Adultez e envelhecimento2

2.645 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adultez e envelhecimento2

  1. 1. Curso de PsicologiaProfª. Viviane Medeiros Pasqualeto
  2. 2.  Processos intelectuais em auge Taxa de declínio variável... Fatores ambientais, modo de vida, hereditariedade Memória Mudança desenvolvimental – reorganização da estrutura de pensamento – REFLEXIVO e PÓS-FORMAL
  3. 3.  Forma mais pragmática de pensamento: todo adulto aprende a solucionar os problemas e a enfrentar os desafios associados aos papéis que ele está desempenhando e ao trabalho que realiza... É basicamente impossível abordar todos os problemas a cada dia, com um pensamento operacional formal total. Mudança na forma de compreensão: abandono de um modo mais analítico (com foco nos fatos e nas respostas claras) para um modo que confia mais na imaginação e na metáfora, estando aberto a paradoxos e incertezas.
  4. 4.  Menos certezas – escolhas Compreensão da impossibilidade da certeza Sentimentos ambivalentes Relativismo – não há verdade absoluta ◦ A força motriz para estas mudanças é tanto a exposição as visões de outras pessoas, quanto a experiência com os tipos de dilemas da vida real, para os quais não há respostas definitivas e corretas.
  5. 5.  Forma complexa de cognição “consideração ativa, persistente e cuidadosa” das informações ou crenças, levando em conta evidências que as sustentam e as conclusões que a elas levam... Pensadores reflexivos questionam continuamente os fatos supostos, fazem inferência s e conexões Imagina-se que este pensamento surge entre 20-25 anos
  6. 6.  Estágio superior da cognição adulta Recorre à experiência subjetiva e à intuição Flexível, aberto, adaptável e individualista Relativista O pensamento imaturo vê preto e branco, o pensamento pós-formal vê tons de cinza Pesquisas a partir de 1970... Sugerem que o pensamento maduro pode ser mais rico e mais complexo do que o descrito por Piaget. Capacidade de lidar com a incerteza, inconsistência, contradição, imperfeiçã o e tolerância.
  7. 7.  Critérios do pensamento pós-formal (Jan Sinnot, 1984, 1998, 2003) ◦ Mudança de marcha (capacidade de transitar entre, no mínimo, dois sistemas lógicos diferentes e se deslocar para frente e para trás entre o raciocínio abstrato e as considerações práticas da realidade – “isso pode funcionar no papel, mas não na vida real”) ◦ Definição do problema (capacidade para definir se um problema se situa dentro de uma categoria de problemas lógicos e definir seus parâmetros – “esse é um problema ético, não legal”) ◦ Mudança de processo e produto (capacidade de ver se um problema pode ser resolvido por meio de um processo, com aplicação geral para problemas similares, ou por meio de um produto, uma solução concreta para um problema em particular – “eu enfrentei esse tipo de problema antes e foi assim que resolvi” ou “neste caso, a melhor solução disponível seria...”)
  8. 8.  Critérios de pensamento pós-formal (Jan Sinnot, 1984, 1998, 2003) ◦ Pragmatismo (capacidade para escolher melhor dentre diversas soluções lógicas possíveis e reconhecer critérios de escolha – “se quiser a solução mais barata, faça isso... Se quiser a solução mais rápida faça aquilo”) ◦ Soluções múltiplas (consciência de que a maioria dos problemas tem mais de uma causa, que as pessoas podem ter diferentes objetivos e que uma série de métodos podem ser usados em mais de uma solução – “vamos tentar do seu jeito, se não funcionar poderemos tentar do meu jeito”) ◦ Consciência do Paradoxo (reconhecer que um problema ou solução envolve conflitos inerentes – “fazer isso lhe dará o que ele quer, mas, no final, o fará infeliz” ◦ Pensamento auto-referencial (a consciência que uma pessoa tem de que deve ser o juiz de qual lógica usar)
  9. 9.  Estágio aquisitivo (infância e adolescência) Estágio realizador (final da adolescência, início dos 20 anos ao início dos 30) Estágio responsável (final dos 30 ao início dos 60) Estágio executivo (dos 30 aos 50 anos) Estágio reorganizacional (meio da vida e início da vida adulta tardia) Estágio reintegrativo (vida adulta tardia) Estágio de criação de um legado (adultos muito idosos)
  10. 10.  Salovery e Mayer (1990) - Capacidade de reconhecer e lidar com os próprios sentimentos e os sentimentos dos outros Goleman (1995) acrescentou qualidades como otimismo, consciência, motivação, empatia e competência... SUCESSO Emoção influi no sucesso em todas as fases da vida, mas na vida adulta, com os desafios cruciais, fica mais evidente o papel das emoções  http://www.youtube.com/watch?v=CXp_3YXFnsE  http://www.youtube.com/watch?v=2m9YDpI5E4Y  http://www.youtube.com/watch?v=R9jlwGBctSc
