1BUSINESS + DESIGN29deabrilde2013
2• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
3• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
4HDIGDP
5
6P&DEngenhariaManufaturaMarketingeVendas
7Ernst & Young
8Ernst & Young
9Ernst & Young
10Fonte: Oxfam, inspirado por Rockström et al (2009)
11P&DEngenhariaManufaturaMarketingeVendasREDEDECLIENTESREDEDEPESQUISADORESREDEDEFORNECEDORESREDEDEENGENHEIROSREDEDE AMIGOS
12Ernst & Young
13Omundoquemeensinaram Omundoreal Orgânico Incerto Ambíguo Surpreendente Dinâmico Emergente Linear Previsível Ord...
14Fonte: David Snowden, Cynefin MatrixComplexidadePráticasEmergentesCaóticoNovasPráticasSimplesMelhoresPráticasComplicadoB...
15Complexo, não ComplicadoDemandam novas respostas!
16Respostas não convencionais (adaptativas)•  Horários flexíveis de trabalho•  Reduzir metas da indústria automotiva•  Hom...
17“O grande trabalho do design tem sido de ajustarconexões entre coisas que antes eram desconexas.Hoje chamamos isto de pr...
18Nascimento e declínio da criatividade100806040200983012%25 anos 10 anos 15 anos +25 anosPercentagem de pessoas muito cri...
19
20Ciências Humanase Sociais- Filosofia- Antropologia- Sociologia- PsicologiaEngenharia +Technologia +CiênciasAdministração...
21Cérebro esquerdo-  Dedutivo e indutivo-  Racional-  Quantitativo-  TécnicoCérebro direito-  Intuitivo-  Emocional-  Qual...
22lógica dedutiva + indutiva(racionalidade)espaços existentesconfiabilidadelógica abdutiva(imaginação)novos espaçosvalidez...
23Futuro doPassado(HOJE)Futuro doPresente(AMANHÃ)Futuro doFuturo(DEPOIS DEAMANHÃ)Para quando projetar?Fonte: adaptado de F...
24Designorientado àPara quem projetar?SOCIALREDE DEVALORSOCIAL+AMBIENTAL(ECOSISTEMA)INDIVÍDUOFonte: Symnetics by Anderson ...
25• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
26BUSINESSDESIGN
27valorcurtoprazomédioprazolongoprazoMelhorias no negócio atual / no espaço que já existeNovo espaço de atuaçãoFonte: Symn...
28“COMMODITIZAÇÃO”GENÉRICOSPRODUTOS CHINESES
29EXPLORAÇÃO(Novos Espaços)EXPLOTAÇÃO(Espaços Existentes)Objetivo Projetar negócios Administrar negóciosForça propulsora I...
30É possível reprojetar instituições tãotradicionais quanto as escolas?
31
32
33Fonte: Alex Osterwalder, Business Model Generation
34O modelo de negócio da Nespresso em 1985. A Nespressoquase faliu em 1987. E mudou 4 vezes o businessmodelFonte: adaptado...
35“Não existe um únicomodelo de negócio, naverdade existem váriasoportunidades eopções a seremdescobertas,experimentadas e...
36EXAME.COM24/7/12Telefônica inaugura incubadora de startups em São PauloAcademia Wayra reúne jovens empreendedores brasil...
37
38Negócios em Modo BetaPlano de negócioProjeções financeirasClientesProdutos definidos Produto MínimoViável -> ProdutosPre...
39Start smallThink bigMove fast
40• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
41
42Fonte: Continuum
43Tendência – futuro do passadoQuem se antecipou Quem esperou
44Tendência – futuro do presenteFonte: adaptado de Foltigo
45Variável	  visível	  Variável	  não	  visível	  E o futuro do futuro?Fonte: adaptado de Foltigo
46O olhar antropológico (etnográfico) para o designFonte: Continuum
47Fonte: Continuum
48Learning from CustomersOver 100 interviews worldwideFonte: Continuum
49Banco Ideal1.  Disponível em qualquer lugar2.  Experiência simples e conveniente3.  Gestão do conhecimento sobre os clie...
50Nova experiência:Transparência e confiança na interaçãoFonte: Continuum
51Fonte: Continuum
52O olhar sociológico e ambiental para o business design(“sustentabilidade”)
53O olhar analógico – a BIOMIMÉTICA
54MERCEDES-BENZ[BIONIC CAR]
55Profissionais daEmpresaPartesInteressadas(clientes,parceiros,governo,especialistas, etc)Para baixar os riscos, a complex...
56Engajamento de clientes e stakeholdersPlataformas de cocriação offline e online
57Práticas evidentes ou emergentes de cocriaçãoCocriação deprodutos,serviços eexperiênciasCocriaçãonas nteraçõesda cadeia ...
58Fonte: Venkat Ramaswamy
59Fonte: Venkat Ramaswamy
60
61Fonte: Venkat Ramaswamy
62“Os processos cocriativas podem conduzir mudanças em grandessistemas que ajudam a tornar nossas instituições mais eficaz...
63Um dos framespara Business DesignFonte: Harry West e André Coutinho, “Business Design”, HBR de dezembro/2012
64Ferramentas Utilizadas:o Sourcingo Entrevista sem roteiroo Construção da Rich Pictureo Benchmarkingo Personaso Replayo J...
65VISITAS REALIZADASo Carbinox - Clienteo Ceasa Campinaso GGD – Clienteo Instituto Ingo Hoffmano TRWo Estreo IEE / Electroc...
66IDEIAS PROTOTIPADASPortalVMSA | Smart Center | Centro de SoluçõesVMSA | Novo Sistema de Comercialização do Aço (com Leas...
674. Desenvolver e implementarFonte: Continuum e Symnetics
68Princípios do DesignparaNegóciosABERTURA PARA O NOVO•  Esteja aberto para novos olhares, insights e ideiasMULTIDISCIPLIN...
69• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
70
71gosta de experimentar novas idéias.está preocupado em gerar um mundo melhor.não conflita pontos de vista, mas provoca o ...
72Os inimigos…
73Confiança mútuaEmpatia ativaAcesso à ajudaSuspensão temporáriado julgamentoCoragem
74As 3 empresas da década (2000-2010)ocupam novosespaços demercadonão segmentam omercadomenos análise emaisexperimentaçãoo...
75Qual o maior risco?INOVARXFICAR PARADOXEROX, POLAROID, GMIBM, GE, APPLE
76O DILEMA DO INOVADORhoje amanhã
77DECISÃOPERSUASIVADECISÃOPOLÍTICADECISÃORACIONALFonte: caso real em matriz de Ralph StaceySymnetics by MaxYogoro29/04/13 ...
78
79HISTÓRIAS DE BUSINESS DESIGN COM A SYMNETICSESTRATÉGIA COCRIADA COM STAKEHOLDERSDA SAÚDENova experiência para pacientes,...
80BUSINESS + DESIGN29deabrilde2013André Coutinhoacoutinho@symnetics.com.brandrercoutinho.wordpress.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Introdução ao Business Design by Symnetics

1.419 visualizações

Publicada em

2 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
59
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução ao Business Design by Symnetics

  1. 1. 1BUSINESS + DESIGN29deabrilde2013
  2. 2. 2• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
  3. 3. 3• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
  4. 4. 4HDIGDP
  5. 5. 5
  6. 6. 6P&DEngenhariaManufaturaMarketingeVendas
  7. 7. 7Ernst & Young
  8. 8. 8Ernst & Young
  9. 9. 9Ernst & Young
  10. 10. 10Fonte: Oxfam, inspirado por Rockström et al (2009)
  11. 11. 11P&DEngenhariaManufaturaMarketingeVendasREDEDECLIENTESREDEDEPESQUISADORESREDEDEFORNECEDORESREDEDEENGENHEIROSREDEDE AMIGOS
  12. 12. 12Ernst & Young
  13. 13. 13Omundoquemeensinaram Omundoreal Orgânico Incerto Ambíguo Surpreendente Dinâmico Emergente Linear Previsível Ordenado Controlado Lógico RacionalFonte: adaptado de Glenda Eoyang
  14. 14. 14Fonte: David Snowden, Cynefin MatrixComplexidadePráticasEmergentesCaóticoNovasPráticasSimplesMelhoresPráticasComplicadoBoasPráticasOmundoquemeensinaram(eletambémexiste)Omundoqueeuvivohoje
  15. 15. 15Complexo, não ComplicadoDemandam novas respostas!
  16. 16. 16Respostas não convencionais (adaptativas)•  Horários flexíveis de trabalho•  Reduzir metas da indústria automotiva•  Home office•  Sensores inteligentes nas avenidas alterando velocidademáxima permitida (Inglaterra)
  17. 17. 17“O grande trabalho do design tem sido de ajustarconexões entre coisas que antes eram desconexas.Hoje chamamos isto de projetar interfaces.”Rafael Cardoso,“Design para um Mundo Complexo”
  18. 18. 18Nascimento e declínio da criatividade100806040200983012%25 anos 10 anos 15 anos +25 anosPercentagem de pessoas muito criativasFonte: Ponto de Ruptura eTransformação, George Land
  19. 19. 19
  20. 20. 20Ciências Humanase Sociais- Filosofia- Antropologia- Sociologia- PsicologiaEngenharia +Technologia +CiênciasAdministraçãoArtesIntegrar diferentes campos do conhecimentoFonte: adaptado da Poli.Design
  21. 21. 21Cérebro esquerdo-  Dedutivo e indutivo-  Racional-  Quantitativo-  TécnicoCérebro direito-  Intuitivo-  Emocional-  Qualitativo-  ImaginativoFonte: Continuum e Symnetics
  22. 22. 22lógica dedutiva + indutiva(racionalidade)espaços existentesconfiabilidadelógica abdutiva(imaginação)novos espaçosvalidezPENSAMENTOANALÍTICOPENSAMENTOINTUITIVODESIGN THINKINGInspirado por Roger Martin, Book -“The Design of Business”
  23. 23. 23Futuro doPassado(HOJE)Futuro doPresente(AMANHÃ)Futuro doFuturo(DEPOIS DEAMANHÃ)Para quando projetar?Fonte: adaptado de Foltigo
  24. 24. 24Designorientado àPara quem projetar?SOCIALREDE DEVALORSOCIAL+AMBIENTAL(ECOSISTEMA)INDIVÍDUOFonte: Symnetics by Anderson Penha
  25. 25. 25• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
  26. 26. 26BUSINESSDESIGN
  27. 27. 27valorcurtoprazomédioprazolongoprazoMelhorias no negócio atual / no espaço que já existeNovo espaço de atuaçãoFonte: Symnetics
  28. 28. 28“COMMODITIZAÇÃO”GENÉRICOSPRODUTOS CHINESES
  29. 29. 29EXPLORAÇÃO(Novos Espaços)EXPLOTAÇÃO(Espaços Existentes)Objetivo Projetar negócios Administrar negóciosForça propulsora Intuição, sentimento,imaginaçãoAnálise, ponderação,controleOrientação futura Longo prazo Curto prazoEvolução Irregular e disperso IncrementalFonte: Roger Martin, The Design of Business / SymneticsBUSINESSDESIGN
  30. 30. 30É possível reprojetar instituições tãotradicionais quanto as escolas?
  31. 31. 31
  32. 32. 32
  33. 33. 33Fonte: Alex Osterwalder, Business Model Generation
  34. 34. 34O modelo de negócio da Nespresso em 1985. A Nespressoquase faliu em 1987. E mudou 4 vezes o businessmodelFonte: adaptado de Alex Osterwalder, Business Model Generation
  35. 35. 35“Não existe um únicomodelo de negócio, naverdade existem váriasoportunidades eopções a seremdescobertas,experimentadas etestadas.”TimOReilly
  36. 36. 36EXAME.COM24/7/12Telefônica inaugura incubadora de startups em São PauloAcademia Wayra reúne jovens empreendedores brasileiros para promovera inovação local e o desenvolvimento da inovação na América Latina.
