SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
1
Informática Educativa I : Projeto de Execução
Título: Os Notáveis de um Triângulo
Nome do Aluno: Carmen Beatriz Landeira Peixoto de Miranda Pacheco
1. Disciplina e anos envolvidos:
Matemática 8º Ano do Ensino Fundamental
2. Tema central :
Pontos Notáveis de um Triângulo
Baricentro Circuncentro Ortocentro Incentro
3. Temas de apoio:
1. Apresentação de uma aplicação dos pontos notáveis de um triângulo para a
resolução de um problema.
2. Uso do Software Régua e compasso.
4. Justificativa:
O estudo da Geometria constitui parte importante no currículo, visto que os
alunos desenvolvem a capacidade de compreender, descrever e representar de
forma organizada o espaço em que vivem.
É fundamental a participação dos alunos na construção do conhecimento, de
forma dinâmica e interativa, na busca do relacionamento desses conhecimentos
adquiridos para entender e prever estratégias de soluções em situações da vida
real.
Existem programas de computador (softwares) nos quais os alunos podem
explorar e construir diferentes conceitos matemáticos, esses programas
apresentam recursos que provocam um processo que caracteriza o “pensar
matematicamente”, ou seja, os alunos fazem experimentos, testam hipóteses e
criam estratégias para resolver problemas.
Este projeto fará uso do Programa Régua e compasso onde poderemos explorar a
geometria com maior agilidade e melhor visualização, proporcionando aos alunos,
conteúdos do currículo de maneira que a construção do conhecimento seja de
forma prazerosa e efetiva.
5. Objetivos gerais e específicos:
Objetivos Gerais:
● Incentivar o interesse e o uso da matemática na busca de soluções para
problemas do cotidiano.
● Despertar no aluno o interesse pela investigação utilizando a tecnologia de forma
adequada.
● Promover a construção e a compreensão de conceitos, desenvolvendo
habilidades matemáticas.
Objetivos Específicos:
● Incentivar os alunos a buscarem novas formas de pensar, de pesquisar, de
construir na sua própria maneira o conhecimento e construí-lo continuadamente,
provocar neles o prazer e a curiosidade para aprender geometria, sendo o
software Régua e Compasso um excelente meio para atingir esse saber científico.
● Proporcionar ao aluno oportunidade de interagir em grupo e com a tecnologia,
tornando a construção de conhecimento mais eficaz e prazerosa.
6. Enfoque pedagógico :
O construtivismo é um processo pela qual o indivíduo elabora a sua própria
2
inteligência adaptativa e o seu conhecimento.
Neste trabalho o conhecimento será construído a partir da interação entre o aluno
e o objeto, por meio de hipóteses que vão sendo testadas.
7. Recursos tecnológicos:
Data show para a execução do vídeo “ A Comunidade”.
http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074
Software Régua e Compasso.
http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/
8. Etapas e suas estratégias de realização:
1- Para introduzir o conteúdo e despertar a curiosidade dos alunos pedir que
confeccionem dois triângulos com cartolina. Pedir para os alunos fazerem um único
furo em um desses triângulos e amarrar um barbante de modo que o triângulo
fique em equilíbrio. O resultado esperado é que poucos ou ninguém consiga.
2- Após esta tentativa o vídeo “A Comunidade” ( aproximadamente 10 minutos )
será apresentado.
3- Leitura de imagem relativa às informações contidas no vídeo: O que você viu?
O que você sentiu? O que ouviu? O que você aprendeu?
4- Pesquisa na internet e/ ou livros sobre a história dos pontos notáveis de um
triângulo e exemplos práticos.
5- Apresentação dos trabalhos (Dupla).
6- No laboratório de informática após a apresentação do software Régua e
Compasso e das ferramentas necessárias, os alunos em dupla, terão a
oportunidade de realizar as construções geométricas, a construção dos pontos
notáveis de um triângulo e fazer conjecturas para os tipos de triângulos.
7- Realização de desafios para a verificação dos conhecimentos adquiridos.
9. Definição de papéis:
Os alunos serão os construtores do conhecimento e o professor terá a função de
facilitador, mediando às discussões e auxiliando nas atividades para a consolidação
do conhecimento.
10. Sites e bibliografia de apoio:
http://www.catolica.edu.br/ubec/publicacao/download.wsp?tmp.arquivo=2596
http://www.edumat.ufms.br/gestor/titan.php?target=openFile&fileId=97
http://www.es.iff.edu.br/softmat/projetotic/Softmatoa/Apostilas_de_atividades/apostila
_ReC_%202008.pdf
http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074
http://www2.mat.ufrgs.br/edumatec/cursos/trab4/7serie.html
3
http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/
http://obaricentrodamente.blogspot.com.br/2009/08/pontos-notaveis-de-um-
triangulo.
SOUZA, J. ; PATARO, P.M. Vontade de Saber Matemática. 8º Ano. 2ª Edição.
São Paulo: FTD, 2012.
11. Coleta de dados:
Pesquisa no livro e internet.
12. Seleção do material:
Cartolina, lápis, borracha, régua, compasso, barbante, tesoura, data show, vídeo
“A Comunidade” do m3 ime Unicamp, livro didático e sala de informática com o
software Régua e compasso instalado.
A opção pelo vídeo “A Comunidade”, apresenta uma aplicação do conteúdo de
forma prática e contextualizada.
O software Régua e compasso por ser gratuito, de matemática dinâmica que reúne
recursos de geometria, álgebra e cálculo, além de estimular e despertar no aluno o
interesse e a busca do conhecimento matemático.
<http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/>
13. Programação visual:
Vídeo “A Comunidade” encontrado em
<http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074>
Software Régua e compasso.
Para uma melhor visualização e acompanhamento dos passos para a construção
dos pontos notáveis no software Régua e Compasso, farei juntamente com os
