União da Juventude Do Campo e da Cidade 
Cartilha do estudante 
Introdução 
Ao analisarmos os acontecimentos históricos , ...
lugar de onde se contesta. Isso requer instituições! Mas basta criar instituições? Não! Ao fazer essa passagem você dá um ...
Ainda sobre organizações sociais é preciso entender que as mesma passam a existir a partir das causas onde pessoas entenda...
Um grêmio Estudantil pode fazer muito coisa como organizar festas nos finais de semanas no entanto deve-se deixar claro qu...
participam da rede de atores envolvidos com o cotidiano da escola é comprometido com seu dia-a-dia( diretores, professores...
{não solicita autorização} divulgar a proposta na escola e convidar os alunos interessado e os representantes de turmas ( ...
trabalhadores em geral em cada bairro, e no numero maior de comunidades do município. 
A assembleia deve garantir um proce...
nas escolas deverão estar presente na reunião do contrario convoca-se outra Assembleia Geral. 
ESTATUTO- O conjunto de reg...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

União da juventude do campo e cidade

365 visualizações

Publicada em

União da juventude do campo e da cidade; Parauapebas; Movimentos sociais em Parauapebas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

União da juventude do campo e cidade

  1. 1. União da Juventude Do Campo e da Cidade Cartilha do estudante Introdução Ao analisarmos os acontecimentos históricos , aprendemos que a juventude sempre cumpriu – e cumpre- um papel importante na historia dos povos . No brasil, não e diferente. Aproveitamos o espaço para relatarmos mesmo que de forma resumida que os estudante organizados sempre se posicionaram, defendendo os direitos de nossa sociedade, transformando a realidade em que viviam e contribuindo ativamente na construção de um pais melhor. Na atualidade estamos perdendo ou tendo certos conceitos de grande importância para na humanização um exemplo bem claro é a cidadania na verdade quase todos os atores coletivo social, quase todos os partidos políticos. Senão todos se dizem de defensores da cidadania... Então , qual é a matriz de referencia que nos podemos usar para discutir cidadania? Afinal nos estamos falando de qual cidadania? Queremos de forma simples falar de cidadania ativa... A nossa organização enquanto jovem diferente por que tende a questionar com a própria sociedade sobre o que vem a ser formação para a cidadania? Ai é que é complicado. Mas não devemos recusar o debate e simplesmente deixar de enfrenta- lo. Nos ficamos sempre numa situação de indefinições quanto as reais possibilidades do exercício da plenitude do gozo da cidadania pelo o individuo. A questão é como você ativa os seus direitos numa sociedade. Para isso é bom entender o passado brasileiro chegamos ao entendimento que á formação para cidadania é impulsionar para o conflito. É de fato é pois para você não ficar exatamente numa concepção passivas e apena de usufruto, de receber, você caminha para um conflito. Numa sociedade tão desigual como a nossa inclusão significa impulsionar o conflito para que este tenha um caráter redistributivo. O que tenho afirmado é que a cidadania e um processo continuo de ampliação de novos direito em bases aos acumulados historicamente em cada momento ...Isso significa que você domina o conjunto que está a sua disposição. Agora nós estamos numa situação contraditória , que dizer que novos direitos são esses? Nos estamos perdendo os velhos...por isso mesmo que o processo de cidadania então por que encaminhar para o conflito? Por que cidadania é conflito. Tem outros poderes tentando destruir ali o campo onde você se ativou, onde você construiu organização populares. Se construir cidadania, de alguma maneira é ampliar a esfera do conflito isso significa politizar os temas da sociedade . O que é politizar os temas da sociedade os temas da agenda social, os temas que são restrições á cidadania? O que é politizar o social? De forma muito genérica é passar do estado de carência para o estado do direito, ou seja. Politizar significa em primeiro lugar identificar o espaço da politica como um
  2. 2. lugar de onde se contesta. Isso requer instituições! Mas basta criar instituições? Não! Ao fazer essa passagem você dá um passo que é exatamente introduzir a cidadania e reconhecer a cidadania como forma do conflito. O direito só se dá quando se tem conflito a carência não. Você pode ter carência isso não gera conflito. O direito so se quando se tem o conflito, a carência não. Você pode ter carência e isso não gera violência que outra coisa e nos não estamos de violência estamos de conflito. Então fazer essas passagem é absolutamente necessário tanto para continuar ampliando os direitos como para resistir a sua desconstrução. Organização Social e Consciência Crítica ‘’(...) meu papel do mundo não é só o de quem constata que ocorre , mas também intervém como sujeito de ocorrências. Não sou apenas objeto da historia mas sou sujeito Igualmente. No mundo da Historia da cultura da politica, constando não para me adaptar mas para mudar (...) Ninguém pode estar no mundo de luvas na mão constando apenas (...) A mudança do mundo implica a dialetização entre a dinâmica da situação desumanizante e o anúncio de sua superação, no fundo do nosso sonho ‘’ Paulo Freire Paulo Freire nos demostra claramente o que vem ser a verdadeira cidadania ao contribuinte. Isso é uma concepção liberal em que a cidadania equivale ao caráter de contribuinte {quem simplesmente paga imposto} Paulo Freire, em outras palavras está afirmando que mais cabe ao cidadão {ser humano} inventar e reinventar continuamente seu lugar no mundo isto é o impacto se faz andando, não é uma situação prévia de repouso absoluto é uma situação sempre dinâmica e isso da um outra caráter a questão da cidadania. O cidadão pleno não é só aquele que recebe o usufruto de sua plenitude mas é aquele que forja a plenitude desse usufruto e isso significa uma participação ativa no andamento da sociedade, na intervenção dentro do próprio ‘’ESTADO’’ Um diferencial importante de um verdadeiro cidadão é que este busca desde instigar a auto-organização social {seja através da juventude como força motriz das ações coletivas ou por outra vias} e passa agir em seus próprios segmentos ou comunidade{ou escola} Atuam na identificação e articulação das potencialidade locais principalmente as sociais, através do olhar sobre a iniciativa já existente além de estimularem a articulação destas iniciativas com grupos de pessoa que ainda não estejam organizadas. Sobre Organização Sociais {campo onde se exercita e se aprimora a ação de cidadania} temos exemplos bem próximo, tais como: A UJCC- União da Juventude do campo da cidade {uma articulação da juventude que acredita no equilíbrio social entre campo e cidade e na igual distribuição de renda através das politicas publicas voltas especialmente para os que estão a margem social} um movimento politico -social que busca a justiça social e aluta pelo direitos fundamentais do homem em especial da juventude ou seja se movimenta em procuras articular entendidas e outros movimentos que trabalham a conscientização da juventude como protagonista do meio em que vivem e como sujeito de sua própria historia
  3. 3. Ainda sobre organizações sociais é preciso entender que as mesma passam a existir a partir das causas onde pessoas entendam que o seu papel no mundo não so o de que quem constata o que ocorre mas também o de quem intervém como sujeito de ocorrência. Essas pessoas iniciam uma militância {atuam articulam se movimento} em prol da vida da justiça social e passam a disseminar a verdadeira cidadania. A teoria de uma organização de um movimento social vai sendo elaborado no processo de sua construção com o passar dos tempos .Quando mais avançamos mais descobrimos a importância da elaboração teórica para reafirmar e iluminar os passos da pratica por isso há momento em que a teoria acentuam mais os aspectos políticos da organização dai nasce á extrema importância de colocar a preocupação sobre o método o jeito de fazer no entanto antes é necessário acreditar que é possível alterar a própria realidade. Nada é estático por isso é fundamental prestamos atenção nas mudanças que devem ser feitas em todas as áreas e dimensões que compõe a sociedade e é por isso que os desafios exigem de nós intervenções concretas que levem a mudanças. Que no futuro nossos descendentes se orgulharem de nos por temos edificado corretamente com amor fraternal o pedaço de historia que nos coube nesta curta existência Grêmio Livre Estudantil Como já vivos no passado através da organização e luta da juventude diversas vitorias foram adquiridas atualmente passamos por serio problemas pois os jovem futuro e esperança da nação estão esquecendo – se é necessário mantermos o estudo a organização o vinculo com a família e as lutas sociais. Um importante espaço para o inicio do exercício da cidadania é a própria escola onde o jovem { e o adulto por quem não} podem organizar Grêmio Estudantil organização que representam os interesse dos estudantes de cada escola. Ele{ Grêmio Estudantil] permite que os alunos discutam criem e fortaleçam inúmera possibilidades de ação tanto no próprio ambiente escolar como na comunidade. O Grêmio é também um importante espaço de aprendizagem cidadania convivência responsabilidade e de lutar por direitos. Deve ser também o meio de conscientização para que os estudantes lembrem não só se adquirir direitos mas também de cumprir com seus deveres. Quais os principais objetivos do grêmio estudantil ? Toda e qualquer organização e criada por desejo de se alcançar determinado objetivos são variados no entanto existem os principais objetivos. No Grêmio Estudantil não é diferente e de forma resumida é importante deixar claro que um de seus principais objetivo é contribuir para aumentar a participação dos alunos nas atividades de sua escola, organizando campeonato palestras projeto e discussões { sobre politico publicas} fazendo com que eles tenha voz ativa e participem – junto com pais funcionários professores coordenadores e diretores – da programação e da construção das regras dentro da escola.
  4. 4. Um grêmio Estudantil pode fazer muito coisa como organizar festas nos finais de semanas no entanto deve-se deixar claro que um Grêmio Estudantil não existe simplesmente para organizar festas sua missão é muito mais especial. O Grêmio Estudantil é a ferramenta para a formação do estudante pois ele tem potencial de integrar mais os alunos si, toda escola e com a comunidade. Nos estatutos dos Grêmio Estudantil deve rezar que é objetivo do Grêmio: I- Representa condignamente o corpo discente: II – Defender os interesse individuais e coletivos dos estudante III- Incentivar a cultura literária artística e desportiva de seus membros IV –pronome a cooperação entre administradores , funcionários, professores e alunos no trabalho escolar buscando seus aprimoramento: V – Realizar intercambio e colaboração de caráter desportivo cívico, cultural, social e educacional com outras instituições: VI – Lutar pela democracia permanente na escola através do direito de participação nos foros internos de deliberação da Escola. Qual a importância de existir um Grêmio Estudantil em minha escola? Em todo lugar sempre tem algo importante a ser melhorado ou construído. Na escola com certeza não é diferente. O Grêmio Estudantil é umas das primeira oportunidades que o jovem tem de participar da sociedade por isso afirmamos que ele é o canal da cidadania. Com o Grêmio Estudantil os alunos tem voz na administração da escola, apresentando suas ideias e opiniões não só para comunidade escolar, mais para toda sociedade. E importante lembra que toda participação exige responsabilidade um grêmio estudantil compromissando deve procurar defender os interesse dos alunos firmando sendo que possível uma parceria com todas as pessoas que participam da comunidade escolar escolar. É necessario trabalhar em parceria com os direitos coordenadores , professores e pais de alunos Somente assim o grêmio atuará verdadeiramente em beneficio da escola e da comunidade. Oba, Aprendi o que é grêmio estudantil e quero participar? Participar é importante para poder transformar se não estamos satisfeito com algumas coisas podemos propor alternativas e participar na sua transformação se estivermos contentes com algo podemos participar na sua divulgação e contribuir para que outras pessoas aprendam com nossa experiência. Isso é exercício de cidadania. Por isso é muito importante aprendemos participar organizadamente das atividades da sociedade da nossa comunidade e da nossa escola. É melhor forma de aprender e participar participando ou seja aproveitando as oportunidade que aparecem ou mesmo criando-as quando mais estimulamos a colaboração e a solidariedade dentro da escola e em nossa comunidade mais estaremos participando da construção de uma cidadania ativa consciente e responsável . Estudantes unidos jamais serão vencido! A palavra grêmio significa união liga agregação por isso o grêmio estudantil nada mais é do que os estudante e o povo unido jamais serão vencidos. Não podemos nos esquecer de que o grêmio estudantil
  5. 5. participam da rede de atores envolvidos com o cotidiano da escola é comprometido com seu dia-a-dia( diretores, professores, funcionários pais e alunos) um grêmio que estabelece uma boa rede de relações com os outros atores da comunidade escolar terá mais pessoas comprometida com as ações que pretende realizar e assim poderá ampliar o alcance de sua iniciativas. UNIÃO DA JUVENTUDE DO CAMPO E DA CIDADE POR TANTO, É IMPORTANTE: Saber negociar com a direção da escola mostrando sempre a importância e a necessidade daquilo que se pretende organizar . Manter autonomia em relação a direção da Escola partindo e etc. Buscar o envolvimento dos professores nos projetos pois eles podem contribuir de formas muito diversificada e ricas nas ações do Grêmio. Investir na comunicação do grêmio e divulgar sempre e de diversas formas (por exemplo: por cartazes rádios ou reuniões ) as ações que o grêmio realizou esta realizando e realizará. Ouvir sugestões e criticas que os alunos trazem. Afinal não podemos esquecer que o grêmio existem para representa-los. Mais vale a recomendação : quando uma sugestão não é viável é muito importante comunicar os alunos sobre inviabilidade da ideia, afinal eles tem o direito de saber o por quê. Fazer parcerias com instituições (sociais esportivas etc) e estabelecimentos comerciais da região envolve-los em gincanas, campanhas ações sociais culturais e politicas da comunidade. Uma