito O aluno sem posse de bola desloca-se no espaço com o objectivo de a receber.
  • 25. Ocupação Equilibrada do espaço Tem como objectivo evitar a aglomeração do espaço de jogo (manter o alinhamento). Critério de Êxito Após iniciativa de uma acção atacante sem sucesso (por ex. desmarcação), o aluno deve recuperar de imediato o alinhamento, permitindo a continuidade ao ataque.
  • 26.
  • 27. “ Passe e Vai” É uma acção entre dois jogadores. Critério de Êxito Após passe, o aluno desloca-se em direcção à baliza, tentando abrir uma linha de passe ofensiva criando uma situação de superioridade numérica com o objectivo de finalização.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32. Posição Base Defensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções defensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base defensiva é adoptada assim que um jogador perde a posse de bola e inicia o processo defensivo.
  • 33. Posição Base Defensiva A atitude base defensiva permite entrar em acção com a rapidez que as circunstâncias o exijam.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. Sistema Defensivo Defesa Individual Cada jogador defende um atacante específico, sendo por ele responsável durante todo o tempo em que a outra equipa tiver a posse da bola Critério de Êxito: Aplica as acções defensivas mais adequadas às situações.
  • 39.
  • 40. Fim Fim Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Notas do Editor

  1. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir' . Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações
  2. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir' . Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações