SMAM@MOZ.COM
1
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
INTRODUÇÃO
Introduzimos o presente trabalh...
SMAM@MOZ.COM
2
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
CLASSE REPTILIA (RÉPTEIS)
Os répteis (do l...
SMAM@MOZ.COM
3
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Possuem o corpo alongado, cabeça curta e p...
SMAM@MOZ.COM
4
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Fosseta Loreal Ausente Presente
Ilustraçõe...
SMAM@MOZ.COM
5
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
 São animais ectotérmicos;
 Os órgãos do...
SMAM@MOZ.COM
6
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Sistema nervoso
Sistema circulatório
O Cor...
SMAM@MOZ.COM
7
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Sietema reprodutor
 Dióicos
 Fecundação ...
SMAM@MOZ.COM
8
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
A fecundação dos répteis é interna e geral...
SMAM@MOZ.COM
9
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Os ovos e juvenis de répteis são important...
SMAM@MOZ.COM
10
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
CONCLUSÃO
O presente trabalho de biologia...
SMAM@MOZ.COM
11
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
- Conquista definitiva do ambiente terres...
SMAM@MOZ.COM
12
asimoesmoises@yahoo.com
simoesmoisesa@gmail.com
+258 820 855 469
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Smam@repteis

467 visualizações

Publicada em

É importante para nos a realização do trabalho visto que os Répteis fazem parte da grande
biodiversidade existentes no reino animal, e contribuem para a manutenção do equilibro
ecológico na terra. Os répteis têm o corpo recoberto por uma pele seca e praticamente impermeável. As células mais superficiais da epiderme são ricas em queratina, o que protege o animal contra a desidratação e representa uma adaptação à vida em ambientes terrestres.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Smam@repteis

  1. 1. SMAM@MOZ.COM 1 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 INTRODUÇÃO Introduzimos o presente trabalho de biologia, que nos foi dado pela professora de biologia no mês de Agosto de 2013,com o tema RÉPTEIS. É importante para nos a realização do trabalho visto que os Répteis fazem parte da grande biodiversidade existentes no reino animal, e contribuem para a manutenção do equilibro ecológico na terra. O trabalho tem como objectivo de esclarecer-nos alguns assuntos relacionados com o tema, como:  Definição  Ordens da classe reptilia  Características gerais  Modo de vida  Reprodução  Importância Para a obtenção de informações que o trabalho apresenta, tivemos como fonte, as referencias bibliográficas que constam na parte final do trabalho. Como o fruto de investigação, criticas e sugestões são bem vindas para o melhoramento e consolidação do tema. Esperamos que depois da apresentação à turma, aprendamos mais e nos beneficiemos aso outros também.
  2. 2. SMAM@MOZ.COM 2 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 CLASSE REPTILIA (RÉPTEIS) Os répteis (do latim reptilis = rastejar) são vertebrados com o corpo revestido por escamas de origem epidérmica, respiração pulmonar e coração dividido em três (3) ou quatro (4) cavidades: duas (2) aurículas e um ventrículo parcialmente dividido. A ciência que estuda os répteis chama-se herpetologia. Os répteis são também amniota, são considerados os mais bem-sucedidos na evolução dos vertebrados por que muitos dos seus grupos preexistiram no tempo. A classe dos répteis apresenta quatro (4) ordens:  Ordem Quelonios ou Chelonia – apresentam corpo largo ou curto, protegido por uma couraça ou carapaça, sem dentes, mais possuem uma estrutura córnea formada pelas Maxilas inferior e superior, parecida com bico de aves. Exemplo: Cagado, Tartaruga e Jabutis.  As Tartarugas são aquáticas, com as patas em forma de nadadeiras; Os Jabutis são terrestres, em quando que os Cágados vivem em água doce. Ilustrações  Ordem dos Sáurios ou Lacertílios – animais caracterizados por fiadas de escame na face ventral, geralmente com membrana, fenda cloacal transversal, dentes ao reborde das Maxilas. TARTARUGA JABUTI CÁGADO Marinha ou água doce Casco mais elevado que o dos cágados Não dobra pescoço para o lado Terrestre Água doce Casco achatado e pescoço mais longo que as tartarugas Membranas interdigitais
  3. 3. SMAM@MOZ.COM 3 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 Possuem o corpo alongado, cabeça curta e presa ao corpo por um pequeno pescoço. Têm quatro membros, sendo os anteriores mais curtos do que os posteriores. Mudança de cor movimentos oculares independentes cauda preênsil. Exemplo: Lagartos, Lagartixas, Camaleões e Iguanas. Ilustrações:  Ordens dos Ophideos (Ofídio) – são animais desprovidas de membros, uma só fiada de escama na face ventral, às vezes brilhantes, às vezes opacas, dentes ao redor dos maxilares. Exemplos: Cobras ou serpentes e víboras As serpentes são classificadas em dois grupos básicos: as peçonhentas, isto é, aquelas que conseguem inocular seu veneno no corpo de uma presa ou vítima; e as não peçonhentas, não conseguem inocular o seu veneno. Vivem em diferentes habitantes, inclusive em ambientes urbanos. Características Não-peçonhenta Peçonhenta Cauda Longa (afina lentamente) Curta (afina abruptamente) Cabeça Arredondada, pouco destacada do corpo e com grades escamas formando placa Triangular achatada, bem destacada do corpo e coberto por escama pequenas Olhos Com pupilas arredondadas Com pupilas em fenda vertical Escamas da cabeça Grandes Pequenas Escamas do corpo Achatadas e lisas Com nervuras, ásperas e arestas
  4. 4. SMAM@MOZ.COM 4 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 Fosseta Loreal Ausente Presente Ilustrações  Ordem Crocodilia – animais com dentes implantados em alvéolos, fenda cloacal longitudinais, dorso com placas ósseas. Exemplo: Crocodilo, Gavialidae e Jacaré. Crocodilos têm a cabeça mais estreita, quando fecham a boca aparecem alguns dentes. Jacarés têm a cabeça mais larga e arredondada, quando fecham a boca os dentes não aparecem,  o Gavialidae tem uma boca fina e comprida. Possuem o corpo alongado, cabeça curta e presa. Ilustrações CARACTERÍSTICAS GERAIS  A sua principal característica é locomoção rastejante;  O Tegumento consiste na pele seca, escamas, córneas de origem epiderme;  A pele não possui glândulas e, por vezes as escamas epidérmicas são reforçadas por placas ósseas de origem dérmica, como nos crocodilos;
  5. 5. SMAM@MOZ.COM 5 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469  São animais ectotérmicos;  Os órgãos dos sentidos estão representados pelos olhos protegidos por pálpebras. A membrana do tímpano é externa;  O esqueleto é bem desenvolvido, tem cinco (5) dedos (lagartos, crocodilo, quelonios ou são ápodes (serpentes);  Possuem dois pares de extremidades, desprovidas de cinco (5) dedos, com garras cárneas; podem correr rastejar trepar e nadar;  A boca é constituída por dentes, que servem para reter e cortar presas;    Vivem em ambientes terrestres (secos) ou alguns são aquáticos  São tetrápodes (com a excepção de cobras) Sistema respiratório Por ter uma pele praticamente impermeável, os répteis conseguem respirar pelos pulmões. Sistema excretor O sistema excretor é constituido por rins.