alunos os passos do roteiro elaborado, utilizando o meu computador e o data
show.
14. Meios para a execução:
Sala de vídeo com Data show, laboratório de informática com computadores
instalados com o software Régua e Compasso.
15. Avaliação:
A avaliação é o processo pelo qual podemos descobrir se nossas ações e
esforços estão contribuindo para o alcance dos objetivos. Nessa perspectiva, o
que devemos levar em conta não é somente o aspecto quantitativo, mas
também o qualitativo, por meio do qual podemos acompanhar os resultados
em função daquilo que se pretende com o aluno, com a escola e com a
realidade exterior.
Sendo assim, o aluno será avaliado como um todo, visando principalmente
observar seu desenvolvimento e seu progresso.
Serão atribuídos pontos pela dinâmica em sala de aula e pelo envolvimento em
todo o desenvolvimento das atividades.
16. Cronograma:
Etapa Descrição Número de aulas
4
1 Construção do Triângulo na cartolina.
2 Filme “ A Comunidade”. 1 aula ( 50 minutos)
3 Leitura de imagem e troca de
informações
1 aula ( 50 minutos)
4
5
Pesquisa
Apresentação dos trabalhos
2 aulas ( 100 minutos)
6 Construção no software régua e
compasso dos pontos notáveis:
Baricentro e circuncentro.
1aula ( 50 minutos)
Construção no software régua e
compasso dos pontos notáveis:
ortocentro e incentro.
1 aula (50 minutos)
7 Desafio 1 aula ( 50 minutos)
Desafio 1 aula ( 50 minutos)
Atividades
Etapas 1 2 e 3 : Aula 1 ( 100 minutos)
● Um problema é proposto. Construir dois triângulos iguais, com os mesmos
materiais e mesmas dimensões. Um triângulo eles vão guardar e outro será
utilizado na atividade.
Pergunta: Existe um ponto D pertencente ao triângulo que seja possível suspendê-
lo através de um barbante, deixando-o em equilíbrio?
● Em um dos triângulos, será solicitado aos alunos que busquem este ponto, de
modo a suspender o triângulo, equilibrando-o através do barbante, a partir de um
ponto localizado pelos alunos no triângulo. Discutir os problemas: Existe alguma
técnica para resolver este problema?
● Passar o vídeo “ A Comunidade” encontrado no site
<http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074>
● Leitura de imagem das informações contidas no vídeo.
● Resolução do problema ponto de equilíbrio do triângulo após a informação contida
no vídeo.
Etapas 4 e 5: Aula 2 ( 100 minutos) Trabalho em Dupla
● Pesquisa ( na sala de informática e/ ou em livros na biblioteca).
● Apresentação das informações da pesquisa.
5
Etapa 6 : Aula 3 ( 100 minutos)
● Apresentação do Software Régua e compasso no laboratório de informática.
<http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/>
As funções serão apresentadas no meu laptop e data show para que os alunos se
familiarizem com o software.
● Cálculo dos Pontos Notáveis de um Triângulo através do software Régua e
Compasso. Baricentro e Circuncentro.
● Conhecendo o software Régua e compassso
Ao abrir o software visualizamos a seguinte tela
Todas as ferramentas serão apresentadas para a construção das
atividades.
Construção do Baricentro de um triângulo
Referencial Teórico
O segmento de reta em que uma das extremidades é um vértice do triângulo e a
outra é o ponto médio do lado oposto a esse vértice é chamado mediana.
Ao ponto de encontro das três medianas de um triângulo dá-se o
6
nome de baricentro.
Processo de construção:
1- Determinar três pontos A, B e C.
2- Na função segmento traçar segmento de reta dos pontos AB, BC e CA.
3- Na função ponto médio determinar o ponto médio de cada um desses
segmentos.
4- Na função ponto marcar os pontos D, E e F, pontos médios dos lados.
5- Na função segmento traçar a mediana de cada lado do triângulo.
6- Na função ponto marcar G ponto de intersecção das medianas.
7- G é o Baricentro do triângulo.
8- Com a ferramenta mover ponto, mover os vértices A, B e C.
* O que acontece com a figura?
* E se movimentarmos os pontos médios do lado do triângulo: D, E e F, o que
acontece? Fazer todos os registros.
* Explique com suas palavras o que é o baricentro de um triângulo.
Ao final da atividade formalizar as definições:
Baricentro é o ponto de encontro das três medianas de um triângulo.
Mediana é o segmento de reta que une um vértice ao ponto médio do seu lado
oposto.
Orientações didáticas referentes à atividade
Inicialmente os alunos poderão fazer as suas construções de modo informal; são
fundamentais na execução deste trabalho a experimentação, a discussão e a
análise das construções.
Caso venham a surgir novas formas de representação, elas deverão ser levadas em
consideração, já que existem diversas formas de construções geométricas relativas
ao mesmo objeto.
Ao final da atividade o professor formalizar as definições de:
Baricentro: é o ponto de encontro das três medianas de um triângulo;
Mediana: é o segmento de reta que une um vértice ao ponto médio do seu lado
oposto.
Construção do circuncentro de um triângulo
Referencial Teórico:
Dá-se o nome de mediatriz a reta perpendicular a um segmento passando pelo seu
ponto seu ponto médio.
As três mediatrizes dos lados de um triângulo se encontram em um ponto chamado
de circuncentro.
Processo de construção:
1- Desenhar um triângulo ABC.
2-Marcar os pontos médios D, E e F dos lados AB, BC e AC.
3- Na função perpendicular, traçar a perpendicular de cada lado do triângulo
passando pelo seu médio. Cada reta traçada representa a mediatriz de um lado do
triângulo.
4- Pelas construções feitas o que você entende por mediatriz?
5- Marcar o ponto de intersecção das três perpendiculares e nomeá-la por T Esse
ponto recebe o nome de circuncentro.
6- Registrar o que você entendeu sobre o significado de circuncentro.
7
7- Com a ferramenta mover os pontos mover os vértices A, B ou C do triângulo, o
ponto G, circuncentro do triângulo passa a ocupar diferentes localizações:
