SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO
_________________________
E.E.” ______________________________________________”
AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE ENSINO RELIGIOSO
1. As imagens acima se relacionam. Sobre elas pode-se inferir que...
a. Mostram o turismo religioso em Minas Gerais para a visitação de igrejas antigas
b. Mostram a distância de algumas cidades mineiras em relação a Belo Horizonte
c. Mostram a conservação do patrimônio histórico de Minas Gerais
d. Mostram as cidades históricas de Minas Gerais e sua arquitetura contemporânea.
A ação humana, quando transmitida de geração a geração de forma material ou imaterial, pode ser reconhecida como
patrimônio cultural. Também precisamos incluir nessa discussão os acervos religiosos, que são preservados pela oralidade ou
pelos textos escritos, pelas ritualizações e até mesmo por passarem a ser considerados sagrados.
O patrimônio cultural é todo objeto material (como prédios e monumentos) ou imaterial (como festas religiosas e tradições
culinárias) que faz parte da cultura de um povo. Ele é escolhido para que possa ser preservado. Em nosso país, a
conservação dos patrimônios culturais é feita por uma instituição chama- da Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico
Nacional). Minas Gerais tem um grande acervo de patrimônios materiais e imateriais.
2. Classifique as imagens acima com patrimônio material e imaterial. Marque a alternativa abaixo que
classifica corretamente.
a. A 1 é patrimônio material e 2 imaterial.
b. As duas são patrimônios imateriais
c. As duas são patrimônios materiais.
d. A 1 é patrimônio imaterial e a 2 e patrimônio material.
Aprendemos na família, no bairro, no município, no Estado de
Minas Gerais alguns costumes que foram passados, muitas
vezes, de geração a geração, e formaram nossa
_____________________e social. Estamos falando da nossa
maneira de vestir em diferentes ambientes, de nos
alimentarmos, dos termos próprios ao falar com diferentes
pessoas e como os aplicamos na vida em sociedade: na
escola, com amigos, família, vizinhos etc. As pessoas são
influenciadas pelo grupo a que pertence.
3. Marque a alternativa que completa corretamente a lacuna acima.
a. Desigualdade social c. Identidade cultural
b. Regionalidade d. Cidadania
1 2
ALUNO (A)
DATA:
NÚMERO:
PROFESSOR (A): Série: 6
NOTA:
TURMA:
Hábitos é o plural de hábito. O mesmo que: costumes, manias, praxes, rotinas,
usanças, usos, vestimentas.
Tradições é o plural de tradição. O mesmo que: costumes, hábitos, histórias,
lendas, memórias, recordações,símbolos.
Costumes é o plural de costume. Modo de agir de um grupo social: 2
comportamentos, condutas, jeitos, maneiras, procedimentos, modos, estilos.
4. Sobre as informações acima, pode-se inferir que
a. As palavras hábitos, tradições e costumes têm significados diferentes.
b. As palavras hábitos, tradições e costumes não são usadas para caracterizar o modo de vida de
um povo
c. As palavras hábitos, tradições e costumes não têm relação entre si. São distintas.
d. As palavras hábitos, tradições e costumes são sinônimas, ou seja, possuem o mesmo ou
aproximadamente o mesmo significado que as outras.
LENDAS são narrativa de caráter
maravilhoso em que um fato histórico se
amplifica e transforma sob o efeito da
evocação poética ou da imaginação
popular; legenda.
1. 2. MITO ('relato fantástico').
5. Sobre as informações acima, marque as alternativas verdadeiras.
a. ( ) As lendas apresentadas são específicas de Minas Gerais
b. ( ) As lendas apresentadas são contadas em todo o Brasil
c. ( ) Lendas são histórias que aconteceram realmente em algum lugar.
d. ( ) Lendas são histórias fantasiosas criadas pelo povo.
“As pesquisas da antropologia cultural mostram que a religião é um fenômeno universal desde os povos mais
primitivos.” (BIRCK, 2000, p. 10). Que afirmação poderosa! Mas essa afirmação não implica em dizer que todos