  11. 11.  Goleman cita competências que fundamentam a inteligência ◦ Autoconsciência ◦ Autogestão ◦ Consciência social ◦ Gestão de relacionamentos ◦ Inteligência emocional não é o oposto de inteligência cognitiva. Algumas pessoas têm elevado nível de ambas.
  12. 12.  Quem é a pessoa mais inteligente que você conhece? Por que você acha essa pessoa excepcionalmente inteligente? Você pediria orientação a essa pessoa a respeito de um problema pessoal? Exemplo de pessoas inteligentes...
  13. 13.  Distúrbios da menstruação ◦ TPM – transtorno que produz desconforto físico e tensão emocional durante as duas semanas anteriores ao período menstrual (fadiga, dor de cabeça, inchaço, dor nos seios, mãos e pés inchados, dilatação abdominal, náusea, cólicas menstruais, constipação, desejo por certos alimentos, ganho de peso, ansiedade, depressão, irritabilidade, variações de humor, propensão ao choro, dificuldades de concentração e memória) –  resposta ao aumento de hormônios femininos (estrogênio e progesterona) e também do hormônios masculino testosterona e da serotonina.  Não está presente na gestação ou depois da menopausa.  Às vezes confundida com dismenorréia (menstruação dolorosa) – as cólicas menstruais atingem adolescentes e mulheres mais jovens, enquanto a TPM é típica nas mulheres com mais de 30 anos.  http://www.youtube.com/watch?v=buFJAqqv3yg
  14. 14.  Doenças sexualmente transmissíveis ◦ Sífilis - Transmitida pela bactéria Treponema pallidum, é uma doença com evolução crônica (lenta) com surgimento de um cancro duro (lesão) nos órgãos genitais e posterior aparecimento de lesões espalhadas pelo corpo. Quando generalizada, causa complicações cardiovasculares e nervosas, desencadeando nas mulheres o aborto ou o parto prematuro. Gonorréia - O contágio pela bactéria Neisseria gonorrheae, provoca a inflamação da uretra (canal urinário), pode alastrar-se para outros órgãos causando complicações como: artrite, meningite e problemas cardíacos. Tricomona – Causada pelo protozoário do gênero Trichomonas Donne, atinge, principalmente, o aparelho digestivo e genital, causando inflamação do canal vaginal, nas mulheres, e da uretra nos homens. Clamídia - O contágio pela bactéria Chlamydia trachomatis provoca inflamação dos canais genitais e urinários. Nas mulheres, pode ocasionar a formação de abscessos (obstruções com dilatação), infertilidade e dores pélvicas. Nos homens pode provocar esterilidade. AIDS – Síndrome da imunodeficiência humana (HIV), transmitida por um retrovírus que destrói as células de defesa (linfócito T), resultando na baixa imunidade do organismo que fica suscetível a outras infecções. Dentre os sintomas iniciais destaca- se: fadiga, febre, distúrbios do sistema nervosos central, inchaço crônico dos gânglios linfáticos e o surgimento de vesículas avermelhadas na derme.
  15. 15.  Fertilidade ◦ Maternidade adiada... Vários fatores  A disponibilidade e a eficácia dos vários métodos contraceptivos também têm um papel importante. Atualmente os casais pensam mais antes de ter filhos, e a tendência é que as famílias sejam menores. ◦ A idade de maior fertilidade para as mulheres é entre os 20 e os 24 anos.Com o passar do tempo, as chances de engravidar caem drasticamente, e a probabilidade de enfrentar problemas de fertilidade aumenta de forma significativa. ◦ Os homens continuam férteis por bem mais tempo, mas a fertilidade masculina também é afetada pela idade, embora de modo menos radical.
  16. 16.  Infertilidade ◦ Define-se infertilidade conjugal como a ausência de gravidez após 12 meses de relações sexuais regulares sem uso de método anticoncepcional. ◦ Este limite de tempo é importante pois, após 1 ano sem conseguir engravidar, o casal deve procurar assistência médica para uma avaliação adequada. ◦ Quando a mulher tem 35 anos ou mais deve procurar ajuda após 6 meses de tentativa. ◦ Outros exemplos são naqueles casais onde há uma suspeita de alteração inicial, como presença de menstruações irregulares, Síndrome dos Ovários Policísticos, endometriose, infecção pélvica prévia,, laqueadura tubárea ou vasectomia. ◦ A infertilidade não é um problema raro e atinge cerca de que 15% dos casais.
  17. 17.  Principais causas de infertilidade são: Fatores femininos ◦ Problemas na ovulação (fator ovulatório) ◦ Alterações tubárias (fator tubário) ◦ Alterações no útero (fator uterino) ◦ Endometriose. Fatores masculinos ◦ Problemas na formação, no transporte ou na ejaculação dos espermatozóides.
  18. 18.  Fatores de risco Baseada nos principais fatores da infertilidade, a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva estabeleceu quatro cuidados principais: Idade: não deixar para engravidar tarde Doenças sexualmente transmissíveis: prevenir e tratar rapidamente Peso: evitar baixo peso ou obesidade Tabagismo: parar de fumar, pois o cigarro reduz a fertilidade.

×