A importância da Evangelização no Centro Espírita

736 visualizações

Publicada em

A importância da Evangelização no Centro Espírita

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
736
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Diferencial da doutrina espírita na abordagem dos problemas familiares de hoje, especialmente na educação da criança e do jovem para a vida terrena e no além.
    “A tarefa [ de educar os filhos ] não é tão difícil quanto vos possa parecer. Não exige o saber do mundo. Podem desempenhá-la assim o ignorante como o sábio, e o Espiritismo lhe facilita o desempenho, dando a conhecer a causa das imperfeições da alma humana.” ( ESE XIV, it 9, § 7 )
  • Espírito antigo e geralmente endividado - Objetivo da encarnação - LE 132.
    O desafio da nova encarnação: ESE XIV, it 9, §§ 2 a 4 e o caso Segismundo ( Missionários da Luz ): ódios e paixões são levados para o mundo espiritual e oportunamente é dada nova chance de encarnação. Como procederá na nova família, frente aos desafetos do passado? Manterá as boas resoluções do planejamento reencarnatório?
    Os Espíritos dos pais exercem grande influência sobre o filho depois do nascimento deste ( LE 208 ). “A delicadeza da idade infantil os torna brandos, acessíveis aos conselhos da experiência e dos que devam fazê-los progredir. Nessa fase é que se lhes pode reformar os caracteres e reprimir os maus pendores.” ( LE 385, § 7 ) Crianças são como esponjas – absorvem tudo : bom ou ruim. Melhor é incutir bons hábitos e valores nobres, especialmente através dos bons exemplos. Educação moral é chave de progresso do Espírito. (LE 685ª Nota e 917 Nota)
    “... os Espíritos têm que contribuir para o progresso uns dos outros. Pois bem, os Espíritos dos pais têm por missão [ imposta por Deus - LE 385, § 7 ] desenvolver os de seus filhos pela educação [ moral ]. Constitui-lhes isso uma tarefa. Tornar-se-ão culpados, se vierem a falir no seu desempenho.” ( LE 208 )
  • “Não conheceis o que a inocência das crianças oculta. Não sabeis o que elas são, nem o que foram, nem o que serão. ...
    As crianças são os seres que Deus manda a novas existências. Para que não lhe possam imputar excessiva severidade, dá-lhes ele todos os aspectos da inocência. Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más ações com a capa da inconsciência.
    Ora, esse amor se enfraqueceria grandemente à vista de um caráter áspero e intratável, ao passo que, julgando seus filhos bons e dóceis, os pais lhes dedicam toda a afeição e os cercam dos mais minuciosos cuidados. ...
    Desde que, porém, os filhos não mais precisam da proteção e assistência que lhes foram dispensadas durante quinze ou vinte anos, surge-lhes o caráter real e individual em toda a nudez. Conservam-se bons, se eram fundamentalmente bons; mas, sempre irisados de matizes que a primeira infância manteve ocultos.”
    LE 385, §§ 1 a 4
  • “ O Espiritismo na vida infantil significa formidável processo de vacinação preventiva, ao mesmo tempo curadora, por tudo quanto ensina, por tudo quanto aclara, por tudo de útil e bom que semeia nessa alma milenária revestida de nova roupa biológica, e sob nossa responsabilidade.” ( Desafios da Educação, parte 1, perg.11 )
    Por fraqueza, ou indiferença, deixaram que neles se desenvolvessem os germens do orgulho, do egoísmo e da tola vaidade, que produzem a secura do coração; depois, mais tarde, quando colhem o que semearam, admiram-se e se afligem da falta de deferência com que são tratados e da ingratidão deles. ( ESE, V, item 4 )
    Deixar de evangelizar a título de dar liberdade ao filho na escolha da religião é como deixar que o filho escolha quando quer ir à escola. É omissão. Situações: dupla religião na família - acordo; viagens e festas – flexibilizar, sem esquecer a agenda com Jesus ao longo da semana.