os seres humanos pertencem a uma religião, ou que todas as religiões são iguais.
A maioria das religiões existentes na humanidade fundamentam-se na concepção do Transcendente(s), no
sentido da vida e da morte, direcionando a maneira de ser e de agir no mundo e repassando seus ensinamentos
e valores respaldados nas narrativas orais ou escritas. E muitas narrativas orais e escritas passaram a ser
consideradas sagradas exercendo grande influência na vida comunitária.
6. Sobre o texto acima, marque a alternativa que não é verdadeira.
a. ( ) A antropologia cultural mostram que a religião é um fenômeno universal desde os povos
mais primitivos.
b. ( ) Todos os seres humanos pertencem a uma religião e todas as religiões são iguais.
c. ( ) A maioria das religiões fundamentam-se na concepção do Transcendente(s), no sentido da
vida e da morte.
d. ( ) As religiões direcionam a maneira de ser e de agir repassando seus ensinamentos e valores.
e. ( ) Na religião, muitas narrativas orais e escritas são consideradas sagradas exercendo grande
influência na vida comunitária.
O poder das narrativas: de geração em geração a preservação da memória.
Uma das maneiras de se conhecer histórias é através da oralidade. Provavelmente, você conhece alguma história
contada pela sua mãe, que ouviu da sua avó, que antes ouviu da mãe dela, ou seja, da sua bisavó. A tradição oral
tem a função de preservar a memória, e assim garantir às novas gerações o conhecimento, a sabedoria de seus
antepassados. Para muitos grupos a oralidade é a única forma de resgatar e preservar sua ancestralidade,
podemos citar como exemplos as comunidades indígenas e africanas. Temos mais de 200 línguas em nosso
território e muitas são indígenas e ainda não possuem registro escrito. E esse pode ser um desafio: a preservação
dessas comunidades. Atualmente, milhares de brasileiros com ancestralidade indígena e/ou africana desconhecem
sua própria história ou acreditam não ter uma de fato.
A tradição oral não se apresenta somente em formato de contos e mitos. Canções e rezas também fazem parte da
preservação histórica de comunidades indígenas e africanas.(Texto Adaptado - http://www.rev istacapitolina.com.br/tradicao-oral-e-a-preserv acao-
de-culturas. Acesso em 07/04/2021.)
7. Qual a intenção do texto acima?
a. Conceituar religião
b. Ensinar o que é tradição
c. Conceituar mitos
d. Mostrar a importância das tradições orais
Em diversas sociedades existem pessoas que compartilham, por meio da oralidade, as tradições e a memória do seu povo com
os mais jovens. Em geral, elas são mais velhas e são consideradas sábias pela sua comunidade.
IMAGEM 01
Na aldeia Krenak, em MG, idosos dão aulas para
os mais novos esão chamados de mestres de
tradição. Fonte: <https://url.gratis/B4kyP >.
IMAGEM 02
Raízes –amulhernas tradições africanas
Datradiçãooralàmilitância.Fonte:
<https://www.ufrgs.br/neab/wp-content/uploads/2017/02/8
438414535_56e607f9c8_k -768x538.jpg>. Acesso em 07/04/2021.
8. Sobre as informações acima, marque (X) nas
alternativas verdadeiras.
a. ( ) As comunidades indígenas têm
tradições orais.
b. ( ) Muitas comunidades africanas têm
apenas tradições orais.
c. ( ) As tradições orais são memórias
passadas pelos mais jovens às
comunidades
d. ( ) As tradições orais são passadas
pelos mais velhos, pois são considerados
mais sábios pela comunidade
Textos sagrados escritos
Há formas diferentes de descrever como os textos sagrados foram redigidos. Para algumas tradições religiosas, são grafados a
partir dainspiração divina, ouseja, opróprio divino sefaz presente de algumamaneira para enviar a mensagem aoser humano.
No entanto, é importante lembrar que alguns textos sagrados não nascem necessariamente sagrados, mas se tornam sagrados à
medida que o grupo encontra, nos textos escritos, elementos que os unem em um mesmo ensinamento, apresentam valores
