SlideShare uma empresa Scribd logo

Workshop de design de produto

Técnicas para desenvolvimento de produtos.

1 de 83
Baixar para ler offline
Design de Produto
por André de Paula Ramos | http://linkedin.com/in/andrepr
Engenheiro de Computação (PUC-GO)
Ms. C. Engenharia Biomédica (UNICAMP-SP)
CEO da Requisito Tecnologia
Diretor de Novos Negócios da Oobj
Consultor de captação de recursos
18 editais de fomento não-reembolsáveis
Prêmio FINEP de Inovação
Chancela do Ministério do Esporte
Prêmios de Empreendedorismo
Agenda
Design Thinking
Abordagem para desenvolvimento da ideia ao produto final
Produto é o que é
produzido, destinado ao
consumo próprio ou ao
comércio“
Michaelis (2017)
Design é arte
“
Endeavor (2017)

Recomendados

Processo Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio CaluraProcesso Ágil - por Sergio Calura
Processo Ágil - por Sergio CaluraRafael Souza
 
Palestra KAM Ibmec 2012
Palestra KAM Ibmec 2012Palestra KAM Ibmec 2012
Palestra KAM Ibmec 2012Claudio Starec
 
FIA - Formação de Recursos Humanos para Inovação - Eduardo Vasconcellos - Ope...
FIA - Formação de Recursos Humanos para Inovação - Eduardo Vasconcellos - Ope...FIA - Formação de Recursos Humanos para Inovação - Eduardo Vasconcellos - Ope...
FIA - Formação de Recursos Humanos para Inovação - Eduardo Vasconcellos - Ope...Allagi Open Innovation Services
 
ECO.TIC 2016 PALESTRA GIB DE MEDEIROS NOV 24 - versão final
ECO.TIC 2016 PALESTRA GIB DE MEDEIROS NOV 24 - versão finalECO.TIC 2016 PALESTRA GIB DE MEDEIROS NOV 24 - versão final
ECO.TIC 2016 PALESTRA GIB DE MEDEIROS NOV 24 - versão finalGib de Medeiros
 
Ebook inovacao Corporativa
Ebook inovacao CorporativaEbook inovacao Corporativa
Ebook inovacao CorporativaSergio Calura
 
O problema com a inovaçao
O problema com a inovaçaoO problema com a inovaçao
O problema com a inovaçaoTNS_Portugal
 
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no BrasilPalestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no Brasil
Palestra Open Innovation - Allagi - Maio 2008 - Inovação Aberta no BrasilAllagi Open Innovation Services
 
Inovação Tecnologica
Inovação TecnologicaInovação Tecnologica
Inovação TecnologicaLiana Padilha
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDCPalestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDCGuilherme Santos
 
Processo para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações DisruptivasProcesso para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações DisruptivasEduardo Fagundes
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaMacroplan
 
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena Empresa
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena EmpresaInovação e Competitividade na Micro e Pequena Empresa
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena EmpresaAna Iara Veras
 
Travelling
TravellingTravelling
TravellingAdvank
 
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósito
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósitoLaboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósito
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósitoJuliana Feitosa Andrade
 
Ferramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaFerramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaInventta
 
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013fernandodelariva
 
As sete barreiras a inovacao
As sete barreiras a inovacaoAs sete barreiras a inovacao
As sete barreiras a inovacaoMkrH Uniesp
 
Palestra futura trends cn
Palestra futura trends cnPalestra futura trends cn
Palestra futura trends cnvoandrade
 
Inovação e Competitividade
Inovação e CompetitividadeInovação e Competitividade
Inovação e CompetitividadeMega Palestras
 
Empreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaEmpreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaAlex Chastinet
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovaçãogmktipam
 
Fundamentos da inovação
Fundamentos da inovaçãoFundamentos da inovação
Fundamentos da inovaçãoinnoscience_
 

Mais procurados (20)

Catalogo das Decisões 2013
Catalogo das Decisões 2013Catalogo das Decisões 2013
Catalogo das Decisões 2013
 
Palestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDCPalestra Transformação Digital TDC
Palestra Transformação Digital TDC
 
Processo para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações DisruptivasProcesso para Inovações Disruptivas
Processo para Inovações Disruptivas
 