  6. 6. SMAM@MOZ.COM 6 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 Sistema nervoso Sistema circulatório O Coração está dividido em três (3) cavidades (Duas aurículas, um Ventrículo) ou quatro (4) cavidades (duas aurículas e dois ventrículos).A circulação sanguínea é completa (4 cavidades) nos crocodilos e é incompleta (3 cavidades) nos outros répteis, o sangue arterial se mistura ao sangue venoso no corpo dos répteis. Também é dupla e fechada. Sistema digestório O esófago e o estômago são dilatados, permitindo a digestão de presas grandes. O intestino termina na cloaca, isto é a digestão é completa. Geralmente engolem as presas internas - Cerebelo desenvolvido (aquáticos) - Boa visão (camaleão) - Língua bífida (capta cheiro) - Fosseta loreal (capta calor)
  7. 7. SMAM@MOZ.COM 7 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 Sietema reprodutor  Dióicos  Fecundação interna  Desenvolvimento direto  Ovíparos e ovovivíparos Sistema Epitelial  Pele seca e espessa (queratinizada)  Escamas e placas ósseas  Poucas glândulas (acasalamento e proteção) MODO DE VIDA Os répteis estão em todos os continentes mais predominadamente nas florestas, onde encontra-se plantas superiores, constituída de árvores cujas flores unissexuais e nuas; vivem nas regiões extremamente fria onde encontra-se variável grupo de vegetais, pois o frio deste lugar impede que esses animais consigam sobreviver por lá, por isso habitam ambientes quentes e tropicais. São animais terrestres na maioria, e só entram na água para se refrescar ou caçar, como é o caso dos crocodilos e dos jacarés. Mas há outros que passam a vida quase toda na água, como acontece com as tartarugas marinhas e algumas cobras. Os répteis são animais carnívoros (alimentam-se de carne); algumas espécies são herbívoras (alimenta-se de erva) e outras são omnívoras (alimenta-se de carne e de erva). Eles possuem sistema digestório completo. Cobras e lagartos são úteis ao ser humano, pois caçam roedores e outros animais que prejudicam a agricultura e causam doenças ao homem. A água é necessária ao metabolismo dos répteis e a humidade é um factor importante no processo de troca de pele que sofrem. Em geral os repteis vivem em ambientes terrestres e alguns aquáticos. REPRODUÇÃO Os répteis têm reprodução sexuada, com desenvolvimento dos filhotes em ovos externamente ao corpo das fêmeas. A maioria é ovípara, sendo alguns vivíparos ou ovovivíparos. Formam ovos com casca grossa que impedem sua desidratação e seus filhotes têm desenvolvimento directo, isto é, já nascem com a forma que terão na fase adulta.
  8. 8. SMAM@MOZ.COM 8 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 A fecundação dos répteis é interna e geralmente com órgãos copuladores (pénis nos crocodilianos ou hemipênis nos lagartos e cobras, permitindo a transferência directa do esperma para o interior do corpo da fêmea). Os ovos de répteis são grandes e muito ricos em vitelo, com cascas córneas ou calcárias e anexos embrionários – ovos amnióticas. Estes ovos são geralmente postos em covas, rodeados por vegetação em decomposição que os mantêm quentes mas podem ser retidos pelas fêmeas durante o desenvolvimento, como em certas cobras e lagartos. Nestes casos, nascem juvenis totalmente formados (viviparidade ou oviviviparidade). Apesar da reprodução sexuada ser dominante, existem numerosos casos de partenogênese (a fêmea produz ovos sem que haja fecundação, originando clones de si própria) nos répteis, principalmente em lagartos e numa espécie de cobra. O desenvolvimento é sempre directo. São raros os cuidados parentais entre os répteis, com excepção dos crocodilos (cuja protecção pode prolongar-se por mais de 2 anos) e algumas espécies de lagartos. Os répteis possuem duas inovações que selaram a conquista do ambiente terrestre pelos vertebrados: a fertilização dos óvulos dentro do corpo feminino e o desenvolvimento do embrião fora do corpo, mas dentro de uma casca protectora contra o dessecamento. Além do saco vitelínico, esse ovo possui também um reservatório de água (chamado saco amniótico) e um local para eliminar as excretas (o alantóide). A quantidade de vitelo (suprimento de nutrientes como proteínas, carboidratos e lipídios) dos ovos das diferentes espécies de vertebrados é variável. O vitelo é produzido pela fêmea quando ela produz os óvulos para serem fertilizados. IMPORTÂNCIA DOS RÉPTEIS Os répteis são importantes: Na economia