comuns e auxiliam ao ser humano a experimentar amanifestação do Sagrado.
Também há outra forma de um texto se tornar sagrado, após a morte de um líder. Podemos citar que os ensinamentos orais de
Siddartha Gautama, o Buda, foram organizados e transformados em livros pelos seus discípulos. Os conteúdos encontrados no
Tripitaka são variados e os capítulos podem ser lidos individualmente, como Sutras. Outro exemplo, pode ser o Profeta Maomé,
que recebeu as revelações através do anjoGabriel e as recitava. Após a suamorte foram compiladas no Alcorão.
(Texto adaptado de ENSINO Religioso: diversidade cultural e religiosa. Curitiba: SEED/PR, 2013.)
9. Sobre os textos sagrados, marque (X) nas alternativas verdadeiras.
a. ( ) Para algumas tradições religiosas, os textos sagrados são grafados a partir da inspiração divina, ou seja,
o próprio divino se faz presente de alguma maneira para enviar a mensagem ao ser humano.
b. ( ) Alguns textos sagrados não nascem sagrados, mas se tornam sagrados à medida que o grupo encontra
neles, elementos que apresentam valores comuns e auxiliam a experimentar a manifestação do Sagrado.
c. Um texto também pode se tornar sagrado, após a morte de um líder.
d. ( ) Os ensinamentos orais de Siddartha Gautama, o Buda, foram organizados e transformados em livros
pelos seus discípulos.
A Torá – Judaísmo
A Torá é composta de cinco livros, que
são: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números
e Deuteronômio, conhecidos também
como cinco livros de Moisés ou
Pentateuco. Esses livros falam sobre a
origem do mundo, dos ancestrais de
Israel, do período em que os israelitas
foram escravizados no Egito e de como
foi sua libertação, do recebimento da Lei
(10 mandamentos) através de Moisés e
da peregrineção no deserto até a
entrada na Terra Prometida.
Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Tor%C3%A1>.cesso em: 07 abr.
2021.
Bíblia – Cristianismo
Bíblia é o texto sagrado para
o cristianismo, e significa
“livros”. A Bíblia não é um
único livro e sim uma
coletânea de 73 livros para
os católicos e ortodoxos e 66
livros para os evangélicos ou
prote tantes. A Bíblia possui
um grande valor espiritual e
religioso. Disponível em:
<https://nihilsubsolenovum.wordpress.
com/2009/11/12/cristianismo-e-senso-comum-a-biblia/>.
Acesso em: 07 abr. 2021.
10. As alternativas abaixo mostras pontos em comum sobre os textos
acima. Qual alternativa não apresenta uma característica comum aos dois?
a. ( ) São textos sagrados.
b. ( ) Os dois descrevem ensinamentos do cristianismo
c. ( ) Os dois têm trechos que descrevem a origem do mundo.
d. ( ) Os dois contam a história de Moises.
11. Qual a intenção do texto acima?
a. Incentivar a intolerância
b. Condenar crimes diversos
c. Incentivar o respeito à diversidade
religiosa
d. Condenar a discriminação racial
Violentos protestos contra a queima de um exemplar do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, deixaram mais 20
mortos no Afeganistão. O Afeganistão é um país pobre, de religião muçulmana, que foi ocupado pelos Estados Unidos após os
ataques do 11 de Setembro de 2001. As manifestações, portanto, acontecem num contexto de ódio às forças de ocupação
estrangeira no país. Em 20 de março deste ano [2011], um exemplar do Alcorão (ou Corão) foi queimado por dois pastores
evangélicos em uma igreja americana da Flórida, diante de 50 fiéis. O choque cultural e religioso vem promovendo episódios de
intolerância nos últimos anos.
12. Que duas situações, descritas no texto, foram causas de intolerância religiosa? (marque X, nas respostas certas)
a. ( ) Ataques do 11 de Setembro de 2001 nos EUA c. ( ) Pobreza no Afeganistão
b. ( ) A queima de um exemplar do Alcorão d. ( ) Desenvolvimento nos EUA
GABARITO
Avaliação de ENSINO RELIGIOSO
Aluno:
A B C D E
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
Gabarito
1.a
2.a
3.c
4. d
5. b /d
6. b
7. d
8. a,b,d
9. a,b,c,d
10. b
11. c
12. a/b