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação TecnológicaGestão Estratégica da Inovação Tecnológica
Gestão Estratégica da Inovação Tecnológica
 
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena Empresa
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena EmpresaInovação e Competitividade na Micro e Pequena Empresa
Inovação e Competitividade na Micro e Pequena Empresa
 
Travelling
TravellingTravelling
Travelling
 
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósito
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósitoLaboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósito
Laboratório Criatividade - Inovação e Marketing com propósito
 
Ferramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação abertaFerramentas de inovação aberta
Ferramentas de inovação aberta
 
Design Thinking
Design ThinkingDesign Thinking
Design Thinking
 
produtos
produtosprodutos
produtos
 
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013
A Aceleradora Corporativa, Lean innovation, Agile Trends SP, 2013
 
As sete barreiras a inovacao
As sete barreiras a inovacaoAs sete barreiras a inovacao
As sete barreiras a inovacao
 
Hbr brasil-inovação-2014 patrocinio
Hbr brasil-inovação-2014  patrocinioHbr brasil-inovação-2014  patrocinio
Hbr brasil-inovação-2014 patrocinio
 
1 Gestao Design Oficial
1  Gestao  Design  Oficial1  Gestao  Design  Oficial
1 Gestao Design Oficial
 
Palestra futura trends cn
Palestra futura trends cnPalestra futura trends cn
Palestra futura trends cn
 
Inovação e Competitividade
Inovação e CompetitividadeInovação e Competitividade
Inovação e Competitividade
 
Empreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológicaEmpreendedorismo e inovação tecnológica
Empreendedorismo e inovação tecnológica
 
Empreendedorismo 2015 03 - Inovação
Empreendedorismo 2015 03 - InovaçãoEmpreendedorismo 2015 03 - Inovação
Empreendedorismo 2015 03 - Inovação
 
Inovação
InovaçãoInovação
Inovação
 
Fundamentos da inovação
Fundamentos da inovaçãoFundamentos da inovação
Fundamentos da inovação
 

Semelhante a Workshop de design de produto

Processo Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraProcesso Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraSergio Calura
 
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis Lobão
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis LobãoJornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis Lobão
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis LobãoExpoGestão
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopCompanyWeb
 
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptx
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptxAula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptx
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptxDenisVasconcelosDosS
 
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXI
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXIO Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXI
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXILuiz C. Parzianello
 
Curso gepi – exercícios módulo 6
Curso gepi – exercícios módulo 6Curso gepi – exercícios módulo 6
Curso gepi – exercícios módulo 6José Galdino
 
Ok118 slids como planejar projeto logístico pelo modelo canvas
Ok118 slids  como planejar projeto logístico pelo modelo canvasOk118 slids  como planejar projeto logístico pelo modelo canvas
Ok118 slids como planejar projeto logístico pelo modelo canvasdelano chaves gurgel do amaral
 
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...Renato Fontana Capalbo
 
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopCriando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopRhuan Willrich
 
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do NegócioGestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do NegócioAndre Duprat Chaulet
 
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosOKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosEduardo Freire
 
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulos
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulosExcelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulos
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulosEudes Scarpeta
 
Ic 2008 Desafios E Solucoes
Ic 2008 Desafios E SolucoesIc 2008 Desafios E Solucoes
Ic 2008 Desafios E SolucoesManuel Forjaz
 
Times digitais de alta performance - Tera e Endeavor
Times digitais de alta performance - Tera e EndeavorTimes digitais de alta performance - Tera e Endeavor
Times digitais de alta performance - Tera e EndeavorDan Vitoriano
 
Gestão de Negócios
Gestão de NegóciosGestão de Negócios
Gestão de NegóciosPBNP_
 
Palestra inaugural
Palestra inauguralPalestra inaugural
Palestra inauguralPBNP_
 

Semelhante a Workshop de design de produto (20)

Processo Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio CaluraProcesso Ágil - Sergio Calura
Processo Ágil - Sergio Calura
 
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis Lobão
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis LobãoJornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis Lobão
Jornada ExpoGestão 2019 - Palestrante Luis Lobão
 
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | WorkshopPMO - Escritório de Projetos | Workshop
PMO - Escritório de Projetos | Workshop
 
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptx
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptxAula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptx
Aula 16 - Estratégia e Planej Estrategico.pptx
 
