Parque Tecnológico de Marília
Prof. Dr. Elvis Fusco
fusco@univem.edu.br
Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovaç...
Sistema Local de Inovação
O sistema local de inovação é composto por entidades que
representam instituições de ensino e pe...
Breve histórico de ações do sistema local de inovação
 2000 (UNIVEM / Prefeitura Municipal de Marília / SEBRAE): Criação ...
Breve histórico de ações do sistema local de inovação
 Jun/2013 (ASSERTI): reunião com Johnny Rizzieri do Parque Tecnológ...
Marília apresenta projeto de parque tecnológico para
governador Geraldo Alckmin (27/06/2014)
Apresentação do projeto do Parque Tecnológico de Marília para o
secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnolog...
Escolas
Técnicas
Ensino
Superior
Lab. Pesquisa
Grupos de
Pesquisa
Empresas dos principais segmentos econômicos de Marília ...
O que é Parque Tecnológico?
Parques tecnológicos são empreendimentos para a promoção de
ciência, tecnologia e inovação. Sã...
Sistema Paulista de Parques Tecnológicos
O governo do Estado de São Paulo criou o Sistema Paulista de
Parques Tecnológicos...
Cidades com Parques Tecnológicos em SP
Credenciamento definitivo:
• São José dos Campos
• Sorocaba
• Ribeirão Preto
• Pira...
Objetivos do Parque Tecnológico
O Parque Tecnológico tem com objetivo oferecer às empresas que
compõem os principais segme...
No dia 30 de setembro de 2013 foi realizada reunião local com instituições,
empresas, indústrias, universidades e associaç...
Requisitos para Obtenção do Credenciamento Provisório do
Parque Tecnológico no SPTec
 Centro de inovação tecnológica, em ...
O Sistema Local de Inovação da região de Marília apresenta-se como
um cenário propício para a implantação do Parque Tecnol...
A implantação de um Parque Tecnológico em Marília pode significar
um programa de desenvolvimento urbano regional planejado...
- Decreto nº 60.286, de 25 de março de 2014 - Institui e
regulamenta o Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI) e
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parque Tecnológico de Marília

674 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre a proposta de implantação do Parque Tecnológico de Marília realizada na reunião do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (COMCITI)

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
674
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
272
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parque Tecnológico de Marília