  37. 37. 37
  38. 38. 38Negócios em Modo BetaPlano de negócioProjeções financeirasClientesProdutos definidos Produto MínimoViável -> ProdutosPremissas válidas/inválidasModelo de negócio em evolução“Early adopters”-> clientesMelhoria contínua Iteração: modificações sucessivasDesenvolvimento parao clienteDesenvolvimento no clienteFonte: Symnetics
  39. 39. 39Start smallThink bigMove fast
  40. 40. 40• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
  41. 41. 41
  42. 42. 42Fonte: Continuum
  43. 43. 43Tendência – futuro do passadoQuem se antecipou Quem esperou
  44. 44. 44Tendência – futuro do presenteFonte: adaptado de Foltigo
  45. 45. 45Variável  visível  Variável  não  visível  E o futuro do futuro?Fonte: adaptado de Foltigo
  46. 46. 46O olhar antropológico (etnográfico) para o designFonte: Continuum
  47. 47. 47Fonte: Continuum
  48. 48. 48Learning from CustomersOver 100 interviews worldwideFonte: Continuum
  49. 49. 49Banco Ideal1.  Disponível em qualquer lugar2.  Experiência simples e conveniente3.  Gestão do conhecimento sobre os clientes em tempo real4.  Soluções customizadas5.  Conectado à sredes sociaisFonte: Continuum
  50. 50. 50Nova experiência:Transparência e confiança na interaçãoFonte: Continuum
  51. 51. 51Fonte: Continuum
  52. 52. 52O olhar sociológico e ambiental para o business design(“sustentabilidade”)
  53. 53. 53O olhar analógico – a BIOMIMÉTICA
  54. 54. 54MERCEDES-BENZ[BIONIC CAR]
  55. 55. 55Profissionais daEmpresaPartesInteressadas(clientes,parceiros,governo,especialistas, etc)Para baixar os riscos, a complexidade eoferecer valor…COCRIAR
  56. 56. 56Engajamento de clientes e stakeholdersPlataformas de cocriação offline e online
  57. 57. 57Práticas evidentes ou emergentes de cocriaçãoCocriação deprodutos,serviços eexperiênciasCocriaçãonas nteraçõesda cadeia de suprimentosCocriação comComunidades declientesCocriação deestratégiasCrowdsourcing/CrowfundingCocriação no processodescisórioCocriação junto aosfuncionáriosCocriação comomodelo de negócioCocriação públicacom novos arranjosinstitucionaisRedes denegóciococriativasCampanhas de marketingcocriativasEx: Basf,Hospital Moinhos deVento,Inca Ex. Nike, Camiseteria,Lego, Local Motors, AppleEg.Toyota,Crushpad, GEPolymersEx Santander, Ibm,La PosteEx.Wal Mart,Avery Dannison,Eg. Goldcorp, InnocentiveEg. Pepsico, UnileverEg. P&G, Dell, CloubTourism,GlaxoSmithKlineEg. City of Seul,State of Rio Grande do SulEx. Caja Navarra,SebiEg. Starbucks,Credite Agricole,Tecnisa, Boeing, Senai,FiatCocriação na gestão/processos/TIEx. Cisco, HCL, Orange,InfosysCocriação deecosistemasEg. Natura,Ashoka, ITCCocriação napesquisa edesenvolvimentoEx. Sebrae,Intel, P&GFonte: Symnetics
  58. 58. 58Fonte: Venkat Ramaswamy
  59. 59. 59Fonte: Venkat Ramaswamy
  60. 60. 60
  61. 61. 61Fonte: Venkat Ramaswamy
  62. 62. 62“Os processos cocriativas podem conduzir mudanças em grandessistemas que ajudam a tornar nossas instituições mais eficazes eadaptativas e fazem com que o sistema em si seja maisresistente.”Adaptado deDavid Booher
  63. 63. 63Um dos framespara Business DesignFonte: Harry West e André Coutinho, “Business Design”, HBR de dezembro/2012
  64. 64. 64Ferramentas Utilizadas:o Sourcingo Entrevista sem roteiroo Construção da Rich Pictureo Benchmarkingo Personaso Replayo Jornada do Clienteo Curva deValoro Análise do Negócio1. Explorar Espaços em BrancoObjetivo: Explorar o contexto no qual a empresa está inseridaFonte: Symnetics e Villares Metals
  65. 65. 65VISITAS REALIZADASo Carbinox - Clienteo Ceasa Campinaso GGD – Clienteo Instituto Ingo Hoffmano TRWo Estreo IEE / Electrocello CDVillares Metalso IPENo Toolingo Siemenso SecoToolso Boscho Magnetti Marellio KS Pistões2. Descobrir PossibilidadesObjetivo: Descobrir, a partir da exploração do contexto, possibilidade para a InovaçãoFonte: Symnetics e Villares Metals
  66. 66. 66IDEIAS PROTOTIPADASPortalVMSA | Smart Center | Centro de SoluçõesVMSA | Novo Sistema de Comercialização do Aço (com Leasing) | Fidelização | Modelo de negócios para clientespequenos e médios | Ampliação do portfólio de produtos na distribuição | Novos produtos com equipamentos existentes | Novas linhas de produtos | CocriaçãoFerramentaso Mapa de Experiênciaso Protótipos de Baixa Fidelidadeo Interpretaçãoo Vídeoso Maqueteso Storyboarding3. Desenhar eValidarFonte: Symnetics e Villares Metals
  67. 67. 674. Desenvolver e implementarFonte: Continuum e Symnetics
  68. 68. 68Princípios do DesignparaNegóciosABERTURA PARA O NOVO•  Esteja aberto para novos olhares, insights e ideiasMULTIDISCIPLINARiEDADE• Times multidisciplinares trazem múltiplas perspectivas.EXPERIÊNCIA• Empatia com clientes e stakeholders.ABDUTIVO•  E se? Por que (não)?INTEGRADOR• Desenhe para uma solução integrando elementos.PROTOTIPE E APERFEIÇOE• Crie protótipos e aperfeiçoe a partir deles.EXPERIMENTAL• Faça pilotos e beta testes. Falhe rápido e aprenda com o erro.