  • A atividade de evangelização não é uma atividade recreativa e sim de estudo da doutrina espírita: planejamento anual, equipes de trabalhadores, currículos, eventos e atividades, visando especialmente as dimensões cognitiva e sócio-afetiva.
    “O ensinamento espírita e a moral evangélica são os elementos com os quais trabalhamos em nossas aulas. Esses conhecimentos são levados aos alunos por meio de situações práticas da vida, pois a metodologia empregada pretende que o aluno reflita e tire conclusões próprias dos temas estudados, pois só assim se efetiva a aprendizagem real”.
    O Que é Evangelização?, cap. 8
    “O Centro Espírita, consciente de sua missão, deve envidar todos os esforços, ... para seu pleno funcionamento, ...”
    O Que é Evangelização?, cap. 4
    Comunicação de entidades jovens no CEIC ( início de 2012 ); O conteúdo trabalhado pode ser acessado no mundo espiritual ou em outras encarnações – história do Espírito desencarnado que estava em situação difícil há muito tempo e que se lembrou da Evangelização e, consequentemente, de Jesus, permitindo o o trabalho de resgate espiritual.
  • A educação moral é sempre de responsabilidade dos pais, cabendo-lhes selecionar as informações e os valores que serão dados aos filhos. Os pais , entretanto, devem considerar que os filhos sempre recebem influências externas e muitas vezes opostas às da família. (O Que é Evangelização?, cap. 7).
    Demonstrar coerência, envolvendo “... o educando numa atmosfera de responsabilidade, de respeito á vida, de fé em Deus, de consideração e amor ao semelhante, de valorização das oportunidades recebidas, de trabalho construtivo e de integração consigo, com o próximo e com Deus...” (O Que é Evangelização?, cap. 6, item II ). Exemplo vale mais que 1000 palavras - participação dos pais em grupos de estudo, assiduidade e trabalho no CE.
    Trazer Jesus para o dia-a-dia da família: conversas, refeições, cultura, eventos sociais, arte, lazer, etc, bem como atenção às influências de amigos, parentes e da mídia. Se os pais se omitirem, outros assumirão seu papel.
    Atenta observação dos instintos e pendores da criança, combatendo os indícios de egoísmo e orgulho – analogia do jardineiro que poda as árvores.(ESE XIV, it 9, § 8)
    Assiduidade e pontualidade; Conhecer os evangelizadores e informar sobre problemas - perdas, separações, doenças, transtornos psicológicos, manifestações mediúnicas; Conversar sobre a aula de evangelização: perguntando, dialogando, exemplificando e motivando. Compartilhamento de princípios e linguagem.
    Parceria com os pais feed back e entrevistas são muito importantes
  • Parceria com os demais Departamentos do Centro Espírita.
    -Encaminhamento para a Evangelização indicando como um dos possiveis tratamentos para a família que o Centro Espírita oferece.
    -para isso é necessário divulgação e esclarecimentos dos demais trabalhadores.