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoLuciano Mendes
 
Simulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoSimulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoMary Alvarenga
 
Avaliação de história do 5º ano
Avaliação de história do 5º anoAvaliação de história do 5º ano
Avaliação de história do 5º anoLeo Rodrigues
 
Atividades Ensino Religioso #3
Atividades Ensino Religioso #3Atividades Ensino Religioso #3
Atividades Ensino Religioso #3Doug Caesar
 
Avaliação de geografia
Avaliação de geografia Avaliação de geografia
Avaliação de geografia Isa ...
 
Texto arte indigena
Texto arte indigenaTexto arte indigena
Texto arte indigenaLaís Paiva
 
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdf
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdfApostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdf
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdfAndrea Rodrigues
 
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da músicaAleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da músicaMary Alvarenga
 
5º ano edu. para a cidadania ativ. compl
5º ano edu. para a cidadania ativ. compl5º ano edu. para a cidadania ativ. compl
5º ano edu. para a cidadania ativ. complGiselda Rodrigues
 
Atividade ortográfica - Caçada aos erros
Atividade ortográfica - Caçada aos errosAtividade ortográfica - Caçada aos erros
Atividade ortográfica - Caçada aos errosMary Alvarenga
 
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividadeMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
 
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo 4º e 5º ano pdf
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
 
Simulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoSimulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º ano
 
Avaliação de história do 5º ano
Avaliação de história do 5º anoAvaliação de história do 5º ano
Avaliação de história do 5º ano
 
Atividades Ensino Religioso #3
Atividades Ensino Religioso #3Atividades Ensino Religioso #3
Atividades Ensino Religioso #3
 
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 9ano ensino religioso 2b pet 2
 
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLOAVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE ARTES: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I - 2º CICLO
 
Avaliação de geografia
Avaliação de geografia Avaliação de geografia
Avaliação de geografia
 
Texto arte indigena
Texto arte indigenaTexto arte indigena
Texto arte indigena
 
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdf
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdfApostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdf
Apostila de ensino religioso 3º ao 5ºano pdf
 
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da músicaAleluia  de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
Aleluia de Gabriela Rocha - Análise e entendimento da música
 
Aula de religião 4
Aula de religião 4Aula de religião 4
Aula de religião 4
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
5º ano edu. para a cidadania ativ. compl
5º ano edu. para a cidadania ativ. compl5º ano edu. para a cidadania ativ. compl
5º ano edu. para a cidadania ativ. compl
 
Imigrantes
ImigrantesImigrantes
Imigrantes
 
Atividade ortográfica - Caçada aos erros
Atividade ortográfica - Caçada aos errosAtividade ortográfica - Caçada aos erros
Atividade ortográfica - Caçada aos erros
 
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 8ano ensino religioso 2b pet 2
 
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
 

Semelhante a Patrimônio religioso de Minas Gerais

Aulas de sociologia ensino médio para o 2 ano em.
Aulas de sociologia ensino médio   para o 2 ano em.Aulas de sociologia ensino médio   para o 2 ano em.
Aulas de sociologia ensino médio para o 2 ano em.MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
História, memória, patrimônio e identidade
História, memória, patrimônio e identidadeHistória, memória, patrimônio e identidade
História, memória, patrimônio e identidadeViegas Fernandes da Costa
 
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo Tabajara
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo TabajaraHistória e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo Tabajara
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo TabajaraRaquel Alves
 
151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educaçãoAli Nogueira
 
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_iiApresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_iiDirce Cristiane Camilotti
 
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdfFesta_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdfssuser9b9df31
 
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.lucavao2010
 
Texto base historiaeducacaosurdos
Texto base historiaeducacaosurdosTexto base historiaeducacaosurdos
Texto base historiaeducacaosurdosRalph Candido
 
