SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
CENTRO DE ENSINO STELLA MARIS
PORTO NACIONALTO
Disciplina: Ensino Religioso Professora: Vaneça Lopes Turma: 9º Ano
Aluno (a):_____________________________________________ Data:18/03/2022
Cidadania e Convivência – Respeito
FÁBULA DA CONVIVÊNCIA
e mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos,
aqueciam-se mutuamente naquele inverno tenebroso.
Porém, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos,
justamente aqueles que ofereciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte.
Então, todos se afastaram-se feridos, magoados e sofridos. Dispersaram-se, por não
suportarem por mais tempo os espinhos de seus semelhantes. Doía muito.
Mas essa não foi a melhor solução porque separados logo começaram a morrer congelados.
Os que não morreram voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com medo, com
cuidado, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro,
mínima, mas o suficiente para conviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. Assim,
suportaram-se resistindo à longa era glacial. Sobreviveram.
Conclusão: O melhor do relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele
onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, a admirar suas qualidades.
Atividade em Sala
Tratem a todos com o devido
respeito: amem os irmãos,
temam a Deus e horem o rei.
1 Pedro 2:17
Durante uma era glacial, quando parte do globo terrestre
esteve coberto por gelo, muitos animais não resistiram ao
frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem
às condições do clima hostil. Foi então que uma grande
manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se
proteger e sobreviver,começou a se unir, ajuntar-se mais
É fácil trocar palavras, difícil é interpretar o
silêncio!
• É fácil caminhar lado a lado, difícil é saber como
se encontrar!
• É fácil beijar o rosto, difícil é chegar ao coração!
Responda:
1. Entre outras coisas respeito significa "ouvir pessoas com
opiniões diferentesda nossa, mesmo quandonão concordamos
com elas". Você concorda com esse ponto de vista? Por quê?
2. Muitas vezes respeitamos pessoas que não conhecemos pessoalmente pelas coisas
importantes
que fazem. Há alguma pessoa com essa característica que você respeite? Quem e por qual
razão
você a respeita?
3. Dê exemplo de algo que poderíamos dizer e que poderia ferir os sentimentos dos outros.
4. Cite algo que alguém poderia fazer e que poderia invadir a privacidade do outro.
5. As regras nos ajudam a conviver uns com os outros. Cite uma regra que devemos seguir:
• na escola:
• No trânsito:
• Na família:
Atividade de casa com recursos digitais
*Gravar um vídeo, respondendo as duas questões abaixo e enviar no e-mail
centrobiologia9@gmail.com, até a data limite de 22 de março de 2002.
Questão 1- Para você, o que é mais difícil na convivência com as pessoas?
Questão 2 - Você se esforça para conviver pacificamente com os outros?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
I atividade de geografia 5º ano andré
I atividade de geografia 5º ano   andréI atividade de geografia 5º ano   andré
I atividade de geografia 5º ano andréAndré Moraes
 
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.docAtividades Diversas Cláudia
 
Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos Mary Alvarenga
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaJairo Felipe
 
Recuperação final de religião 6º ano
Recuperação final de religião  6º anoRecuperação final de religião  6º ano
Recuperação final de religião 6º anoLuciana Carvalho
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloMaria de Lourdes Lourenço
 
204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivenciaMarcio Mariz
 

Mais procurados (20)

At cidadania-pav
At cidadania-pavAt cidadania-pav
At cidadania-pav
 
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto  e Interpretação - Dia Internacional da MulherTexto  e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
Texto e Interpretação - Dia Internacional da Mulher
 
I atividade de geografia 5º ano andré
I atividade de geografia 5º ano   andréI atividade de geografia 5º ano   andré
I atividade de geografia 5º ano andré
 
Interpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuaisInterpretações variadas charges atuais
Interpretações variadas charges atuais
 
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 
Aula de religião 4
Aula de religião 4Aula de religião 4
Aula de religião 4
 
Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos Interpretação de tabelas e gráficos
Interpretação de tabelas e gráficos
 
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2° BIMESTR...
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2° BIMESTR...AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2° BIMESTR...
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 2° BIMESTR...
 