a) Quando o circuncentro estará na região interna da figura?
b) Quando o circuncentro estará na região externa da figura?
c) Quando o circuncentro estará sobre um dos lados da figura?
8-Por que o circuncentro é equidistante dos vértices do triângulo ABC?
Orientações didáticas referentes à atividade:
- ao iniciar a atividade, a régua e o compasso poderão anteceder as construções
no computador.
Ao propormos a atividade temos o objetivo de que ela possa ser realizada de modo
informal, até que se chegue aos conceitos e propriedades dos elementos
geométricos, que vão surgindo através das construções e observações. Provocar
uma discussão entre os alunos sobre as principais propriedades do circuncentro e
registrá-las para análise e discussão.
Ao final da atividade formalizar as definições de:
Mediatriz: que é a reta perpendicular a um segmento de reta AB, passando pelo
seu ponto médio;
Circuncentro: é o ponto de encontro três mediatrizes relativas aos lados de um
triângulo.
Construção do ortocentro de um triângulo
Referencial Teórico :
- a altura de um triângulo é o segmento de reta que liga um vértice à reta suporte
do lado oposto ao vértice considerado perpendicularmente .
- o ponto de encontro das retas suporte das alturas de um triângulo recebe o
nome de ortocentro.
Processo de construção:
1- Desenhar um triângulo ABC.
2- Na função perpendicular, traçar a perpendicular de cada lado do triângulo
passando pelo vértice oposto a cada lado.
3- Marcar o ponto de intersecção de cada lado e nomeá-lo por “ O “.
4- O ponto “ O ” é o ortocentro do triângulo ABC.
5- Escreva o que você entendeu sobre o que vem a ser o ortocentro por meio das
construções.
6- Movimentar o vértice A e observar as medidas dos ângulos internos da figura e
registrar o que acontece quando:
a) o ortocentro está na parte interna do triângulo?
b) o ortocentro está na parte externa do triângulo?
c) o ortocentro coincide com um dos três vértices do triângulo?
7- Mover o vértice B, ou o vértice C do triângulo e verificar se ocorrem as mesmas
observações anteriores.
Orientações didáticas referentes à atividade:
Destacar que uma altura de um triângulo é o segmento de reta perpendicular a um
lado do triângulo com extremidades nesse lado e no vértice oposto a ele.
No final da atividade os alunos do curso deverão perceber que um triângulo tem
três alturas e que elas se encontram em um ponto chamado de ortocentro.
Deverão ainda perceber que:
a) quando o ortocentro pertence à região interna do triângulo, ele é acutângulo;
b) quando o ortocentro pertence à região externa do triângulo, ele é obtusângulo;
8
c) quando o ortocentro coincidir com qualquer um dos três vértices da figura, o
triângulo é retângulo;
Construção do Incentro de um triângulo
Referencial teórico :
Dá-se o nome de incentro do ponto de interseção das bissetrizes de um triângulo.
Processo de construção:
1- Desenhar um triângulo ABC.
2- Na função bissetriz traçar a bissetriz de cada ângulo desse triângulo.
3- Marcar a intersecção das bissetrizes. Nomeá-la com a letra I.
4- O que você entendeu por bissetriz?
5- “ I “ é um elemento de destaque no triângulo. Por quê? Que nome ele recebe?
6- Por que o ponto “ I “ equidista dos lados do triângulo?
7- De acordo com a sua construção, observação e análise, o que vem a ser
incentro?
Orientações didáticas referentes à atividade:
A expectativa ao final da atividade é a de que os alunos compreendam o significado
de bissetriz, construam e registrem, de forma clara, o que entendem sobre o que
vem a ser incentro.
Ao final da atividade o aluno deverá formalizar as definições de:
a) incentro: é o ponto onde se interceptam as bissetrizes do triângulo;
b) bissetriz: uma bissetriz de um triângulo é o segmento contido na semirreta que
é bissetriz de um ângulo do triângulo, com extremidades no vértice do ângulo e em
um ponto do lado oposto. O ângulo por onde passa a bissetriz fica dividido em duas
partes iguais.
Etapa 7 : Aula 4 ( 100 minutos)
● Desafios
Utilizando o Software régua e compasso e utilizando os conceitos de Pontos
Notáveis de um triângulo, resolver em dupla os seguintes problemas:
1- Sua família tem um terreno em forma triangular. Eles querem instalar uma
luminária em cada lateral do terreno de modo a gastar a menor quantidade
possível de fio para instalar três luminárias, uma em cada parede (aresta), do
terreno a partir de um ponto interior do terreno equidistante das três laterais do
triângulo.
● Como determinar um ponto equidistante de todas as paredes (arestas) de um
triângulo?
Espera-se que o aluno determine o incentro do triângulo. É o raio do círculo inscrito
no triângulo.
2- Onde uma empresa de telefonia deve instalar uma antena para celulares em um
bairro de uma cidade, considerando três pontos quaisquer deste bairro, de tal
forma que o sinal do celular atinja, estes três pontos, com a mesma intensidade
do sinal do celular.
9
Espera-se que o aluno determine o circuncentro do triângulo para a instalação da
antena de celulares, considerando que a mesma distância dos pontos ao centro
tenha a mesma intensidade de sinal dos celulares.
3- Dados os pontos A, B e C, determine a circunferência que os contenha esses
pontos.
A resolução dessa atividade demandará a apropriação do conceito de pontos
notáveis.
A linguagem utilizada poderá ser formal, com o rigor de uma demonstração
matemática ou informal, com palavras que não sigam o rigor de demonstrações
matemática. Espera-se que nessa atividade o conceito de mediatriz seja usado na
resolução da atividade.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Matemática completa giovanni e bonjorno v3
Matemática completa giovanni e bonjorno   v3Matemática completa giovanni e bonjorno   v3
Matemática completa giovanni e bonjorno v3
miriapansin
 