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXI
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXIO Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXI
O Pensamento Lean-Agile nos Negócios do Século XXI
 
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
 
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e ProjetosStartadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
Startadora Inovação Corporativa - Atividades e Projetos
 
Curso gepi – exercícios módulo 6
Curso gepi – exercícios módulo 6Curso gepi – exercícios módulo 6
Curso gepi – exercícios módulo 6
 
Ok118 slids como planejar projeto logístico pelo modelo canvas
Ok118 slids  como planejar projeto logístico pelo modelo canvasOk118 slids  como planejar projeto logístico pelo modelo canvas
Ok118 slids como planejar projeto logístico pelo modelo canvas
 
Guia modelagem-negocios
Guia modelagem-negociosGuia modelagem-negocios
Guia modelagem-negocios
 
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...
Webinar Enora Leaders - A Experiência do Cliente como Ferramenta de Inovação ...
 
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / WorkshopCriando uma startup de tecnologia / Workshop
Criando uma startup de tecnologia / Workshop
 
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do NegócioGestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
Gestão de Supply Chain & Operações conectada a Gestão do Negócio
 
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosOKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
 
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulos
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulosExcelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulos
Excelência operacional nas indústrias de embalagens e rótulos
 
Ebook.podium reduzido
Ebook.podium   reduzidoEbook.podium   reduzido
Ebook.podium reduzido
 
Ic 2008 Desafios E Solucoes
Ic 2008 Desafios E SolucoesIc 2008 Desafios E Solucoes
Ic 2008 Desafios E Solucoes
 
Times digitais de alta performance - Tera e Endeavor
Times digitais de alta performance - Tera e EndeavorTimes digitais de alta performance - Tera e Endeavor
Times digitais de alta performance - Tera e Endeavor
 