dica importante não esqueça nunca de divulgar o nome dos parceiros que colaboram com o projeto é uma medida justa estratégica para futuros apoios. Nunca esquecer : sem trabalho em equipe não existem grêmio! E sem grêmio os alunos não podem explorar todas as suas ideias para melhorar a escola. Quero participar! Mas como organizar um Grêmio estudantil? O grande e primeiro passo para organizar um grêmio estudantil é o desejo pois quando desejamos verdadeiramente alguma coisa naturalmente buscamos realiza-la. Desejar é o primeiro passo, no entanto e necessário buscar saber o que é um grêmio estudantil? Qual é o principal objetivo? Qual é a meta a ser alcançado? Estas e outras perguntas devem estar sempre presente na menti dos estudantes para que o trabalho do grêmio estudantil não se perca. Para contribuir com a reflexão de vocês. Levantamos algumas possibilidades de organização de um grêmio. Elas tratam de temas que serão definido em seu próprio estatuto, conforme o 2º lei fed. N° 7398. Ainda importante frisar que para se organizar o grêmio estudantil não é necessário autorização da direção escolar ou de qualquer outra autoridade da direção escolar . ou de qualquer outra autoridade para fundação do grêmio estudantil isto de acordo com a lei federal n° 7398 e a própria constituição federal. Os 5 passos para criar um grêmio estudantil- para formar {criar} o grêmio são necessário 5 grandes passos todos muitos importantes. Descrevemos abaixo cada um dos passos : 1 PASSO o grupo interessado de formar o grêmio comunicar a direção escolar
  6. 6. {não solicita autorização} divulgar a proposta na escola e convidar os alunos interessado e os representantes de turmas ( se houver ) para formar a COMISSÃO PRÓ-GRÊMIO. Este grupo elabora uma proposta de estatuto que será discutido e aprovado pela Assembleia Geral além de ter a missão de organizar palestra seminários e outras atividades que visom informa os alunos sobre o assunto GRÊMIO ESTUDANTIL, 2 PASSO. A comissão por- grêmio convoca todos os alunos da escola para participar da assembleia geral nesta reunião decidem-se o nome do grêmio o período de campanhas das chapas a data das eleições e aprova-se. ESTATUTO DO GRÊMIO. Nesta reunião também se definem os membros da COMISSÃO ELEITORAL. Importante : A assembleia geral precisa ser registrada em ata 3 PASSO os alunos se reúnem e formas chapas que concorrerão na eleição eles devem apresentar suas ideias e proposta para o ano de gestão do grêmio estudantil. A comissão eleitoral promove debate abertos a todos os alunos entram as chapas 4º PASSO . A comissão Eleitoral organiza a eleição A ELEIÇÃO (o voto é secreto) A contagem é feita pela própria comissão eleitoral sendo fiscalizada por um ou mais fiscais de cada CHAPA e eventualmente acompanhados dos coordenadores pedagógicos da escola. No da apuração a comissão pro-Grêmio deve fazer uma Ata de Eleição para divulgar os restantes 5º PASSO a comissão pro-grêmio envia uma copia da Ata de Eleição e do e do estatuto para a direção escolar { Conselho Escola e de mais órgão ligados a Escola } e organizar cerimonia de POSSE DA DIRETORIA DO grêmio ( quem cuidará do que no grêmio estudantil) A cada ano reinicia – se o processo eleitoral e a partir do 3º PASSO GLOSSÁRIO Grêmio Estudantil – Segundo a Lei Federal de nº 7.398 de novembro de 1985 que dispõe sobre a organização de entidades estudantil de 1° e 2° graus e asseguram aos estudantes o direito de ser organizar. Define que Grêmio Estudantil é uma entidades autônoma representativa dos interesse dos estudantes secundaristas de cada escola com finalidades educacionais culturais cívicas desportivas UNIÃO DA JUVENTUDE DO CAMPO E DA CIDADE ASSEMBLÉIA POPULAR Devemos garantir a realização da assembleia popular com um processo um método de pedagogia de massas para debater os problemas brasileiros e locais, as causais e as saídas e, assim, ir construído um projeto alternativo popular. É um processo que deve estimular lutas sociais , como parte necessário da construção de forças para viabilizar e popularizar o projeto alternativo. Isso deve acontecer sobretudo junto ás bases , aos