  • A importância da Evangelização no Centro Espírita

    1. 1. A importância da Evangelização Infanto-JuvenilA importância da Evangelização Infanto-Juvenil para a transformação da humanidade!para a transformação da humanidade! Mini Curso para Evangelizadores CRE12 dionara .espindola@gmail.com 1
    2. 2. VAMOS COMEÇAR? 2
    3. 3. “Tu me amas? Então, apascenta as minhas ovelhas” 3
    4. 4. E traziam-lhe meninos, para que lhes tocasse, mas os discípulos repreendiam aos que lhos traziam. Jesus, porém, vendo isto, indignou-se, e disse-lhes:Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais, porque dos tais é o Reino de Deus. Em verdade vos digo, que qualquer que não receber o Reino de Deus como menino, de maneira nenhuma entrará nele.E, tomando-os em seus braços, e impondo-lhes as mãos, os abençoou. 4
    5. 5. 5
    6. 6. 6
    7. 7. ESTATAREFA IMPORTANTE NA CASA ESPÍRITA POR VEZES É NEGLIGENCIADA A educação, convenientemente entendida, constitui a chave do progresso moral. Quando se conhecer a arte de manejar os caracteres, como se conhece a de manejar as inteligências, conseguir-se-á corrigi-los, do mesmo modo como se aprumam plantas novas. (LE – QUESTÃO – 917 – COMENTÁRIO DE KARDEC) EDUCAÇÃO: REMÉDIO CONTRA O EGOÍSMO Poderá ser longa a cura, porque numerosas são as causas, mas não é impossível. Contudo, ela só se obterá se o mal for atacado em sua raiz, isto é, pela educação, não por essa educação que tende a fazer homens instruídos, mas pela que tende a fazer homens de bem. 7
    8. 8. •Progressão dos Espíritos Princípios Básicos do Espiritismo •Justiça divina •Providência divina •Leis divinas •Infância •Laços familiares •Lei de causa e efeito •Justiça da reencarnação •Geração Nova •Progressão dos Mundos 8
    9. 9.  Qual, para este [ o Espírito ], a utilidade de passar pelo estado de infância? “Encarnando, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo.” LE 383 9
    10. 10.  Que é o que motiva a mudança que se opera no caráter do indivíduo em certa idade, especialmente ao sair da adolescência? É que o Espírito se modifica? “É que o Espírito retoma a natureza que lhe é própria e se mostra qual era. ...” LE 385 10
    11. 11. EVANGELIZAÇÃO NÃO É SÓ AULA DE RELIGIÃO! RELIGIÃO É PONTO DE PARTIDA MORAL CRISTÃ É MAIS AMPLA DESENVOLVER O SENSO CRÍTICO CONTEXTUALIZAR O ENSINO TRABALHAR A REALIDADE TRABALHAR VALORES MORAIS E SOCIAIS 11
    12. 12.  “Evangelizá-la [ a criança ] é, pois, espiritualizar o porvir, legando-lhe a lição clara e pura do ensinamento cristão, a fim de que, verdadeiramente, viva o Cristo nas gerações de amanhã.” Crestomatia da Imortalidade, cap. 23  “Quantos pais são infelizes com seus filhos, porque não lhes combateram desde o princípio as más tendências!” ESE, V, item 4 12
    13. 13.  “... é uma atividade de estudo e vivência da Doutrina Espírita e do Evangelho de Jesus de forma sistemática, metódica, atendendo e esclarecendo crianças e jovens na faixa etária de “0” a 21 anos.” Orientação ao Centro Espírita, cap. VI  “... considerando a sua importância em termos da formação moral das novas gerações e da preparação dos futuros obreiros da Casa e do Movimento espíritas.” O Que é Evangelização, cap. 4  A dimensão espiritual 13
    14. 14. TRABALHAR HISTÓRIAS E VIBRAÇÕES Vibrações de teor elevado despertarão os impulsos superiores e nobres, ao mesmo tempo em que propiciam o desenvolvimento dos sentimentos superiores do superconsciente, visto que a criança é um ser perfectível. (Educação do Espírito – Walter Oliveira Alves) No entanto, vibrações de teor inferior poderão acordar prematuramente impulsos do mesmo teor, propiciando o surgimento de sentimentos inferiores com os quais o espírito guarda afinidade, ou que cultivou no passado, e que se encontram adormecidos em seu subconsciente. (Educação do Espírito – Walter Oliveira Alves) 14
    15. 15. A INFÂNCIA É A FASE ÓTIMA JUVENTUDE REQUER TATO ADULTOS REQUEREM PACIÊNCIA ENTORPECIMENTO DO ONTEM CONFLITO ONTEM-HOJE INDIVÍDUO VERSUS SOCIEDADECONFLITOS DE AUTORIDADE IDÉIAS CRISTALIZADAS RESISTÊNCIA A APRENDER 15