Gestão de Negócios
Gestão de NegóciosGestão de Negócios
Gestão de Negócios
 
Palestra inaugural
Palestra inauguralPalestra inaugural
Palestra inaugural
 

Workshop de design de produto

  • 1. Design de Produto por André de Paula Ramos | http://linkedin.com/in/andrepr
  • 2. Engenheiro de Computação (PUC-GO) Ms. C. Engenharia Biomédica (UNICAMP-SP) CEO da Requisito Tecnologia Diretor de Novos Negócios da Oobj Consultor de captação de recursos 18 editais de fomento não-reembolsáveis Prêmio FINEP de Inovação Chancela do Ministério do Esporte Prêmios de Empreendedorismo
  • 4. Design Thinking Abordagem para desenvolvimento da ideia ao produto final
  • 5. Produto é o que é produzido, destinado ao consumo próprio ou ao comércio“ Michaelis (2017)
  • 7. Design foca na emoção e, por si só, deixa de lado a razão que motiva sua criação
  • 8. Design Thinking integra a emoção com a razão na perspectiva do consumidor final☺
  • 10. O conceito de Design Thinking veio para revolucionar a maneira de encontrar soluções inovadoras para os problemas, soluções criativas focadas nas necessidades reais do mercado e não em pressuposições estatísticas. “ Endeavor (2017)
  • 11. Reduzir custos do processo de P&D&I é meta para empresas e pesquisadores modernos ?
  • 12. DESCOBERTA PONTOS DE VISTA IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO TESTES IMPLEMENTAÇÃOPESQUISA
  • 13. Desenvolvimento & InovaçãoPesquisa DESCOBERTA PONTOS DE VISTA IDEAÇÃO PROTOTIPAÇÃO TESTES IMPLEMENTAÇÃO
  • 14. Inovação é gerar valor a partir de uma invenção “ André P Ramos (2017)
  • 15. Descoberta Pense como humano, não se esqueça da “Voice of People” 1) Observe 2) Interaja 3) Faca imersão
  • 16. Defina os pontos de vista 1) Defina e desenhe a necessidade de cada cliente (persona) 2) Valide com os próprios clientes em potencial se seu entendimento está correto
  • 17. Ideação soluções 1) Identifique a capacidade de sua equipe. Se necessário busque apoio 2) Proponha soluções para o problema que estejam dentro de seus conhecimentos 3) Comece SEMPRE pelo mais simples 4) Não existe ideia ruim nesta fase
  • 18. Prototipação 1) Podem ser de todos os tipos: produtos, telas, sites, histórias a serem contadas para os usuários 2) Sejam quais forem, devem ser rápidos e permitir a coleta de dados 3) Protótipos bons são aqueles que interagem com o usuário
  • 19. Testes 1) Protótipos melhorados ganham escala 2) Colete muitos, muitos dados e aprenda com eles 3) Nesta fase os produtos podem não ser tarifados, porém se deve validar o modelo de negócios
  • 20. Implementação 1) Otimização do protótipo com corte de recursos não usados pelos testers 2) Implementação de novos recursos sugeridos 3) Início das vendas no modelo de negócios previamente definido
  • 22. Produto, processo e modelo de negócios sempre devem ser revisados se o objetivo for longevidade do negócio. “
  • 23. Business Model Canvas Ferramenta para gestão estratégica e comunicação de modelo de negócios
  • 28. A proposta de valor é a chave do BMC Ciclo mágico de Laurance Simon deixa claro que o por quê, isto é, o valor é o que define o sucesso de um produto. Por quê (motivação) Como (processo) O que (produto)
  • 31. Por quê (why) = Job to be done JTBD Como um(a) ________________ quando ____________________ eu quero ___________________ para ______________________ . empresário preciso fazer compras facilidade ganhar tempo
  • 34. Inovação & BMC O produto não, necessariamente, precisa ser inovador para usar o canvas. Porém, produtos mais inovadores tendem a gerar mais valor.
  • 37. Job to be done Proposta de valor Compra de mídia offline, online.
  • 38. EXERCÍCIO: crie um JTBD para seu produto
  • 39. Desafios do empreendedor O que é preciso saber antes de se construir um produto de sucesso
  • 40. Uma startup de sucesso vai consumir, no mínimo, de 3 a 5 anos de sua vida. “
  • 41. Causas no insucesso empreendedor A principal causa de morte de uma startup é a péssima qualidade, isto é, baixa geração de valor de seu produto. A segunda causa de fracasso é o demasiado esforço pela busca de recursos, enquanto o foco deveria ser na venda. Y Combinator (2017)
  • 44. Definir visão A visão define onde se quer chegar e muitas vezes é transitória. Quando se atinge o objetivo ela deve ser atualizada por outra. Devem ser instigantes e motivadoras.