Aula- Cultura e identidade.ppt
Aula- Cultura e identidade.pptAula- Cultura e identidade.ppt
Aula- Cultura e identidade.pptDalianeDuarte3
 
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombosPovoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombosAlunos da UNEB
 
Folclore não é apenas folguedos e festas
Folclore não é apenas folguedos e festasFolclore não é apenas folguedos e festas
Folclore não é apenas folguedos e festasamaurilimadesouza
 
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptx
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptxO que é cultura popular45_1-Mateus.pptx
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptxFerryHis
 
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptxRitoneltonSouzaSanto
 
Sociologia Indios Valdenilson.pdf
Sociologia Indios Valdenilson.pdfSociologia Indios Valdenilson.pdf
Sociologia Indios Valdenilson.pdfssusera82c50
 
2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade Valeria Nunes
 
Livros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembrançasLivros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembrançasAna Campana
 
Projetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais IIProjetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais IIUesliane Mara Santos
 

Semelhante a Patrimônio religioso de Minas Gerais (20)

Aulas de sociologia ensino médio para o 2 ano em.
Aulas de sociologia ensino médio   para o 2 ano em.Aulas de sociologia ensino médio   para o 2 ano em.
Aulas de sociologia ensino médio para o 2 ano em.
 
História, memória, patrimônio e identidade
História, memória, patrimônio e identidadeHistória, memória, patrimônio e identidade
História, memória, patrimônio e identidade
 
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo Tabajara
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo TabajaraHistória e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo Tabajara
História e Resistência: aspectos culturais emergentes do povo Tabajara
 
151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação151432 valoresafrobrasileiros na educação
151432 valoresafrobrasileiros na educação
 
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_iiApresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
Apresentacao da curadoria_digital_-_projetos_e_praticas_ii
 
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdfFesta_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
Festa_e_morte_um_olhar_sobre_redes_educa.pdf
 
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
A lei 10.639/03 e a Formação Contínua.
 
Texto base historiaeducacaosurdos
Texto base historiaeducacaosurdosTexto base historiaeducacaosurdos
Texto base historiaeducacaosurdos
 
Aula- Cultura e identidade.ppt
Aula- Cultura e identidade.pptAula- Cultura e identidade.ppt
Aula- Cultura e identidade.ppt
 
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombosPovoado cruz   contribuições aos estudos dos quilombos
Povoado cruz contribuições aos estudos dos quilombos
 
Folclore não é apenas folguedos e festas
Folclore não é apenas folguedos e festasFolclore não é apenas folguedos e festas
Folclore não é apenas folguedos e festas
 
Cartilha de Causos
Cartilha de CausosCartilha de Causos
Cartilha de Causos
 
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptx
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptxO que é cultura popular45_1-Mateus.pptx
O que é cultura popular45_1-Mateus.pptx
 
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx
1º Ano - Ética - Da Idade Média ao Renascimento.pptx
 
Sociologia Indios Valdenilson.pdf
Sociologia Indios Valdenilson.pdfSociologia Indios Valdenilson.pdf
Sociologia Indios Valdenilson.pdf
 
2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade 2. Surdez e identidade
2. Surdez e identidade
 
O Tempo do Caju
O Tempo do CajuO Tempo do Caju
O Tempo do Caju
 
Livros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembrançasLivros, histórias, lembranças
Livros, histórias, lembranças
 
Monografia Cleia pedagogia 2011
Monografia Cleia pedagogia 2011Monografia Cleia pedagogia 2011
Monografia Cleia pedagogia 2011
 
Projetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais IIProjetos e Práticas educacionais II
Projetos e Práticas educacionais II
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.docAtividades Diversas Cláudia
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...Atividades Diversas Cláudia
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia (20)

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
 
1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor
 
2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha
 
3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo
 
4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje
 
5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios
 
6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
 
Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4
 
Prova de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestreProva de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestre
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
 
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
 

Último

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 

Último (20)