    16. 16. MAS, NÃO NOS ILUDAMOS! P: É tão desenvolvido como o de um adulto, o Espírito que anima o corpo de uma criança? R: Pode até ser mais, se mais progrediu. Apenas a imperfeição dos órgãos infantis o impede de se manifestar. Obra de conformidade com o instrumento de que dispõe. (LE – QUESTÃO 379) 16
    17. 17.  Valores e exemplos de conduta espírita  Evangelho no Lar  Orai e vigiai  Observação da criança ESE, XIV, item 9  Parceria com os Evangelizadores Espíritas 17
    18. 18. Joanna de Ângelis, falando da criança e do adolescente, nos diz que “o Espírito que neles habita é viajorviajor de longas jornadasde longas jornadas, em sucessivas experiências, (...) contraindo débitos que devem ser ressarcidos na atual existência. Em razão disso, torna-se necessária e indispensável a educaçãoeducação nono seu sentido mais amplo eseu sentido mais amplo e profundoprofundo, de maneira que lhes sejam lícitos a libertação dos vícios anteriores e a aquisição de novos valores que os contrabalancem, superando-os.”(Do Livro: Adolescência e Vida) 18
    19. 19. “A criança é sementeira quesementeira que aguardaaguarda, o jovem é campoé campo fecundadofecundado, o adulto é searaseara em produçãoem produção. Conforme a qualidade da semente teremos a colheita. (...) A tarefa da educação, por isso mesmo, é de relevância, enquanto que a da evangelização é de urgência salvadoraurgência salvadora.” (Amélia Rodrigues, do livro: Terapêutica de Emergência) 19
    20. 20. 20
    21. 21. Quem é?Quem é? Quais suas responsabilidades?Quais suas responsabilidades? Como é visto pelos Espíritos Superiores?Como é visto pelos Espíritos Superiores? 21
    22. 22. 22  Conquanto os indivíduos disponham de livre- arbítrio para debandar ou desertar, esquecer ou adiar compromissos assumidos com a Vida, anotamos, com júbilos imensos, a excelente caravana de lidadores da Evangelização Espírita,de corações voltados para um melhor desempenho,coesos no interesse de sempre produzir o máximo pela dedicação de todos os dias. Como os Espíritos Superiores estão vendo a participação dos companheiros encarnadas nas tarefas da Evangelização Espírita Infanto -Juvenil?
    23. 23. 23  São companheiros jovens ou adultos, de ambos os sexos, idealistas, conscientizados cada vez mais de que a obra não nos pertence, mas sim ao Mestre Amado que, por misericórdia, utiliza a todos por instrumentos de iluminação do mundo.  É notório que a especialidade da tarefa não se compraz com improvisações descabidas, razão pela qual os servidores integrados na evangelização devem buscar, continuamente, a atualização de conteúdos e procedimentos didático-pedagógicos(...)
    24. 24. 24 Nas bases de todo programa educativo o amor é a pedra angular favorecendo o entusiasmo e a dedicação,a especialização e o interesse, o devotamento e a continuidade, a disciplina e a renovação, uma vez que no trato com a criança e o jovem o esforço renovador pela evangelização jamais prescindirá da força da exemplificação para quem ensina. É justo pois que o evangelizador deva estudar e rever, quanto possível, todos os ensinos da Verdade granjeando meios de descortinar caminhos de libertação espiritual para quantos se lhe abeirem do
    25. 25. 25  Que jamais se descuidem doQue jamais se descuidem do aprimoramento pedagógico, ampliando,aprimoramento pedagógico, ampliando, sempre que possível, suas aptidõessempre que possível, suas aptidões didáticas para que não se estiolemdidáticas para que não se estiolem sementes promissoras ante o solosementes promissoras ante o solo propício, pela inadequação de métodos epropício, pela inadequação de métodos e técnicas de ensino, pela insipiência detécnicas de ensino, pela insipiência de conteúdos, pela ineficácia de umconteúdos, pela ineficácia de um planejamento inoportuno e inadequado.planejamento inoportuno e inadequado.  Todo trabalho rende mais em mãosTodo trabalho rende mais em mãos realmente habilitadasrealmente habilitadas.
