12 sistema endócrino

1.080 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.080
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12 sistema endócrino

  1. 1. O SISTEMA ENDÓCRINO  É responsável – juntamente com o sistema nervoso – pela coordenação das funções do ser humano.  A coordenação das funções, atividades, crescimento, regeneração e até dos padrões comportamentais é feita por hormônios, substâncias químicas lançadas no sangue estimulando os órgãos de acordo com a necessidade.  O hipotálamo (região nervosa na base do encéfalo responsável pela ligação entre os sistemas nervoso e endócrino) ele controla diretamente a hipófise, que regula a produção de hormônios nas demais glândulas. AS GLÂNDULAS HUMANAS  As glândulas do nosso organismo se classificam em três tipos: exócrinas (de secreção externa): lançam as secreções para fora do organismo, ou para “dentro” do sistema digestório (glândulas sudoríparas, sebáceas, lacrimais, salivares, mamárias, do estômago e dos intestinos). endócrinas (de secreção interna): lançam os hormônios diretamente no sangue (hipófise, tireóide, paratireóides, supra-renais, timo, testículos e ovários). mistas: produz algumas secreções externas (eliminadas por meio de canais) e internas (lançadas no sangue). Ex.: pâncreas. ALGUMAS GLÂNDULAS  Hipófise: localizada na base do cérebro, acima do “céu da boca”, e tem tamanho aproximado de um grão de feijão. Denominada glândula mestra, produz vários hormônios diferentes, como regular o crescimento do corpo e ainda: Em mulheres: influenciam o amadurecimento dos óvulos e o funcionamento das glândulas mamárias durante a gravidez; Em homens: interferem na formação dos espermatozoides; Em crianças: a insuficiência produz o nanismo e o excesso, o gigantismo.  Tireóide: situada no pescoço, atua no metabolismo, na manutenção do peso e do calor corporal, no crescimento e ritmo cardíaco. Produz os hormônios tiroxina e calcitonina. Seu mau funcionamento causa: Hipertireoidismo Hipotireoidismo Causa: atividade excessiva (aumento de tiroxina) Causa: baixa atividade da tireóide Conseqüência: intensificação do metabolismo. Conseqüência: diminuição do metabolismo. Sintomas: a pessoa torna-se magra, nervosa, apresenta perturbações ao dormir, os olhos tornam-se esbugalhados. Sintomas: tendência à obesidade, cansaço, baixo desempenho físico e sexual, pele grossa, etc. Em crianças pode provocar retardamento físico e mental. O bócio ou “papeira” (inchaço no pescoço) é um sinal de que a tireóide não está funcionando bem, sendo observado tanto no hipertireoidismo quanto no hipotireoidismo. A legislação brasileira determina às indústrias de refino de sal a obrigatoriedade de adição de iodo ao sal de cozinha. Esta é uma das formas de se evitar distúrbios na tireoide.
  2. 2.  Paratireóides: Menores glândulas do corpo, em número de quatro e com tamanho aproximado de um grão de ervilha, localizadas sobre a tireoide. Elas produzem um hormônio que controla a concentração de cálcio no sangue. A diminuição desse hormônio ocasiona menor quantidade de cálcio no sangue, fazendo com que os músculos se contraiam violentamente. O aumento na produção faz com que parte do cálcio dos ossos se transfira para o sangue. Isso enfraquece os ossos, tornando-os quebradiços; causa lesões renais e desequilíbrios no organismo, podendo levar à morte.  Pâncreas: glândula mista e alongada, situada entre o estômago e o duodeno. Produz a insulina, hormônio que controla a taxa de glicose (açúcar), no sangue. Se não houver produção satisfatória de insulina, a glicose não entra nas células e acumula-se no sangue, caracterizando a doença conhecida como diabetes, cujos sintomas são: Urinar muitas vezes ao dia e em grandes quantidades; Sede exagerada e, às vezes, muita fome; Emagrecimento sem explicação; Desânimo, fraqueza e cansaço; Cicatrização difícil de ferimentos; Visão turva; Diminuição do desempenho sexual.  Supra-renais: Situam-se acima dos rins e produzem a adrenalina – hormônio que estimula o funcionamento do sistema nervoso. Fabricam outros hormônios como os corticosteróides. O mais importante deles é a hidrocortisona, que controla a assimilação do sódio e do potássio no organismo e a reserva de glicogênio no fígado, além de defender o organismo de intoxicações.  Testículos: Glândulas reprodutoras masculinas que produzem espermatozóides e a testosterona – hormônio responsável pelo aparecimento dos caracteres sexuais secundários.  Ovários: Glândulas reprodutoras femininas que produzem óvulos e os hormônios estrogênio (responsável pelo surgimento dos caracteres sexuais secundários) e progesterona (que atua sobre o útero, preparando-o para receber o embrião,caso tenha ocorrido a fecundação).  Timo: Situada sobre a traquéia, entre os pulmões, essa glândula age na defesa do organismo do recém- nascido, evitando infecções. Na idade adulta o timo regride, isto é, diminui de tamanho, pois tem suas funções consideravelmente reduzidas, uma vez que o corpo adquire maior resistência às doenças. Uma emoção forte (susto, medo, etc), provoca um aumento de produção de adrenalina que, lançada no sangue, faz a pressão arterial aumentar, os músculos tremerem, o coração bater com mais intensidade. Por isso, a adrenalina é conhecida como o “hormônio das situações de emergência”.

×