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º biGuia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
CEPI-INDEPENDENCIA
 
Explicação frações
Explicação fraçõesExplicação frações
Explicação frações
Aline Lemmertz
 
Formulas geral para geometria analitica
Formulas geral para geometria analiticaFormulas geral para geometria analitica
Formulas geral para geometria analitica
Elieser Júnio
 
Plano de aula luciane antoniolli números racionais
Plano de aula luciane antoniolli   números racionaisPlano de aula luciane antoniolli   números racionais
Plano de aula luciane antoniolli números racionais
Luciane Antoniolli
 

Mais procurados (20)

Banco de questões 7º ano
Banco de questões 7º anoBanco de questões 7º ano
Banco de questões 7º ano
 
Plano de trabalho - Circunferência e círculo
Plano de trabalho - Circunferência e círculoPlano de trabalho - Circunferência e círculo
Plano de trabalho - Circunferência e círculo
 
Equações algébricas
Equações algébricas   Equações algébricas
Equações algébricas
 
Matemática completa giovanni e bonjorno v3
Matemática completa giovanni e bonjorno   v3Matemática completa giovanni e bonjorno   v3
Matemática completa giovanni e bonjorno v3
 
Avaliacao diagnostica 8° ano
Avaliacao diagnostica 8° anoAvaliacao diagnostica 8° ano
Avaliacao diagnostica 8° ano
 
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
Ficha formativa_ Monómios e Polinómios (I)
 
A conquista da matematica
A conquista da matematicaA conquista da matematica
A conquista da matematica
 
Matemática Básica - Teoria
Matemática Básica - TeoriaMatemática Básica - Teoria
Matemática Básica - Teoria
 
Avaliação proeb matemática 3º ano em
Avaliação proeb matemática 3º ano emAvaliação proeb matemática 3º ano em
Avaliação proeb matemática 3º ano em
 
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º biGuia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
Guia de aprendizagem 2ª série do ensino médio fernanda matemática 3º bi
 
Ficha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomaticaFicha informativa axiomatica
Ficha informativa axiomatica
 
Lista 1 cone - resolução
Lista 1   cone - resoluçãoLista 1   cone - resolução
Lista 1 cone - resolução
 
Plano de aula tangram
Plano de aula tangramPlano de aula tangram
Plano de aula tangram
 
Lista de-exercicios-de-angulos-7-ano
Lista de-exercicios-de-angulos-7-anoLista de-exercicios-de-angulos-7-ano
Lista de-exercicios-de-angulos-7-ano
 
1ª avaliação de matemática 8 a
1ª avaliação de matemática   8 a1ª avaliação de matemática   8 a
1ª avaliação de matemática 8 a
 
Explicação frações
Explicação fraçõesExplicação frações
Explicação frações
 
Potenciação Propriedades
Potenciação PropriedadesPotenciação Propriedades
Potenciação Propriedades
 
Formulas geral para geometria analitica
Formulas geral para geometria analiticaFormulas geral para geometria analitica
Formulas geral para geometria analitica
 
Plano de aula luciane antoniolli números racionais
Plano de aula luciane antoniolli   números racionaisPlano de aula luciane antoniolli   números racionais
Plano de aula luciane antoniolli números racionais
 
Área e Volume
Área e VolumeÁrea e Volume
Área e Volume
 

Destaque

PowerPoint Planos y Ángulos
PowerPoint  Planos y Ángulos PowerPoint  Planos y Ángulos
PowerPoint Planos y Ángulos
Nacho Guasta
 
Angulos e triangulos
Angulos e triangulosAngulos e triangulos
Angulos e triangulos
Joao Ferreira
 
Líneas y puntos notables de los triángulos
Líneas y puntos notables de los triángulosLíneas y puntos notables de los triángulos
Líneas y puntos notables de los triángulos
rfarinas
 
Lineas Notables del Triangulo
Lineas Notables del TrianguloLineas Notables del Triangulo
Lineas Notables del Triangulo
Manuel Duron
 
Triângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmatTriângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmat
marcommendes
 
Geometria triangulos
Geometria   triangulosGeometria   triangulos
Geometria triangulos
Edward Solis
 
Ap geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidosAp geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidos
trigono_metrico
 

Destaque (20)

Os notáveis de um triângulo
Os notáveis de um triânguloOs notáveis de um triângulo
Os notáveis de um triângulo
 
Geometria
GeometriaGeometria
Geometria
 
Introdução ao estudo de triângulos
Introdução ao estudo de triângulosIntrodução ao estudo de triângulos
Introdução ao estudo de triângulos
 
PowerPoint Planos y Ángulos
PowerPoint  Planos y Ángulos PowerPoint  Planos y Ángulos
PowerPoint Planos y Ángulos
 
Os notáveis de um triângulo
Os notáveis de um triânguloOs notáveis de um triângulo
Os notáveis de um triângulo
 
Triângulos
TriângulosTriângulos
Triângulos
 
Aula sobre triângulos
Aula sobre triângulosAula sobre triângulos
Aula sobre triângulos
 
