Q ki tm di novu na língua?
<ul><li>“ No Brasil, um batalhão de 15 milhões de usuários troca 500 milhões, de mensagens por dia por meio do Messenger (...
O que é Internetês? <ul><li>Nos dias de hoje é normal encontrarmos em bate-papos, jogos, conversas entre usuários, uma lin...
<ul><li>O   internetês  é um dialeto diastrático,  uma variação diastrática (distribuída em determinada camada social) ou ...
Atenção: Língua em perigo!!! <ul><li>A linguagem na Internet deve ser informal, uma vez que se trata de um bate-papo. No e...
 
<ul><li>O internetês é uma técnica que tende a crescer. Segundo a E-Consulting, o Brasil tem 25 milhões de internautas. E,...
Como lidar com o Internetês na escola <ul><li>O professor deve trabalhar o  internetês  em aula, refletindo sobre a língua...
O internetês mostra-se basicamente como um conjunto de alterações de grafia <ul><li>Toda língua possui uma regra e padrões...
<ul><li>1. Indicação de monossílabos por uma  simples letra:  </li></ul><ul><li>q  = que,  d  = de, t = te, c = se , p = p...
<ul><li>4. Nasalização indicada por UM ou UN em final de palavra: </li></ul><ul><li>naum, naun, bjaum, taum, intaum, noçau...
<ul><li>6. Várias formas para um mesmo vocábulo: </li></ul><ul><li>mto, mtu, mt, mtooo, mtoooo, muito  </li></ul><ul><li>b...
<ul><li>Substituição de palavras e expressões por símbolos ou algarismos: </li></ul><ul><li>T+,  t+  =  até mais, D+ = dem...
O uso do dicionário no ensino da língua padrão <ul><li>Os dicionários devem ser utilizados nesse contexto, principalmente ...
Dicionário de Internetês <ul><li>aki  – aqui </li></ul><ul><li>axim  – assim </li></ul><ul><li>Bj  – beiju </li></ul><ul><...
 
 
Referências <ul><li>http://www.educacaoetecnologia.org.br/?p=4761 </li></ul><ul><li>http://www.arlindo-correia.com/100602....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Q ki tm di novu na língua

1.102 visualizações

Publicada em

O uso do Internetês no ensino de Língua Portuguesa

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.102
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
400
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Q ki tm di novu na língua