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 

Patrimônio religioso de Minas Gerais

  • 1. SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO _________________________ E.E.” ______________________________________________” AVALIAÇÃO BIMESTRAL DE ENSINO RELIGIOSO 1. As imagens acima se relacionam. Sobre elas pode-se inferir que... a. Mostram o turismo religioso em Minas Gerais para a visitação de igrejas antigas b. Mostram a distância de algumas cidades mineiras em relação a Belo Horizonte c. Mostram a conservação do patrimônio histórico de Minas Gerais d. Mostram as cidades históricas de Minas Gerais e sua arquitetura contemporânea. A ação humana, quando transmitida de geração a geração de forma material ou imaterial, pode ser reconhecida como patrimônio cultural. Também precisamos incluir nessa discussão os acervos religiosos, que são preservados pela oralidade ou pelos textos escritos, pelas ritualizações e até mesmo por passarem a ser considerados sagrados. O patrimônio cultural é todo objeto material (como prédios e monumentos) ou imaterial (como festas religiosas e tradições culinárias) que faz parte da cultura de um povo. Ele é escolhido para que possa ser preservado. Em nosso país, a conservação dos patrimônios culturais é feita por uma instituição chama- da Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Minas Gerais tem um grande acervo de patrimônios materiais e imateriais. 2. Classifique as imagens acima com patrimônio material e imaterial. Marque a alternativa abaixo que classifica corretamente. a. A 1 é patrimônio material e 2 imaterial. b. As duas são patrimônios imateriais c. As duas são patrimônios materiais. d. A 1 é patrimônio imaterial e a 2 e patrimônio material. Aprendemos na família, no bairro, no município, no Estado de Minas Gerais alguns costumes que foram passados, muitas vezes, de geração a geração, e formaram nossa _____________________e social. Estamos falando da nossa maneira de vestir em diferentes ambientes, de nos alimentarmos, dos termos próprios ao falar com diferentes pessoas e como os aplicamos na vida em sociedade: na escola, com amigos, família, vizinhos etc. As pessoas são influenciadas pelo grupo a que pertence. 3. Marque a alternativa que completa corretamente a lacuna acima. a. Desigualdade social c. Identidade cultural b. Regionalidade d. Cidadania 1 2 ALUNO (A) DATA: NÚMERO: PROFESSOR (A): Série: 6 NOTA: TURMA:
  • 2. Hábitos é o plural de hábito. O mesmo que: costumes, manias, praxes, rotinas, usanças, usos, vestimentas. Tradições é o plural de tradição. O mesmo que: costumes, hábitos, histórias, lendas, memórias, recordações,símbolos. Costumes é o plural de costume. Modo de agir de um grupo social: 2 comportamentos, condutas, jeitos, maneiras, procedimentos, modos, estilos. 4. Sobre as informações acima, pode-se inferir que a. As palavras hábitos, tradições e costumes têm significados diferentes. b. As palavras hábitos, tradições e costumes não são usadas para caracterizar o modo de vida de um povo c. As palavras hábitos, tradições e costumes não têm relação entre si. São distintas. d. As palavras hábitos, tradições e costumes são sinônimas, ou seja, possuem o mesmo ou aproximadamente o mesmo significado que as outras. LENDAS são narrativa de caráter maravilhoso em que um fato histórico se amplifica e transforma sob o efeito da evocação poética ou da imaginação popular; legenda. 1. 2. MITO ('relato fantástico'). 