Angulos e triangulos
Angulos e triangulosAngulos e triangulos
Angulos e triangulos
 
Slide triângulos
Slide triângulosSlide triângulos
Slide triângulos
 
Triângulos
TriângulosTriângulos
Triângulos
 
Líneas y puntos notables de los triángulos
Líneas y puntos notables de los triángulosLíneas y puntos notables de los triángulos
Líneas y puntos notables de los triángulos
 
Triángulos ii lineas notables
Triángulos ii lineas notablesTriángulos ii lineas notables
Triángulos ii lineas notables
 
Lineas Notables del Triangulo
Lineas Notables del TrianguloLineas Notables del Triangulo
Lineas Notables del Triangulo
 
Triângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmatTriângulos 5ºmat
Triângulos 5ºmat
 
Apresent Slide Share
Apresent Slide ShareApresent Slide Share
Apresent Slide Share
 
Líneas Notables
Líneas NotablesLíneas Notables
Líneas Notables
 
Geometria triangulos
Geometria   triangulosGeometria   triangulos
Geometria triangulos
 
Ap geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidosAp geometria plana resolvidos
Ap geometria plana resolvidos
 
Triangulos 1
Triangulos 1Triangulos 1
Triangulos 1
 
TriáNgulos Ii
TriáNgulos IiTriáNgulos Ii
TriáNgulos Ii
 

Semelhante a Projeto Os Pontos Notáveis de um Triângulo

Informática Educativa i Execução do Projeto
Informática Educativa i Execução do ProjetoInformática Educativa i Execução do Projeto
Informática Educativa i Execução do Projeto
Mauricio Oliveira
 
Entre a régua e o compasso o ponto na geometria analítica
Entre a régua e o compasso   o ponto na geometria analíticaEntre a régua e o compasso   o ponto na geometria analítica
Entre a régua e o compasso o ponto na geometria analítica
Kelly Lima
 
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinhoT8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
ElaineDaSilvaMarinho
 
Planejamento Matrizes e determinantes
Planejamento Matrizes e determinantesPlanejamento Matrizes e determinantes
Planejamento Matrizes e determinantes
MarcieleEuzebio
 
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículasProjeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
xtganderson
 
Planejamento-projeto
Planejamento-projetoPlanejamento-projeto
Planejamento-projeto
fabcapita
 
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficos
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficosSimulação de trajetória de particulas através dos gráficos
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficos
xtganderson
 
Trajetória de particulas através dos gráficos
Trajetória de particulas através dos gráficosTrajetória de particulas através dos gráficos
Trajetória de particulas através dos gráficos
xtganderson
 
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
Cíntia Silva Barboza
 

Semelhante a Projeto Os Pontos Notáveis de um Triângulo (20)

Projeto de Informática Educativa : Execução
Projeto de Informática Educativa : ExecuçãoProjeto de Informática Educativa : Execução
Projeto de Informática Educativa : Execução
 
Desmistificando o ensino de Funções Quadráticas
Desmistificando o ensino de Funções QuadráticasDesmistificando o ensino de Funções Quadráticas
Desmistificando o ensino de Funções Quadráticas
 
Informática Educativa i Execução do Projeto
Informática Educativa i Execução do ProjetoInformática Educativa i Execução do Projeto
Informática Educativa i Execução do Projeto
 
Entre a régua e o compasso o ponto na geometria analítica
Entre a régua e o compasso   o ponto na geometria analíticaEntre a régua e o compasso   o ponto na geometria analítica
Entre a régua e o compasso o ponto na geometria analítica
 
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinhoT8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
 
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinhoT8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
T8 projetofinal infoeducativai_elainemarinho
 
Projeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagemProjeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagem
 
Projeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagemProjeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagem
 
Projeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagemProjeto de aprendizagem
Projeto de aprendizagem
 
Kodu mathv1
Kodu mathv1Kodu mathv1
Kodu mathv1
 
Projetopedagogico
ProjetopedagogicoProjetopedagogico
Projetopedagogico
 
Projeto de aprendizagem - Planejamento - Alessandra maia
Projeto de aprendizagem - Planejamento - Alessandra maiaProjeto de aprendizagem - Planejamento - Alessandra maia
Projeto de aprendizagem - Planejamento - Alessandra maia
 
PROJETO DE APRENDIZAGEM
PROJETO DE APRENDIZAGEMPROJETO DE APRENDIZAGEM
PROJETO DE APRENDIZAGEM
 
Projeto Planejamento - Luis Alberto - 20 out 2012 - VF
Projeto Planejamento - Luis Alberto - 20 out 2012 - VFProjeto Planejamento - Luis Alberto - 20 out 2012 - VF
Projeto Planejamento - Luis Alberto - 20 out 2012 - VF
 
Planejamento Matrizes e determinantes
Planejamento Matrizes e determinantesPlanejamento Matrizes e determinantes
Planejamento Matrizes e determinantes
 
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículasProjeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
Projeto de Aprendizagem sobre simulação de trajetória de partículas
 
Planejamento-projeto
Planejamento-projetoPlanejamento-projeto
Planejamento-projeto
 
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficos
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficosSimulação de trajetória de particulas através dos gráficos
Simulação de trajetória de particulas através dos gráficos
 
Trajetória de particulas através dos gráficos
Trajetória de particulas através dos gráficosTrajetória de particulas através dos gráficos
Trajetória de particulas através dos gráficos
 
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
Projeto planejamento cíntiada_silvabarboza2013
 