  • 45. Visão de empresas tradicionais ▪ Kopenhagen | “Ser um grupo competitivo que atue de forma abrangente no segmento alimentício, através de um portfólio de produtos com qualidade, representado por marcas fortes, com características e propostas únicas.” ▪ Vale | “Ser a empresa de recursos naturais global número um em criação de valor de longo prazo, com excelência, paixão pelas pessoas e pelo planeta.” ▪ Gerdau | “Ser global e referência nos negócios em que atua.” ▪ Arcor | “Ser a empresa nº 1 de guloseimas e biscoitos da América Latina e consolidar a participação no mercado internacional.” ▪ BNDES | “Ser o Banco do Desenvolvimento do Brasil, instituição de excelência, inovadora e proativa ante os desafios da nossa sociedade.”
  • 46. Visão de empresas de tecnologia ▪ Tesla | “To accelerate the world’s transition to sustainable energy.” ▪ Microsoft | “Empower every person and every organization on the planet to achieve more.” ▪ Facebook | “To give people the power to share and make the world more open and connected.” ▪ TOTVS | “Ser a empresa de software que melhor atende clientes.” ▪ Requisito Tecnologia | “Possuir o maior acervo de protocolos de Saúde automatizados do Brasil até o final de 2018.”
  • 47. A missão é diretriz de como como a visão da organização será alcançada. Missões bem definidas diferenciam e evitam que as organizações percam o foco. Definir missão
  • 48. Missão de empresas de tecnologia ▪ Google | “Organizar todas as informações do mundo.” ▪ Samsung | “Inspirar o mundo, criar o futuro.” ▪ TOTVS | “Ser uma referência global em soluções de tecnologia que fortalecem a gestão de nossos clientes.” ▪ Cielo | “Encantar nossos clientes com as melhores soluções de uma empresa líder, rentável e sustentável com colaboradores apaixonados.” ▪ Requisito Tecnologia | “Gerar informações corretas e sem burocracia para ajudar os profissionais que tiram as doenças do mundo.”
  • 50. Desenvolvimento ágil Técnicas para desenvolvimento ágil de produtos
  • 51. MPV Incremental Uma construção incremental visa entregar o produto em parte, mas todas as partes têm que ter valor.
  • 52. MPV Iterativo Cada entrega parcial do MPV deve ser monitorada para coletar feedbacks dos clientes visando aprendizados para a próxima entrega.
  • 54. Nos hotéis concierge é um profissional que assiste os hóspedes em qualquer pedido. No MVP o empreendedor é o concierge.
  • 58. Se a hipótese do JTBD é lavar um cachorro, por onde você começaria?
  • 59. Ferramentas para gambiarra MVP ▪ Sites simples: www.wix.com.br ▪ Formulários dinâmicos: www.typeform.com ▪ Cobrança on-line: www.iugu.com ▪ Integração de sistemas: www.zapier.com ▪ Marketplace de vendas: www.americanas.com.br ▪ Gestão de projetos básica: www.trello.com ▪ Contabilidade: www.contabilizei.com.br ▪ Recomendação boca-a-boca: www.buzzlead.com ▪ Construção de canvas: www.canvanizer.com
  • 60. Definição de personas Técnicas para identificar perfil e necessidades dos clientes
  • 61. Persona Características e comportamentos da pessoa que influencia ou compra um produto ou serviço
  • 62. Atividades chave para definição de personas ▪ Criar hipóteses de personas (perfis) ▪ Definir a persona principal (foco) ▪ Mapear como as demais personas influenciam ▪ Entender a jornada da persona no uso do produto ou serviço ▪ Descrever como a persona se beneficia do produto ou serviço ▪ Validar hipóteses com ênfase em perguntas abertas (Voice of Peple) ▪ Identificar onde, como e quando se comunicar com cada persona
  • 63. Persona 1 NOME: Marcos Costa CARGO: Diretor de Operações IDADE: 40 anos TEMPO NA FUNÇÃO: 15 anos EDUCAÇÃO: Superior Completo SEGMENTO: Comércio DESCRIÇÃO DO TRABALHO: Diretor de uma empresa de comércio de médio porte. Controla diversas operações da empresa, desde comercial até RH. OBJETIVOS: Manter a empresa sustentável e rentável. PROBLEMAS APRESENTADOS : Centralização de processos. Falta de tempo para controle; Ausência de formalização em medicina do trabalho COMO PODEMOS AJUDAR: Formalização dos processos de medicina do trabalho da empresa. Permitirá ao Marcos concentrar em outras atividades mais importantes, já que a parte de segurança e medicina estará resolvida.
  • 64. Persona 2 NOME: Tadeu dos Santos CARGO: Diretor de RH IDADE: 50 anos TEMPO NA FUNÇÃO: 20 anos EDUCAÇÃO: Superior Completo SEGMENTO: Indústria DESCRIÇÃO DO TRABALHO: Gestor das atividades de RH de uma indústria de médio/grande porte. Responsável pelos processos de RH, pagamentos, admissões e demissões. OBJETIVOS: Reduzir problemas com acidentes de trabalho e facilitar processos de turnover. PROBLEMAS APRESENTADOS : Processos de medicina do trabalho pouco estabelecidos.; Falta de controle de turnover; Dificuldades com demissões. COMO PODEMOS AJUDAR: Formalização dos processos de medicina do trabalho da empresa. Deverá facilitar o controle de entradas e saídas de funcionários e redução de problemas trabalhistas.