    26. 26. 26  Que não estacionem nas experiências alcançadas, mas que aspirem sempre a mais, buscando livros, renovando pesquisas, permutando idéias, ativando-se em treinamentos, mobilizando cursos, promovendo encontros, realizando seminários, nesta dinâmica admirável quão permanente dos que se dedicam instruir e de educar.  É bom que se diga, o evangelizador consciente jamais se julga pronto, acabado, sem mais o que aprender, refazer, conhecer... Avança com o tempo,vê sempre degraus
    27. 27. 27 O que se poderia dizer aos evangelizadores que,O que se poderia dizer aos evangelizadores que, apesar de todos os esforços empreendidos, nãoapesar de todos os esforços empreendidos, não conseguem observar resultados no trabalho deconseguem observar resultados no trabalho de evangelização de algumas crianças e moços?evangelização de algumas crianças e moços? Áureo: “Que recordem a Parábola do Semeador e jamais desanimem. Algumas sementes podem cair sobre pedras ou entre os espinheiros; mas sempre haverá as que se abrigarão em boa terra. Que, os semeadores não cessem de semear, nem desanimem. O nosso trabalho é plantar, a germinação e a frutescência pertencem a Deus.”
    28. 28. 28  Em relação ao educando –  É o responsável pela formação da inteligência e da personalidade dos alunos.  “Salvar é educar.Jesus é o mestre e veio promover a educação do espírito.” Vinícius  Em relação às responsabilidades sociais  A sua influência se estende através das gerações,prestando relevante serviço à sociedade,além dos limites da vida material.
    29. 29. 29  Que mensagem daria aos Evangelizadores no sentido de estimula - los a permanecerem na tarefa com o mesmo entusiasmo das primeiras horas e na certeza de estarem contribuindo para a obra de redenção da Humanidade? Não é o acaso que vos reúne no campo da ação espírita-cristã. Tendes compromisso com o pensamento de Jesus, que adulterastes anteriormente e que aplicastes em favor de interesses mesquinhos quão perturbadores.
    30. 30. 30  Não desanimeis! Jesus vela por vós e os Seus Mensageiros vos acompanham, inspirando-vos e conduzindo-vos pela estrada nobre do dever.
    31. 31. 31 Não vos importem as dificuldades momentâneas que fazem parte do programa da ascensão. Pensai no amanhã e preparai-o através das estrelas que puderdes deixar pelos caminhos percorridos, a fim de que aqueles quevenham depois encontrem luz apontando-lhes rumosde segurança.
    32. 32. 32  Assumistes compromissos superiores com os Mensageiros do Mundo Maior, e por isso fostes convocados à tarefa enriquecedora da Evangelização da criança e do jovem, trabalhando-os para Jesus.  Não vos surpreendais com o desafio, nem o abandoneis a qualquer pretexto. Hoje é a oportunidade ditosa para depositardes amanhã será o dia venturoso de colherdes os frutos da paz.
    33. 33. Ninguém é tão pobre que não tenha nada para dar, e não há alguém tão rico que não tenha nada a receber. “A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original” “Portanto, ide e evangelizai...” JESUS (Marcos, 16:15) 33
    34. 34. 34https://www.facebook.com/dionara.espindola dionara.espindola@gmail.com Bibliografia consultada: Livro dos Espíritos Evangelho Segundo o Espiritismo OCE - Orientação ao Centro Espírita O que é Evangelização – FEB Adolescência e Vida Crestomatia da Imortalidade Terapêutica de Emergência Educação do Espírito – Walter Oliveira Alves

    ×