Projeto Os Pontos Notáveis de um Triângulo

  • 1. 1 Informática Educativa I : Projeto de Execução Título: Os Notáveis de um Triângulo Nome do Aluno: Carmen Beatriz Landeira Peixoto de Miranda Pacheco 1. Disciplina e anos envolvidos: Matemática 8º Ano do Ensino Fundamental 2. Tema central : Pontos Notáveis de um Triângulo Baricentro Circuncentro Ortocentro Incentro 3. Temas de apoio: 1. Apresentação de uma aplicação dos pontos notáveis de um triângulo para a resolução de um problema. 2. Uso do Software Régua e compasso. 4. Justificativa: O estudo da Geometria constitui parte importante no currículo, visto que os alunos desenvolvem a capacidade de compreender, descrever e representar de forma organizada o espaço em que vivem. É fundamental a participação dos alunos na construção do conhecimento, de forma dinâmica e interativa, na busca do relacionamento desses conhecimentos adquiridos para entender e prever estratégias de soluções em situações da vida real. Existem programas de computador (softwares) nos quais os alunos podem explorar e construir diferentes conceitos matemáticos, esses programas apresentam recursos que provocam um processo que caracteriza o “pensar matematicamente”, ou seja, os alunos fazem experimentos, testam hipóteses e criam estratégias para resolver problemas. Este projeto fará uso do Programa Régua e compasso onde poderemos explorar a geometria com maior agilidade e melhor visualização, proporcionando aos alunos, conteúdos do currículo de maneira que a construção do conhecimento seja de forma prazerosa e efetiva. 5. Objetivos gerais e específicos: Objetivos Gerais: ● Incentivar o interesse e o uso da matemática na busca de soluções para problemas do cotidiano. ● Despertar no aluno o interesse pela investigação utilizando a tecnologia de forma adequada. ● Promover a construção e a compreensão de conceitos, desenvolvendo habilidades matemáticas. Objetivos Específicos: ● Incentivar os alunos a buscarem novas formas de pensar, de pesquisar, de construir na sua própria maneira o conhecimento e construí-lo continuadamente, provocar neles o prazer e a curiosidade para aprender geometria, sendo o software Régua e Compasso um excelente meio para atingir esse saber científico. ● Proporcionar ao aluno oportunidade de interagir em grupo e com a tecnologia, tornando a construção de conhecimento mais eficaz e prazerosa. 6. Enfoque pedagógico : O construtivismo é um processo pela qual o indivíduo elabora a sua própria
  • 2. 2 inteligência adaptativa e o seu conhecimento. Neste trabalho o conhecimento será construído a partir da interação entre o aluno e o objeto, por meio de hipóteses que vão sendo testadas. 7. Recursos tecnológicos: Data show para a execução do vídeo “ A Comunidade”. http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074 Software Régua e Compasso. http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/ 8. Etapas e suas estratégias de realização: 1- Para introduzir o conteúdo e despertar a curiosidade dos alunos pedir que confeccionem dois triângulos com cartolina. Pedir para os alunos fazerem um único furo em um desses triângulos e amarrar um barbante de modo que o triângulo fique em equilíbrio. O resultado esperado é que poucos ou ninguém consiga. 2- Após esta tentativa o vídeo “A Comunidade” ( aproximadamente 10 minutos ) será apresentado. 3- Leitura de imagem relativa às informações contidas no vídeo: O que você viu? O que você sentiu? O que ouviu? O que você aprendeu? 4- Pesquisa na internet e/ ou livros sobre a história dos pontos notáveis de um triângulo e exemplos práticos. 5- Apresentação dos trabalhos (Dupla). 6- No laboratório de informática após a apresentação do software Régua e Compasso e das ferramentas necessárias, os alunos em dupla, terão a oportunidade de realizar as construções geométricas, a construção dos pontos notáveis de um triângulo e fazer conjecturas para os tipos de triângulos. 7- Realização de desafios para a verificação dos conhecimentos adquiridos. 9. Definição de papéis: Os alunos serão os construtores do conhecimento e o professor terá a função de facilitador, mediando às discussões e auxiliando nas atividades para a consolidação do conhecimento. 10. Sites e bibliografia de apoio: http://www.catolica.edu.br/ubec/publicacao/download.wsp?tmp.arquivo=2596 http://www.edumat.ufms.br/gestor/titan.php?target=openFile&fileId=97 http://www.es.iff.edu.br/softmat/projetotic/Softmatoa/Apostilas_de_atividades/apostila _ReC_%202008.pdf http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074 http://www2.mat.ufrgs.br/edumatec/cursos/trab4/7serie.html
  • 3. 3 http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/ http://obaricentrodamente.blogspot.com.br/2009/08/pontos-notaveis-de-um- triangulo. SOUZA, J. ; PATARO, P.M. Vontade de Saber Matemática. 8º Ano. 2ª Edição. São Paulo: FTD, 2012. 11. Coleta de dados: Pesquisa no livro e internet. 12. Seleção do material: Cartolina, lápis, borracha, régua, compasso, barbante, tesoura, data show, vídeo “A Comunidade” do m3 ime Unicamp, livro didático e sala de informática com o software Régua e compasso instalado. A opção pelo vídeo “A Comunidade”, apresenta uma aplicação do conteúdo de forma prática e contextualizada. O software Régua e compasso por ser gratuito, de matemática dinâmica que reúne recursos de geometria, álgebra e cálculo, além de estimular e despertar no aluno o interesse e a busca do conhecimento matemático. <http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/> 13. Programação visual: Vídeo “A Comunidade” encontrado em <http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074> Software Régua e compasso. Para uma melhor visualização e acompanhamento dos passos para a construção dos pontos notáveis no software Régua e Compasso, farei juntamente com os alunos os passos do roteiro elaborado, utilizando o meu computador e o data show. 14. Meios para a execução: Sala de vídeo com Data show, laboratório de informática com computadores instalados com o software Régua e Compasso. 