5. Sobre as informações acima, marque as alternativas verdadeiras. a. ( ) As lendas apresentadas são específicas de Minas Gerais b. ( ) As lendas apresentadas são contadas em todo o Brasil c. ( ) Lendas são histórias que aconteceram realmente em algum lugar. d. ( ) Lendas são histórias fantasiosas criadas pelo povo. “As pesquisas da antropologia cultural mostram que a religião é um fenômeno universal desde os povos mais primitivos.” (BIRCK, 2000, p. 10). Que afirmação poderosa! Mas essa afirmação não implica em dizer que todos os seres humanos pertencem a uma religião, ou que todas as religiões são iguais. A maioria das religiões existentes na humanidade fundamentam-se na concepção do Transcendente(s), no sentido da vida e da morte, direcionando a maneira de ser e de agir no mundo e repassando seus ensinamentos e valores respaldados nas narrativas orais ou escritas. E muitas narrativas orais e escritas passaram a ser consideradas sagradas exercendo grande influência na vida comunitária. 6. Sobre o texto acima, marque a alternativa que não é verdadeira. a. ( ) A antropologia cultural mostram que a religião é um fenômeno universal desde os povos mais primitivos. b. ( ) Todos os seres humanos pertencem a uma religião e todas as religiões são iguais. c. ( ) A maioria das religiões fundamentam-se na concepção do Transcendente(s), no sentido da vida e da morte. d. ( ) As religiões direcionam a maneira de ser e de agir repassando seus ensinamentos e valores. e. ( ) Na religião, muitas narrativas orais e escritas são consideradas sagradas exercendo grande influência na vida comunitária. O poder das narrativas: de geração em geração a preservação da memória. Uma das maneiras de se conhecer histórias é através da oralidade. Provavelmente, você conhece alguma história contada pela sua mãe, que ouviu da sua avó, que antes ouviu da mãe dela, ou seja, da sua bisavó. A tradição oral tem a função de preservar a memória, e assim garantir às novas gerações o conhecimento, a sabedoria de seus antepassados. Para muitos grupos a oralidade é a única forma de resgatar e preservar sua ancestralidade, podemos citar como exemplos as comunidades indígenas e africanas. Temos mais de 200 línguas em nosso território e muitas são indígenas e ainda não possuem registro escrito. E esse pode ser um desafio: a preservação dessas comunidades. Atualmente, milhares de brasileiros com ancestralidade indígena e/ou africana desconhecem sua própria história ou acreditam não ter uma de fato. A tradição oral não se apresenta somente em formato de contos e mitos. Canções e rezas também fazem parte da preservação histórica de comunidades indígenas e africanas.(Texto Adaptado - http://www.rev istacapitolina.com.br/tradicao-oral-e-a-preserv acao- de-culturas. Acesso em 07/04/2021.) 7. Qual a intenção do texto acima? a. Conceituar religião b. Ensinar o que é tradição c. Conceituar mitos d. Mostrar a importância das tradições orais
  • 3. Em diversas sociedades existem pessoas que compartilham, por meio da oralidade, as tradições e a memória do seu povo com os mais jovens. Em geral, elas são mais velhas e são consideradas sábias pela sua comunidade. IMAGEM 01 Na aldeia Krenak, em MG, idosos dão aulas para os mais novos esão chamados de mestres de tradição. Fonte: <https://url.gratis/B4kyP >. IMAGEM 02 Raízes –amulhernas tradições africanas Datradiçãooralàmilitância.Fonte: <https://www.ufrgs.br/neab/wp-content/uploads/2017/02/8 438414535_56e607f9c8_k -768x538.jpg>. Acesso em 07/04/2021. 8. Sobre as informações acima, marque (X) nas alternativas verdadeiras. a. ( ) As comunidades indígenas têm tradições orais. b. ( ) Muitas comunidades africanas têm apenas tradições orais. c. ( ) As tradições orais são memórias passadas pelos mais jovens às comunidades d. ( ) As tradições orais são passadas pelos mais velhos, pois são considerados mais sábios pela comunidade Textos sagrados escritos Há formas diferentes de descrever como os textos sagrados foram redigidos. Para algumas tradições religiosas, são grafados a partir dainspiração divina, ouseja, opróprio divino sefaz presente de algumamaneira para enviar a mensagem aoser humano. No entanto, é importante lembrar que alguns textos sagrados não nascem necessariamente sagrados, mas se tornam sagrados à medida que o grupo encontra, nos textos escritos, elementos que os unem em um mesmo ensinamento, apresentam