  1. 1. Q ki tm di novu na língua?
  2. 2. <ul><li>“ No Brasil, um batalhão de 15 milhões de usuários troca 500 milhões, de mensagens por dia por meio do Messenger (MSN), o comunicador instantâneo da Microsoft”. </li></ul><ul><li> Silvia Marconato </li></ul>Com o advento da tecnologia todos os dias pessoas se conectam umas às outras em uma velocidade incrível. Postam e compartilham informações em segundos. Velocidade, essa é a palavra que define os hábitos no século da tecnologia digital. As coisas e pessoas se movimentam a uma velocidade nunca vista antes e tudo ao redor tende a adaptar-se a essa “velocidade da luz”.
  3. 3. O que é Internetês? <ul><li>Nos dias de hoje é normal encontrarmos em bate-papos, jogos, conversas entre usuários, uma linguagem totalmente diferente: o internetês adotado por muitos jovens. </li></ul><ul><li>O internetês é uma linguagem surgida no ambiente da internet, baseada na simplificação informal da escrita, com o objetivo principal de tornar mais ágil e rápida a comunicação, fazendo dela uma linguagem taquigráfica, fonética e visual. Abreviações, simplificações, símbolos criados por combinação de caracteres, símbolos gráficos próprios, e uma diversidade de recursos de comunicação por imagens utilizados na internet são as principais características encontradas nas mensagens que utilizam esta linguagem. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O internetês é um dialeto diastrático, uma variação diastrática (distribuída em determinada camada social) ou sociocultural, um socioleto, usado por grupo de falantes em diferentes locais, não se atendo a um limite físico-geográfico. </li></ul><ul><li>Como, aparentemente, não há um internetês falado, temos um caso peculiar de forma de uso da língua apenas por escrito [...] Temos, assim, um dialeto de escrita que reproduz elementos da fala, porque, de alguma maneira, é uma fala sem usar a voz. </li></ul><ul><li>Tadeu Rossato¹ </li></ul>1. Defensor da dissertação “Do internetês ao léxico da escrita dos jovens no Orkut” pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras. Autor do livro “Sem medo do internetês” (Editora AGE, 2009).
  5. 5. Atenção: Língua em perigo!!! <ul><li>A linguagem na Internet deve ser informal, uma vez que se trata de um bate-papo. No entanto, observando adolescentes conversando pelo computador, percebe-se que, além de palavras quase que inventadas e abreviações inusitadas, eles cometem muitos erros de ortografia por causa da rapidez com que têm de escrever para conseguir conversar com três ou mais colegas, o que aumenta as dificuldades com a norma culta. Será que isso não é prejudicial para a formação linguística dos jovens ou limita o vocabulário deles? Como lidar com essa crescente dificuldade e desinteresse pela modalidade culta da língua? </li></ul>
  6. 7. <ul><li>O internetês é uma técnica que tende a crescer. Segundo a E-Consulting, o Brasil tem 25 milhões de internautas. E, de acordo com pesquisa do Ibope/NetRating, os brasileiros ficaram, em julho do ano passado, em média, cerca de 16h e 54min conectados, ou seja, somos a população que passa mais tempo na internet no mundo. Fica claro que a web e sua linguagem são coisas cada vez mais presentes no cotidiano brasileiro. </li></ul>
  7. 8. Como lidar com o Internetês na escola <ul><li>O professor deve trabalhar o internetês em aula, refletindo sobre a língua. Desmitificar o internetês também na escola. Acredito ser essa mais uma tarefa do professor, porque mesmo os jovens confundem português com ortografia, uma ideia corrente entre a população em geral. Em geral, chamam “erro de português” a meras incorreções ortográficas. Nem erro de gramática é, gramática entendida como regras de funcionamento da língua. Até um analfabeto sabe e usa bem a gramática, sem saber nada de ortografia. Abordando o internetês pode-se entender que a língua é um organismo vivo, dinâmico, com alterações, criações e recriações. Que a língua não é algo estanque como pode nos fazer crer a gramática normativa que a trata como uma coisa morta, não considerando que é falada pelos vivos numa sociedade em constante transformação. </li></ul>
  8. 9. O internetês mostra-se basicamente como um conjunto de alterações de grafia <ul><li>Toda língua possui uma regra e padrões a serem obedecidos para que a comunicação se estabeleça. Com o internetês não é diferente. Ele baseia-se em padrões linguísticos, fonéticos e simbólicos. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>1. Indicação de monossílabos por uma simples letra: </li></ul><ul><li>q = que, d = de, t = te, c = se , p = pra, m = me. </li></ul><ul><li>2. Substituição do acento agudo pela letra h em final de palavra: </li></ul><ul><li>Eh, neh, tah , lah, bah, jah, ateh, poh, voh, feh, toh, keh, quiseh </li></ul><ul><li>3. Reprodução da fala: </li></ul><ul><li>u, ki, aki, du, di, so = sou, agente, mi, amu, nu, dexa, issu, cum, qi, meo, gent, loka </li></ul>