15. Avaliação: A avaliação é o processo pelo qual podemos descobrir se nossas ações e esforços estão contribuindo para o alcance dos objetivos. Nessa perspectiva, o que devemos levar em conta não é somente o aspecto quantitativo, mas também o qualitativo, por meio do qual podemos acompanhar os resultados em função daquilo que se pretende com o aluno, com a escola e com a realidade exterior. Sendo assim, o aluno será avaliado como um todo, visando principalmente observar seu desenvolvimento e seu progresso. Serão atribuídos pontos pela dinâmica em sala de aula e pelo envolvimento em todo o desenvolvimento das atividades. 16. Cronograma: Etapa Descrição Número de aulas
  • 4. 4 1 Construção do Triângulo na cartolina. 2 Filme “ A Comunidade”. 1 aula ( 50 minutos) 3 Leitura de imagem e troca de informações 1 aula ( 50 minutos) 4 5 Pesquisa Apresentação dos trabalhos 2 aulas ( 100 minutos) 6 Construção no software régua e compasso dos pontos notáveis: Baricentro e circuncentro. 1aula ( 50 minutos) Construção no software régua e compasso dos pontos notáveis: ortocentro e incentro. 1 aula (50 minutos) 7 Desafio 1 aula ( 50 minutos) Desafio 1 aula ( 50 minutos) Atividades Etapas 1 2 e 3 : Aula 1 ( 100 minutos) ● Um problema é proposto. Construir dois triângulos iguais, com os mesmos materiais e mesmas dimensões. Um triângulo eles vão guardar e outro será utilizado na atividade. Pergunta: Existe um ponto D pertencente ao triângulo que seja possível suspendê- lo através de um barbante, deixando-o em equilíbrio? ● Em um dos triângulos, será solicitado aos alunos que busquem este ponto, de modo a suspender o triângulo, equilibrando-o através do barbante, a partir de um ponto localizado pelos alunos no triângulo. Discutir os problemas: Existe alguma técnica para resolver este problema? ● Passar o vídeo “ A Comunidade” encontrado no site <http://m3.ime.unicamp.br/recursos/1074> ● Leitura de imagem das informações contidas no vídeo. ● Resolução do problema ponto de equilíbrio do triângulo após a informação contida no vídeo. Etapas 4 e 5: Aula 2 ( 100 minutos) Trabalho em Dupla ● Pesquisa ( na sala de informática e/ ou em livros na biblioteca). ● Apresentação das informações da pesquisa.
  • 5. 5 Etapa 6 : Aula 3 ( 100 minutos) ● Apresentação do Software Régua e compasso no laboratório de informática. <http://www.professores.uff.br/hjbortol/car/> As funções serão apresentadas no meu laptop e data show para que os alunos se familiarizem com o software. ● Cálculo dos Pontos Notáveis de um Triângulo através do software Régua e Compasso. Baricentro e Circuncentro. ● Conhecendo o software Régua e compassso Ao abrir o software visualizamos a seguinte tela Todas as ferramentas serão apresentadas para a construção das atividades. Construção do Baricentro de um triângulo Referencial Teórico O segmento de reta em que uma das extremidades é um vértice do triângulo e a outra é o ponto médio do lado oposto a esse vértice é chamado mediana. Ao ponto de encontro das três medianas de um triângulo dá-se o
  • 6. 6 nome de baricentro. Processo de construção: 1- Determinar três pontos A, B e C. 2- Na função segmento traçar segmento de reta dos pontos AB, BC e CA. 3- Na função ponto médio determinar o ponto médio de cada um desses segmentos. 4- Na função ponto marcar os pontos D, E e F, pontos médios dos lados. 5- Na função segmento traçar a mediana de cada lado do triângulo. 6- Na função ponto marcar G ponto de intersecção das medianas. 7- G é o Baricentro do triângulo. 8- Com a ferramenta mover ponto, mover os vértices A, B e C. * O que acontece com a figura? * E se movimentarmos os pontos médios do lado do triângulo: D, E e F, o que acontece? Fazer todos os registros. * Explique com suas palavras o que é o baricentro de um triângulo. Ao final da atividade formalizar as definições: Baricentro é o ponto de encontro das três medianas de um triângulo. Mediana é o segmento de reta que une um vértice ao ponto médio do seu lado oposto. Orientações didáticas referentes à atividade Inicialmente os alunos poderão fazer as suas construções de modo informal; são fundamentais na execução deste trabalho a experimentação, a discussão e a análise das construções. Caso venham a surgir novas formas de representação, elas deverão ser levadas em consideração, já que existem diversas formas de construções geométricas relativas ao mesmo objeto. Ao final da atividade o professor formalizar as definições de: Baricentro: é o ponto de encontro das três medianas de um triângulo; Mediana: é o segmento de reta que une um vértice ao ponto médio do seu lado oposto. Construção do circuncentro de um triângulo Referencial Teórico: Dá-se o nome de mediatriz a reta perpendicular a um segmento passando pelo seu ponto seu ponto médio. As três mediatrizes dos lados de um triângulo se encontram em um ponto chamado de circuncentro. Processo de construção: 1- Desenhar um triângulo ABC. 2-Marcar os pontos médios D, E e F dos lados AB, BC e AC. 3- Na função perpendicular, traçar a perpendicular de cada lado do triângulo passando pelo seu médio. Cada reta traçada representa a mediatriz de um lado do triângulo. 4- Pelas construções feitas o que você entende por mediatriz? 5- Marcar o ponto de intersecção das três perpendiculares e nomeá-la por T Esse ponto recebe o nome de circuncentro. 6- Registrar o que você entendeu sobre o significado de circuncentro.