  1. 1. Parque Tecnológico de Marília Prof. Dr. Elvis Fusco fusco@univem.edu.br Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Marília COMCITI
  2. 2. Sistema Local de Inovação O sistema local de inovação é composto por entidades que representam instituições de ensino e pesquisa, incubadora de empresas, órgãos públicos e empresas da iniciativa privada de Marília e região. Tem-se um sistema de articulação do arranjo local de inovação que atende aos requisitos do processo de sondagem para implantação do Parque Tecnológico de Marília. Instituições de Ensino e Pesquisa Indústria Regional Governo Entidades Inovação
  3. 3. Breve histórico de ações do sistema local de inovação  2000 (UNIVEM / Prefeitura Municipal de Marília / SEBRAE): Criação do Centro Incubador de Empresas de Marília - CIEM;  2006 (Governo do Estado): Criação da FATEC Marília;  2010 (UNIVEM): Criação do Centro de Inovação COMPSI;  2012 (Indústria Regional de Tecnologia da Informação): Criação da ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação), durante o evento de lançamento da entidade foi proposta a visão de criação do Parque Tecnológico de Marília;  Nov/2012 (Boa Vista Serviços): criação do Centro de Inovação BVTec em Marília no campus do UNIVEM;  Jan/2013 (Prefeitura Municipal): declara apoio à iniciativa da instalação do Parque Tecnológico em Marília;  Mar/2013 (Prefeitura Municipal | UNIVEM | ACIM | Boa Vista Serviços): reunião na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo;
  4. 4. Breve histórico de ações do sistema local de inovação  Jun/2013 (ASSERTI): reunião com Johnny Rizzieri do Parque Tecnológico de São José do Rio Preto;  Ago/2013 (Prefeitura): palestra com o consultor Daniel de Jesus sobre o Parque Tecnológico de Sorocaba;  Set/2013 (Prefeitura | Entidades Representativas): reunião com representantes setoriais da cidade de Marília e região para identificação das áreas de vocação;  Mai/2014 (Prefeitura): apresentação do projeto de lei de incentivo fiscal para câmara municipal;  Jun/2014 (Prefeitura | UNIVEM | ASSERTI): apresentação do projeto de solicitação de implantação do Parque Tecnológico de Marília à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Governo de São Paulo;  Out/2014 (Prefeitura | Câmara Municipal): aprovação da lei de criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Marília – COMCITI.
  5. 5. Marília apresenta projeto de parque tecnológico para governador Geraldo Alckmin (27/06/2014)
  6. 6. Apresentação do projeto do Parque Tecnológico de Marília para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Nelson Luiz Baeta Neves Filho. junho/2014
  7. 7. Escolas Técnicas Ensino Superior Lab. Pesquisa Grupos de Pesquisa Empresas dos principais segmentos econômicos de Marília e região Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) UNIVEM (COMPSI)SEBRAE-SP Prefeitura Municipal CIESP FIESP ACIM ASSERTI Sistema Local de Inovação
  8. 8. O que é Parque Tecnológico? Parques tecnológicos são empreendimentos para a promoção de ciência, tecnologia e inovação. São espaços que oferecem oportunidade para as empresas transformarem pesquisa em produto, aproximando os centros de conhecimento (universidades, centros de pesquisas e escolas) do setor produtivo (empresas em geral). Esses ambientes propícios para o desenvolvimento de Empresas de Base Tecnológica (EBTs) e para a difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação transformam-se em locais que estimulam a sinergia de experiências entre as empresas, tornando-as mais competitivas.
  9. 9. Sistema Paulista de Parques Tecnológicos O governo do Estado de São Paulo criou o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), que dá apoio e suporte aos parques tecnológicos, com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica, que promovam o desenvolvimento econômico do Estado. Para fazer parte do SPTec, a prefeitura ou a entidade gestora do parque tecnológico deve encaminhar um ofício à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo solicitando sua inclusão no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos.
  10. 10. Cidades com Parques Tecnológicos em SP Credenciamento definitivo: • São José dos Campos • Sorocaba • Ribeirão Preto • Piracicaba • Santos • São Carlos Credenciamento provisório: • Araçatuba • Barretos • Botucatu • Campinas • São José dos Campos • Santo André • São José do Rio Preto • São Paulo
  11. 11. Objetivos do Parque Tecnológico O Parque Tecnológico tem com objetivo oferecer às empresas que compõem os principais segmentos econômicos da região uma infraestrutura física e tecnológica e capacitação técnica para fomentar a integração, otimização, competitividade e inovação por meio de processos científicos e tecnológicos, com os seguintes objetivos específicos: • Impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico da região bem como o fortalecimento da indústria ligada às áreas de vocação; • Criar novas empresas de base tecnológica competitivas no mercado nacional e internacional; • Atrair para a região novas atividades de pesquisa, desenvolvimento e produção de bens e serviços inovadores; • Incentivar a transferência de novas empresas de base tecnológica; • Estimular a transferência de tecnologias das Instituições de Ensino para as entidades e empresas integrantes do Parque Tecnológico.
  12. 12. No dia 30 de setembro de 2013 foi realizada reunião local com instituições, empresas, indústrias, universidades e associações para a identificação da vocação e objetivos do Parque Tecnológico de Marília. Foram identificados com base em dados provenientes da Prefeitura Municipal de Marília, SEBRAE-SP, CIESP, FIESP e ASSERTI, que os principais clusters de empresas que serão beneficiadas pelo Parque Tecnológico de Marília são: • Empresas do setor de Tecnologia da Informação; • Indústrias do setor alimentício; • Indústrias do setor de metalurgia; • Indústrias do setor de eletroeletrônica; • Empresas do setor de agronegócio. Como resultado da reunião foi decidido que na primeira etapa de implantação os setores: i) metalúrgico, ii) alimentício e iii) Tecnologia da Informação irão explorar os recursos do Parque Tecnológico de Marília. Caracterização da Vocação
  13. 13. Requisitos para Obtenção do Credenciamento Provisório do Parque Tecnológico no SPTec  Centro de inovação tecnológica, em operação, já cadastrado na Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica (RPCITec);  Incubadora de empresas, em funcionamento, integrante da Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec);  Comprovação da propriedade de uma área de no mínimo 200 mil m²;  Documento manifestando apoio à implantação do parque subscrito por empresas locais, bem como centros de pesquisa e instituições de ensino e pesquisa;  Projeto básico do empreendimento contendo o esboço do projeto urbanístico e estudos prévios de viabilidade econômica, financeira e técnico-científica.
  14. 14. O Sistema Local de Inovação da região de Marília apresenta-se como um cenário propício para a implantação do Parque Tecnológico; A identificação inicial do potencial de vocação para a constituição futura do parque tecnológico é apoiada pela articulação de apoios de entidades associativas, da esfera política regional e setorial; A infraestrutura científico-tecnológica e educacional e as ações dos ambientes de inovação composto pela incubadora de empresas de base tecnológica e centros de inovação são requisitos para o projeto; Ações como a criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Marília e o projeto de lei de incentivo fiscal demonstram o apoio do poder público ao projeto do Parque Tecnológico de Marília; Considerações Finais
  15. 15. A implantação de um Parque Tecnológico em Marília pode significar um programa de desenvolvimento urbano regional planejado, baseado na inovação, na sustentabilidade social, econômica e ambiental, articulado com as vocações já demarcadas na região e voltado para a produção cientifica, tecnológica e educativa e para a disseminação do conhecimento e aumento da competividade dos arranjos locais produtivos. Deste modo, o parque tecnológico irá consagrar-se como indutor do progresso social e material da região, harmonizando o desenvolvimento regional e cumprindo seu papel de gerar renda, criar empregos e atuar como catalisador de investimentos em CT&I. Considerações Finais
  16. 16. - Decreto nº 60.286, de 25 de março de 2014 - Institui e regulamenta o Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI) e dá providências correlatas. http://www.desenvolvimento.sp.gov.br/parques-tecnologicos Mais informações

×