valores comuns e auxiliam ao ser humano a experimentar amanifestação do Sagrado. Também há outra forma de um texto se tornar sagrado, após a morte de um líder. Podemos citar que os ensinamentos orais de Siddartha Gautama, o Buda, foram organizados e transformados em livros pelos seus discípulos. Os conteúdos encontrados no Tripitaka são variados e os capítulos podem ser lidos individualmente, como Sutras. Outro exemplo, pode ser o Profeta Maomé, que recebeu as revelações através do anjoGabriel e as recitava. Após a suamorte foram compiladas no Alcorão. (Texto adaptado de ENSINO Religioso: diversidade cultural e religiosa. Curitiba: SEED/PR, 2013.) 9. Sobre os textos sagrados, marque (X) nas alternativas verdadeiras. a. ( ) Para algumas tradições religiosas, os textos sagrados são grafados a partir da inspiração divina, ou seja, o próprio divino se faz presente de alguma maneira para enviar a mensagem ao ser humano. b. ( ) Alguns textos sagrados não nascem sagrados, mas se tornam sagrados à medida que o grupo encontra neles, elementos que apresentam valores comuns e auxiliam a experimentar a manifestação do Sagrado. c. Um texto também pode se tornar sagrado, após a morte de um líder. d. ( ) Os ensinamentos orais de Siddartha Gautama, o Buda, foram organizados e transformados em livros pelos seus discípulos. A Torá – Judaísmo A Torá é composta de cinco livros, que são: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio, conhecidos também como cinco livros de Moisés ou Pentateuco. Esses livros falam sobre a origem do mundo, dos ancestrais de Israel, do período em que os israelitas foram escravizados no Egito e de como foi sua libertação, do recebimento da Lei (10 mandamentos) através de Moisés e da peregrineção no deserto até a entrada na Terra Prometida. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Tor%C3%A1>.cesso em: 07 abr. 2021. Bíblia – Cristianismo Bíblia é o texto sagrado para o cristianismo, e significa “livros”. A Bíblia não é um único livro e sim uma coletânea de 73 livros para os católicos e ortodoxos e 66 livros para os evangélicos ou prote tantes. A Bíblia possui um grande valor espiritual e religioso. Disponível em: <https://nihilsubsolenovum.wordpress. com/2009/11/12/cristianismo-e-senso-comum-a-biblia/>. Acesso em: 07 abr. 2021. 10. As alternativas abaixo mostras pontos em comum sobre os textos acima. Qual alternativa não apresenta uma característica comum aos dois? a. ( ) São textos sagrados. b. ( ) Os dois descrevem ensinamentos do cristianismo c. ( ) Os dois têm trechos que descrevem a origem do mundo. d. ( ) Os dois contam a história de Moises. 11. Qual a intenção do texto acima? a. Incentivar a intolerância b. Condenar crimes diversos c. Incentivar o respeito à diversidade religiosa d. Condenar a discriminação racial Violentos protestos contra a queima de um exemplar do Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, deixaram mais 20 mortos no Afeganistão. O Afeganistão é um país pobre, de religião muçulmana, que foi ocupado pelos Estados Unidos após os ataques do 11 de Setembro de 2001. As manifestações, portanto, acontecem num contexto de ódio às forças de ocupação estrangeira no país. Em 20 de março deste ano [2011], um exemplar do Alcorão (ou Corão) foi queimado por dois pastores evangélicos em uma igreja americana da Flórida, diante de 50 fiéis. O choque cultural e religioso vem promovendo episódios de intolerância nos últimos anos. 12. Que duas situações, descritas no texto, foram causas de intolerância religiosa? (marque X, nas respostas certas) a. ( ) Ataques do 11 de Setembro de 2001 nos EUA c. ( ) Pobreza no Afeganistão b. ( ) A queima de um exemplar do Alcorão d. ( ) Desenvolvimento nos EUA
  • 4. GABARITO Avaliação de ENSINO RELIGIOSO Aluno: A B C D E 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 Gabarito 1.a 2.a 3.c 4. d 5. b /d 6. b 7. d 8. a,b,d 9. a,b,c,d 10. b 11. c 12. a/b