AS DEFESAS DO ORGANISMO
 Tem por função defender pelos um organismo de invasores externos, como bactérias, vírus ou paras...
Anticorpo
Região de
ligação com
o leucócito
Regiões de ligação com o antígeno
♦ Resposta inflamatória: É desencadeada por ...
Llinfócitos T8 específicos para cada antígeno se maturam em linfócitos citotóxicos.
 Intestino e brônquios: contêm uma c...
Esquema da Hematopoese, processo de formação, desenvolvimento e maturação dos elementos figurados do sangue (eritrócitos, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

10 imunidade

387 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
387
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10 imunidade

  1. 1. AS DEFESAS DO ORGANISMO  Tem por função defender pelos um organismo de invasores externos, como bactérias, vírus ou parasita.  Existem dois tipos de mecanismos de defesa: O sistema inato (ou não específico), com pele, músculos, acidez gástrica, células fagocitárias, lágrimas etc. e; O sistema imunitário adaptativo, com ação direcionada de linfócitos e sua produção de anticorpos específicos. O SISTEMA INATO  Responde sempre da mesma forma, independente do agente invasor: Barreiras mecânicas: ♦ Físicas:  Pele: Principal barreira: células mortas ricas em queratina, dificulta invasões: • Secreções das glândulas sebácea e sudorípara: ligeiramente ácidas e gordurosas, criam um microambiente cutâneo hostil ao crescimento excessivo de bactérias.  Ácido gástrico estomacal: poucas espécies são capazes de resistir ao baixo pH e enzimas destruidoras que existem no estômago.  Saliva e lágrimas: Contêm enzimas bactericidas, que corroem a parede celular das bactérias.  No intestino, as bactérias da microbiota normal competem c/ as patógenas (nutrientes, locais de fixação...), diminuindo as chances de estes últimos se multiplicarem em número suficiente para causar uma doença. • O alto consumo de antibióticos pode levar à diminuição da microbiota benigna normal do intestino e, com cessação do tratamento, espécies perigosas podem multiplicar-se sem competição, causando doenças.  Muco: é outra defesa, revestindo as mucosas. Ele sequestra e inibe a mobilidade dos corpos invasores, sendo a sua composição hostil para muitos microorganismos. Além disso, contém anticorpos; ♦ Fagócitos: capacidade de estender porções celulares (pseudópodes) direcionais, englobando partículas ou microorganismos estranhos, p/ digeri-los. Podem ser: Neutrófilos, Basófilos, Macrófagos, Mastócitos, ou Eosinófilos. ♦ Sistema complemento: grupo de proteínas produzidas pelo fígado, presentes no sangue. Elas reconhecem e ligam-se a algumas moléculas presentes em bactérias (ou são activados por anticorpos ligados a bactérias). Então inserem-se na membrana celular do invasor e criam um poro, pelo qual entra água excessiva, levando ao rebentamento da célula.
  2. 2. Anticorpo Região de ligação com o leucócito Regiões de ligação com o antígeno ♦ Resposta inflamatória: É desencadeada por fatores libertados pelas células danificadas, produzem vasodilatação local (rubor e tumor), e atraem os fagócitos, que fagocitam invasores. O SISTEMA IMUNITÁRIO ADAPTATIVO OU ESPECÍFICO  Possui células com capacidade de distinguirem proteínas produzidas por células do próprio organismo das produzidas por invasores (ou por células humanas sob o controle de vírus). Esta distinção é feita através de receptores (anticorpos presos à membrana celular). Células plasmáticas derivadas de linfócitos B fabricam anticorpos, que agem de diversas formas: ♦ Neutralizam o invasor directamente (cobrindo a superfície); ♦ Atraem fagócitos (que reconhecem e são estimulados por eles); ♦ Ativam o sistema complemento de forma a lisa-las (arrebentá-las); ♦ Estimulam as células citotóxicas (assassinas) a destruirem as células identificadas por ele. OS ÓRGÃOS LINFÓIDES  Medula óssea: local onde se situam as células estaminais, que dão origem a todas as células do sistema imune e ainda das plaquetas e eritrócitos. É ainda o local de maturação de todas estas células, com exceção dos linfócitos T.  Timo: local de maturação dos linfócitos T.  Baço: Armazena as Hemácias; Destrói as hemácias velhas, alteradas, ou parasitadas; Coloca linfócitos B e linfócitos T em contato com os antígenos e; Filtra o sangue e retém microrganismo e outros corpos estranhos a serem fagocitados.  Fígado: atua no sistema complemento, armazena fagócitos e controla invasões intestinais (filtra todo o sangue proveniente do intestino, pela veia porta).  Gânglios linfáticos: pequenos órgãos com forma de feijões, situados em todo o corpo. Contém diversos linfócitos e são os locais de recolha de antígenos (filtração) da linfa. Aí se organizam e controlam as defesas e formam folículos linfóides, nos quais: Células de Langerhans e fagócitos (apresentadoras de antígenos) afluem aos gânglios p/ apresentar antígenos recolhidos (ou fagocitados) aos linfócitos. Linfócitos B c/ receptores específicos p/ os antígenos se maturam em plasmócitos produtores de anticorpos;
  3. 3. Llinfócitos T8 específicos para cada antígeno se maturam em linfócitos citotóxicos.  Intestino e brônquios: contêm uma camada com folículos linfóides, plenos de linfocitos, que reagem aos antigénios e outras reações contra eles. Controlam também a flora normal de bactérias intestinais.  Tonsilas: (amigdalas) aglomerados de tecido linfóide ao redor da faringe, controlando os invasores que entram pela boca.
  4. 4. Esquema da Hematopoese, processo de formação, desenvolvimento e maturação dos elementos figurados do sangue (eritrócitos, leucócitos e plaquetas) a partir de um precursor celular comum e indiferenciado conhecido como célula hematopoiética pluripotente, ou célula-tronco. Cores obtidas por corantes...

×