  • 65. Persona 3 NOME: Marinalva Gonçalves CARGO: Proprietária IDADE: 60 anos TEMPO NA FUNÇÃO: 40 anos EDUCAÇÃO: Superior Incompleto SEGMENTO: Comércio DESCRIÇÃO DO TRABALHO: Proprietária de uma micro empresa de comércio atacadista. Gerencia uma equipe pequena e controla todas as atividades da empresa. OBJETIVOS: Aumentar vendas; Melhorar processos internos. PROBLEMAS APRESENTADOS : Falta de profissionalização; Alto turnover; Falta de conhecimento em legislação trabalhista. COMO PODEMOS AJUDAR: Formalização dos processos de medicina do trabalho da empresa. Eliminação de potenciais problema trabalhista, melhoria da satisfação dos colaboradores, controle de turnover.
  • 66. Aprendizado e Descoberta Conteúdos: porque toda empresa precisa- -leis de RH -segurança do trabalho Persona 1 Reconhecimento do Problema Conteúdos: -fique de acordo com a legislação -como contratar uma empresa -ebook: atestados em empresas Consideração da Solução Conteúdos: -como gerar retorno -medicina do trabalho na sua empresa ebook: retorno com medicina do trab.- Decisão de Compra Conteúdos: -depoimentos de clientes médios -tabelas de preço -estudos de caso médias empresas Aprendizado e Descoberta Conteúdos: -trabalhista em médias empresas -turnover em médias empresas segurança do trabalho- Persona 2 Reconhecimento do Problema Conteúdos: redução de acidentes- -turnover e demissões -ebook: o que é pcmso e ppra Consideração da Solução Conteúdos: medicina do trabalho e RH- -como contratar ebook: retorno com medicina do trab.- Decisão de Compra Conteúdos: depoimentos de clientes grandes- tabelas de preço- estudos de caso grandes empresas- Aprendizado e Descoberta Conteúdos: - trabalhista em micro empresas -dicas de RH Persona 3 Reconhecimento do Problema Conteúdos: -rh em micro empresas -ebook: medicina do trabalho Consideração da Solução Conteúdos: - evite problemas com a lei- ebook: retorno com medicina do trab. Decisão de Compra Conteúdos: - -tabelas de preço estudos de caso micro empresas
  • 67. Mapa de empatia Ferramenta para ajudar a entender as reais necessidades de uma persona.
  • 73. OKR Objectives and Key Results (OKR) técnica de gestão de projetos
  • 74. OKR Objectives and Key Results: Técnica de gestão de projetos.
  • 75. OKR Missão e Visão Objetivo anual 1 Objetivo trimestral 1 Objetivo trimestral 2 Objetivo trimestral 3 Resultado chave 1 Resultado chave 2 Tarefa 1 Tarefa 2 Tarefa 3 Objetivo anual 2 São definidos em cascata
  • 76. Sobre os OKRs ▪ Compilação de um conjunto de técnicas Andy Grove e equipe criam os OKRs. Logo depois a técnica começou a ser usada pela recém criada Google e se popularizou; ▪ Empresas de todos os portes usam incluindo Google, Intel, LinkedIN e Requisito Tecnologia; ▪ Benefícios ▪ Dão clareza no alinhamento estratégico da empresa ▪ Foca em resultado e não em esforço ▪ Planejamento é participativo e todos passam senso de cocriação e de responsabilidade ▪ Ajuda na tomada de decisões baseada em dados em detrimentos de opiniões ▪ Provoca aprendizado e melhorias constantes
  • 77. Sobre os OKRs ▪ Objetivos devem ser ambiciosos e inspiradores ▪ Resultados chave precisam ser quantitativos para serem mensuráveis ▪ Devem ser uma janela de tempo, normalmente trimestral ▪ 3 a 5 objetivos por organização ▪ 3 a 5 resultados e atividades por objetivo, cada objetivo pode, por exemplo, ser de um departamento da empresa ▪ Cada departamento deve criar seus OKRs a partir dos OKRs gerais da empresa
  • 78. Aplicação do OKR ▪ Visão e missão claros são preponderantes para efetividade dos OKRs ▪ Todos os envolvidos devem conhecer os OKRs, logo precisam de divulgação ▪ Cada pessoa envolvida deve atualizar seus OKRs com percentuais de conclusão 0 a 100% ▪ Ao final de cada trimestre os objetivos devem ser revisados ▪ Deve se evitar incluir novos objetivos no meio do ciclo para que a empresa tenha foco ▪ Os objetivos devem ser ambiciosos, mas devem ser exequíveis
  • 79. Aplicação do OKR ▪ Cada objetivo deve ser avaliado periodicamente atribuindo-se uma nota pela média da conclusão de seus resultados chave ▪ Notas 100 frequentes indicam que os objetivos não estão ambiciosos, a meta é de 60 a 70% ▪ Notas baixas não devem ser usadas como punição, mas sim como aprendizado para o próximo trimestre ▪ Utilizar OKRs como bonificação de equipe fará com que os objetivos não sejam ambiciosos
  • 81. Google Blogger exemplos de avaliação de OKRs
  • 83. Design de Produto por André de Paula Ramos | http://linkedin.com/in/andrepr