éTica cristã empresarial

1.165 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
172
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

éTica cristã empresarial

  1. 1. Ética CristãEmpresarialProf. Derson Lopes
  2. 2. • Derson Lopes é formado em Administração deEmpresas, Ciências Contábeis, Teologia e MBA emGestão Financeira. Possui a certificação internacionalde projetos PMP (Project Manager Professional)concedida pelo PMI (Project Manager Institute
  3. 3. Ética - Ligada ao Ser Humano• Complexa• Exigente• Passível de Estudoe Reflexão
  4. 4. Definição de Ética• Ética é o nome dado ao ramo da filosofiadedicado aos assuntos morais. A palavraética é derivada do grego, e significaaquilo que pertence ao caráter.
  5. 5. Definição de Moral• Moral é o conjunto de regras adquiridasatravés da cultura, da educação, datradição e do cotidiano, e que orientam ocomportamento humano dentro de umasociedade. O termo tem origem no Latim“morales” cujo significado é “relativo aoscostumes”.
  6. 6. Ética x Moral• Na filosofia, a ética não se resume àmoral, que geralmente é entendida comocostume, ou hábito, mas busca afundamentação teórica para encontrar omelhor modo de viver; a busca do melhorestilo de vida. A ética abrange diversoscampos, como antropologia, psicologia,sociologia, economia, pedagogia, política,e até mesmo educação física e dietética.
  7. 7. Ética x Moral• Ética é diferente de moral, pois moral sefundamenta na obediência a normas,costumes ou mandamentos culturais,hierárquicos ou religiosos e a ética, buscafundamentar o modo de viver pelopensamento humano.
  8. 8. Ser Ético• Significa respeitar os múltiplos modos deser e aparecer da pessoa. Tanto em suaface individual quanto como membro dasociedade
  9. 9. Valores Éticos• Emergem decomo a pessoa secoloca no mundo,de como serelaciona consigomesma e com osoutros
  10. 10. Valores Éticos• Existem valoreséticosindispensáveis einsubstituíveis.• Esses valoresestão associadoscom princípioséticos.
  11. 11. JustiçaDescriçãoA percepção do valor da justiça se assenta noprofundo respeito à pessoa humana. Paratanto, podemos ir além do que determinam alei e as convenções sociais. Está ligado a umaespecial consideração pela própria dignidade...E isso só é possível mediante a probidade,ahonradez e a decência.Valorvontade constante e perpétua de dar a cadaum o que é seu, ou seja, o que lhe éapropriado enquanto pessoa.Princípio éticoser justo, além de respeitar as determinaçõeslegais em favor do outro, é fazer o possívelpara garantir ao outro os direitos fundamentaisà vida, à liberdade, à verdade, à dignidade
  12. 12. HonestidadeDescriçãoSer honesto leva-nos a agir conforme osentido do dever, mesmo que venhamosa desagradar o outro.Valorapreço pelas ações boasPrincípio Éticoser honesto implica firmeza de propósitos.
  13. 13. AmorDescriçãoO amor é um valor-iluminador, poispermite perceber outros valores ligadosà nossa dignidade. Ama teu próximocomo a ti mesmo.Valorreconhecimento do outro como pessoaPrincípio éticoamar significa tratar o próximo comliberdade e dignidade.
  14. 14. PrudênciaDescriçãoO valor da prudência está ligado aoverdadeiro, ao conhecimento, à razão...Ser prudente não é, simplesmente, evitar osperigos, nem é medo ou covardia...Valorcapacidade de deliberação correta sobre o queé bom ou mau para o homem em determinadasituação.Princípio éticoser prudente é optar firmemente pelo que énecessário escolher e pelo que é necessárioevitar.
  15. 15. LiberdadeDescriçãoSe nossa autodeterminação implica alimitação da liberdade do outro não setrata de liberdade, mas de formadisfarçada de controle ou de opressão.O valor da liberdade somente acontecequando se dá deforma mútua.Valorcapacidade do homem se autodeterminardiante das limitações, inclusive, daquelasdecorrentes do convívio com os demaisPrincípio éticoter liberdade é respeitar o outro comosujeito livre e capaz de se autodeterminar
  16. 16. ResponsabilidadeDescriçãoA liberdade sem os limites impostos pelaresponsabilidade se transforma em liberalidade,provocando o caos tanto na esfera pessoal quanto nado convívio social.A responsabilidade implica um mínimo deconsciência sobre as conseqüências dos atospraticados ou por praticar.Valorcorrelação que se estabelece entre um atolivremente praticado e os efeitos que produz sobreos outros e sobre a realidade em geral.Princípio Éticoser responsável significa ser conseqüente, assumir osbenefícios e o ônus decorrentes da condição em quese está, da função que se ocupa, de uma decisãotomada.
