SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
 Contexto político:
 O que foi o tenentismo?
 Manifestações tenentistas:
 O que defendiam?
 A Revolução de 1930:
 Declínio:
 Bibliografia:
TENENTISMO
Contexto Político:
Ao final do governo de Floriano
Peixoto, a elite agrária chega ao poder,
dando início ao período em que as
oligarquias controlam o cenário político:
A República Velha- popularmente
conhecida como a República do Café
com Leite.
O que foi o tenentismo?
Conjunto dos movimentos político-militares de que
participaram amplamente oficiais de postos inferiores das
forças armadas, sobretudo tenentes, e que, eclodindo na
década de 1920 e começos da de 1930, se caracterizavam por
um descontentamento militar, a par de uma insatisfação quanto
às condições econômicas, sociais, políticas e institucionais então
vigentes no país. Os militares envolvidos nesse movimento se
mostraram favoráveis às tendências políticas republicanas
liberais.
Manifestações Tenentistas:
 1° MANIFESTAÇÃO: veio à tona com uma série de levantes militares que
ficaram marcados pelo episódio dos “18 do Forte de Copacabana”, ocorrido no
Rio de Janeiro, quando no começo de 1922, a situação tornou-se crítica com a
prisão de Hermes da Fonseca. No dia 5, transcendeu um levante militar no Rio
de Janeiro. A revolta foi logo dominada, mas um grupo de jovens oficiais do
Exército resolveu enfrentar, em plena praia de Copacabana, as forças legais.
Foram fuzilados. Eduardo Gomes e Siqueira Campos sobreviveram. O episódio
ganhou as páginas dos jornais. O governo reagiu decretando o estado de sítio,
que seria mantido até o final de 1922.
 2° MANIFESTAÇÃO: Nos dois anos seguintes, duas novas revoltas
militares, uma no Rio Grande do Sul (1923) e outra em São Paulo
(1924), mostrou que a presença dos tenentistas no cenário político
não era passageira. Após terem suas pretensões abafadas pelas
forças fiéis ao governo, esses dois grupos se juntaram para a
formação de uma guerrilha conhecida como Coluna Prestes.
Os tenentistas defendiam:
 Fim do voto de cabresto (sistema de votação baseado em
violência e fraudes que só beneficiava os coronéis);
 Formação de partidos políticos nacionais;
 Reforma no sistema educacional público do país;
 Mudança no sistema de voto aberto para secreto.
 Liberdade dos meios de comunicação;
 Atribuições restringidas do poder Executivo;
 Maior autonomia às autoridades judiciais
 Moralização dos representantes que compunham as cadeiras do
Poder Legislativo.
A Revolução de 1930:
A Revolução de 1930 foi um movimento armado, liderado
pelos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraíba,
insatisfeitos com o resultado das eleições presidenciais e que
resultou em um golpe de Estado, o Golpe de 1930. O Golpe
derrubou o então presidente da república Washington Luís em 24 de
outubro de 1930, impediu a posse do presidente eleito Júlio Prestes
e colocou fim à República Velha. Mesmo entendendo que o
movimento militar de 1930 não pode ser definido como uma
revolução, no sentido de alterar profundamente as relações sociais
existentes, admite-se que ele inaugurou uma nova fase na História
do país, abrindo espaço para profundas transformações.
Declínio:
O tempo transformou o ideal inicial do tenentismo, e o programa
político do grupo que aderiu à Revolução de 1930 passou a se caracterizar
principalmente pelo estatismo, autoritarismo e elitismo. A presença dos
tenentes como interventores foi marcante no cenário imediatamente
posterior à Revolução. No entanto, as antigas oligarquias estaduais
ofereceram resistências aos tenentes; e as várias tentativas de conciliação
acabaram falhando. Assim, nas eleições de 1933 os tenentes perderam
espaços na política nacional, mas é certo que não se pode falar sobre
mudanças políticas ocorridas a partir da década de 1920 sem se propor a
entender este movimento e o seu legado para a história política brasileira.
Bibliografia:
http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/tenentismo.htm
https://www.google.com.br/#q=tenentismo
http://www.brasilescola.com/historiab/tenentismo.htm
http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos/os-anos-
rebeldes-do-tenentismo
https://cpdoc.fgv.br/producao/dossies/AEraVargas1/anos20/Cente
narioIndependencia
http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/semana22/
http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos/os-anos-
rebeldes-do-tenentismo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

A Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do BrasilA Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do Brasil
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Redemocratização brasil
Redemocratização brasilRedemocratização brasil
Redemocratização brasil
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
Getulio vargas
Getulio vargasGetulio vargas
Getulio vargas
 
O governo Lula (2003-2010)
O governo Lula (2003-2010)O governo Lula (2003-2010)
O governo Lula (2003-2010)
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
A ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasilA ditadura militar no brasil
A ditadura militar no brasil
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
O Populismo - Prof. Medeiros
O Populismo - Prof. MedeirosO Populismo - Prof. Medeiros
O Populismo - Prof. Medeiros
 
Ditadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no BrasilDitadura Militar no Brasil
Ditadura Militar no Brasil
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
A Revolução Mexicana (1910)
A Revolução Mexicana (1910)A Revolução Mexicana (1910)
A Revolução Mexicana (1910)
 
O golpe de 1964
O golpe de 1964O golpe de 1964
O golpe de 1964
 
Ditaduras na América Latina - Resumo
Ditaduras na América Latina - ResumoDitaduras na América Latina - Resumo
Ditaduras na América Latina - Resumo
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
 
Coronelismo
CoronelismoCoronelismo
Coronelismo
 

Destaque

Destaque (20)

Tenentismo
TenentismoTenentismo
Tenentismo
 
Tenentismo T.81
Tenentismo T.81Tenentismo T.81
Tenentismo T.81
 
Revolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
Revolução Tenentista - Prof. Altair AguilarRevolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
Revolução Tenentista - Prof. Altair Aguilar
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Revolta da chibata
Revolta da chibataRevolta da chibata
Revolta da chibata
 
A Revolta da Chibata
A Revolta da ChibataA Revolta da Chibata
A Revolta da Chibata
 
A República Oligárquica - 9º ano
A República Oligárquica - 9º anoA República Oligárquica - 9º ano
A República Oligárquica - 9º ano
 
A Guerra de Canudos
A Guerra de CanudosA Guerra de Canudos
A Guerra de Canudos
 
A guerra de canudos,
 A guerra de canudos, A guerra de canudos,
A guerra de canudos,
 
O legado da Guerra de Canudos
O legado da Guerra de CanudosO legado da Guerra de Canudos
O legado da Guerra de Canudos
 
Guerra dos Canudos
Guerra dos CanudosGuerra dos Canudos
Guerra dos Canudos
 
Anos 20 tenentismo e modernismo - rafael noronha
Anos 20    tenentismo e modernismo - rafael noronhaAnos 20    tenentismo e modernismo - rafael noronha
Anos 20 tenentismo e modernismo - rafael noronha
 
O tenentismo
O tenentismoO tenentismo
O tenentismo
 
Slide crise de 1929
Slide crise de 1929Slide crise de 1929
Slide crise de 1929
 
2º ano história rafa - escravidão
2º ano história   rafa  - escravidão2º ano história   rafa  - escravidão
2º ano história rafa - escravidão
 
Aula Revolta da Chibata
Aula Revolta da ChibataAula Revolta da Chibata
Aula Revolta da Chibata
 
Semana da arte moderna de 1922
Semana da arte moderna de 1922Semana da arte moderna de 1922
Semana da arte moderna de 1922
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
Crise de 1929 e suas consequências
Crise de 1929 e suas consequênciasCrise de 1929 e suas consequências
Crise de 1929 e suas consequências
 

Semelhante a Movimento Tenentista.

Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Flor Martha S. Ferreira
 
Era vargas governo constitucional
Era vargas   governo constitucionalEra vargas   governo constitucional
Era vargas governo constitucionalRose Vital
 
Monografia LP1
Monografia LP1Monografia LP1
Monografia LP1Danone
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilmajosafaslima
 
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdf
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdfA FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdf
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdfFaga1939
 
Revolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slideRevolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slideIsabel Aguiar
 
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial Amanda Oliveira
 
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosA Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosJoão Medeiros
 
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdfssuser6b433b
 
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era VargasSlides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era VargasSofia Figueira
 
República no brasil da coisa pública à coisa privada
República no brasil   da coisa pública à coisa privadaRepública no brasil   da coisa pública à coisa privada
República no brasil da coisa pública à coisa privadaFernando Alcoforado
 
Vargas no poder (ânderson nunes)
Vargas no poder (ânderson nunes)Vargas no poder (ânderson nunes)
Vargas no poder (ânderson nunes)Ânderson Nunes
 
Brasil dos anos 1930 - Brasil – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 - Brasil  – 1945.pptBrasil dos anos 1930 - Brasil  – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 - Brasil – 1945.pptFabianaCFlr
 

Semelhante a Movimento Tenentista. (20)

Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
 
Era vargas governo constitucional
Era vargas   governo constitucionalEra vargas   governo constitucional
Era vargas governo constitucional
 
República velha,
República velha,República velha,
República velha,
 
Monografia LP1
Monografia LP1Monografia LP1
Monografia LP1
 
Documento.docx
Documento.docxDocumento.docx
Documento.docx
 
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo DilmaRoteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
Roteiro de Aula - Da Era Vargas ao Governo Dilma
 
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdf
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdfA FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdf
A FRÁGIL REPÚBLICA CONSTRUÍDA NO BRASIL AO LONGO DA HISTÓRIA.pdf
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Revolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slideRevolução de 1930 slide
Revolução de 1930 slide
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial
Texto totalitarismo era vargas 2 guerra mundial
 
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. MedeirosA Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
A Era Vargas (1930-1945). Prof. Medeiros
 