Recuperação final de religião 6º ano
Recuperação final de religião  6º anoRecuperação final de religião  6º ano
Recuperação final de religião 6º ano
 
Ensino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 anoEnsino religioso 3 ano
Ensino religioso 3 ano
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
Projeto de vida
Projeto de vidaProjeto de vida
Projeto de vida
 
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA: SITUAÇÕES-PROBLEMA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA: SITUAÇÕES-PROBLEMAAVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA: SITUAÇÕES-PROBLEMA
AVALIAÇÃO DE MATEMÁTICA: SITUAÇÕES-PROBLEMA
 
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
 
Ética e Moral
Ética e Moral   Ética e Moral
Ética e Moral
 
204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia204029350 a-fabula-da-convivencia
204029350 a-fabula-da-convivencia
 

Semelhante a Respeito e convivência

Fabula da convivencia aula 1
Fabula da convivencia aula 1Fabula da convivencia aula 1
Fabula da convivencia aula 1Debora Celestino
 
Martha dinâmica enquanto estratégia didática na prática
Martha  dinâmica enquanto estratégia didática na práticaMartha  dinâmica enquanto estratégia didática na prática
Martha dinâmica enquanto estratégia didática na práticaProfessora Gislene
 
EEI 10 - Aula 10 espíritos sexo, parentesco
EEI 10 - Aula 10   espíritos sexo, parentescoEEI 10 - Aula 10   espíritos sexo, parentesco
EEI 10 - Aula 10 espíritos sexo, parentescoFatoze
 
Ativ 4 nivadalva
Ativ 4 nivadalvaAtiv 4 nivadalva
Ativ 4 nivadalvaNivanoleto
 
EBJ - Encontro 30/09/2012
EBJ - Encontro 30/09/2012EBJ - Encontro 30/09/2012
EBJ - Encontro 30/09/2012EBJ IPBCP
 
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011Paulo Sérgio
 
Regras para lidar com parentes e amigos cristiane cardoso
Regras para lidar com parentes e amigos   cristiane cardosoRegras para lidar com parentes e amigos   cristiane cardoso
Regras para lidar com parentes e amigos cristiane cardosoTais Fogaça
 
Relações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisRelações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisAdilson P Motta Motta
 
O amor em silêncio
O amor em silêncioO amor em silêncio
O amor em silênciovaltermn
 
Escute o que diz a sua alma
Escute o que diz a sua almaEscute o que diz a sua alma
Escute o que diz a sua almaMab Davilla
 
19 Dicas E Sugestoes Infantil
19 Dicas E Sugestoes Infantil19 Dicas E Sugestoes Infantil
19 Dicas E Sugestoes Infantildaizinha1103
 
Relações Interpessoais - Jorge Gomes
Relações Interpessoais - Jorge GomesRelações Interpessoais - Jorge Gomes
Relações Interpessoais - Jorge GomesADEP Portugal
 

Semelhante a Respeito e convivência (20)

Semeando respeito 1
Semeando respeito 1Semeando respeito 1
Semeando respeito 1
 
Fabula da convivencia aula 1
Fabula da convivencia aula 1Fabula da convivencia aula 1
Fabula da convivencia aula 1
 
Martha dinâmica enquanto estratégia didática na prática
Martha  dinâmica enquanto estratégia didática na práticaMartha  dinâmica enquanto estratégia didática na prática
Martha dinâmica enquanto estratégia didática na prática
 
EEI 10 - Aula 10 espíritos sexo, parentesco
EEI 10 - Aula 10   espíritos sexo, parentescoEEI 10 - Aula 10   espíritos sexo, parentesco
EEI 10 - Aula 10 espíritos sexo, parentesco
 
Ativ 4 nivadalva
Ativ 4 nivadalvaAtiv 4 nivadalva
Ativ 4 nivadalva
 
EBJ - Encontro 30/09/2012
EBJ - Encontro 30/09/2012EBJ - Encontro 30/09/2012
EBJ - Encontro 30/09/2012
 
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011
Livro vol 1_caminho da palavra escrita_paulosergio_2011
 