  17. 17. SinceridadeDescriçãoSer sincero impede a bajulação, a adulação ou afalsa tolerância, com vistas a obtermos vantagenspessoais.A pessoa é entendida como única, jamais redutível aoutra pessoa.Ao respeitar as pessoas como elas são, você pode sermais eficaz, ajudando-as a se aperfeiçoarem.Valoramor à verdade, diretamente ligado à autenticidadepara consigo mesmo e para com os outros.Princípio Éticoser sincero significa evitar tanto a incorreta auto-avaliação quanto o falso testemunho e o perjúrio,capazes de levar um inocente à condenação ou aoescárnio.
  18. 18. Cada Valor Ético compete um Princípio Éticojustiça - garantir ao outro os direitos fundamentaishonestidade - ser honesto implica firmeza de propósitosamor - tratar o próximo com liberdadeprudência - optar firmemente pelo que é necessário escolher e evitarliberdade - respeitar o outro como sujeito livre e capazresponsabilidade - assumir benefícios e ônus decorrentes da própriacondiçãosinceridade - evitar incorreta auto-avaliação, perjúrio e falsotestemunho
  19. 19. ÉticaeSociedade
  20. 20. COLETIVIDADE• Relações humanas são complexas• Os interesses humanos estão sempre presentes• Quanto maior o grupo, mais difícil o consenso• Busca pelos interesses pessoais complicam oacordo da sociedade
  21. 21. Caso Empresarial IGerald RatnerHerdeiro de 130joalheriasCresceu para2.500 lojas e 25mil funcionáriosem 8 anos
  22. 22. Gafe EmpresarialConvidado para falarpara 4.000 executivos"Os brincos quevendemos custammenos que umsanduiche de atum.São puro lixo"Prejuízo de £ 500 milCaso Empresarial I
  23. 23. Rede DasluLoja de Classe altaFranca ExpansãoCaso Empresarial II
  24. 24. PF 2005R$ 500 milhõesPrisãoCaso Empresarial II
  25. 25. Site GM(autochoiceadvisor.com)Auxílio na EscolhaMostra outras marcasCaso Empresarial III
  26. 26. JOGO DE INTERESSES• Todos os dilemas éticos contrastam-se com umjogo de interesses• Os interesses da coletividade podem ou não estarem choque com os interesses pessoais
  27. 27. JOGO DE INTERESSESSeria possível atenderos interesses de todas aspessoas ao mesmotempo?
  28. 28. INTERESSES PESSOAIS• EGOÍSMO: Busca o bem pessoal prejudicandooutros (exclusividade)• AUTOINTERESSE: Busca o bem pessoal semprejudicar os outros (individualidade)• AUTRUÍSMO: Busca o bem dos outros em primeirolugar
  29. 29. Ética Política
  30. 30. Ética PolíticaVIDEO HUMOR
  31. 31. Ética Política• Interesses Particulares• Desonestidade• Impacto social na população• Estruturas corrompidas• Nós somos culpados
  32. 32. Ética Política• Acompanhamento sério dos políticos• Cobranças• Mobilização e conscientização da população• EducaçãoReversões
  33. 33. Ética na Educação
  34. 34. Ética na Educação• Foco Incorreto• Falta de investimento• Queda da qualidade de ensino• Sistema de Cotas?
  35. 35. Ética na Educação• Baixos salários dos professores• Falta de investimento em pesquisa• Número de vagas para mestrado e doutoradoinsuficientes• Nós somos culpados
  36. 36. • Investimentos da Iniciativa Privada• Iniciativas individuais da população• Aumento ao acesso de livros• Aumento ao acesso à internetReversõesÉtica na Educação
  37. 37. Ética no Consumo
  38. 38. Ética no Consumo
  39. 39. Ética no Consumo• Estímulo excessivo ao consumo e uso de crédito
  40. 40. Ética no Consumo• Alto índice de endividamento - 44,53% da renda
  41. 41. Ética no Consumo• Consumismo Igualitário
  42. 42. Ética no Consumo• Efeitos graves para meio ambiente
  43. 43. Ética no Consumo• Descarte e desperdício
  44. 44. • Controle de Gastos• Ensino sobre finanças familiares (Itaú, Cerbasi)• Combate ao desperdício• Consumo Colaborativo (Compartilhar)ReversõesÉtica no Consumo
  45. 45. •COMO PODEMOSAJUDAR?CONSUMO COLABORATIVO?Ética no Consumo
  46. 46. Ética nasOrganizações
  47. 47. Caso Enron
  48. 48. "Ética é adisciplinafundamentalda atualidade"MarthaGabriel
  49. 49. MAGAZINE LUIZA
  50. 50. "O líder deveter sabedoria,autoridade,justiça e ética."LUIZA TRAJANO
  51. 51. "Quem faltacom a Éticadeve serdemitido"
  52. 52. "Minhavidamudoudepois quedescobri oGanha-Ganha
  53. 53. PRINCÍPIOSCarta de intenções com fornecedoresTransparência com o cliente (seguro)Resolução rápida de problemasAuditoria interna de ÉticaComunicação direta com presidente
  54. 54. ASHESIUNIVERSITYGANALÍDERES ÉTICOS
  55. 55. • Regulamentos• Tradições• Exemplo de procedimentosCultura
  56. 56. Programa de ÉticaInstituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social
  57. 57. Programa de Ética• exigências de mercado;• sobrevivência;• credibilidade;• boa imagem;• competitividade;• responsabilidade social;• concorrência.Razões para Implantar
  58. 58. Programa de ÉticaNo processo de implementação da cultura ética naempresa, dois componentes são indispensáveis...• o total comprometimento da administração.• transparência e clareza – tanto da alta direçãoquanto dos gestores – sobre as razões da seleção decertos valores e princípios e sobre o modo como estesserão aplicados às rotinas da empresa.