9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf9º-ANO-HIST-II.pdf
9º-ANO-HIST-II.pdf
 
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf
3_ANO_B_BRASIL_PRIMEIRA_REPUBLICA-CAP.2.pdf
 
Questoeshist
QuestoeshistQuestoeshist
Questoeshist
 
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era VargasSlides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
 
Capítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era VargasCapítulo 6 - A Era Vargas
Capítulo 6 - A Era Vargas
 
República no brasil da coisa pública à coisa privada
República no brasil   da coisa pública à coisa privadaRepública no brasil   da coisa pública à coisa privada
República no brasil da coisa pública à coisa privada
 
Vargas no poder (ânderson nunes)
Vargas no poder (ânderson nunes)Vargas no poder (ânderson nunes)
Vargas no poder (ânderson nunes)
 
Brasil dos anos 1930 - Brasil – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 - Brasil  – 1945.pptBrasil dos anos 1930 - Brasil  – 1945.ppt
Brasil dos anos 1930 - Brasil – 1945.ppt
 

Último

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 

Movimento Tenentista.

  • 1.
  • 2.  Contexto político:  O que foi o tenentismo?  Manifestações tenentistas:  O que defendiam?  A Revolução de 1930:  Declínio:  Bibliografia: TENENTISMO
  • 3. Contexto Político: Ao final do governo de Floriano Peixoto, a elite agrária chega ao poder, dando início ao período em que as oligarquias controlam o cenário político: A República Velha- popularmente conhecida como a República do Café com Leite.
  • 4. O que foi o tenentismo? Conjunto dos movimentos político-militares de que participaram amplamente oficiais de postos inferiores das forças armadas, sobretudo tenentes, e que, eclodindo na década de 1920 e começos da de 1930, se caracterizavam por um descontentamento militar, a par de uma insatisfação quanto às condições econômicas, sociais, políticas e institucionais então vigentes no país. Os militares envolvidos nesse movimento se mostraram favoráveis às tendências políticas republicanas liberais.
  • 5. Manifestações Tenentistas:  1° MANIFESTAÇÃO: veio à tona com uma série de levantes militares que ficaram marcados pelo episódio dos “18 do Forte de Copacabana”, ocorrido no Rio de Janeiro, quando no começo de 1922, a situação tornou-se crítica com a prisão de Hermes da Fonseca. No dia 5, transcendeu um levante militar no Rio de Janeiro. A revolta foi logo dominada, mas um grupo de jovens oficiais do Exército resolveu enfrentar, em plena praia de Copacabana, as forças legais. Foram fuzilados. Eduardo Gomes e Siqueira Campos sobreviveram. O episódio ganhou as páginas dos jornais. O governo reagiu decretando o estado de sítio, que seria mantido até o final de 1922.
  • 6.  2° MANIFESTAÇÃO: Nos dois anos seguintes, duas novas revoltas militares, uma no Rio Grande do Sul (1923) e outra em São Paulo (1924), mostrou que a presença dos tenentistas no cenário político não era passageira. Após terem suas pretensões abafadas pelas forças fiéis ao governo, esses dois grupos se juntaram para a formação de uma guerrilha conhecida como Coluna Prestes.
  • 7. Os tenentistas defendiam:  Fim do voto de cabresto (sistema de votação baseado em violência e fraudes que só beneficiava os coronéis);  Formação de partidos políticos nacionais;  Reforma no sistema educacional público do país;  Mudança no sistema de voto aberto para secreto.  Liberdade dos meios de comunicação;  Atribuições restringidas do poder Executivo;  Maior autonomia às autoridades judiciais  Moralização dos representantes que compunham as cadeiras do Poder Legislativo.
  • 8. A Revolução de 1930: A Revolução de 1930 foi um movimento armado, liderado pelos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraíba, insatisfeitos com o resultado das eleições presidenciais e que resultou em um golpe de Estado, o Golpe de 1930. O Golpe derrubou o então presidente da república Washington Luís em 24 de outubro de 1930, impediu a posse do presidente eleito Júlio Prestes e colocou fim à República Velha. Mesmo entendendo que o movimento militar de 1930 não pode ser definido como uma revolução, no sentido de alterar profundamente as relações sociais existentes, admite-se que ele inaugurou uma nova fase na História do país, abrindo espaço para profundas transformações.
  • 9. Declínio: O tempo transformou o ideal inicial do tenentismo, e o programa político do grupo que aderiu à Revolução de 1930 passou a se caracterizar principalmente pelo estatismo, autoritarismo e elitismo. A presença dos tenentes como interventores foi marcante no cenário imediatamente posterior à Revolução. No entanto, as antigas oligarquias estaduais ofereceram resistências aos tenentes; e as várias tentativas de conciliação acabaram falhando. Assim, nas eleições de 1933 os tenentes perderam espaços na política nacional, mas é certo que não se pode falar sobre mudanças políticas ocorridas a partir da década de 1920 sem se propor a entender este movimento e o seu legado para a história política brasileira.