  9. 9. SMAM@MOZ.COM 9 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 Os ovos e juvenis de répteis são importantes nos recursos alimentar de outros répteis, aves, mamíferos. A carne de jacarés, lagartos e até serpentes pode ser consumida como fonte de proteína. Além disso, o couro ou pele dos crocodilos e serpentes é utilizado como matéria de artigos do vestuário. Eis alguns exemplos: pastas, cintos, sapatos, carteiras. o intenso uso desses animais já causou grandes matanças e ainda hoje os répteis sofrem principalmente em função da falta de conhecimento da população em geral. O jacaré por apresentar uma carne mais magra, bastante saborosa, com baixo nível de colesterol, é utilizada para o preparo de pratos exóticos. Na gastronomia, ela é bastante apreciada no pantanal mato-grossense. Atualmente a indústria brasileira vem aumentando a produção mediante a criação desse animal em cativeiro, inclusive para a importação. Na ecologia Assim como todos os componentes de um ecossistema, os répteis são membros fundamentais para o equilíbrio do ambiente onde se encontram, e é importante para a manutenção dos processos ecológicos. Na medicina Algumas características dos répteis podem auxiliar o ser humano. Muitas serpentes possuem glândulas que produzem veneno. A composição do veneno varia entre as espécies e é grande fonte de matéria-prima para a indústria farmacêutica. . Substâncias extraídas de animais são utilizadas na medicina tradicional de todas as partes do mundo. O veneno das serpentes apresenta diferentes componentes e proteínas variadas com potencial médico-científico, podendo ser utilizada como modelo para o desenho de novos fármacos de aplicação na medicina, entre elas: A extração de várias toxinas retiradas da peçonha da serpente, a exemplo de agentes inibidores da coagulação sanguínea, que são substâncias utilizadas no tratamento de pessoas acometidas por doenças cardiovasculares. Há trabalhos que relatam o tratamento de várias doenças como câncer e esclerose múltipla. São, portanto, exemplos de princípios ativos extraídos da peçonha das serpentes. As toxinas de algumas espécies de cobra podem conter substâncias bioativas como relaxante muscular e neuromotora. Também podem ser utilizadas na fabricação de anestésicos.
  10. 10. SMAM@MOZ.COM 10 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 CONCLUSÃO O presente trabalho de biologia falou da classe Reptilia (Repteis) do Reino Animal, aprendemos que: Os Répteis são animais vertebrados caracterizados por possuírem escamas de ordem epidérmica, respiração pulmonar, ovíparos (na maioria). Esta é a classe das cobras, lagartos, jacarés, Cagados, Crocodilos tartarugas, lagartixas. Apresentam sistema respiratório, digestivo, circulatório, nervoso, reprodutor, são dióicos, não dependem da água para a sua reprodução. Os répteis vivem em ambientes terrestres e alguns aquáticos, são animais carnívoros (alimentam-se de carne); algumas espécies são herbívoras (alimenta-se de erva) e outras são omnívoras (alimenta-se de carne e de erva). Eles possuem sistema digestório completo. Os répteis na medicina são importantes, por exemplo As toxinas de algumas espécies de cobra são utilizadas na fabricação de anestésicos. Na economia os repteis tem importancia,por exemplo a pele dos crocodilos e serpentes é utilizado como matéria de artigos do vestuário. Eis alguns exemplos: pastas, cintos, sapatos, carteiras. Os répteis são membros fundamentais para o equilíbrio do ambiente onde se encontram, e é importante para a manutenção dos processos ecológicos. Esperamos que os outros também possam se beneficiar do tema. - Seres rastejantes
  11. 11. SMAM@MOZ.COM 11 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469 - Conquista definitiva do ambiente terrestre - Fecundação interna - Ovo com casca (evita a desidratação) - Anexos embrionários: âmnion e alantóide - Pecilotermos BIBLIOGRAFIA • SONIA, L.; SERGIO, R. Biologia Volume único. São Paulo: Editora Saraiva, 7 tiragem, 2008. LINHAR, (online) • ES, S.; GEWANDSZNAJDER, F. Biologia hoje- Os seres vivos. v-2. 1. ed. São Paulo: Editora Ática, 2011, (online) • SOARES, J.L. Dicionário etimológico e circunstanciado de Biologia. 1. ed. São Paulo: Editora Scipione, 2004, (online) • MUATUCA, Simões Moisés Arnado, Biologia 1a ed. 1o ano, Nampula-Mocambique, 2013,(online) • PIRES, Cristiano, Pre-Universitario-Biologia 11a ; 1a ed, Maputo, Longman Moçambique, 2010, PP. 124 – 131 • MULLER, Susann, Biologia 11a classe 1a ed, Maputo, texto editores, Lda. –Moçambique, 2010, P. 104
  12. 12. SMAM@MOZ.COM 12 asimoesmoises@yahoo.com simoesmoisesa@gmail.com +258 820 855 469

×