  59. 59. Programa de ÉticaAs habilidades e competências exigidas• incrementar condições favoráveis para a práticaética desde o início do processo;• confiar e apoiar pessoas no caso de dilemas éticos;
  60. 60. Programa de Ética• ser coerente em situações de adversidade;• evitar o moralismo, aceitando as pessoas com suasvirtudes e seus defeitos.• envolver o máximo de pessoas no projeto deimplementação de programa de ética;
  61. 61. Programa de ÉticaModismoDescréditoIncoerênciaAusência de Base SólidaCUIDADOS
  62. 62. Responsabilidade Social
  63. 63. Responsabilidade Social• Retribuição à Sociedade• Consciência do sentido de comunidade• Marketing Social
  64. 64. Responsabilidade Social• Dimensão Legal• Dimensão Ética• Dimensão Econômica•Dimensão Filantrópica
  65. 65. Responsabilidade Social• implementar ações éticas tomando por meta o bem comum;• desenvolvimento social e ao respeito pelo ser humano;• respeitar os interesses e a dignidade dos consumidores, oferecendoprodutos e serviços de qualidade;• incrementar as atividades culturais, educacionais e de lazer emgeral;• melhores condições de trabalho ede salário para seus funcionários; • a preservar o meio ambiente.
  66. 66. ÉticaBíblico-Cristã
  67. 67. Ética Bíblica• Fundamentos deRespeito Humano• Evolução nodesenvolvimento deuma sociedade• Assuntos temporais eatemporais
  68. 68. Ética Bíblica• Olho por Olho, Dentepor Dente• Territórios• Salários• Escravidão• Pobreza
  69. 69. Ética do Povo Judeu• Saída do Egito - Contexto Histórico de 400 anos deescravidão• Livro Básico de Normas - Levíticos• Parâmetros de sobrevivência no Deserto• Higiene, limpeza, respeito mútuo
  70. 70. Dez Mandamentos• Princípios básicos• Considerado no direito umadas leis mais abrangentes ebem elaboradas• 4 mandamentos relacionadoscom Deus e 6 com as relaçõeshumanas
  71. 71. Honrar os Pais• Respeito aos progenitorese pessoas mais velhas• Busca por sabedoria eorientação• Cuidado na velhice
  72. 72. Honrar os Pais• Respeito a autoridadespúblicas• Respeito a superioreshierarquicamente
  73. 73. Não Matarás• Preservação da vida• Convivência Social• Legítima Defesa• Mais amplo queapenas o assassinato
  74. 74. Não Matarás• Uso de substânciasque destroem o corpo• Aborto• Eutanázia• Preservação de outrasvidas
  75. 75. ATIVIDADE•Seis pessoas estãoprecisando de doação deorgãos
  76. 76. Não Adulterarás• Respeito a Família• Adultério desentimentos• Adultério dedocumentos einformações
  77. 77. Não Adulterarás• Intenção de Adulterar• Pornografia• Adultério na Internet
  78. 78. Não Furtarás• Respeito a PropriedadeAlheia• Roubo de Informações• Roubo de Tempo• Roubo de Materiais• Roubo de Recursostecnológicos
  79. 79. Não Cobiçarás• Antídoto para inveja• Apoio ao sucesso alheio• Reconhecimento dacapacidade alheia• Assédio Moral
  80. 80. Não Dirás Falso Testemunho• Verdade sobre fatos• Verdade sobre pessoas• Verdade sobreempresas• Verdade sobre simesmo
  81. 81. Não Dirás Falso Testemunho• Omissão• Indução ácompreensãoequivocada• Relatórios Incorretos• Mentir para preservara vida
  82. 82. Como ser éticoem um mundoantiético
  83. 83. Mitos• Todos são desonestos• Se eu não fizer, alguém vai fazer• Nunca vai mudar• Só minha atitude não fará diferença

×