  10. 11. <ul><li>4. Nasalização indicada por UM ou UN em final de palavra: </li></ul><ul><li>naum, naun, bjaum, taum, intaum, noçaum, paixaum. </li></ul><ul><li>5. Sequência de consoantes representando palavra, sem uso de vogais: </li></ul><ul><li>pq = porque, cmg = comigo, gnt = gente, tbm = também, tb = também, td = tudo, qm = quem, tm = tem, bm = bem </li></ul>
  11. 12. <ul><li>6. Várias formas para um mesmo vocábulo: </li></ul><ul><li>mto, mtu, mt, mtooo, mtoooo, muito </li></ul><ul><li>bjo, bjus, bju, bjuxx, bj, beijo, beeeejo, beijos </li></ul><ul><li>td, tdu, tudu, todo, tudo </li></ul><ul><li>8.   Palavra com ausência de uma letra: </li></ul><ul><li>fla = fala, pod = pode, nunk = nunca, kra = cara, qro = quero , cmo = como, plas= pelas. </li></ul><ul><li>9.   Onomatopeias para riso e choro: </li></ul><ul><li>Hehehe, eheheh, hahaha, rsrsrs, heheh, aahuahaua, shuashuashuashua, kkkkk, </li></ul>
  12. 13. <ul><li>Substituição de palavras e expressões por símbolos ou algarismos: </li></ul><ul><li>T+, t+ = até mais, D+ = demais, 9dade = novidade, v6 = vocês, 6 = vocês </li></ul><ul><li>Transformação de expressão ou fraseologia em sigla: </li></ul><ul><li>TDB ou tdb = tudo de bom, FDS ou fds = fim de semana, RDTR = rolando de dar risada, MDDR = morrendo de dar risada </li></ul>
  13. 14. O uso do dicionário no ensino da língua padrão <ul><li>Os dicionários devem ser utilizados nesse contexto, principalmente com relação a essas novas expressões criadas e ao uso em sala de aula. Como utilizar, então, o dicionário para fazer os alunos diferenciarem essas formas de escrita, uma vez que muitos deles estão usando a escrita informal da Internet em provas e trabalhos? </li></ul>
  14. 15. Dicionário de Internetês <ul><li>aki – aqui </li></ul><ul><li>axim – assim </li></ul><ul><li>Bj – beiju </li></ul><ul><li>blz – beleza </li></ul><ul><li>d+ - demais </li></ul><ul><li>Hahaha - Gargalhada moderada </li></ul><ul><li>hj – hoje </li></ul><ul><li>Huahuahua - Gargalhada escandalosa </li></ul><ul><li>mm – mesmo </li></ul><ul><li>n ou naum – não </li></ul>
  15. 18. Referências <ul><li>http://www.educacaoetecnologia.org.br/?p=4761 </li></ul><ul><li>http://www.arlindo-correia.com/100602.html </li></ul><ul><li>http://www.educacional.com.br/entrevistas/interativa_adultos/entrevista008.asp </li></ul><ul><li>http://arrobainfoeduc.blogspot.com/2007/03/animacao-sobre-utilizacao-da-linguagem.html </li></ul><ul><li>http://linguadedoido.blogspot.com/2011/05/internetes-ou-portugues-o-analfabetismo.html </li></ul><ul><li>http://linguadedoido.blogspot.com/2008/07/dicionrio-de-internets.html </li></ul><ul><li>Imagens: </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=internet%C3%8As&um=1&hl=pt-BR&client=firefox-a&sa=N&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=np&biw=1366&bih=665&tbm=isch&tbnid=tbyxr3ksvJXAqM:&imgrefurl=http://linguadedoido.blogspot.com/2011/05/internetes-ou-portugues-o-analfabetismo.html&docid=ztAKcY1mBupOLM&imgurl=http://1.bp.blogspot.com/-rDq6S1hxI_U/TeLnh4Q4fMI/AAAAAAAAAFg/ehlgZnGcfYU/s1600/chat-8490.gif&w=500&h=365&ei=OlIdT_q0EofegQfD39TSCw&zoom=1 </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=internet%C3%8As&um=1&hl=pt-BR&client=firefox-a&sa=N&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=np&biw=1366&bih=665&tbm=isch&tbnid=279Cwywx6XBdPM:&imgrefurl=http://leandro-marcos.blogspot.com/2011/01/voce-fala-internetes.html&docid=DjvtDb88J4d6jM&imgurl=http://4.bp.blogspot.com/_iGkSl1hBGXk/TURN2kRvupI/AAAAAAAAAMM/wmVeoZ3GzH8/s1600/internetes.jpg&w=490&h=420&ei=OlIdT_q0EofegQfD39TSCw&zoom=1 </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=internet%C3%8As&um=1&hl=pt-BR&client=firefox-a&sa=N&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=np&biw=1366&bih=665&tbm=isch&tbnid=kU8DHYvg0UrJ-M:&imgrefurl=http://www.tecmundo.com.br/2467-como-esta-o-seu-internetes-conheca-a-linguagem-utilizada-no-mundo-online.htm&docid=WFGy2i8ugiRGgM&imgurl=http://ibxk.com.br/materias/2467/5953.jpg&w=540&h=367&ei=OlIdT_q0EofegQfD39TSCw&zoom=1 </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=internet%C3%8As&um=1&hl=pt-BR&client=firefox-a&sa=N&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=np&biw=1366&bih=665&tbm=isch&tbnid=vdgf9WYs7K0prM:&imgrefurl=http://tecnologias-aula.blogspot.com/2011/05/internetes-ou-portugues-o-analfabetismo.html&docid=dGfWvvDwkoDBqM&imgurl=http://1.bp.blogspot.com/-ueBg3dZQKSo/TcFOYXPAAyI/AAAAAAAAAmU/Sz9jWnMs0WE/s1600/INTERN%2525257E1.JPG&w=400&h=533&ei=OlIdT_q0EofegQfD39TSCw&zoom=1 </li></ul><ul><li>http://www.google.com.br/imgres?q=internet%C3%8As&um=1&hl=pt-BR&client=firefox-a&sa=N&rls=org.mozilla:pt-BR:official&channel=np&biw=1366&bih=665&tbm=isch&tbnid=SDBIwWO4h1rlEM:&imgrefurl=http://trecosdomarco.zip.net/arch2010-10-17_2010-10-23.html&docid=wmN_lJ1yECAxpM&imgurl=http://trecosdomarco.zip.net/images/Internetes.JPG&w=236&h=232&ei=OlIdT_q0EofegQfD39TSCw&zoom=1&iact=rc&dur=628&sig=110221825337499956534&page=1&tbnh=129&tbnw=130&start=0&ndsp=21&ved=1t:429,r:17,s:0&tx=33&ty=52 </li></ul><ul><li>http://falaweb.blogspot.com/2011/06/internetes-como-forma-de-linguagem.html </li></ul><ul><li>http://profxavier.blogspot.com/2008/03/dialeto-da-internet-invade-sala-de-aula.html </li></ul>

×