Palavra jovem 43
Palavra jovem 43Palavra jovem 43
Palavra jovem 43
 
Tolerância
Tolerância Tolerância
Tolerância
 
Regras para lidar com parentes e amigos cristiane cardoso
Regras para lidar com parentes e amigos   cristiane cardosoRegras para lidar com parentes e amigos   cristiane cardoso
Regras para lidar com parentes e amigos cristiane cardoso
 
Projeto solidariedade
Projeto  solidariedadeProjeto  solidariedade
Projeto solidariedade
 
Projeto Solidariedade
Projeto  SolidariedadeProjeto  Solidariedade
Projeto Solidariedade
 
Relações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuaisRelações interpessoais e diferenças individuais
Relações interpessoais e diferenças individuais
 
O amor em silêncio
O amor em silêncioO amor em silêncio
O amor em silêncio
 
Escute o que diz a sua alma
Escute o que diz a sua almaEscute o que diz a sua alma
Escute o que diz a sua alma
 
19 Dicas E Sugestoes Infantil
19 Dicas E Sugestoes Infantil19 Dicas E Sugestoes Infantil
19 Dicas E Sugestoes Infantil
 
Relações Interpessoais - Jorge Gomes
Relações Interpessoais - Jorge GomesRelações Interpessoais - Jorge Gomes
Relações Interpessoais - Jorge Gomes
 
Respeitar
RespeitarRespeitar
Respeitar
 
Reflexões para o dia a-dia
Reflexões para o dia a-diaReflexões para o dia a-dia
Reflexões para o dia a-dia
 
Vol 6
Vol 6Vol 6
Vol 6
 

Último

Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 

Respeito e convivência

  • 1. CENTRO DE ENSINO STELLA MARIS PORTO NACIONALTO Disciplina: Ensino Religioso Professora: Vaneça Lopes Turma: 9º Ano Aluno (a):_____________________________________________ Data:18/03/2022 Cidadania e Convivência – Respeito FÁBULA DA CONVIVÊNCIA e mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro. E todos juntos, bem unidos, aqueciam-se mutuamente naquele inverno tenebroso. Porém, os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que ofereciam mais calor, aquele calor vital, questão de vida ou morte. Então, todos se afastaram-se feridos, magoados e sofridos. Dispersaram-se, por não suportarem por mais tempo os espinhos de seus semelhantes. Doía muito. Mas essa não foi a melhor solução porque separados logo começaram a morrer congelados. Os que não morreram voltaram a se aproximar, pouco a pouco, com jeito, com medo, com cuidado, de tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviver sem magoar, sem causar danos recíprocos. Assim, suportaram-se resistindo à longa era glacial. Sobreviveram. Conclusão: O melhor do relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro, a admirar suas qualidades. Atividade em Sala Tratem a todos com o devido respeito: amem os irmãos, temam a Deus e horem o rei. 1 Pedro 2:17 Durante uma era glacial, quando parte do globo terrestre esteve coberto por gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil. Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver,começou a se unir, ajuntar-se mais É fácil trocar palavras, difícil é interpretar o silêncio! • É fácil caminhar lado a lado, difícil é saber como se encontrar! • É fácil beijar o rosto, difícil é chegar ao coração! Responda: 1. Entre outras coisas respeito significa "ouvir pessoas com opiniões diferentesda nossa, mesmo quandonão concordamos com elas". Você concorda com esse ponto de vista? Por quê?
  • 2. 2. Muitas vezes respeitamos pessoas que não conhecemos pessoalmente pelas coisas importantes que fazem. Há alguma pessoa com essa característica que você respeite? Quem e por qual razão você a respeita? 3. Dê exemplo de algo que poderíamos dizer e que poderia ferir os sentimentos dos outros. 4. Cite algo que alguém poderia fazer e que poderia invadir a privacidade do outro. 5. As regras nos ajudam a conviver uns com os outros. Cite uma regra que devemos seguir: • na escola: • No trânsito: • Na família: Atividade de casa com recursos digitais *Gravar um vídeo, respondendo as duas questões abaixo e enviar no e-mail centrobiologia9@gmail.com, até a data limite de 22 de março de 2002. Questão 1- Para você, o que é mais difícil na convivência com as pessoas? Questão 2 - Você se esforça para conviver pacificamente com os outros?