  • 7. 7 7- Com a ferramenta mover os pontos mover os vértices A, B ou C do triângulo, o ponto G, circuncentro do triângulo passa a ocupar diferentes localizações: a) Quando o circuncentro estará na região interna da figura? b) Quando o circuncentro estará na região externa da figura? c) Quando o circuncentro estará sobre um dos lados da figura? 8-Por que o circuncentro é equidistante dos vértices do triângulo ABC? Orientações didáticas referentes à atividade: - ao iniciar a atividade, a régua e o compasso poderão anteceder as construções no computador. Ao propormos a atividade temos o objetivo de que ela possa ser realizada de modo informal, até que se chegue aos conceitos e propriedades dos elementos geométricos, que vão surgindo através das construções e observações. Provocar uma discussão entre os alunos sobre as principais propriedades do circuncentro e registrá-las para análise e discussão. Ao final da atividade formalizar as definições de: Mediatriz: que é a reta perpendicular a um segmento de reta AB, passando pelo seu ponto médio; Circuncentro: é o ponto de encontro três mediatrizes relativas aos lados de um triângulo. Construção do ortocentro de um triângulo Referencial Teórico : - a altura de um triângulo é o segmento de reta que liga um vértice à reta suporte do lado oposto ao vértice considerado perpendicularmente . - o ponto de encontro das retas suporte das alturas de um triângulo recebe o nome de ortocentro. Processo de construção: 1- Desenhar um triângulo ABC. 2- Na função perpendicular, traçar a perpendicular de cada lado do triângulo passando pelo vértice oposto a cada lado. 3- Marcar o ponto de intersecção de cada lado e nomeá-lo por “ O “. 4- O ponto “ O ” é o ortocentro do triângulo ABC. 5- Escreva o que você entendeu sobre o que vem a ser o ortocentro por meio das construções. 6- Movimentar o vértice A e observar as medidas dos ângulos internos da figura e registrar o que acontece quando: a) o ortocentro está na parte interna do triângulo? b) o ortocentro está na parte externa do triângulo? c) o ortocentro coincide com um dos três vértices do triângulo? 7- Mover o vértice B, ou o vértice C do triângulo e verificar se ocorrem as mesmas observações anteriores. Orientações didáticas referentes à atividade: Destacar que uma altura de um triângulo é o segmento de reta perpendicular a um lado do triângulo com extremidades nesse lado e no vértice oposto a ele. No final da atividade os alunos do curso deverão perceber que um triângulo tem três alturas e que elas se encontram em um ponto chamado de ortocentro. Deverão ainda perceber que: a) quando o ortocentro pertence à região interna do triângulo, ele é acutângulo; b) quando o ortocentro pertence à região externa do triângulo, ele é obtusângulo;
  • 8. 8 c) quando o ortocentro coincidir com qualquer um dos três vértices da figura, o triângulo é retângulo; Construção do Incentro de um triângulo Referencial teórico : Dá-se o nome de incentro do ponto de interseção das bissetrizes de um triângulo. Processo de construção: 1- Desenhar um triângulo ABC. 2- Na função bissetriz traçar a bissetriz de cada ângulo desse triângulo. 3- Marcar a intersecção das bissetrizes. Nomeá-la com a letra I. 4- O que você entendeu por bissetriz? 5- “ I “ é um elemento de destaque no triângulo. Por quê? Que nome ele recebe? 6- Por que o ponto “ I “ equidista dos lados do triângulo? 7- De acordo com a sua construção, observação e análise, o que vem a ser incentro? Orientações didáticas referentes à atividade: A expectativa ao final da atividade é a de que os alunos compreendam o significado de bissetriz, construam e registrem, de forma clara, o que entendem sobre o que vem a ser incentro. Ao final da atividade o aluno deverá formalizar as definições de: a) incentro: é o ponto onde se interceptam as bissetrizes do triângulo; b) bissetriz: uma bissetriz de um triângulo é o segmento contido na semirreta que é bissetriz de um ângulo do triângulo, com extremidades no vértice do ângulo e em um ponto do lado oposto. O ângulo por onde passa a bissetriz fica dividido em duas partes iguais. Etapa 7 : Aula 4 ( 100 minutos) ● Desafios Utilizando o Software régua e compasso e utilizando os conceitos de Pontos Notáveis de um triângulo, resolver em dupla os seguintes problemas: 1- Sua família tem um terreno em forma triangular. Eles querem instalar uma luminária em cada lateral do terreno de modo a gastar a menor quantidade possível de fio para instalar três luminárias, uma em cada parede (aresta), do terreno a partir de um ponto interior do terreno equidistante das três laterais do triângulo. ● Como determinar um ponto equidistante de todas as paredes (arestas) de um triângulo? Espera-se que o aluno determine o incentro do triângulo. É o raio do círculo inscrito no triângulo. 2- Onde uma empresa de telefonia deve instalar uma antena para celulares em um bairro de uma cidade, considerando três pontos quaisquer deste bairro, de tal forma que o sinal do celular atinja, estes três pontos, com a mesma intensidade do sinal do celular.
  • 9. 9 Espera-se que o aluno determine o circuncentro do triângulo para a instalação da antena de celulares, considerando que a mesma distância dos pontos ao centro tenha a mesma intensidade de sinal dos celulares. 3- Dados os pontos A, B e C, determine a circunferência que os contenha esses pontos. A resolução dessa atividade demandará a apropriação do conceito de pontos notáveis. A linguagem utilizada poderá ser formal, com o rigor de uma demonstração matemática ou informal, com palavras que não sigam o rigor de demonstrações matemática. Espera-se que nessa atividade o conceito de mediatriz seja usado na resolução da atividade.