  7. 7. trabalhadores em geral em cada bairro, e no numero maior de comunidades do município. A assembleia deve garantir um processo contínuo de articulação, e não apenas episodio ; realizar o processo das assembleia como um processo pedagógico ,garantir uma metodologia de participações das bases em especial, os (as) lutadores (as) desorganizados (as) ou desarticulados (as) aprofundar a metodologia de ir sempre construindo atividades teóricas e de debate junto com a atividades práticas, de lutas elevar permanentemente o nível de consciência politica e cultural do povo. Em Marabá , município localizado em umas das regiões mais rica do pais, mais de muita gente pobre no campo e na cidade por não fazerem parte do grupo que acumula a riqueza, o debate deve ser feito no sentido de se entender as causas desta realidade. Uma cidade na sua maior parte deficitária serviços que possibilitem o bem-estar da população, a segurança a solidariedade o lazer e pratica culturais que possibilitem ás crianças, jovem e adultos melhores condições de vida. Precisamos discutir sobre os projetos que causam problemas socioambientais, as alterações climáticas , e os conflitos a concentração da renda , a migração e a geração de pobreza e miséria para a maioria: a mineração , siderurgia , pecuária. Precisamos discutir sobre os projetos que causam problemas socioambiental, as alterações climáticas, os conflitos, a concentração da renda, a migração e a geração de pobreza e miséria para a maioria : a mineração, siderurgia, pecuária. Precisamos discutir sobre a a necessidade de SANEAMENTO BÁSICO, que trata dos problemas relativos ao abastecimento d´agua, a coletas e disposição dos esgotos sanitários, ao controle da poluição causada por esgotos sanitário, a drenagem urbana(aguas pluviais) e ao acondicionamento coleta transporte e destino final dos resíduos sólidos. Precisamos discutir sobre a educação, a cultura, esporte e lazer , transporte coletivo, segurança, trabalho renda , violência contra mulheres e a exploração de crianças e adolescentes. Precisamos discutir sobre a CAMPANHA NA NACIONAL PELA ANULAÇÃO DO LEILÃO DE PRIVATIZAÇÃO DA COMPANHIA VALE DO RIO DOCE. Precisamos construir uma agenda de reuniões para preparar a ASSEMBLEIA POPULAR MUCIPAL, que o FORUM DE ENTIDADES está propondo realizar durante os dias 09 e 10 de junho. ASSEMBLEIA GERAL DO CORPO DISCENTE- Reunião de todos os alunos da escola para discutir e aprovar algumas proposta do grêmio estudantil. É o órgão máximo de decisão da assembleia geral seja representativa pelos menos 10% dos alunos matriculado
  8. 8. nas escolas deverão estar presente na reunião do contrario convoca-se outra Assembleia Geral. ESTATUTO- O conjunto de regras que constitui e direcionam o funcionamento de determinada entidade COMISSÃO PRÓ-GRÊMIO- A Comissão pro-grêmio é um grupo de alunos que se reúne para iniciar a organização o grêmio estudantil . Essa comissão deve ler e responder de acordo coma necessidade da sua escola podemos resumir dizendo que a comissão pro-grêmio é o grupo de alunos interessados na formação do grêmio tendo tarefas: dilvugar a ideia do grêmio na escola elaborar o estatuto do grêmio e convocar a assembleia geral de oficialização do grêmio estudantil COMISSÃO ELEITORAL- Grupo formado por três ou mais alunos e mais um de cada chapa podendo participar representante da entidade gerais{ tais como: União de Estudante }, um ou mais professores e até representante da coordenação pedagógica da escola. A comissão Eleitoral será responsável em propor regras eleitorais e por todo o processo eleitoral: fazer as cédulas com os nomes das chapas providenciar a urna contra os votos e divulgar os resultados das eleições para diretoria. QUORUM- Numero de pessoas presentes em uma reunião assembleia ou discursão pode-se estabelecer um quórum mínimo, ou seja um numero mínimo de pessoas necessário para legitimar uma decisão. ASSOCIAÇÃO DE PAIS E METRES (APM)- É uma instituição auxiliar da escola que tem como objetivo contribuir com o processo educacional e a integração familiar- escolar comunidade. Como a escola não tem autonomia para movimentar recursos financeiros diretamente é pela APM que recebe e aplica recursos vindos da secretaria de educação ou resultante de festas e contribuição etc.. É composta geralmente por no mínimo 23 pessoas (onze no conselho deliberativo nove na diretoria executiva e três no Conselho Fiscal) CONSELHO ESCOLAR- O Conselho é o maior órgão de decisão da escola. É composto por membros de toda a comunidade escolar através do processo democrático MAIORIA SIMPLES DE VOTOS – Considerando o total de votos obtido vence quem receber o maior numero de votos (metade mais um) Idealizador/Editor: Girlam Pereira da Silva - Militante da UJCC.

×