  69. 69. 69• PROJETANDO NA COMPLEXIDADE• DESIGN + NEGÓCIOS• CAMINHOS POSSÍVEIS• A JORNADA
  70. 70. 70
  71. 71. 71gosta de experimentar novas idéias.está preocupado em gerar um mundo melhor.não conflita pontos de vista, mas provoca o “choqueintegrativo” dos mesmos na geração de algo novo.sacrifica sua vida pessoal e profissional em nome dealgo que muitas vezes não sabe explicar.trabalha no limiar do impossível e do possível.foge de soluções óbvias, conhecidas.operam fortemente com intuição e ambiguidade.
  72. 72. 72Os inimigos…
  73. 73. 73Confiança mútuaEmpatia ativaAcesso à ajudaSuspensão temporáriado julgamentoCoragem
  74. 74. 74As 3 empresas da década (2000-2010)ocupam novosespaços demercadonão segmentam omercadomenos análise emaisexperimentaçãooferecem ambientespara inovaçãotêm equipescolaborativastudo é projeto(não rotina)
  75. 75. 75Qual o maior risco?INOVARXFICAR PARADOXEROX, POLAROID, GMIBM, GE, APPLE
  76. 76. 76O DILEMA DO INOVADORhoje amanhã
  77. 77. 77DECISÃOPERSUASIVADECISÃOPOLÍTICADECISÃORACIONALFonte: caso real em matriz de Ralph StaceySymnetics by MaxYogoro29/04/13 77+ -CertezaConcordânciaentrequemdecide+-Ideia 2Ideia 6Ideia 3Ideia 4Ideia 5Ideia 1Ideia 7COMPLEXOCAOSIdeia 8
  78. 78. 78
  79. 79. 79HISTÓRIAS DE BUSINESS DESIGN COM A SYMNETICSESTRATÉGIA COCRIADA COM STAKEHOLDERSDA SAÚDENova experiência para pacientes, familiares,médicos e empresas.Novo modelo de negócio: HMV Empresa.REPENSANDO A ATUAÇÃO DO RHPlataforma de atração de talentos.Novo sistema de avaliação de desempenho.Nova rede multicanais.de atndimento.NOVOS PRODUTOS PARA UM NOVO MERCADOEntrada de uma empresa de commodities no mercadoB2C. via 2 produtos com forte apelo desustentabilidade.HOSPITALMOINHOS DEVENTO SANTANDER KLABINATUAÇÃO INOVADORA JUNTO À INDÚSTRIAExperimente a profissão com o Casa Aberta, umnovo jeito de atrair alunos e empresas.Novo modelo de negócio para atuaçãointernacional.JORNADA DE APRENDIZAGEM EM INOVAÇÃOCriando DNA de inovação em uma equipemultidisciplinar que projetou 9 soluções, 3 delasdisruptivas no mercado.REDESENHANDO A RELAÇÃO COM PLANOS DESAÚDE, MÉDICOS E HOSPITAISPor um sistema de saúde mais humanizado,colaborativo e eficiente.SENAI VILLARES METALS NOVARTIS ONCOLOGY
  80. 80. 80BUSINESS + DESIGN29deabrilde2013André Coutinhoacoutinho@symnetics.com.brandrercoutinho.wordpress.com

×